RetroReview ToeJam & Earl


Toejam-earl-retro-review-retroplayers

O ano era o de 1991. O Mega Drive já com 2 aninhos de vida, corria serelepe pra cá e pra lá pela sala enquanto o mundo o olhava e dizia “mas como está crescendo rápido esse garoto!”. Sim, o 16 bits da mamãe Sega crescia rápido, ganhava pencas de jogos todos os meses, vendia bem demais e a concorrência ainda não havia chegado para mudar esse panorama. Com todo esse respaldo, o pessoal da Sega tinha então liberdade total para criar, e muitas novas franquias foram surgindo no aparelho, algumas esquecíveis, outras memoráveis. E como um jogo sobre dois E.T.s rappers desmiolados que batem sua nave contra um meteoro e caem em um planeta mais desmiolado ainda não poderia ser memorável?

Pois é, ToeJam & Earl é um jogaço que, enquanto acabava com meus dedos, ao mesmo tempo me proporcionava noites e noites em claro à base de muita coca-cola e pizza

Foi lançado para o Mega Drive em 1991,  trata-se de um game de aventura e muita exploração totalmente descerebrado e nonsense, e divertido na mesma proporção. Diz a história que os dois alienígenas funkeiros do planeta Funkotron resolveram se aventurar por dentro de um cinturão de asteroides só para que um deles pudesse mostrar como pilotava bem a Funkotronic, a nava espacial super tunada da dupla. Claro que eles acabaram colidindo com um dos meteoros, e caíram em um planeta completamente maluco e cheio de gente doida. Pra piorar, a Funkotronic se despedaçou toda durante a queda, e seus pedaços se espalharam por todo o planeta.

A missão dos dois alienígenas é vasculhar as infindáveis áreas do planeta atrás dos pedaços da nave para que eles possam consertá-la e ir fazer barulho em outro lugar. Para auxiliar os alienígenas na exploração, existem uma cacetada de itens especiais e não menos malucos do que os habitantes do planeta. Eles vão desde Patins Turbinados à boias de borracha, e eles vem na forma de presentes que devem achados ou ganhados durante o jogo.

A melhor atração de Toejam & Earl é o modo para dois jogadores: simplesmente sensacional! Cada um vai pra um lado e a tela se divide, cada personagem cobre uma parte do mapa e a tarefa de achar os pedaços da nave e a saída da fase se torna mais fácil! Andem juntos e a tela ficará inteira para ambos os personagens, o que facilita muito na defesa contra os terráqueos malucos. Sem contar que dá pra ambos os personagens dividirem o total de HP somado para dar aquela salvada básica no amigo semimorto, também dá pra usar presentes que dão efeito mútuo quando ambos estão juntos, etc!

O jogo tem áreas secretas, animações sensacionais como o ALELUIA da vida extra, um monte de inimigos tão terríveis quanto cômicos como aquela caixa de correio falsa maldita que tenta te pegar quando você vai usá-la, tem o Papai Noel à jato, que foge de jatpack com seu saco cheio de presentes quando vê algum dos personagens, o Feiticeiro que é um dos únicos terráqueos amigáveis… É coisa doida que não acaba mais.

O game é extenso, são mais de 30 andares repletos de perigos onde os itens podem ser distribuídos de maneira aleatória (tudo mudo de localização a cada partida) ou fixa (sempre o mesmo jogo idêntico). Claro, jogar no modo Fixo é mais fácil, mas a diversão é mais garantida no modo Random mesmo, principalmente quando se está jogando em multiplayer. Um fator que aumenta mais ainda a diversão é jogar isso degustando uma boa cerveja: testamos aqui eu e o Senpai, ambos bêbados rindo à toa por qualquer bobeira, imaginem então o gordinho (claro que ele jogou com o Earl né) tentando atravessar um lago com o patins a jato e o negócio acaba no meio do caminho… Os tubarões vieram atrás dele enquanto a gente gritava histérico! Como é bom jogar em multiplayer… Veja bem, MULTIPLAYER, não online!! Bem, como vocês já perceberam, lagos são infestados de tubarões sim senhor, mas esse é só um dos muitos perigos que o jogador vai encontrar em Toejam & Earl, uns muito irritantes, outros nem tanto. nesse quesito, o campeão são os buracos: qualquer coisa pode te fazer cair em um buraco, e quando isso acontece,

você simplesmente cai no andar de baixo e tem que fazer novamente o caminho até o elevador! E só um detalhe: quando você cair, reze para a parte de baixo ter chão, pois é possível continuar caindo por vários andares até que o personagem atinja o chão firme… PURO ÓDIO!!!

retroscore-toejam-earl-retroplayers

No final das contas, Toejam & Earl não é um game muito difícil, e o jogador pega o jeito rapidinho. A jogabilidade é super simples, e o numero assombroso de possibilidades deixa a aventura tão divertida que a dificuldade acaba sendo muito mais prazerosa que frustrante. É um game recomendadíssimo, um verdadeiro clássico do console de 16bits da Sega, e um dos games mais originais e divertidos daquela geração. O final do jogo é um dos mais bem bolados que já eu já vi, daqueles que realmente faz valer o esforço do jogador (ou a bebedeira), então caro amigo, caso ainda não tenha jogado essa pérola, não se sinta intimidado pelo tempo que já se passou desde o lançamento do game: vá com fé, é diversão garantida!

Ant1 de 4Prox
Veja mais screenshots:

Ant1 de 4Prox
Veja mais screenshots:

Sobre Sabat

Dono, Chefe, Gerente, Cara da Xérox e Tia do Café do RetroPlayers! Meu negócio? Falar sobre games. Como? Escrevendo meus trabalhos, gravando minha voz horrível, ou filmando minhas humildes proezas! Onde? Aqui, ali, ou onde quer que me chamem!
Adicionar a favoritos link permanente.