RetroCast #14 – A culpa é dos impostos sim senhor!


retrocast-14-impostos

E mantendo a promessa de 2 RetroCats por mês, cá está o RetroCast #14 para vocês, caros amigos retroaventureiros! E o assunto desta edição é nada mais nada menos que a fatídica saída da Big N do Brasil por tempo indeterminado devido aos altos (para não dizer absurdos) impostos praticados pelo nosso governo, uma verdadeira bomba gamística que foi vista e comentada pelo público geral de vários ângulos e ânimos diferentes, mas que acima de tudo, mostra a enorme fragilidade do mercado nacional de games.

Nesta edição, estão presentes os RetroPlayers Sabat (que vos escreve), TH, Cadu, Senpai, Ivo e Ska, e esperem por um RetroCast bem apimentado e cheio de opiniões fortes sobre o atual cenário político e econômico de nosso país que, em verdade, é liderado por pessoas que não estão nem aí para os gamers brasileiros e sua única reivindicação: impostos mais justos para o setor.

Então pessoal, ouçam este novo episódio e não deixem de postar os seus comentários! Feedbacks são muito bem vindos, pois queremos sempre aumentar a qualidade do negócio ^^ ! Se você gostou, nos diga, e se não gostou diga também!!

Bom RetroCast a todos!!

Clique para ouvir, ou botão direito em Download para salvar!

.

Conteúdo Relacionado:

Saída da Nintendo do mercado nacional de games

ACIGames

Smooth McGroove: Mario Kart 64 – Rainbow Road Acapella

RetroCast, de ancião pra caduco ^^

Fim


Sobre Sabat

Editor Chefe do RetroPlayers, Redator e Editor nos Livros e Revistas WarpZone, Podcaster e editor de áudio, Saudosista, e Analista de Informática porque algo tem que dar dinheiro né!
Adicionar a favoritos link permanente.
  • Leandro alves

    acho que os motivos foram mais além que os “impostos”. e tem muitos comentários por aí de tipo:” a culpa é do PT e tals”. tanto faz quem tivesse ganhado a eleição, a empresa iria sair de qualquer maneira. o que acho curioso é que supostamente a Nintendo tem mais grana do que a Microsoft e a Sony juntas? então porque ela desistiu tão fácil daqui? eu sei que a as concorrentes tem outros produtos para ficar por aqui e se sustentar, mas a Sony não estava na banca rota? (pelo menos é o que falam) e porque então ela permanece aqui?

    eu não quero ser chato, mas é como uma maioria fala por aí, a Nintendo meio que não deu muita bola para o Brasil. pelo menos não atualmente. antes tinha aquela parceria com a Gradiente e a Playtronic, o que houve com essa união? e esperava jogos dublados na nossa língua e no máximo só colocou uns jogos em pt-br no máximo…e nem vou falar na tal da Eshop.

    aí vem o cara que se acha “cool” que sabe algumas palavras em inglês e se acha americano por isso: “ah, não tem de traduzir nada, a língua mundial é o inglês e bla-bla-bla.”

    o que respondo não é nem pela EXCELENTE comodidade de entender o enredo de algo sem precisar traduzir, mas para nos dar a impressão que a empresa se importa com o nosso país. tinha aquele boato que iam buscar um tradutor brasileiro para os jogos e cadê?

    sei que a Nintendo (acho eu) que vai voltar um dia para cá, mas não esse ano e nem no próximo. talvez quando apresentar um novo console, ela faça as pazes com o país.

    e sobre o comercio de jogos…ah, tem a opção de importar e tals. mas vai ter bem menos jogos nas prateleiras da Saraiva da minha cidade, por exemplo.

    • Opa Leandro XD Beleza? XD

      Quanto a Sony, sim,ela está de mau a pior, e por isso, ninguém sabe se ela vai insistir por muito tempo aqui. No mínimo, na pior das hipóteses, ela está aqui ainda pq montaram uma estrutura caríssima para isso, e não podem abandonar pois isso seria admitir o negócio mau feito!

      Mas quanto a dar bola ou não cara, não esqueça o passado kk quando foi que M$ e Sony deram bola para o Brasil no quesito GAMES? Nunca, começaram só agora nesta geração, e muito mais a Microsoft que a Sony. Isso é algo que eu nem discuto: Nintendo sempre esteve no Brasil lançando seus jogos e aparelhos de maneira oficial, licenciando produtos oficiais da empresa como bonecos, gadgets, acessórios, e até a linha de bonecos para nosso Mac Donalds eles trouxeram (e eu tenho todos kkk). No lançamento de Mario 3D Land eles enviaram o Charles Martinet para o Brasil pra promover o jogo e foi uma coisa de outro mundo, e em 2013 o Reggie Fils Aime veio ao Brasil e alertou sobre tudo isso: disse que o Brasil possuía um potencial enorme que era freado pela burocracia, pelos impostos, e pelo “preconceito” que o videogame ainda sofre no país vindo do pessoal que comanda a coisa.

      Agora maninho, esquece isso de “a empresa se importa ou não importa”, parecemos uns coitados falando assim. Eles se importam é com o seu dinheiro, se o dinheiro não entra, esquece, é igual seu plano de saúde: eles sim deveriam se importar com você, mas para de pagar pra ver se eles te atendem. Quer um exemplo melhor, para de pagar a PSN pra ver se seus jogos continuam acessíveis ^^ E se vc soubesse o que a Sega pretende fazer este ano para ganhar dinheiro… vc ficaria aterrorizado. Traduções maninho, Batman, Assassins Creed, Scribblenauts, e até o ZombiU tem tradução para o PT BR isso entre outros. São os mesmos games da Sony e Microsoft, não é ELES que traduzem, são as thirds, e se elas tem escritório aqui, vão traduzir o game, simples. Reclamar de tradução é besteira, nunca ouvi essa do “cool” aí kkkk pra mim é novidade kkkkkk

      É grana cara, e é como dissemos: o risco de principalmente a Sony cair fora do mercado nacional é grande justamente pela falta de lucros. Mas pode ter certeza que a Nintendo vai voltar sim, você perguntou sobre a Gradiente e a Playtronic, e foi a mesma coisa. A Playtronic era uma junção da Gradiente com a Estrela, durou até os lucros caírem. Acabou, ela foi embora, mas não havia essa tal de Internet pra gerar polêmica. Mesma coisa mais tarde com a Gradiente: durou e quando a Gradiente ficou mau das pernas, a Nintendo mais uma vez vazou, mas o que se disse naquela época foi “A NINTENDO ESTÁ SEM REPRESENTANTE NO BRASIL NO MOMENTO”, que na boa, quer dizer a mesma coisa que agora mas com um peso menos sensacionalista. ^^ Logo ela está de volta, melhor estruturada e pagando menos imposto, isso é certo, pois enquanto isso não acontecer, ela não volta, e a culpa, kkk é dos impostos ^^

      • Rogerio Ap Silva de Andrade

        Sobre a questão da Sony, eu diria que talvez ela mesma já esteja desistindo do mercado brasileiro e mantém o PS4 nas grandes lojas por mera formalidade. Todos sabem que o preço de R$ 4000 é impraticável para os padrões nacionais e que todos vão preferir comprar o importado. O Vita praticamente desapareceu das grandes lojas e é difícil até achar jogos pra ele.

        O ambiente de negócios no Brasil piorou bastante, especialmente após as eleições, várias empresas estão deixando o país ou reduzindo severamente seus investimentos aqui. A área de hotelaria, de energia e de telecomunicações foram as mais afetadas. O país perdeu bilhões de reais em investimentos diante do pessimismo em relação à continuidade do governo de Dilma Roussef – pessimismo que vem aumentando com o desempenho horrível da nossa economia em tão pouco tempo e com tantas denúncias de dinheiro vazando pelas estatais e dívida publica catastrófica.

        Sem um ambiente favorável a negócios – e no Brasil o governo ainda vê o mercado de games como algo “periférico” (que não merece atenção) a última coisa que podíamos esperar era de ter jogos traduzidos……

        • Pois é Rogério. Enquanto o governo não der atenção para esse mercado, enquanto eles não perceberem o tamanho monstruoso e o tamanho da receita que ele pode gerar, esquece, vai continuar essa porcaria.

      • Fala aí Sabat! Parabéns por trazer à nós um excelente cast com um assunto sério e pertinente para gamers como nós. Vou tecer alguns comentários humildes à respeito disso tudo, embora concordo totalmente com sua opinião à respeito: Muitos economistas em 2014 alertaram sobre esse possível aumento de impostos, e que havia possibilidade de muitas empresas acabarem saindo daqui devido à isso, e a Nintendo foi uma delas, simples assim. Confesso que essa da Sony estar mal das pernas é nova pra mim mas não duvido que seja resultado disso tudo. E, putz… eu já li e ouvi muita coisa sobre o fato da Nintendo “não dar bola pra gnt”, e sinceramente, isso é chato… Acredito que a Nintendo mesmo com dificuldades de estabelecer um mercado sólido aqui ela sempre disponibilizou seus produtos, e pelo menos isso já era alguma coisa. Quanto ao mimimi do pessoal falar sobre “Nintendo nunca fez tradução de seus jogos pra PT-BR”, sinceramente… que coisa mais besta, véio… Parece que o pessoal tem preguiça de pegar um dicionário de Inglês-Português pra arriscar, cara… Acredito que essa mania vem dessa nova geração de gamers que quer tudo mastigadinho, só no ponto de engolir.
        Bom, quanto ao destino da Nintendo aqui, esperamos que ela volte, afinal de contas, certas marcas como a de Biscoitos Oreo, Kit-Kat voltaram a atuar aqui, então por quê não a BigN?

        • EEEEEEEiiitaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa agora vai!!!!!!
          Tem tanta coisa pra governo se preocupar, tipo corrupção, segurança pública, saúde, mas não pq isso não dá dinheiro… O que dá é tacar imposto no povo!!! E FODA CARA!!!!!!

          Mas olha só, pior de tudo maninho, PIOR DE TUDO, é que eu tenho 3 títulos de WiiU em PT BR aqui… É mole? ZombiU, New Mario U, New Luigi U, e sei que existem muitos outros tipo os Batman, os Assassins Creed, e mais um monte de jogo de thirds multi plataforma. Nego fala de tonto mesmo, tanto por que aliás, como colocou e bem colocado o TH, PRA QUE MERDA EU VOU QUERER UM MARIO 3D WORLD TRADUZIDO??? Porra Oo

          Claro, seria massa demais ter Xenoblade Chronocles X em PTBR, mas até aí dizer que isso é motivo pra resmungar que a Nintendo não liga pro Brasil é muita mediocridade de opinião cara. Nem dá vontade de comentar.

          • Se há jogos da Nintendo em PT-BR, blz cara… agradeça a Deus por isso, mas se n tem, aí tem que mandar ver no dicionário, arriscar traduzir as parada e manjar dos paranauês… Pelo menos foi assim cmg, hahahahahaha…. N eh a toa q nosso inglês básico foi consolidado graças aos videogames.

          • Poisé, aliás, quem nunca né? kkkkkkkkkkkkkk

  • Wagner Potenza Junior

    Teste

  • Maxwel_Gamer

    Olá Sabat, tudo tranquilo ??? Já tô baixando o podcast, mas gostaria de deixar uma sugestão sobre a qualidade do audio em bits. Ao invés de deixar o arquivo com 192kbs, seria melhor deixa-lo em 96kbs, pois a diferença entre os dois é imperceptível durante o podcast e ajuda a ter um podcast mais leve, porque é tenso baixar um podcaste de 90 minutos e que pesa 120mb. Fica a dica. Abraços,

    • Opa Maxwel XD Pô cara, reclamando de espaço e tamanho de arquivo em pleno 2015??? Como assim?? kkkkkkkkkkkk Brincadeira velho, mas olha, definitivamente não, e peço desculpas por isso maninho!!!! Velho, tem diferença sim, e MUITA!! Experimenta ouvir pelo som do carro um áudio gravado a 96kbps e um a 192kbps ^^ Eu particularmente queria deixar em 320kbps kkkkkkkkkkkkkk

      Eu prezo demais pela qualidade cara, e a do áudio está inclusa. O Retrocast tem muita musica de fundo, a maioria de 8 e 16 bits, se eu gravar com menos qualidade, estoura tudo, os agudos ficam estridentes, não podemos ouvir muito alto que as vozes racham… Dá não XD

      • Maxwel_Gamer

        Sem problemas Sabat, até porque eu tenho um programa que modifica a qualidade do arquivo para 96kbs, só estou falando isso porque eu escuto no celular e para mim não faz muita diferença um podcast de 192kbs para um de 96kbs, até porque a maioria dos podcasts são em 96kbs (JurassiCast, Podtrash, Nerdcast, RapaduraCast). Abraços.

        Ps: Só estava falando do tamanho do arquivo porque eu tenho que fazer praticamente um Tetris virtual para colocar os podcasts que eu baixo num MicroSD de 8GB.

        • 96 é baixo demais mano é qualidade pior que o padrão 128 que eu já acho zuado kkk XD Bão, vou gravar em 160, pronto, assim ta jóia!!!

  • Realista

    a participação da nintendo no mercado brasileiro não deve nem chegar a 5%…
    pq investir em um mercado onde seus produtos são irrelevantes ?
    curto pra caramba a nintendo e sei que sou a ínfima minoria dos gamers brazukas
    há uma “ojeriza” recíproca entre gamers brasileiros e nintendo…
    impostos são uma desculpa furada da nintendo..

    • Vc não foi nada Realista maninho kkkk Brincadeira, mas eu não entendi: 5% de que?
      Impostos não são uma desculpa furada, são a realidade. Existe sim esse preconceito do publico no Brasil, que por sinal é culpa dela própria, mas as vendas dos produtos dela aqui pode ter certeza: superavam as vendas de jogos oficiais dos consoles novos das outras fabricantes e com folga. Só que isso não é suficiente para uma empresa que só tem games em seu ramo de atividade lucrar em um país com uma carga tributária tão alta como o Brasil. ^^

      • Realista

        simplesmente os consoles/jogos da nintendo não vendem no brasil…pq a nintendo iria perder tempo em um mercado que tem ojeriza a seus produtos ??

        • Não mano, os jogos de nintendo, microsoft e sony não vendem no Brasil. É capaz que os games da NIntendo (wiiu + 3ds) vendam até mais que os da Sony e da Microsoft pq quem compra para estes consoles ou compra digital ou compra importado, o que não conta como “mercado nacional” uma vez que só está movimentando dinheiro gringo, sem contar que quase ninguém tem esses aparelhos ainda no Brasil. A verdade é que mesmo que a Nintendo venda um pouco mais, isso ainda pra ela não traz lucro, e somando tudo de todas as plataformas, não dá um número que seja minimamente relevante para que o Brasil possa ser cotado como referência lá fora.

  • Emanuel

    Excelete retrocast! Chega a ser estranho encontrar conteúdo sobre games na internet nesse nível! Estou acostumado as choradeiras da criançada “maria vai com as outras”, onde o assunto gira exclusivamente em torno de gráficos, frames por segundo e “downgrade”.
    Compensa para a Nintendo entrar oficialmente no mercado brasileiro? Só se eles quiserem rasgar dinheiro. Boa parte dos “gamers” brasileiros repetem a ladainha “Nintendo só faz Mario e Zelda” ao mesmo tempo que só querem saber dos mesmos jogos (FPS e futebol). Pra mim quando alguem usa esse argumento eu vejo que nem vale a pena gastar vocabulário.
    Também tem os “zé-roela” que falam que a Nintendo só pensa no lucro. SIM! é ÓBVIO, toda empresa só existe pelo lucro! A Nintendo não é uma ONG, assim como a Sony e Microsoft também não são!
    Em contra-partida, uma coisa que acho que vale ser citada e que me deixa chateado com a Nintendo, é o fato de alguns jogos serem exclusivos no Japão. Pra mim, dói na alma não ter uma versão de Fatal Frame do wiiu para o ocidente. Enquanto tem gente chorando por não ter localização pt-br, eu me conformaria só com o inglês, mesmo não dominando o idioma de tanto que gosto dessa franquia.
    Abraço a todos e fico no aguardo do próximo!

    • Opa Emanuel, aqui é assim amigo, cada um aqui tem décadas de estrada no assunto ^^ gráficos são o de menos! kkkkkkkk

      Cara, isso é uma verdade: a Nintendo é uma das poucas empresas que continua com essa frescura na hora de ocidentalizar games. Lembra da briga que foi Xenoblade, Pandoras Tower e Last Story para Wii? Ela não queria mas foi meio que forçada a lançar os games, e a soma das vendas no resto do mundo superou em muito as do Japão, principalmente Xenoblade, que chega agora como um dos games mais aguardados do WiiU no ocidente. É conservadorismo demais, mas aos poucos eu vejo que ela vai se remodelando, se adaptando, com muito atraso, mas vai se adaptando com as novas regras do mundo. Só quero ver como vai ser esse novo sistema do site que entrará no lugar do Club… ta me cheirando a uma central de unificação de jogos para fazer crossbuy, e se for isso, vai ser FODA!

      E Tem jogos em PT BR sim cara: Assassins Creed, Batman, Mario U, Zombi U… Até isso tinha, mas o povo reclama sem saber.

      • Emanuel

        É difícil para nós ocidentais entendermos o conservadorismo da Nintendo. Pra nós eles parecem muito “cabeça dura” hehehehehe
        Mas o meu medo maior ainda seria a Nintendo se “ocidentalizar” para pegar um mercado maior e acabar como a Cega (pra mim é outra empresa). Prefiro os cabeças duras conservadores.
        Citando retrocasts anteriores, a Nintendo podia comprar a Sega e de quebra, a Capcom. Aí eu mudava pro japão e foda-se os impostos do Brasil hehhehehehe

        • Mandou bem na “Cega”, Emanuel.
          Essa daí tá merecendo ser malhada faz tempo, viu cara… e olha que eu sou muito fã da empresa… ou melhor, da SEGA… pq a Cega, cada vez mais Çega (sim, cega e errada)… essa daí não dá pra ser fã não.
          Quanto ao conservadorismo da Nintendo, reza a lenda que pessoas (físicas e jurídicas, digamos) de Kyoto são bem assim, totalmente cabeças-duras no sentido conservador. São coisas que a gente não consegue compreender, mas o duro é ver que de certa forma funciona pq eles tão sempre bem. Se entram em fase ruim, logo dão a volta por cima.
          Pra fechar o meu comentário: OBA! MAIS UM PRO TIME DOS QUE QUEREM QUE A NINTENDO COMPRE A SEGA! EEEEE! o/
          kkkkkkkkkkkk
          Aceito a Capcom indo de brinde! XD

  • Sou suspeito em falar kkkkkkkk!
    Excelente Cast. A verdade nua crua que os outros sites não tem a coragem de falar!!!

    • Valeu mano ^^ vamos gravar outro heim XD cade seu mic?????

  • entelexia

    Tipo… “vou embora por causa dos impostos”, é frase que ouço toda semana nas repartiçoes públicas.

    O que pega mal é uma empresa do porte da nintendo falar assim,como se fosse um dentista ameaçando deixar a cidade pra nao pagar ISS….

    Se o 4º mercado mundial de games nao compensa a adaptação, paciência. Mas acho que considerando o fato que todos que quiserem vao comprar importados de qqer jeito, acho que fizerem o que é mais cômodo.

    • Opa entelexia, beleza? XD
      Mas pega mau pro país né? Uma empresa do tamanho da Nintendo chegar e dizer “to saindo fora Brasil” pega mau é para o Brasil perante o resto do mundo, deixa outras empresas receosas de tentar a sorte aqui, e pode até mesmo encorajar as que estão aqui a fazerem a mesma coisa.
      Já esse negócio safado mentiroso de 4º mercado mundial de games a gente já explicou direitinho no cast né XD não ouviu ainda e ja ta comentando né safado? kkkkkkkkkkk

      • entelexia

        Eu deixo pra ouvir os casts de madruga, hua hua! Vamo la então,
        agora que foi devidamente “ouvido” o cast, comentarei o programa com detalhes.

        Como eu disse (e ainda acho isso), penso que uma firma grande
        como a Nintendo deveria se preocupar em NÃO falar publicamente como falaria um lobista de bastidores. Desrespeitar e falar mal das leis de um pais é algo q EU e VC podemos fazer, como pessoas comuns, mas q pega mal pra uma multinacional.

        Pegar mal pro Brasil? Não por isso! A percepção que o
        brasileiro tem do próprio país é muito diferente da que têm os
        estrangeiros e investidores. Qualquer empresa que vá se instalar no
        brasil, o faz com base em levantamentos muito sólidos, de longo
        prazo e abrangentes, os impostos não são novidades pra eles. Os estrategistas têm visão muito mais ampla. Justamente por isso a fala da Nintendo pega tão mal, considerando o porte da empresa.

        Quanto ao mercado, nao achei nenhum site que desse explicações
        detalhadas de como é o nosso ranking, mas se não somos um grande mercado, então nao há porque instalarem base aqui, independente dos impostos! Se somos um grande mercado, então é uma questão de pensar estrategicamente.

        Quanto ao auxílio da política para diminuição dos impostos:
        Podemos esquecer! A função desses impostos é justamente barrar
        importações, ou forçar uma “nacionalização” do mercado.
        Neste sentido, eles estão cumprindo seu “papel”. Se isso
        prejudica ou nao a economia no todo, eh coisa pros cabeções da economia debaterem.

        Mas veja bem, essas leis estão aí desde os anos 90! Quando eu
        jogava Rock n Roll Racing nas locadoras, já existiam esses impostos. Certamente nas varias vezes que a Nintendo se “instalou” ou “desinstalou” no Brasil, ela sabia disso. E, naquela época, quem
        tinha videogame em casa era de fato, MUITO privilegiado. Hoje em dia, é muito comum pessoas simples darem videogames ou celulares de 1.000, 2.000 réis pros filhos!

        Respondendo à pergunta feita por um dos casters na conclusão
        (ainda não diferencio todas as vozes), sinceramente se eu fosse da
        Nintendo, e pensasse no mercado brasileiro atualmente, eu diria:

        “Tira nossa representacao do Brasil, porque os gamers vao comprar nosso jogo de qqer jeito, independente de estarmos instalados no país ou nao. E se nao tivermos representacao, nem precisamos prestar assistencia , pagar contadores ou instalar SAC. Lucraremos do mesmo jeito, sem ter trabalho.”

        Reparem q nao estou tentando vilanizar a Nintendo. O que respondi
        aqui foi o que eu pensaria se fosse tomar decisões SOMENTE com base em “lucro”, como vocês sugeriram muitas vezes no cast que as empresas fazem. Mas existem várias formas de pensar uma empresa, que não seja SOMENTE por meio do lucro puro e simples. A credibilidade, o planejamento a longo prazo, a fidelização. Várias formas de buscar os mesmos objetivos.

        Infelizmente, acredito eu, a falta de interesse *estrategico* da Nintendo na adaptação para mercados menores é evidente. Eu diria até que é uma característica das empresas japonesas,pois a Sony sempre veio “com um pé atrás”. Comparemos com Microsoft e Samsung, ou com as empresas de MMO coreanas, que sempre pensam “globalmente”, e se preocupam em adaptar seus produtos e serviços.

        Nesse caso, não podemos fazer nada. Se eles (a Nintendo) irão atrás apenas do dinheiro, e os grandes mercados consumidores serão aqueles que tiverem mais $$$, estaremos fora da equação simplesmente porque não somos tão ricos quanto os gringos!

        Quanto ao pessoal da Acigames, não sei se o Moacir ainda responde pessoalmente os gamers, mas eu acho que ele é um cara razoável, valeria a pena uma entrevista.

        • Realista

          o/ o/ o/ o/ o/ o/ o/ o/ o/ o/ o/ o/ o/ o/ o/ o/ o/ o/

        • Rapaz, seria uma ótima uma entrevista com alguém de lá viu… quem sabe… Mas vamos ver se alguém responde, ai podemos conversar a respeito.

          Mas olha só maninho, vc mesmo disse que hoje é comum as pessoas gastarem 1200 reais num celular, poisé, é verdade, e isso mostra o quê? que o povo tem poder aquisitivo. E também é verdade que a pessoa paga 3 mil num celular e acha barato por que é a último lançamento da marca e na cabeça dele tal aparelho vai deixá-lo “mais bonito” kkkkkk Só que essa pessoa não sabe que esse aparelho custa 400 Obamas lá fora né. Isso pra mim, com o perdão da expressão, é burrice, mas quando o assunto é games, o público não é tão burro assim a ponto de comprar games originais a um preço tão faturado. Por isso é que as marcas vendem pouco aqui, o que muitas vezes, torna o negócio inviável. Não somos mais pobres que os gringos, só que eles pagam os preços justos pelos games, que é mais ou menos o preço dos games para PC aqui: o novo Battlefield para PC custa 99 reais cara, os de PS4/XONE custam 200 pra cima!!! Péra aí, os dois não são jogos? Esse é o ponto onde o imposto arrebenta com o mercado, sem explicação, sem lógica, baseado em regras dos anos 60. Para mim a Nintendo está certa sim, eu queria é que o impacto disso tivesse sido muito maior, a ponto de incomodar MESMO as pessoas que ditam as regras, mas infelizmente não é o caso… Talvez se a Nintendo fosse uma empresa com mais áreas de atuação, mas não é o caso. Infelizmente.

          • Link

            ta sumido desde o bafa

          • Poisé, aqui mesmo eu já desisti de alguém aparecer, mas não vão MESMO, sabe como é político.

          • Link

            Não acho que ele seja um político, mas um lobista das revendedoras. suas opiniões são muito mais parecidas com as do Moacyr do que vc pensa, Sabat.

            Vou upar uma entrevista dele e colar o link aqui, uma que esclarece muitas das coisas que vcs questionaram no Podcast, vale a pena ouvir, e quero ver vc comentando aqui, hein?

            Ou numa segunda parte do retrocast, o que é melhor ainda.
            Entrevista: http://migre.me/ouzYp

            Obs: O pessoal fez perguntas “dificeis”, que o cara respondeu prontamente. De covardia nao podem acusa-lo, apesar de que, xingamentos gratuitos ninguem é obrigado a ouvir 😉

          • Ele é vereador não é? ^^ então é político!! kk

            Vamos ler esta entrevista!!

          • Link

            Deputado? Não é, não. Tem muita lenda circulando misturado aí. Ex: Que o cara “taxou” o steam (como se alguém pudesse fazer isso sozinho).

            No mais… Em termos de leis, e instituição de impostos, pouco ou nada mudou dos anos 90 pra cá. Daí a relevancia de saber, por exemplo, a diferença dos impostos entre jogos de computador e de consoles, ou da diferença entre jogos importados e jogos produzidos no Brasil, em termos de impostos.

          • Acho que você não ouviu o cast amigo kkk Cara, quem correu atrás de taxar Steam e Origin foi ele, e claro que ele não estava sozinho, pois ele criou a ACIGAMES né ^^ ele tinha bastante gente ajudando tanto que conseguiu!!! Por que vc acha que agora as compras são em reais e o seu cartão de crédito é um parto pra ser aceito? ESHOP, imposto sobre compra estrangeira, que de acordo com as palavras dele próprio, era uma FARRA no Brasil. E ele acabou com a farra. Pode ficar sossegado, nós sabemos o que estamos falando, por sinal falamos isso tudo no cast. Estávamos acompanhando desde que a coisa começou, só não temos medo de falar. E não apoiamos a ACIGAMES, nem o Moacyr, e como já disse, o espaço está aberto para que ele se defenda. SE ele fizer isso, ótimo, será muito bom para toda a esfera gamer do Brasil, pq a verdade é que a Acigames se escondeu desde o acontecimento do Steam, e deu uma desculpa muito esfarrapada para a saída da Nintendo. É isso ^^

          • Link

            Pode ter corrido atrás, mas até o momento, não “taxou”, o que pagamos até o momento são os impostos “genéricos” por operações financeiras em geral.

            O lance dos cartões é treta das operadoras e dos bancos ( http://migre.me/owUv4 ), por causa das brigas com clientes.

            Não vi os comentários deles sobre a Nintendo, queria ver.

  • J.F. Souza (Yoz)

    Na verdade eu nunca compro nada da Nintendo, eu só ando comprando games de loja porque a minha esposa tem um Playstation 3, então eu acabo comprando os games das lojas daqui mais por causa dela… Entretanto, ela queria comprar um Wii-U, então já vi que vou ter de realizar todas essas compras via internet mesmo.

    • E você vai ver que não vai ser muito difícil kkk

  • Amauri Jr

    Opa, não conhecia este podcast. Tem no itunes? Parabéns pelo trabalho!

    • Tudo jóia Amauri? Cara, tinha no Itunes, só que o cara que editava o cast pra gente deixou tudo jogado às traças e não nos deu nenhum suporte depois que saiu. Eu assumi a edição definitivamente, estou fazendo o meu melhor, mas ainda não coloquei a coisa no iTunes e nem sei como fazer isso!!!! Assim que me sobrar um tempinho, farei!

  • Airton Busselli

    Só uma observação Sabat, na sua comparação entre a faixa de impostos para games e armas em nosso amado Brasil é impossiel o cidadão de bem ter um ar15 por vias legais no maximo um 38 e depois de muita burrocracia….kkkk
    Mas concordo com tudo que foi dito.

    • hauHAUhuaHUAUhaHUAuhauHAuaUHAUhuaHUAHUhauhUAa
      Poisé, tem esse detalhe XD Mas um 38 eu compro fácil heim!!!

      • Airton Busselli

        Se for legamente prepara o bolso um 38 custa 7 mil na loja mais uns 5 mil de documetos prefiro comprar um PS4 de 4 mil e o resto em games kkkkkkkk

    • Rapaz… ótima lembrança e observação!
      HUAHUAHUAHUAHUAHUA

  • Uma frase que gostei muito neste Retrocast foi: “o povo levanta muita bandeira para as empresas. É como time de futebol: você adora, mas ele não está nem aí para você.” Perfeito! Por que não gostar das coisas de forma sadia e normal? Boa parte da discussão sobre videogames atuais gira em torno desse comportamento idiota!
    Outro ponto que fiquei muito satisfeito com o programa foi o cuidado que vocês tiveram com a informação tratada, pois o assunto foi muito bem abordado, sem sensacionalismos ou bandeiras ideológicas, e nunca ouvi alguém ter peito para criticar e desmistificar o chamado “4º mercado mundial de games do mundo” como vocês fizeram. O Brasil é a sombra do rabo do cachorro na questão tecnológica. Se observarmos quais países inovaram em tecnologia nos últimos cinco anos, os EUA continuam merecedores em ditarem as regras deste ramo.
    Quanto aos impostos, se até remédio é taxado abusivamente… Sua cervejinha no fim do dia tem boa fatia dividia com o governo… Quem quiser investir no Brasil, boa sorte.
    A Nintendo deixa o Brasil, e muitos devem sim se queixar disso! Agora, se a Coca-Cola deixar o Brasil, este país realmente pára! (risos)
    Parabéns, e muito sucesso à todos!

  • Kennyo Nascimento

    Boa analise!

  • Vinícius Lisboa

    Realmente, o mercados de jogos no Brasil ainda é muito fraco, culpa do governo que não faz uma reforma tributária decente que tanto os brasileiros precisam, porque nao é só jogo que custa caro nesse país, até a água ta custando caro kkk e tem que ser muito idiota pra achar que isso é culpa da seca, sendo esse calor é normal na região de SP…

    Enfim, apesar de precário o mercado de jogos, ainda acredito que ele teve um crescimento depois de aparecer jogos dublados e legendados na geração 360/PS3, mesmo que tenha sido pouco…Mas brasileiro é chato pra caralho mesmo viu, todos os jogos dublados que eu joguei tinha uma dublagem muito boa (Max Payne 3, Injustice, COD Black Ops 2) e fora os legendados como GTA V e Far Cry 3, mesmo que as empresas coloquem jogos no nosso idioma só para “aparecer bem na foto”, não acho que devam jogar paus e pedras em jogos dublados, aliás tem jogo que ficou muito bom dublado.

    Enfim, e acho totalmente compreensível a saida da Nintendo no Brasil, realmente não faz sentindo investir em algo que não da lucro, mas uma coisa que eu considero fail da Nintendo, é nunca ter traduzido um unico jogo para o português, até mesmo jogos multiplataformas como o COD Ghosts, que saiu em PT BR para tudo que é console, mas não tinha pro Wii U, mas não vou crucificar a saída da Nintendo do país por causa disso, mas ainda considero que ela poderia ter se esforçado um pouco mais aqui no país antes de estar passando por essa crise.

    E concordo com grande parte das coisas faladas nesse cast, enquanto o governo não oferecer uma reforma tributária decente nesse país, a Nintendo não vai ser a única multinacional a cair fora. Os jogos aqui custam tão caros que o jeito mesmo é optar pela opção pirata, eu duvido muito o PS2 teria vendido bem aqui no Brasil se não fosse fácil de piratear, a Nintendo tem suas mancadas com o povo brasileiro, mas o verdadeiro culpado de toda essa merda mesmo é o governo.

    E apenas uma coisa, eu soube de um caso de um cara que comprou um PS4 pela net, e recebeu dois PS2 e uma card de fusão do Yu Gi Oh kkkkkkk

    Enfim, eu gostei muito desse cast mais sério com um pouquinho de
    política tbm, apesar de o Sabat falar que detesta esse assunto kkk
    Parabéns aí pra toda equipe por esse cast cheio de conteúdo, e que mostra que toda essa bagunça é em grande parte do governo.

    • Vc ta zoando que teve isso…. cara eu não vi, pqp 2 ps2 e uma carta de fusão é dose kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk MEO DEOS

      E é verdade cara, eu não gosto MESMO de política, mas precisamos ficar de olho né, pouco informado eu não sou. ^^

      Obrigado pelo comentário maninho, li tudo e concordo com quase tudo, até com a parte do “caso” kk não dá pra falar que não teve, tanto pq sofremos com isso de todos os lados: você só escuta falar que bloquearam IP por ai quando é de brasileiro não é? ^^ Foda isso.

  • Lucas Bastos

    Sabat,

    boa noite ! Vocês ainda estão recrutando pessoas para serem redatores do blog ?

    • No momento, estamos com o quadro bem recheado, mas você pode nos enviar algo que avaliaremos com certeza. Veja alí na aba EQUIPE ^^

  • Merson

    Faz tempo que não entrava no retroplayers…bateu a saudade aqui e tive que voltar kkkkk. Muito legal vcs voltarem a atenção mais para o site (mesmo pq eu não tenho facebook) e lançarem mais retrocasts, mas espero que não deixem de lançar conteúdo escrito. Com relação ao cast, só consegui terminar de ouvir hoje e parabéns pela qualidade. Achei muito vacilo da nintendo quando soube da saída dela mas não tinha parado para pensar sobre os motivos dessa saída. Fica a esperança de que ela volte e que a situação do mercado de jogos no Brasil melhore (não custa sonhar né kkkkk)

    • Opa Merson, jóia?

      Rapaz, o bixo pegou aqui na redação, o site ficou um tempinho estagnado por causa desse mês curto e inútil que é Fevereiro, e o povo já fez um debate enorme sobre material escrito kkkk Pode ficar sossegado, vamos manter a periodicidade tanto do cast quanto dos textos XD

      E vc sabe né Merson, a Nintendo sofre de uma picuínha lascada e descarada vinda da imprensa nacional, e o povo HUE BR aceita essa opinião sem nem pensar nos motivos. Se fosse a Sony todo mundo iria pesquisar milhares de motivos pra dizer que ela tem razão, mas como é a Nintendo, a coisa não funciona bem assim.
      Então cabe a nós amantes de games antigos sem fanboyzisse, mostrar todos os lados da moeda, e foi o que nós fizemos. Aí o cara pode acreditar ou não né ^^ XD

  • George Ayres

    Olá galera do Retroplayers!! Ouvi o cast e tenho alguns pontos para acrescentar: A saída da nintendo não me surpreendeu, assim como não me surpreendia o fato da empresa não ter uma rede no Brasil. Eu sempre vi a empresa como algo que não se preocupava com o mercado nacional, sempre apareceram tardiamente, me lembro da playtronic que só distribuiu produtos da nintendo em 1993 (ano de início dos 32 bits). Enfim, se um dia isso acontecesse (como acabou acontecendo) seria algo que não me encabularia. ********* Outro ponto falado no cast foi os impostos. Será que foi culpa exclusiva dos impostos? Eu percebo muitos donos de lojas do tipo que aumentam o preço do produto com o intuito de SUPERFATURAR e vendem esse discurso de “culpa do governo”, eu comprei a trilogia Uncharted + PES 2013 + frete por 180 reais, se fosse comprar em uma loja aqui daria uns 290/300 reais, essa é a diferença: de preço e de discurso.******* O papel do governo em relação a videogame deveria ter uma revisão, se eu não me engano, o produto videogame é colocado como ‘jogo de azar’ e a carga tributária é em cima dessa caracterização.************ Por fim, há muito o discurso de “culpa do PT”, “culpa do governo”, discursos feitos muitas vezes de manipulação da mídia (a mesma mídia que sonega imposto, não esclarece os casos de corrupção de privatizações dos anos 1990, não toca no assunto das contas bilionárias na suíca, frutos de corrupção e sonegação de impostos). Enfim, a mídia oligárquica é um partido político stealth, por conta disso eu não compro o discurso deles pois é de acordo com os interesses deles.********** No mais, gostei do cast, só sinto falta de mais casts regularmente falando de franquias clássicas, jogos atuais, etc. sempre bom ouvir um papo da galera Retroplayers!!!!

    • Opa George, jóia? ^^

      Cara, nós vamos fazer sim mais casts sobre franquias e jogos, adoramos falar disso! É que na maioria das vezes a gente acaba falando de assuntos mais abrangentes né, mas falar só de franquias únicas também vale kkk Tanto que tentamos gravar algo sobre a franquia Zelda, mas não deu certo……. coisa demais!!!

  • Gle Sasao

    Salve, salve… Sempre bom ouvir os
    amantes, ou os românticos dos games!!!

    A Nintendo saindo do Brasil é um péssimo
    sinal para o Brasil e que a Nintendo esta enxugando a máquina. Como o WiiU esta
    no patamar do Game Cube de vendas, deram o sinal amarelo lá no japão. Como
    continuará as vendas no mercado cinza, a Nintendo continuará ganhando com menor
    esforços, talvez não dando a atenção que eles gostariam, mas também,
    convenhamos, depois da playtronic, não deram mais tanta atenção.

    Torço para o retorno deles,
    mas tbm estou curioso em saber se os preços irão abaixar, caso algumas lojas
    importem direto, mas até agora nada

    • É rapaz, até agora nada, só esperando aqui tb…. Eu torço para que os preços caiam, mas cara, tem muita loja se desfazendo dos estoques e vendendo os produtos Nintendo a preços bem baixos!!