RetroReview: Star Fox 2 – Acredite em lendas!


Olá amigos Retroaventureiros! Tenho certeza que você, em algum momento da vida, acabou conhecendo alguma lenda urbana, desde as clássicas histórias de terror como o punhal dentro do boneco do Fofão e a música da Xuxa ao contrário, dentre outras, até a lenda do pote de ouro no final do arco-íris.  No mundo dos games não é diferente, existem várias lendas, desde o lendário Sheng Long como personagem secreto de Street Fighter, aos mundos secretos de Mario World, coisas que com certeza você deve ter ouvido da boca de algum amigo sabichão. Só que existem algumas histórias que nascem como lendas, e quando menos esperamos, se tornam realidade.

ÉÉ bem possível que você tenha ouvido alguém te dizer “Star Fox 2 de Super Nintendo EXISTE!”… Mas como alguém poderia dizer isso se o game jamais foi lançado? Seria mais uma lenda do mundo dos games? Eis que estou aqui para dizer que Star Fox 2 não é uma lenda e sim um incrível jogo que você irá conhecer e querer jogar após esse review. E se você ainda não conhece Star Fox de SNES aproveite e veja um super review completinho da primeira aventura da raposa aqui no Retroplayers. E depois de jogá-lo corra para jogar Star Fox 2 também

A minha história com Star Fox 2 começa logo quando terminei Star Fox. A euforia de jogar aquele game espacial tridimensional para o SNES tinha passado e logo começaram a surgir conversas sobre um novo Star Fox. Em março de 1995 a notícia finalmente se concretizava e virou capa de uma das maiores revistas de games do país, a fabulosa Super Game Power. A manchete de capa já dizia: STAR FOX 2 – A RAPOSA VAI VOLTAR.

Nem preciso dizer que foi uma das revistas mais inesquecíveis da minha singela vida gamer. Ela vinha repleta de informações sobre a nova aventura da raposa e acredito que todos os fãs de Star Fox ficaram empolgados com a notícia do lançamento. Infelizmente tudo não passou de ilusão, pois ao mesmo tempo em que a expectativa crescia no aguardo da data de lançamento, notícias ficavam mais escassas e todos perguntavam: “Onde está Star Fox 2“? O último prego do caixão foi martelado quando anunciaram o próximo console da Nintendo, o até então Ultra 64, que viria a se chamar Nintendo 64. Nesse momento soubemos que Star Fox 2 nunca seria lançando para o Super Nintendo, e ali morria a minha esperança de jogar este que poderia ter sido uma incrível continuação do jogo de nave mais inesquecível que conheci. Para meu consolo, anos depois foi lançado o Star Fox 64 que em breve vai ter um tratamento de gala aqui no Retroplayers. Mas voltando, mesmo sem ser lançado, a curiosidade atravessou os anos na minha mente, sobre o porquê de a Nintendo ter cancelado Star Fox 2. E graças ao fator “internet” (algo que não tínhamos antes) eu finalmente descobri o motivo.

Existem várias teses que falam sobre o cancelamento do jogo, mas a verdade é que ele foi cancelado indiretamente por causa do Nintendo 64. O ciclo de vida do Super Nintendo já estava no final em meados de 1995, e o anúncio de um novo console era cada vez mais concreto, mas ainda assim a Nintendo queria lançar alguns grandes jogos para dar uma “sobrevida” ao aparelho. Tudo estava pronto e as notícias sobre Star Fox 2 e seu novo chip SUPER FX2 estavam nas principais revistas americanas como a EGM e EDGE, mas por algum motivo obscuro (na época) ela acabou deixando de lançar o game. O principal motivo desse cancelamento foi este iminente console sucessor e sua tecnologia 3D: a Nintendo achou que os jogos tridimensionais para Super Nintendo de alguma forma diminuiriam as expectativas ou até inibiriam a novidade da tecnologia 3D no Nintendo 64. Afinal, pouco mais de um ano separaria o lançamento de Star Fox 2 do novo console da empresa. Em uma entrevista com o programador de Star Fox 2 Dylan Cuthbert ao site Emulatorium.com, ele comentou sobre o fatídico cancelamento. Confira o pronunciamento nessa RetroTradução meia-boca (feita pelo Sabat):

Emulatorium: O que aconteceu com Star Fox 2? Por que foi cancelado ainda em desenvolvimento? No final das contas, os motivos foram relacionados a  Star Fox 64?

Dylan: Star Fox 2 foi totalmente concluído. Eu era programador principal, e enquanto Giles (Giles Goddard, designer e programador americano da Nintendo) concluiu Stunt Race FX, nós e o resto da equipe original de Star Fox resolvemos  transformar o próximo título da franquia em um jogo de tiro 3D completo. Utilizamos para isso algumas técnicas de clipping novas (que só foram vistas posteriormente em jogos como Crash Bandicoot 2 e 3) para criar alguns efeitos bastante espetaculares (para a época).

A razão para o cancelamento do título foi o iminente Nintendo 64, que devido à concorrência, foi destinado a ser lançado muito mais cedo do que o planejado. Miyamoto havia decidido que queria um bom espaço de tempo entre o lançamento de algum jogo 3D no SNES e no novo e poderoso console da empresa, e se ele tivesse permitido o lançamento de Star Fox 2, isso não seria possível, pois só haveria pouco mais de um ano até a chegada do N64. Mas aprendizagem é sempre assim mesmo.

Star Fox 64 incorporou um monte de idéias novas que nós criamos em Star Fox 2, mas isso não fez, na minha opinião, o papel de elevar o gênero a um novo nível. Star Fox 2 realmente teria uma direção bem diferente de gameplay.

De um modo ou de outro, acho que o lançamento de Star Fox 2 jamais causaria qualquer tipo de impacto quanto à chegada d0 do Nintendo 64, seja positivo ou negativo. Foi uma das ideias que mais contesto da Nintendo até hoje, tirando o seu novo console WiiU, mas isso é assunto para outra ocasião.

Ao mesmo tempo em que por meio da internet acabei conhecendo o real motivo do cancelamento do Star Fox 2, ela também trouxe algo inovador e muito bom para os amantes de games: os emuladores (programas que simulam consoles no computador). Jogar de forma gratuita a que nunca tivemos acesso, games japoneses que só vimos em revistas, jogos obscuros, de consoles que nunca chegaram ao Brasil etc., faziam e ainda fazem a alegria de muitos gamers possuidores de computadores. E foi justamente nessa onda crescente de emuladores que uma notícia mexeu ainda mais com a cabeça dos gamers: um frequentador de um famoso site de emulação anunciou que tinha em mãos a rom do jogo Star Fox 2, e iria publicá-lo online para que todos pudessem finalmente jogar a real segunda aventura da raposa estelar nos respectivos emuladores da época. Nem preciso dizer que essa notícia balançou os “pilares da emulação” e rapidamente se espalhou em tudo que era site e fórum gamer existente. O game foi realmente liberado pelo usuário em meados de 2002, mas infelizmente o que nem todos esperavam, é que ele estava totalmente em japonês, e consistia em uma versão não finalizada do jogo. Descobriu-se mais tarde que essa versão é a mesma que foi publicada nas principais feiras eletrônicas da época (E3 e CES) para divulgação do game, a mesma que serviu de fonte para fotos e reportagens na época.

E obviamente alguém a roubou e guardou até ser vendida a esse usuário, que resolveu publicar na internet. De qualquer forma, mesmo sendo uma versão inacabada de Star Fox 2, pudemos aproveitar, analisar e concluir que se tratava de um jogo espetacular e revolucionário para os padrões vigentes. O jogo era tão à frente da sua época que realmente percebemos o “medo” da Nintendo em relação à tecnologia do iminente N64 (mas ainda continuo discordando disso!) por causa de inovações (tanto que a maioria das ideias implantadas ali foram utilizadas em Star Fox 64) e cia. Apesar de tudo, esse não era o fim da história de Star Fox 2. Após dois anos da divulgação da rom na internet, um grupo de fãs resolveu ir mais longe: eles criaram um PATCH que traduzia o jogo para o inglês, corrigia alguns bugs daquela versão beta, e de quebra emendava os buracos na história. O PATCH de correção foi lançando em 2004, e quando aplicado, ele deixava o game totalmente completo, em inglês e sem qualquer bug que atrapalhasse a jogatina. Para alegria daqueles que sonharam em jogar esse game, ali estava Star Fox 2, que não era mais um lenda e sim uma realidade.

Obs: Algumas semelhanças com Star Fox 64 não são mera coincidência.

O sistema Lylat estava em paz após a derrota de Andross no planeta Venom, eventos acontecidos no primeiro Star Fox. Todos achavam que o vilão havia sido destruído, mas a verdade é que ele tinha conseguido escapar com vida, e durante o tempo em que se manteve oculto e a paz reinou no sistema Lylat, Andross estava trabalhando na criação de novas criaturas bélicas muito mais fortes que as anteriores. Ele também recrutou quatro pilotos mercenários que formavam uma equipe chamada Star Wolf, os maiores rivais de pilotagem da equipe Star Fox. Não perdendo tempo, Andross envia seus exércitos para um ataque em massa a todos os planetas de Lylat e vai dominando um a um até chegar a Corneria, e é nesse momento que a equipe Star Fox entra em ação e você, jogador, começa a sua aventura.

Star Fox 2 possui muitos elementos diferentes de sua versão anterior. A primeira é a questão da jogabilidade, que apresenta uma qualidade infinitamente superior ao seu antecessor. A segunda é que você não segue um caminho linear como no 1º jogo: você segue o caminho que desejar no mapa para completar as missões. Essa versão também apresenta alguns elementos de estratégia em tempo real, que possibilitam uma melhor escolha de rotas, áreas para atacar inimigos e planetas em ataques emergentes que você terá que salvar. As lutas contra chefes e subchefes não acontecem somente em finais de fase e você irá encontrá-los em vários momentos do jogo. Em várias ocasiões no mapa, sua nave será perseguida por inimigos, o que irá gerar confrontos como, por exemplo, contra a equipe Star Wolf.


Agora todos os personagens de Star Fox possuem características próprias em suas diferentes naves. Os dois novos personagens Miyu e Fay (um lince e uma simpática poodle com um laço enorme na cabeça… para agradar as meninas também, ué!) são pilotos de uma classe mais leve chamada “Light Fighter”, mais rápidos, porém com baixa resistência em ataques inimigos e poder de fogo relativamente fraco. Peppy e Slippy já são da classe “Heavy Bomber” e têm um grande poder de fogo e resistência, mas por outro lado, possuem uma péssima velocidade e difícil desvio contra ataques inimigos. Fox McCloud e Falco são os pilotos da classe principal do game, a chamada “Arwing Fighter”, que obviamente, é a mais equilibrada em todos os aspectos.

De todas essas novidades a que mais chamou minha atenção foi a possibilidade de transformar sua nave em um robô. Em determinados momentos do jogo você poderá percorrer a fase em modo terrestre, onde a nave se transforma em um veículo bípede que corre desenfreado para frente enquanto destrói os alvos em potencial que vão aparecendo. Isso ficou meio parecido com “Transformers” e realmente me chamou atenção, ainda mais em um game destinado a uma plataforma 16 bits. A jogabilidade muda completamente, responde bem e é muito intuitiva, algo não visto em mais nenhum game da franquia.

Ainda não terminou pessoal, tem mais novidades e essa é justamente sobre o elemento chamado “batalha em tempo real”. Enquanto você estiver em determinadas missões, outras lutas e ataques estarão ocorrendo em tempo real em outros locais do mapa. Por exemplo, se você estiver em uma missão e no mapa perceber que Corneria está sendo atacada e não fizer nada, receberá o clássico GAME OVER. Existe um demonstrativo de danos em porcentagem que é exibido no mapa, e se essa porcentagem chegar a 100%, isso significa que Andross conseguiu vencer. E se você ainda assim, achar muito fácil derrotar o vilão, existe a opção de se escolher o nível de dificuldade! Eu aconselho o modo expert, que propõe um desafio muito bom àqueles que já terminaram a aventura pelo menos uma vez.

Informações de todos os tipos é outro ponto forte do game. Quantos inimigos você já abateu, turbos, porcentagem do escudo, pontuação, armas especiais, porcentagem da conclusão das fases, relógio, etc. Quem não gostaria de confrontar um amigo em questão de quantos inimigos cada um conseguiu abater em determinada fase? Star Fox 2 capricha nesse sentido e mesmo depois de muito tempo jogando você irá realizar cada vez mais façanhas, até após terminar o game.

Star Fox 2 é um jogão! Infelizmente a Nintendo perdeu a oportunidade de deixar um grande marco na história não lançando este jogo oficialmente, pois ele teria feito um sucesso estrondoso sem a menor dúvida. Esse é justamente o meu lado crítico: a Nintendo merece um coro de vaias por isso. Mas ainda bem que por outros meios, conseguimos realizar a façanha de jogar esse incrível jogo. E você deve estar se perguntando agora: onde consigo jogar isso? Não é muito difícil pessoal, basta ir à internet e buscar as informações em qualquer site de busca que vocês irão encontrar. Eu particularmente jogo até hoje, sempre quando possível. Você pode até encontrá-lo à venda em cartuchos gravados por fãs que funcionam perfeitamente. E depois de jogar, não deixe de dar seu veredito sobre qual seria o melhor Star Fox de todos! Eu tenho que admitir que esse é o melhor Star Fox que joguei até hoje, e olhe que adoro Star Fox 64 e Star Fox de SNES.

 

  • Em uma entrevista à revista Nintendo Power o nosso querido Shigeru Miyamoto disse que tirou 30% das ideias de Star Fox 2 e utilizou em Star Fox 64.
  • O programador de Star Fox 2 Dylan Cuthbert trabalhou na versão de Star Fox Command, para Nintendo DS.
  • Matthew Shirts, o ex-editor chefe (O CHEFE) da Super Game Power em entrevista para o site da Uol no ano passado, comentou como foi publicar Star Fox 2 na capa da revista e o jogo jamais ter sido lançado.
  • Outros jogos com o Chip FX foram cancelados pela Nintendo. São eles: Comanche e Fx Fighter.
  • No Mercado Livre você encontra alguns malucos que transferiram a ROM do PC traduzida para o inglês e sem bugs para um cartucho e assim você pode jogar no seu Super Nintendo com chip FX 2 e tudo.
  • O grupo que traduziu o jogo para o inglês conseguiu acesso ao código-fonte do jogo, e nele, descobriu que Star Fox 2 teve início de criação em meados de abril de 1994.
Agradecimentos maiores que o sistema Lylat inteiro p/ Cris pela revisão 

Fim


Sobre Ivoornelas - Ex Membro

“Amante de Mario Kart, retrogamer assumido, contador de histórias gamers e sonha ter uma lojinha de Games e Retrogames.”

Adicionar a favoritos link permanente.
  • bela matéria Cris, pena que o Starfox 2 não se concluiu, e a versão do N64 é apenas um remake do primeiro game….acho.

    • Ivo

      Hahaha! A Cris vai gostar de saber sobre seu agradecimento Hahahahaha! Ela me ajudou/ajuda bastante nos textos =) Hhihihiihi! Mas discordo de você em achar que Star Fox 64 é um Remake do Star Fox 1. Na verdade ele é mais parecido com Star Fox 2, mas ainda sim possui suas próprias ideias e inovações.

      • No quesito história, sim, tanto o SF quanto o SF64 tem a mesma história. A única diferença é que no 64, ela é mais densa e clara, enquanto no SNES, o jogo vai apenas “jogando dicas”, fazendo que a história não fique muito clara pra quem joga. Não quero spoilar, mas a única diferença é quanto ao final verdadeiro (ou falso, na versão de SNES).

        A maior diferença dos dois mesmo é na jogabilidade, que SF64 tem várias dessas inovações do SF2, mas com o “plus” de rodar sem engasgos. A versão do SNES é bacana, mas fica praticamente impossível jogar após ter jogado SF64, a framerate baixíssima do SNES irrita bastante. Não costumo ligar muito pra framerate, porém, a diferença é tão gritante que é impossível não notar.

        • Ivo

          Jeff. Eu comento de SF2 como mais parecido com o Star Fox 64 pelo casos como do StarWolf na história por exemplo. Algo que não acontecia na primeira versão de Snes. Tem bastante gente que adora mesmo o Star Fox 64 e por ter jogado ele nem pensa em jogar Star Fox 2, mas acredito que se tivesse jogado primeiro Star Fox 2 na época, antes de Star Fox 64… não iria ver dessa forma. Sobre o framerate existe mesmo, mas não é para ser tão drástico com vemos jogando, eu mesmo emulando nos emuladores novo, esse problema desaparece bastante. E digo isso pq tenho o cartucho desse ROM completinha p/ rodar no CONSOLE e não é tão ruim assim como vimos em certos emuladores.

          • Eu tenho o cartucho original aqui pra jogar no SNES, que ganhei de aniversário há um tempo atrás e a framerate incomoda bastante. Já tinha testado uma vez no snes9x e teve um desempenho ruinzinho (o zSNES teve uma performance piorada, ele não vai com a cara do meu PC) Acabei desistindo de emular (além do fato de achar chato de se jogar no emulador)

    • O mérito do texto é todo do Ivo, foi ele quem escreveu, Leandro! 😀 Eu só sei uma ajudinha básica, hehe! ^^

  • Ótima Matéria Ivo! Não sabia da existência do 2 apesar de jogar o primeiro Star Fox ano passado hahaha! Parabéns, show de bola o artigo ^^

    • Ivo

      Cyber, obrigado pela “Retweet” do twitter agorinha a pouco. E obrigado por elogio, não deixe de jogar Star Fox 2. Você vai curtir bastante.

  • ganon,o destruidor

    eu sabia da existencia desse starfox ,mais eu achava que a rom desse jogo era cheia de bugs e problemas, entao nem animei de jogar .mais ja que parece ser totalmente o contrario vou jogar o jogo e ver se e bom.

    • Ivo

      A maioria do pessoal pensa isso Ganon, mesmo porque tem vários sites com a versão bugada, mas em qualquer lugar você encontra ela completinha p/ jogar. Joga ela e depois comenta com a gente aqui Ganon, você vai adorar! Abraço!

  • Ótimo texto Ivo! Parabéns! 🙂 Eu não conheço o jogo, mas eu acredito que se tivessem lançado o Star Fox 2 para Super Nintendo com a nova tecnologia, inovações etc, isso criaria até uma expectativa maior de todos para o próximo console. E que isso, sempre que precisar de alguma ajuda no texto é só me falar ^___~ ❤❤

    • Ivo

      Valeuuuuuu Cris! ❤ Eu também acredito que criaria ainda mais expectativa. Todos iriam perguntar: Se isso é possível agora… imagina nos próximos consoles? Afinal o Star Fox e jogos do console seguinte (Nintendo 64) tinham suas próprias ideias, inovações e cia… bem diferentes de algo do Super Nintendo. Ps: Faço questão de te apresentar o Star Fox 2.

  • Kanonclint

    Excelente post Ivo, eu adoro esse lance de “lendas dos games”. Confesso que não sabia exatamente o que tinha rolado naquela época para que a Nintendo cancela-se o titulo.
    Pessoalmente, eu nunca fui fã do primeiro Star Fox. Meu contato com o game foi muito breve, ele acabou não me passando uma boa impressão. Já o Star Fox 64, este eu considero um dos melhores games Nintendo que eu já joguei na vida.
    Em relação a decisão da Nintendo em não lançar o game, cara , eu acho que ela acertou sim.

    Em 1995 os consoles de 32bits já eram uma realidade ( eu ganhei meu Saturn no Natal de 95), oque poderia ofuscar o brilho de SF2, e fazer dele um game excepcional, mas que nem todo mundo queria, já que naquela época os olhos estavam voltados para os novos consoles.
    Poderia acontecer a mesma coisa que aconteceu com a versão de Street Fighter Alpha 2 para o Super Nintendo, ou seja, um jogo que levava o Snes ao limite, mas que se mostro absolutamente desnecessario visto que as versões do Saturn e PSX estavam muito a frente.
    Mas é o que eu digo: As empresas tomam suas decisões em cima de lucros e perdas, os fãs sempre ficam em segundo plano, mas nem todo mundo entende isso. Empresa vive para dar lucro, não para agradar os fãs , isso é consequência.
    No entanto veja como é curioso a situação da franquia Star Fox nos dias de hoje……………..um puta disperdicio de potencial.

    • Ivo

      Obrigado pelo comentário Kanonclint.

      Mas me corrija se estiver errado, o SF Alpha 2 de Snes foi lançado simultaneamente ou até depois do SF Alpha em outros consoles? Acredito que por isso ele foi desnecessário. Apesar que que muita gente ficou feliz com esse lançamento, afinal os consoles 32 bits eram bem caros na época e poucas pessoas tinham. Mas voltando, o caso é que Star Fox 2 não tinha esse preocupação de ser lançando “simultaneamente” com outro console.

      Mas a verdade é bem essa também… além de temer a tecnologia de Star Fox 2 e pensar que poderia ofuscar o N64… a Nintendo pensou em lucro. Certeza que ela não deixou de pensar que se lançasse Star Fox 2 e apresenta-se as novidades tecnológicas poderia vender menos N64´s.

      É lançar um carro novo com uma tecnologia de vôo hoje.
      Vai ser a maior novidade e todos vão comprar.
      Ae amanhã lançam um novo carro com a mesma tecnologia de vôo. Ele vai até vender, mas não tanto pq a tecnologia não é mais novidade.

      A Nintendo pensou em questão de lucro com certeza também.

      Obrigado novamente Kanonclint. Grande Abraço.

      • Eu não acho que tenha sido medo da tecnologia de Star Fox 2 ofuscar qualquer coisa do N64 Ivo… tanto por que se você pensar bem, isso é algo impossível ^^ a diferença de potencial é gigantesca.

        Acho que o que aconteceu foi justamente o contrário: a Nintendo estava mesmo era com medo das vendas de SF2 serem muito baixas devido o potencial gráfico do N64, que ela já havia mostrado demos e fotos antes nas feiras de videogames e que bombava agora em tudo que era revista da época fazendo o povo babar por se tratar de uma tecnologia MUITO mais poderosa e bonita.

        Algo do tipo: PÔ, PRA QUE EU VOU COMPRAR ESSE JOGO 3D SE ELES VÃO LANÇAR UM VIDEOGAME COM UM 3D MUITO MAIS FODA DAQUI A POUCO?????

        XD

    • O comentário do Kanon é o mais sensato ao meu ver e concordo 100% com o que foi dito.
      Mas vamos combinar né? A maioria dos títulos presentes nos consoles 32 bits eram uma porcaria… Sei lá…
      E de fato, a franquia Star Fox deixou de ser melhor representada justamente quando entrou para a era poliginal!!

      • Ivo

        Tenho que admitir que realmente são raras as exceções de jogos de 16 bits que foram “filiados” ao 32bits e realmente deram certo. Star Fox parou no 64 p/ mim. Estou atualmente com a versão de GameCube, mas ainda não joguei p/ dar meu veredito. Eu sei que uma versão de Gamecube (não a a Assault) é bem ruim e a versão de DS também.

        • Star Fox Adventure Ivo, é o 1º para Cube, foi desenvolvido ainda pela Rare e é um jogo surpreendentemente bonito mas que deixa a sensação de que não estava 100% finalizado. É um game de aventura que foge totalmente da premissa de SHMUPS OS RAILS, mas ainda assim, é muito bom, da pra jogar de boas ^^. Já o Star Fox Assault, esse é bem fraquinho.

          O de DS que vc se refere é o de 3DS?

  • Ivo, como sempre mandando muito bem nos reviews!

    Star Fox 2 pra mim causa a mesma sensação que o antecessor. É um grande título com certeza, seja ele uma verdadeira lenda ou não. Mas pra mim, nada como um game pixelado e bem feito, amigo Ivo.
    Infelizmente eu não consegui me prender tanto à esta grandiosa série. Mas claro, eu joguei bastante o primeiro e curti muito, mesmo o cartucho tendo ficado pouco tempo em minhas mãos.
    Me lembro que, sempre que eu tentava emular Star Fox 2, os emuladores mal conseguia abrir a rom. Eu não sabia que haviam “consertado” o game e o colocado nas prateleiras não oficiais.

    Curiosidades reveladas Ivo e ótimo texto!
    Abraço meu caro!

    • Ivo

      Jeff meu camarada =) Obrigado pelos elogios!

      E como eu sei que você adora “pixels”, mas não deixe de jogo ele não. Eu tb jogava esse jogo com erros nos emuladores e provavelmente você deve ser da mesma época que a minha. Mas agora todos os emuladores funcionam direito… e dê uma espiada (isso parece Big Brother né?).

      Abraços Jeff. E valeu pelo comentário.

  • Já joguei uma dessas versões betas até o final, e apesar de ter gostado bastante do jogo e ter achado algumas idéias nunca mais aproveitadas bacanas, posso dizer: não perdemos nada. A grande parte das idéias bacanas foram transportadas (e melhoradas) para Star Fox 64 e definitivamente é um jogo que grita por um analógico, além de em vários momentos virar uma confusão sem tamanho devido a queda de frames e pixels gigantes passeando pela tela.

    • Ivo

      Olá Rafa, valeu pelo seu comentário. Essas confusões devido a queda de frames é um clássico de snes, mas por incrível que pareça os emuladores atuais isso ocorre cada vez menos e também podemos aproveitar os controles analógicos de PC / jogar Star Fox 2 (salve os emuladores!).

      Por isso aclamo por esse jogo, como algo de 16 bits era tão afrente p/ pensarmos em usar um analógico? Como as ideias nele contidas foram transportadas para 1997 (3 anos depois). Realmente foi um jogo além do seu tempo e por isso de acharmos alguns erros nele. Que na verdade são erros por justamente o jogo ser a frente do tempo.

      Um grande abraço Rafa. Continue visitando o site e se prepara para Star Fox 64 vindo ae.

      • Na minha opnião esse lance de “jogo a frente do seu tempo” é a mesma coisa de “ótimas idéias inviáveis com a tecnologia atual”. É só pegar o primeiro Star Fox que é um excelente jogo, mas fica bem no limite do SNES.

        Claro que SF2 é um bom jogo, mas já se passou tanto tempo e tivemos SF64 colocando as idéias dele em prática tão magistralmente que hoje realmente não faz falta, ainda mais eu que não tenho mais paciência para emuladores e tenho tanto o Star Fox original quanto o 64. Aliás, Assault só é bonito, mas é bem chatinho.

        Abraço!

        • Ivo

          Como comentei com nosso Jeff. Isso é um ponto de vista, afinal se tivessem lançado Star Fox 2 que obviamente seria anterior ao Star Fox 64 essa opinião não existiria: “não faz falta”. Não da para fazer comparações no nível “completo dos jogos”, então eu me baseio no contexto de curiosidade, idéias, inovações, carisma e cia p/ dizer o que acho sobre Star Fox 2. Se me basear na informação completa – óbvio que Star Fox 64 é melhor. Mas não devemos esquecer que Shigeru Miyamoto informa que tirou ideias desse jogo, então Star Fox 2 tem grandes méritos, mesmo a galera gostando mais de Star Fox 64 e que respeito muito tanto que gosta como quem tem essa opinião.

          • Rzs, mas foi exatamente o que eu disse, SF2 não faz falta porque temos SF64.

          • Ivo

            Pontos de vista. Eu ainda acho que SF2 é fundamental p/ existência de SF64 como me referi =)

          • Como desenvolvimento sim, mas como lançamento não. Aliás, isso sempre aconteceu muito, a diferença é que SF2 foi para um estágio mais avançado e isto se tornou público. Até mesmo Ocarina Of Time começou como um projeto do SNES.

          • Ivo

            Acho que a uma precipitação em dizer que o lançamento não faz falta. É só pensar no que tudo que escrevi =) tradução p/ inglês, hack rom, conserto dos bugs, expectativa de ser colocada na internet, em querer saber pq não foi lançada e etc . Se não fizesse falta a galera nem se faria esforço p/ tudo isso. E muito menos eu´z claro =)

          • Não, eu reafirmo: não faz falta. A galera se movimentou tanto justamente pelo contrário, por causa que o jogo não foi lançado, é algo muito mais movido pela curiosidade, saudosismo e desafio, mas como já disse, SF64 assumi o lugar tranqüilamente, é bem diferente de um Propeller Arena por exemplo.

          • Ivo

            Muito longe de saudosismo, desafio e curiosidade. Tem fatores muito distantes disso, com certeza.
            E “como disse” ele assumi a qualidade de melhor que SF2 obviamente, mas longe de ninguém sentir falta.

            E claro que essa discussão vai ficar em um LOOP infinito afinal temos opiniões diferentes.

            Mas sempre bom ver opiniões contrárias. Grande Abraço Rafa. Continue visitando o Retroplayers.

          • Hwa hwa hwa, ok então.

            Agora engraçado que eu lembrei que uns anos atrás eu escrevi sobre SF2 e era até mais favorável a ele… devia ser a empolgação, rzs.

  • Historia bacana, e concordo com você Ivo, não vejo motivos pro cancelamento do jogo pela nintendo, como se ele fosse “roubar” a atenção do 64…

    Só não fico mais triste com isso porque nunca consegui gostar de Star Fox mesmo..rs

    • Ivo

      Olá Carlos, acho que realmente 99% das pessoas que conhecem/conviveram/sabem dessa história… não conseguem ver motivos p/ o cancelamento. E agora me bateu uma ideia maluca! Bem que a Nintendo poderia lançar essa versão online p/ baixa né? Com todas esses jogos online para download na rede dela. Seria muito bom e lucrativo p/ ela.

      Dê uma chance p/ Star Fox >.< você vai gostar!
      Grande abraço Carlos.

  • CODY

    Ótimo post Ivo, me lembro quando li a matéria do lançamento nessa revista sgp, e fiquei esperando que nem besta o lançamento, o que nunca ocorreu, exatamente como o fx fighter e o comanche, que tinha sempre fotos saindo nas revistas da época.
    Ao ler o post fui na net baixar a rom, pena que o site que tentei, deu erro na extração do winrar, aproveitando a visita na página de roms de supernes, aproveitei e baixei outro jogo que tbm é considerado mito por mtos, por ter sido lançado somente no japão e quase sem divulgação no ocidente, tratasse do excite bike para supernes com personagens da franquia mário;

    • Ivo

      Essa foto é clássica CODY ^____^ respeito total por Final Fight. Show´s! Acredita que não conheço muita coisa sobre Excite Bike? Ouvi falar por algo sobre isso, agora fiquei interessado em descobrir sobre esse jogo. Tem ROM dele? Essa revista é clássica né?! E se te falar que O CHEFE da SuperGamerPower leu ou pelo menos deu uma olhada nessa minha matéria do Star Fox 2!? Você acreditaria? Hahahahaha! Sério isso!

      Grande abraço Cody! Continue visitando o Retroplayers!

      • CODY

        Fala Ivo, a rom do excite bike se chama: bs excite bike bun bun stadium mario, vc acha fácil no site cool rom. O CHEFE fez parte da minha pré adolecencia, mas faz pouco tempo que o conheci realmente, pela matéria do uol jogos, fiquei mais fã ainda, após conhecer todo o trabalho dele e a forma como era feita a revista, ainda estou na luta para completar minha coleção de revistas antigas. Abração;

  • Caixote dos Games

    Excelente post, parabéns!

    Joguei a versão beta no emulador e gostei. O jogo teria feito muito sucesso. Já baixei a versão completa e vou experimentar.

    Abraço!

    • Ivo

      Caixote, depois comente suas impressões sobre o jogo. E não deixe de comentar. Grande Abraço.

  • diogo.j15

    pra mim esse é o aval da propria nintendo, ratificando q seu aparelho de 64 bits é uma merda. o mais engraçado é o zelda q pra mim causa nada menos q espanto de tao bom (um dos melhores jogos de todos) e ainda conseguiram fazer tanta bosta com o aparelhinho de controle escroto.

    • Ivo

      Nintendo 64 é um super console Diogo, mas realmente a Nintendo fez grandes besteiras com ele. Eu sempre penso que poderiamos tirar muito mais daquele console do que propriamente vimos naquela época. Eu adorava o constrole no N64, mas não aquele analógico >.< quebrava toda hora. Alias o Sabat está falando dele no outro post. Aproveite.

  • William

    Já tinha jogado a um tempo atrás, o jogo é muito bom! Parabéns pelo post!

    • Ivo

      Obrigado Willian! =) Continue visitando o site!

  • TH

    É Ivo, tem coisa que não dá para entender mesmo. Um jogo completo, trabalho de várias pessoas e decidem não lançar. Imagina o que sentiram essas pessoas?

    Eu acho que assim que alguém vira executivo, coloca gravata, acaba tendo que tomar cada decisão babaca para parecer que está trabalhando sabe….

    Em que raios isso iria interferir na venda do N64??? Quem iria deixar de comprar um N64 por isso meu Deus?

    “Pai, não compra o N64 de Natal para mim não pq o Snes já fez um belo trabalho com Star Fox 2 e acho que a Nintendo poderia continuar ele por mais alguns anos, vamos protestar”. Mas que caraio de idéia é essa!!!!!

    Eu não sou fá de Star Fox, mas eu fico imaginando se tivessem feito isso com o DKC 2 por exemplo, imagina? Vai tomar no cú engravatados!

    Ótimo texto texto Ivo! Não curto muito Star Fox, mas adorei saber da história mais a fundo, só sabia mais por cima, e que existia uma versão, mas nem sabia que era completa do início ao fim.

    • Ivo

      Valeu TH, brigadão pelo comentário. Nem preciso dizer que tenho o mesmo pensamento que o seu. Acho legal também isso do pessoal acabar se informando sobre o jogo, mesmo não sendo fã… sinal que o intenção do texto chegou direitinho. Abraços TH. Valeu!

  • GF

    A análise tá excelente,eu zerei esse jogo inumeras vezes,e em todas dificuldades.Acho que a Nintendo fez uma burrada com esse jogo,imagina o sucesso que ia ser,e ela também está fazendo burrada agora pois não lançou nenhum Star Fox no Wii e nem anunciou para o Wii U.Eu sei que é pedir muito mas por favor,zerem e façam uma análise do jogo Front Mission:Gun Hazard,ele ficou desconhecido porque foi lançado no fim de vida do Snes,e também só saiu no Japão,mas ele é muito bom,foi produzido pelos mesmos produtroes de Cybernator,publicado pela SquareSoft,ele tem muitos aspectos de um RPG,a história dele é fenomenal,os gráficos batem o de Metal Warriors,por favor façam isso é até bom que as pessoas vão ver a sua análise (se vocês fizerem) e vão se interessar por este grande jogo desconhecido.

    • Ivo

      Olá GF, você é da mesma opinião que a minha. Também acho que Nintendo fez um “burrada” não lançando esse jogo. Verdade né? Nenhum Star Fox para Wii, isso me faz lembra que também queria um Mario Kart novo e faz ANOS que a Nintendo não pensa nisso. Por essa e outras que a Nintendo caiu muito no meu conceito. Opa, Front Mission! Esse eu conheço e joguei! Jogão por sinal! Está anotado a sugestão sim GF e pode deixar que vamos comentar sobre ele. Alias Cybernator está na minha lista também =) Grande Abraço e continue visitando o Retroplayers.

      • GF

        É mesmo,nenhum Star Fox pra Wii foi muita burrada,porque o jogo ia combinar muito com o console,e Mario Kart precisa de uma renovada,achava o MK Snes e 64 muito mas divertidos do que os atuais,aliás,já era pra ela ter lançado pro Wii U,imagina o sucesso que ele ia fazer?E obrigado por aceitar a minha sugestão,fico muito feliz!Pode deixar,não vou deixar de visitar e comentar nesse excelente site!

        • Ivo

          GF se tem um jogo que entendo nessa vida é MK. E digo sem qualquer sombra de dúvida. Os melhores foram MK 64 e o de Snes. O Double Dash de GameCube é divertido também, mas passa longe dos N64 e Snes. O do Wii é muito sem graça. Até os bugs dos jogo no N64 eram divertidos. Eu não entendo porque a Nintendo insisti em lançar tantos jogos p/ os consoles dela com versões 1,2,3,4,5 e um Mario Kart por console. Ela não tem nem a capacidade de lançar alguma DLC (nem sei se isso é possível no WII por sinal) com mais pistas e cia no MK. Ou na pior das hipóteses lance um Mario Kart 64 HD ou cia. E por essa e outras que acho que a Nintendo para mim está cada vez mais longe. E repito aqui, o Mario Kart de Wii é muito fraco em quesito diversão. Malz o desabafo, mas eu sou fan de MK e não me conformo com isso >.< E valeu por visitar!

          • Olha eu entrando de bico na conversa, rzs.

            Pra vocês verem como são as opniões, eu já acho Mario Kart 64 bem fraquinho, e acho ótimo apenas um Mario Kart por geração… aliás, apesar do mantra, que eu me lembre apenas Mario Party que recebe muitas versões para o mesmo console, outros jogos da empresa estourando dois.

            Mario Kart Double Dash!! na minha opnião foi o melhor de todos, difícil pra kct e inovou totalmente, pena que não colou.

            Mario Kart Wii também é excelente e divertidissímo (prefiro muito mais ele ao 64), até mesmo no precário modo online dele me diverte e apesar de em menor grau, a adição das motos e jogabilidade com o Wiimote foi uma boa inovação.

          • GF

            Tipo,isso é a sua opinião,agora o fato,é que o Super Mario Kart é o melhor,porque ele já veio com várias inovações que ninguém tinha visto,como coletar bananas,cascos,estrelas,(etc.)tudo isso para atrapalhar os seus inimigos,além de apresentar uma jogabilidade fácil para todos,arcade mas muito bem feita,quase sem falhas,fases inovadoras (como a de água e a do arco-íris),trilha sonora boa demais pra se ouvir,e além de tudo isso,era muito divertido,quem tivesse alguns amigos por perto,e estivesse com esse jogasso,era diversão garantida mesmo,ainda mais porque na época não existia nenhum game desse naipe (só depois surgiram os chamados clones).

            Eu acho o Mario Kart 64 um jogão.O Double Dash e o Wii também,só que não são tããããão divertidos como os antigos.Seria muito interessante se eles fizessem algum Crossover com o jogo do Sonic por exemplo,só não podia dar errado…

          • Bom GF e Ivo, eu concordo em gênero, número e grau com o Tchulanguero XD O mario Kart do Snes é divertido e clássico, mas comparado a alguns outros, é fraquinho, e nada que apareceu nele foi inovação justamente por isso: ele foi o 1º jogo de Kart a ser feito, e tudo que apareceu nele foram elementos inéditos e não inovadores, e nem tudo foi as mil maravilhas tanto que vários fatores foram eliminados das versões próximas ^^

            Inovação foi depois no N64 a gente poder dar o Dash com turbo nas curvas, depois no DD a gente contar com 2 pilotos por kart, e no Wii aparecerem as motos, isso é a inovação dentro de uma franquia: ela parte da existência dos elementos inéditos de um primeiro jogo OU jogo base ^^

            Velhos, Mario kart Wii e DD tem O DOBRO de pistas do N64 e SNES, metade inéditas e metade capturada de todos os jogos, não tem como não gostar disso!!!!!!!!! Não tem como não dizer que não é inovador ou que é falta de originalidade pois eles possuem a sua quantidade ENORME de pistas, carros e personagens inéditos assim como tras de volta a nostalgia das pistas antigas de jogos passados!!! Em compensação, elementos de Mario Kart 7 como correr na água ou planar já vimos antes em Diddy Kong Racing. Isso sim não é original ^^

            Pra mim, o mais divertido e completo (comparando épocas) é o Mario Kart 64, o mais competitivo e difícil é sem dúvida Mario Kart Double Dash, e o mais inovador é indubitavelmente Mario Kart Wii e suas várias maneiras de se controlar os karts e motos. Não joguei os de portáteis, mas dizem que DS e SS são os melhores Mario Karts já criados. O de Snes, joguei MUITO também, mas pra mim foi totalmente superado pelos outros exemplares: correr sempre com a tela dividida, mesmo jogando sozinho, é frustrante!!!

            Entrando no mérito do Star Fox, Miyamoto já declarou várias vezes que após SF64, ele não queria voltar a trabalhar na franquia enquanto sua cabeça estivesse ocupada com outros projetos, pois assim ele não conseguiria alcançar a perfeição que ele conseguiu com a versão 64 (em outras palavras, ele estava sem ideias kkk). Por isso os próximos games que saíram para GC foram feitos pela RARE (SF Adventure, é um bom jogo) e NAMCO (SF Assault, péssimo) e tendo em vista que nenhuma das duas conseguiu fazer um jogo memorável como foi SF64, ele simplesmente não deixou mais ninguém mexer na franquia. Por isso ela não apareceu no Wii.

            Se ela vai aparecer no WiiU? Eu torço para que sim, ainda mais por que existem boatos de que o pessoal da RETRO STUDIOS, responsáveis pelos excelentes Metroid Prime I,II e III e DKC Returns, estariam por debaixo dos panos trabalhando com a franquia da raposa.

            GF: a Nintendo continua a mesma cara, a mesma de sempre: inovando, lançando seus jogos como sempre lançou, e sempre tentando manter viva a essência de seus jogos antigos. Se a Nintendo parar de fazer isso, ai sim ela não vai ser mais a mesma, e eu definitivamente deixarei de gostar dela.

            Vc sabe onde estão os caras que saíram da RARE que vc quer que a nintendo contrate de volta? kkkk primeiro eles fundaram a Free Radical Design e desenvolveram a excelente franquia Time Splitters, ai eles se juntaram a CRYTEC e hoje trabalham com o desenvolvimento de games da franquia Crysis. Eles estão muito bem da vida ^^ Nem que a Nintendo quisesse eles viriam XD

          • TH

            Se ele foi o primeiro jogo de Kart a ser feito, como ele não pode ser inovador? Todos os elementos de batalha dentro da corrida que ainda é o elemento básico do jogo ainda está lá, claro que isso é inovação poxa….

            Estava inovando os jogos de carrinho, acho que que essa diferença entre inovação e elementos inéditos é tudo ponto de vista. Ainda acho que podemos chamar de inovação, e sim o Mario Kart do Snes, é sim mil maravilhas, muito divertido, esse aí é o seu lado Mega falando….

            Para todos que tiveram um Senes foi um dos jogos mais jogados com certeza.

            Mas acho que a melhor versão ainda é o do DS, o mais competitivo, mas o que mais marcou mesmo acho que foi o de 64, primeiro pelo pulo de gráfico, jogatina em quatro jogadores e tb pq foi um dos carros chefes do video game no seu lançamento.

            A verdade é que Mario Kart é diversão garantida.

          • Ivo

            Bom pessoal, Mario Kart é o jogo que mais joguei na minha vida. Meus amigos são psicóticos nesse jogo. E jogamos até hoje. Então posso falar com clareza nesse assunto.

            O Mario Kart do Snes é o primórdio de tudo e tenho que admitir que não existe comparações com ele. Foi uma franquia incrível e não posso contestar sua inovação.

            Ae entra Mario Kart 64. Ele tem as melhores pistas e as mais lendárias junto com a do Snes.

            E vou me estender nos comentários de coisas que vejo no N64 e no WII e DD não vejo. São coisas simples e outras mais complexas.

            Os itens são melhores que as versões de WII e DD. Alguém lembra quando estávamos em primeiro e atirasse o casco vermelho ele fica teleguiado e dava a volta na fase? Afinal não tinha ninguém na frente do primeiro colocado. Era um bug ou algo proposital maluco, mas era divertido pacas. O sistema de tiro de cascos é absurdamente melhor que o de WII e DD.
            Por quantas vezes eu atirei em uma distância absurdamente longe e conseguia acertar os inimigos com casco verde (não teleguiado), atirava na parede os cascos eles rebatiam rapidamente (ao contrário do WII e DD que são lentos e nem ficam tanto tempo batendo na tela). Até o cacho de bananas (aquele grande que você pega) tem menos bananas que a versão do N64.

            Existia algo que ajudava na diversão de uma forma estranha, quem ficava na última posição sempre ganhava itens melhores e isso ajudava a tornar a corrida MUITO mais competitiva, ao contrário do WII e DD que os últimos geralmente não são ajudados por esse fato e deixam a corrida mais monótoma possível.

            Qualquer item no N64 fazia diferença. Por quantas vezes eu perdia a corrida faltando poucos centímetros e isso a tornava emocionante e no WII e DD conto nos dedos isso.

            Legal que tenha outros veículos nos novos Mario Kart, mas eles são totalmente desequilibrados, se você for um caro esperto e pegar aquele motinha com detalhes de flor, vai ganhar de qualquer outro veículo. Os mais espertos só jogam com ela. Legal mesmo era o Kart do Mario 64 que a diferença era no piloto, mais leve ou pesado e isso fazia sim diferença na jogatina.

            Mesmo que começou a jogar do nada e nunca conheceu Mario Kart tem quase a mesma alegria de jogar com quem joga a tempos no N64. Pq o sistema torna isso agradável No DD e WII quem joga a tempo não dará chance para os novatos. Nem os itens mais clássico como estrela ou raio irão te ajudar. (Tirando o Fato do DD que pode jogar em dupla – dirigindo ou atirando itens – isso equilibra um pouco).

            Além de corridas algo que gosto do N64 é o modo batalha, algo tão simples que foi deixado de lado na minha opinião em comparação aos DD e WII. Aquela pista de 3 andares era mágica. 3 Balões, atirou 3 vezes = ganhou. Quiseram enfeitar nos outros jogos e ficou uma porcaria.

            Os outros jogos tem mais pistas? Tem. Mas quais superam as do N64 e Snes? Nenhuma.

            Enfim, eu posso dar mil detalhes que AMO no Mario 64 e por isso que comento que as versões posterior são muito inferiores. Sim, pode divertir, podem ter inovações… mas se você pegar alguém e colocar jogando MK de N64 com certeza vai esquecer do WII e DK. Alias eu tenho uma prova disso =) Eu jogo com a Cris o Mario Kart 64.

            Galera, tenho ir! Indo saindo do trampo. Depois Post mais e sobre Star Fox também Fuiz.

          • GF

            Nunca joguei Mario Kart DD e nem Wii,mas pelo que eu vejo na maioria dos lugares,não são divertidos como o primeiro e o 64 (mesmo sendo divertidos).Como era divertido jogar na Rainbow Road,eu me lembro até hoje jogando na casa do meu primo.

            Eu sempre quis que os novos Mario Karts tivessem fases aquáticas (mesmo não tendo lógica nenhuma),de várias outras séries,e imagine uma fase da Congo Jungle,em que começa de manhã,depois vai ficando de tarde,com aquele sol escaldante,e depois anoitece,e começa a chover,igual ao primeiro Donkey Kong Country?E aí a jogabilidade muda um pouco,fazendo os karts ficarem mais escorregadios e etc.Além de ser impressionante,ia ser nostálgico!Uma coisa legal que eu achei no Mario Kart Wii,é que ele traz algumas fases do MK64 e do MK Snes.

            Eu também não concordo com o que dizem,se fosse assim,ele nunca deixaria Metroid nas mãos de uma empresa inexperiente como a Retro Studios (na época ela era).A Nintendo pode estar “perdendo” grandes jogos.Imagina se Super Mario Galaxy nunca fosse lançado?Ou mesmo Zelda Majora’s Mask?Ela perderia esses grandes jogos,com certeza.

            É,também acho que ela está esquecendo de alguns jogos mesmo…a quanto tempo não lançam um Metroid no estilo Metroidvania?E Star Fox?Ou F-Zero?Outro jogo que está esquecido também é Mother,acho que combinaria muito com Wii U…aquele Gamepad…dá pra fazer muita coisa nele.Será que a Nintendo vai resgatar suas franquias?Bem,resta esperar um tempo,tomara que ressucitem várias delas (todas essas que eu citei tem que estar incluídas).

          • TH

            Caramba Ivo, pega esse comentário e enfia… num post cara, kkkkkk. Muito bom! Ótima análise da história do Mario Kart, que eu tb presenciei.

            O Sabat viajou ao falar que a versão Snes não é inovadora e que não é mil maravilhas, mas a gente entende…

            Quanto ao Wii, comigo foi o mesmo, passado a empolgação, ele acabou virando estação de emulação, o que serve bem demais, e alguns games da Nintendo como o perfeito Mario Galaxy 2.

            O Wii U eu tinha me prometido que ia comprar no seu lançamento, mas logo que vi os jogos do lançamento e os futuros jogos eu desanimei. E o golpe final foi terem adiado o Rayman… Agora eu só compro quando tiver uma boa biblioteca da Nintendo.

            Falou mano.

          • GF

            Concordo 100% com você,o Mario Kart Snes foi uma inovação para época.Ele foi o que eu mais me diverti,porque eu só tinha o Snes,então era eu e irmão competindo o dia inteiro.Só cheguei a jogar MK64 quando meu primo pegou emprestado (o de Snes também era),e aí também,foi só diversão,4 manetes,4 jogadores disputando pra ver quem era o melhor (eu só era o pior porque quase não jogava N64),era a tarde inteira.

          • GF

            Eu sei que a Nintendo continua a mesma,mas parece que ela está esquecendo algumas franquias como Star Fox,F-Zero,Mother e outras também.Cara,é o seguinte,o problema é que se a Nintendo não pegar a Rare,não espere ver Killer Instinct,Donkey Kong Country com Kremlings (e tudo aquilo que tinha nos antigos),Conker,Perfect Dark,Battletoads,e mais alguns jogos de volta.E eu acho,que se a Nintendo viesse a comprar a Rare,os caras iam querer voltar sabe,sei lá,parece que eles não são tão preocupados assim com dinheiro (mesmo eles terem ido para Microsoft,na época).A Retro Studios poderia cuidar da série Star Fox,é a única empresa que resgatou clássicas franquias sem prejudica-las,e aposto que Nintendo confia nela (RS),e um jogo da série Star Fox no Wii ,além de combinar (se ficasse muito bom) iria vender muito,e eu acho que se fosse lançado pro Wii U,muitas pessoas iriam compra-lo também,pois é um clássico que estaria retornando ao mundo dos games.

          • GF

            Eu também acho que os melhores Mario Karts foram o de Snes e o 64.

            É mesmo,jogo o Mario Kart 64 até hoje e me divirto muito mas muito mesmo,os bugs também fazem parte,bem que podiam lançar mesmo um MK64 HD,iria ficar show.

            Olha cara,tipo assim,não é que eu ache o Mario Kart Wii pouco divertido mas tipo,as músicas e as pistas dos antigos eram “inovações” para a época,tipo,agora eles colocam praticamente as mesmas pistas,e aí,fica meio enjoativo.Eu acho o Mario Kart 7 muito mais divertido que o de Wii,por causa que nele,agora você pode ir em baixo da água e planar também,e outros detalhes.Pra mim a Nintendo não é mais como antes,mesmo ela estando bem,ela bem que podia tentar contratar os caras que eram da Rare (muitos deles saíram quando a Rare foi vendida para a MS),e quem sabe eles não fazem um Mario Kart?Ou até um Donkey Kong Racing?Ou então imagina ela resgatando todas aquelas franquias como DKC (não gostei muito do clima do Returns),
            Conker,Battletoads (esse eu nunca zerei),Perfect Dark,Killer Instinct (clássico eterno),etc.Eu acho que ela está dando muita bobeira.

  • Cadu

    Pô, quase deixei passar o texto desapercebido, Ivo… foi mal!
    Olha, eu entendo tanto de Star Fox que eu realmente acreditava que o 2 existia! kkkkkk
    Sério mesmo que é lenda urbana? Que bom saber, vou lembrar de nunca procurar o jogo quando tiver um Super Nintendo (ainda sonho com isso). Não vou querer a versão de fãs, sou chato nesse sentido! huahuahua
    Mas vou tentar jogar a ROM com o patch em inglês e sem bugs algum dia, mesmo não sendo tão fã assim da série. Acho que vale pelo conhecimento. Vai ser legal encarar como se estivesse naquela época conhecendo o jogo.
    Esse negócio de transformar a nave em robô me chamou a atenção, eu adoro esse tipo de coisa (quem não passou tanto tempo da infância vendo Transformers, Jaspion, Changeman e qualquer outra coisa que fazia transformações parecidas, né?).
    O barato das estatísticas é bem legal também. Com certeza se esse jogo fosse lançado hj em dia, renderia vários troféus/conquistas. Pra quem gosta de caçar este tipo de coisa, é um prato cheio!
    Muito bacana a idéia de fazer um review de um jogo que não foi lançado mas que apareceu para ser emulado, Ivo! E o texto ficou ótimo, contando toda história e tudo mais. Parabéns pelo post!
    Abraço

  • French Fry

    Top 100 IGN best games for snes, and other extra roms…

    http://extratorrent.cc/torrent/3544527/

  • Ailton

    queria entender porque porque o jogo não concluiu, tipo ele foi terminado com problema e abandonado, ou foi bem terminado e abandonado? tem algum problema no jogo???

    • Ivo

      Fala Ainton! Nessa passagem do texto explica direitinho esse fato:

      ” Emulatorium: O que aconteceu com Star Fox 2? Por que foi cancelado ainda em desenvolvimento? No final das contas, os motivos foram relacionados a Star Fox 64?

      Dylan: Star Fox 2 foi totalmente concluído. Eu era programador principal, e enquanto Giles (Giles Goddard, designer e programador americano da Nintendo) concluiu Stunt Race FX, nós e o resto da equipe original de Star Fox resolvemos transformar o próximo título da franquia em um jogo de tiro 3D completo. Utilizamos para isso algumas técnicas de clipping novas (que só foram vistas posteriormente em jogos como Crash Bandicoot 2 e 3) para criar alguns efeitos bastante espetaculares (para a época).

      A razão para o cancelamento do título foi o iminente Nintendo 64, que devido à concorrência, foi destinado a ser lançado muito mais cedo do que o planejado. Miyamoto havia decidido que queria um bom espaço de tempo entre o lançamento de algum jogo 3D no SNES e no novo e poderoso console da empresa, e se ele tivesse permitido o lançamento de Star Fox 2, isso não seria possível, pois só haveria pouco mais de um ano até a chegada do N64. Mas aprendizagem é sempre assim mesmo.

      Star Fox 64 incorporou um monte de idéias novas que nós criamos em Star Fox 2, mas isso não fez, na minha opinião, o papel de elevar o gênero a um novo nível. Star Fox 2 realmente teria uma direção bem diferente de gameplay. “

  • Welton Machado

    Até que enfim o jogo será lançado!