Retro Review: Mario Kart Double Dash – Game Cube


mario-kart-double-dash-review-retroplayers

Desde o lançamento de Mario Kart em 1992 para o nosso saudoso Super Nintendo a BigN já demostrava que essa franquia não iria morrer por ali. Ela justificou isso em 1996 com o lançamento do Mario Kart 64 (que você pode ler nosso review clicando aqui!) com 4 Players simultâneos, novos circuitos, muitas inovações e diversão. Na E3 do ano 2000, foi apresentada uma pequena demonstração do que poderia ser um novo Mario Kart, junto com o anúncio do novo console da Nintendo chamado – Game Cube.

Mas o tempo passou e uma nova franquia de Mario Kart só foi aparecer no consagrado GBA, em julho de 2001, com o nome Mario Kart: Super Circuit, que apesar de ser super divertido, não supriu as expectativas que os fãs mais fervorosos da BigN esperavam. Também em 2001 foi lançado o Game Cube e as “fofocas” sobre um novo Mario Kart estavam abertas. O que teríamos de novo? O que a Nintendo poderia fazer de diferente do N64? Melhores gráficos? Mais diversão? 2001 e 2002 se passaram, onde ocorreram os anúncios de grandes jogos como o novo Zelda (Wind Waker), Mario (Sunshine) e Metroid (Prime). Mas e o nosso querido Mario Kart? Nadaaaaaa era anunciado!

Tela de Start do Mario Kart Double Dash!Assim começaram a surgir boatos que “a casa de ideias da Nintendo” em relação a Mario Kart estava estagnada e que nada mais iria surgir, frustrando os fãs da famosa série, inclusive deste que vos fala. Mas eis que a E3 de 2003 chega e a Nintendo pega todos de surpresa anunciando o tão esperado novo Mario Kart, revelando para todos que ele não seria apenas “um típico Mario Kart” e sim algo novo, com muitas inovações, novos gráficos, itens, pistas, personagens, deixando todos boquiabertos. Então, meu caro amigo Retro Aventureiro, quer relembrar desse game? Matar a saudade? Saber muito mais sobre ele? Então venha com a gente e confira tudo sobre o incrível Mario Kart Double Dash de Game Cube.

Ps: Avisando novamente, galera! Daqui para frente irei me referir ao Mario Kart Double Dash como MKDD. E não me venha com essa de que MK é Mortal Kombat, hein! =P Apesar que Mario Kart faz você querer dar “Fatalities” em seus amigos às vezes.


Aparição dele na E3!

A demonstração final do novo Mario Kart com o sub-título Double Dash foi realizada em 2003, na famosa e consagrada E3. Como o próprio nome intitula: Double (Dois) e Dash (Corrida), significava que você iria controlar dois corredores em seu kart, um dirigindo e outro atirando os itens. Esses dois personagens podem ser controlados pelo Player 1 (ao mesmo tempo) ou formando dupla com o Player 2. Exemplo: O Player 1 controla o Mario que dirige o kart e o Player 2 controla o Luigi que é encarregado de atirar os itens, podendo trocar essa ordem a qualquer momento da corrida. A descrença gerada nos anos anteriores pela demora de um novo MK foi totalmente apagada, quando as primeiras imagens do game foram vistas. Leia o comentário citado por Tom Bramwell, que era o correspondente da IGN na E3 de 2003.

 

“Visualmente o jogo é absolutamente lindo. Estávamos céticos sobre as primeiras “screenshots”, mas como acontece com praticamente  qualquer game da Nintendo esses dias, na primeira vez que vimos tivemos que bater palmas. A primeira coisa que chama a atenção é a definição de tudo e logo depois a clareza, texturização, o framerate suave e um nível de detalhes que reconhecidamente deve muito às HDTVs que estávamos jogando.  E todos os personagens tem lindas animações individuais.”

.
Em novembro do mesmo ano MKDD foi lançando e trazendo uma campanha de marketing forte que se estendeu em revistas e comerciais de TV. Você pode conferir esses comerciais (de vários países) no vídeo abaixo. Alguns são hilários! MKDD foi o segundo game mais bem-sucedido do Game Cube com 7 milhões de cópias vendidas.

 

Caixinha do Mario Kart Double DashVocê conhece o termo “Esse jogo envelheceu bem?!” Sempre digo isso para MKDD! A Nintendo caprichou nos gráficos com vários detalhes nos cenários que por muitas vezes passam desapercebidos em meio as corridas cheia de bananas, cascos, estrelas e tudo mais. Se você é um gamer curioso, aconselho a correr devagar vendo o cenário e percebendo detalhes engraçados e interessantes nas pistas. Mas voltando aos gráficos, lembro de ficar de boca aberta em ver a evolução gráfica do MK64 para MKDD, principalmente devido às cores que são um show a parte em jogos da Nintendo. Outro fator importante é a interatividade do cenário nas corridas, algo que acontecia poucos nas versões anteriores (lembra das pedras caindo na Choco Mountain em MK64?). Já na versão Double Dash isso foi implementado com maestria, temos desde vulcões jogando pedras, dinossauros na pista, carros, caminhões, centopeias, canhões que te arremessam e fazem voar, e muito mais. Ah sim! Vale lembra que várias pistas possuem MUITOS caminhos secretos ou rotas alternativas (muito mais que nas versões anteriores!) e isso torna o jogo mais divertido ainda.
Sobre o desenvolvimento do game, a equipe queria muito que Mario Kart Double Dash tivesse uma jogabilidade que fosse apreciada pelos jogadores novos e veteranos da série. Essa foi uma das tarefas mais difíceis na criação do game e de acordo com o diretor principal Kiyoshi Mizuki a premissa era que a jogabilidade teria que ser o mais simples possível. Foi exatamente isso que aconteceu, e independente de você ser um veterano ou novato na franquia, você pegará o jeito fácil e irá se divertir demais, um fator super importante quando você chama aquele amigo novato para jogar com você. Outro fator legal nesse game são os “drifts”, que já existiam no MK64, e continuam nesse game, auxiliando e muito na hora de fazer curvas sem perder velocidade, escapar de itens nas pistas, e ainda ultrapassar seus adversários em grande estilo. Na produção do game também existiu uma “pitada” da mão do Shigeru Miyamoto: ele foi responsável por várias ideias, mas deixou bem claro que a decisão dos gráficos seria de total escolha da equipe de produção: Kiyoshi Mizuki, Yasuyuki Oyagi, Futoshi Shirai e Daiji Imai, que mandaram muito bem por sinal.

latest

 

 

Bom, galera Retro Aventureira, a minha história com Mario Kart vem desde o Nintendo 64, como comentei no review que fiz (que você pode ler clicando aqui!). E quem me conhece, sabe o quanto gosto dessa franquia e que nunca me canso de jogar, mas como todo bom gamer daquela época (e de hoje também!) que passava horas conversando sobre futuros lançamentos, eu sempre queria saber como seria a nova versão do Mario Kart e se ela seria melhor que a anterior. Só em 2003 que começamos a ter notícias de um novo Mario Kart e me lembro de ter lido as informações nas revistas da época. Rapidamente a notícia se espalhou entre meus amigos, que ainda jogavam MK64 e nisso nasceu uma “ideia maluca”. Quem seria o primeiro “perdedor” no Mario Kart Double Dash? Sim, se existe algo que cria competitividade entre meus amigos, seus amigos e todos os amigos do planeta… é Mario Kart. Por várias vezes vi Mario Kart transformar amigos em inimigos mortais… hahahahaha! Com você acontece o mesmo amigo Retro Aventureiro? Escreva aqui nos comentários =)

Amigos ou Inimigos?

Voltando, a ideia de quem seria o primeiro perdedor foi crescendo e todos firmaram um acordo: que o primeiro “perdedor” no novo MK seria zoado e gravado em vídeo. Galera, posso dizer que ser o primeiro “perdedor” em Mario Kart com meus amigos é tão vergonhoso quanto:

– Sair do banheiro do seu colégio ou trabalho com papel higiênico preso no pé e todos verem!
– Pisar no cocô do cachorro e escorregar com uma multidão de pessoas te olhando!
– Almoçar e sair com um pedaço de feijão entre os dentes e ir em algum encontro amoroso!
– Sua calça rasgar na parte de trás  justamente em uma entrevista de emprego!
– Ir pela primeira vez na casa do sogro ou sogra e entupir a privada!
– Bater o seu carro em um barraca de frutas e todos os moradores em volta ficarem te olhando (eu já fiz isso!)!

.
Mas voltando novamente, em 2003 o jogo foi lançado e uma semana depois meu amigo comprou Mario Kart Double Dash com mais três controles. E lá estávamos todos reunidos em frente a TV, e nem preciso dizer que babamos nos gráficos do jogo quando ligamos o console. Vimos uma evolução tremenda da versão de N64 para Game Cube, mas isso foi só por alguns minutos, o que realmente interessava era “QUEM SERIA O PRIMEIRO PERDEDOR DO MKDD?” A corrida iria começar e eu estava jogando com a Peach, tinha lido na revista que o especial dela era a melhor defesa (Claro! Eu li antes uns macetes na revista para não perder a corrida!) e saí a frente logo no começo, enquanto isso meus amigos estavam lá atrás (se matando!) e tudo parecia tranquilo… Passei a primeira volta em primeiro e a segunda também e praticamente estava comemorando minha vitória e preparando a “zoera eterna” para o perdedor (tudo sendo gravado em uma câmera!) até que na última curva algo aconteceu. Sim, você deve imaginar o que aconteceu!? Um casco azul me pegou e com isso um verdadeiro NOCAUTE de cascos, raios, atropelamentos, batidas e tudo que você possa imaginar foi jogado no meu kart. Caí de primeiro, para segundo posição e logo depois para terceiro e finalmente quando estava me recuperando o Player 4 que era meu amigo me ultrapassa perto da linha de chegada… e perco a corrida…

Cuidado com o Casco Azul!

Sabe quando você vê a vitória e ela escorrega por suas mãos como areia? E fica com cara de tacho!? Pois bem meus amigos Retro Aventureiros, essa foi a sensação… Nem preciso dizer que fui zoado por horas e horas com isso. Mas antes que me pergunte, isso me aborreceu? Nada! Foi MUITO DIVERTIDO e lembramos até hoje sobre essa corrida. Vale lembrar que isso de “perdedor” virou tradição e continuou em Mario Kart Wii e agora em Mario Kart 8, mas esses eu não perdi =) Desse dia para frente sempre paramos para disputar uns rachas nos circuitos maravilhosos e divertidos de MKDD, e inclusive, tenho opinião CLARA sobre ele em relação a versão de Wii, mas isso vou escrever mais abaixo na parte de críticas..


barra6

Bem, já falei sobre a premissa de times, onde jogamos com 2 personagens de uma vez em single ou 2 players cooperativo, e isso permite coisas do tipo:

– Você e seu amigo podem revezar em pistas de modo pilotar quem tem mais habilidade
– Revesar itens a qualquer momento com o segundo personagem
– Guardar um item para atirá-lo no melhor momento
– Se concentrar em apenas uma tarefa: atirar ou pilotar

.
Além disso, cada personagem tem um especial (você vai ler isso na parte “itens” logo abaixo!) e você os consegue através de itens que pegamos durante a corrida. Por exemplo: O Mario tem o especial de bolas de fogo e a Peach o de escudo de corações que protegem ela contra ataques dos adversários ou itens jogados na pista. E também não podemos esquecer que agora cada time tem suas características próprias de karts (médios, pesados, leves, aceleração inicial rápida, aceleração final alta, faz melhores curvas e cia), o que torna tudo mais competitivo (ou não!).


“Os Marios”
Personagens:
Mario e Luigi
Tipo de Kart:
Médio
Escolha: Os clássicos irmãos Mario. Para jogadores indecisos em qual personagem escolher.

.

.
“As Ladys”
Personagens:
Peach e Daisy
Tipo de Kart:
Médio
Escolha: Para os estrategistas em MK! Muito similares ao Mario e Luigi, o que diferencia é o veículo. Ótimos especiais para proteção!

.

“Yoshi & Birdo”
Personagens:
Yoshi e Birdo
Tipo de Kart:
Médio
Escolha: Yoshi e Birdo! Ideal para quem adora personagens fofinhos (namoradas de plantão!)

.

.
“Os Bebês”
Personagens: Baby Mario e Baby Luigi
Tipo de Kart:
Leve
Escolha: São personagens leves, fáceis de dirigir e fazer curvas nas pistas. Ideal para quem é novatão em MK.

.
.

“Koopa Tropa”
Personagens: Koopa e ParaTroopa
Tipo:
Leve
Escolha: Eles seguem o mesmo estilo do Babys Mario, leves porém com velocidade final fraca. Especiais super apelões!

.

.“Os Macacos”
Personagens: Donkey Kong e Diddy Kong
Tipo de Kart:
Pesado
Escolha:  Uma das melhores duplas para jogar MKDD. Para quem adora a dupla de macacos mais malucos dos vídeos games!

.

“Família Bowser”
Personagens: Bowser e Bowser Jr. 
Tipo de Kart:
Pesado/Leve
Escolha: Para quem curte os vilões prediletos do mundo “Mario Bros” e adorava suas “maldades”. Toma o casco do Bowser na cara!

.

“Wahhh!”
Personagens: Waluigi e Wario 
Tipo de Kart:
Pesado
Escolha: Esses são fraquíssimos em velocidade inicial, mas são ótimos para bater nos carros adversários e roubar os itens. Ladrões natos!


.

Personagens: King Boo e Petey Piranha
Tipo de Kart:
Pesado
Escolha: Sãos personagens secretos e abertos quando você completar o “Mirror Mode”.

.

Personagens: Toad e Toadette
Tipo de Kart:
Leve
Escolha: Sãos personagens secretos e abertos quando você completar todas as copas em 100cc.

Existem cinco modos de jogo disponíveis em MKDD e são eles: Grand Prix, Time Trial, Co-op Gran Prix, Versus Gran Prix e o Versus Battle.

Os Modos em Mario Kart Double Dash!

Grand Prix: Este modo possui um campeonato com quatro pistas de três voltas em cada. Os campeonatos são: Mushroom Cup, Flower Cup, Star Cup ou Special Cup e ainda o extra All Cup Tour que só é aberta quando completar todas os campeonatos primeiro lugar. Dentro dos campeonatos é possível escolher as cilindradas: 50cc, 100cc e 150cc e quando todas são completadas é aberto o modo Mirror Mode, que são justamente todas as pistas ao contrário (a All Cup Tour Mirror é de cair os cabelos!).

Time Trial: O clássico modo de tempo está presente para você garantir suas melhores voltas e recordes. Você joga sozinho e terá apenas dois turbos para serem utilizados nas três voltas. Você também tem a opção de correr contra um personagem “fantasma”, que nada mais é que você na última vez que jogou e marcou o seu melhor tempo que é salvo no Memory Card.

Co-op Gran Prix: Uma das grandes novidades de Mario Kart Double Dash: você pode jogar com seu amigo em apenas um kart, por exemplo: você dirigindo e seu amigo atirando itens e podendo trocar essas posições a qualquer momento do jogo. Também é possível jogar em 4 Players, 2 em cada kart dividindo a tela, deixando o jogo mais frenético ainda. Imagina você e seu irmão em um kart e no outro seu pai e sua mãe? A guerra está declarada! E tudo isso com o computador também jogando junto! Vale lembrar pessoal, que caso você não tenha 4 Players é possível poder jogar com 3 Players, 2 Players ou sozinho e podendo escolher a opção de como vai ficar a divisão dos karts.

Versus Gran Prix: A mesma coisa que o Co-op Gran Prix. Pode jogar até 4 Players, dividindo a tela e tudo mais, mas a diferença é que nesse modo você apenas joga entre amigos e não mais com o computador. Batalha só fica entre os “Players” mesmo.


Os Battles em Mario Kart Double Dash!

Existe agora três modalidades de Battle Mode, e são elas:

Balloon Battle: Dois a quatro Players competem em pistas fechadas. A intenção é acertar seu adversário e tirar os três balões que ele possui. Quem destruir todos os balões dos adversários e sobreviver no final é o vencedor.

Shine Thief: Onde temos de apanhar e proteger o “Shine” (e se não o tivermos temos de atacar quem o possui para rouba-lo!). Ganha quem ficar com ele até o tempo acabar.

Bob-omb Blast: Você possui um arsenal de bombas para usar, criando um autêntico cenário de guerra e com os competidores tentando destruir os adversários.
Ps: Em todos os modos é possível jogar em duplas, sozinho e cia.

As arenas no Battle mode são:

Cookie Land: Arena circular em um formato de um Cookie. Dividida em uma parte interna e externa, mas que faz você sempre dar de cara com os adversários.
Block City: Arena quadrada com 4 blocos dentro dela. Outra que faz você sempre dar de cara com os adversários.
Nintendo Game Cube: Essa arena é muito legal! Ela é o formato do próprio Game Cube e totalmente aberta e sem qualquer lugar para se proteger. Prepare-se para tomar cascos!
Pipe Plaza: Uma arena de Skate?! Ela tem dois andares e túneis que te jogam em lugares diferentes na pista. Ótimo para escapar de inimigos e itens que estão na sua cola!
Luigi’s Mansion (Desbloqueável): Um castelo com várias entradas subterrâneas e andares superiores. Fase muito legal e umas das mais emocionantes do Battle. Você desbloqueia ela quando ganha o troféu de ouro na Mushroom Cup em 150cc.
Tilt-a-Kart (Desbloqueável): Uma arena que nada mais é que o Mario pixelado nos tempos do 8 bits. Vale lembrar que os itens caem do céu nessa pista. Você desbloqueia quando consegue o troféu de ouro na Flower Cup no Mirror Mode.


Música em Mario Kart Double Dash!As músicas de Mario Kart Double Dash são outro ponto forte do jogo e da série (e qual não é?!). A trilha contém uma grande seleção de músicas que novamente se mesclam com os gêneros das fases e que ainda contam com a qualidade de áudio CD, o que não ocorria no N64. Tudo foi composto novamente pelo genial Kenta Nagata, e se você não o conhece (hora de conhecer!), ele “só fez” as trilhas sonoras: Super Mario 64 (DS), Mario Kart 7 (Wii), Mario Kart 64 (N64), New Super Mario Bros (Wii) e Mario Kart 8 (WiiU). A trilha traz novamente temas “energéticos”, outros “suaves”, “bem-humoradas” e alguns “mais pesados”,  e a melhor prova de que ela é maravilhosa, é que mesmo você jogando várias e várias vezes  (e isso ocorre muito em MKDD!), você não se enjoa de ouvi-las. Mas e você leitor Retro Aventureiro?! Qual sua trilha sonora predileta de todos MK? Eu ainda fico com o N64, apesar de MK8 e MKDD terem uma trilhas sonoras fantásticas.


Evil Mario! Nem só de alegrias vive o Mario Kart Double Dash! Eu sei que as vezes é difícil fazer críticas de um jogo que simplesmente só vive de elogios, mas isso não acontece aqui no Retroplayers, por mais que você venha atirando cascos azuis na equipe aqui. 1) Um dos fatores mais comentados para alguns jogadores é justamente um ponto de desiquilíbrio entre os karts. Se você é um veterano em Mario Kart, logo percebe que existem alguns personagens que possuem muitas vantagens devido aos seus karts. Isso vai influenciar quando você jogar com pessoas novas ou que pouco jogaram, criando um desestimulo a continuar jogando por parte dos novatos. Aconteceu muito comigo na época em que eu apresentava o game para amigos que não eram os que já jogavam comigo (viciados!). Essa diferença não ocorria muito nas versões anteriores. 2) Lembram do item fantasma? Ele não apareceu nesse jogo! Pode até ter passado desapercebido para alguns, mas para grande maioria que adorava roubar raios e estrelas dos amigos e caiam na risada, acabou sendo uma grande perda. E vamos ser sinceros, essa versão tem muito mais itens que o MK64 e seria muito divertido roubar aquela estrela ou especial do seu amigo. 3) Assim como comentei no no review do MK64 e o quanto é chato jogar Single-Player depois de um tempo, o mesmo ocorre em MKDD. Jogar sozinho é meio frustante e dependendo da cilindrada a coisa fica mais monótona ainda. Você só vai conseguir um pouco de desafio no modo 150cc. Com isso reafirmo que Mario Kart continua sendo uma experiência 90% Multiplayer e 10% Single-Player. 4) Apesar de MKDD abrir a possibilidade de conseguir novos carros e personagens, achei que são muito poucos para um console como o Game Cube. Acredito que poderíamos ter mais pistas secretas, customizações nos karts e personagens secretos. Outro fator são as poucas arenas no modo Battle. Isso a Nintendo pecou muito! São apenas quatro arenas e mais duas secretas. Poxa Nintendo! Poderia ter colocado pelos menos umas oito arenas, né?!

Mas apesar disso tudo, amigo Retro Aventureiro, Mario Kart Double Dash é fantástico de jogar e digo aqui para vocês (Quem discordar! Escreva nos comentários! ) que PARA MIM, veja bem, PARA MIM , e isso não representa a opinião de toda a equipe,  ele é MUITO melhor que a versão de Wii. Se você tirar a opção “ONLINE” do Mario Kart Wii, ele não passa de um Mario Kart “normal” sem inovações. O MKDD possui muito aquelas “reviravoltas” no último segundo, isso torna o jogo emocionante. Já na versão do Wii, isso “quase” não acontece, caso você fique em primeiro e abrir um distância, a probabilidade de acontecer algo que faça mudar de posições e deixar tudo mais emocionante é pouca perto das outras versões. No MK7 isso já mudou um pouco, não é intenso como no MK64 e MKDD, mas voltou a ter essas “emoções” de posições e que tornam o jogo muito divertido. Eu e meus amigos chegamos ao ponto de depois de algum tempo de jogar a versão de Wii, pararmos e voltarmos a jogar a versão de Game Cube.

Itens Clássicos!

Casco Azul – O clássico e destruidor  “Casco Azul” ou “Casco da Morte” está de volta e correndo toda a pista até acertar o primeiro colocado. Cuide-se!

Cogumelo. O turbo do MK, que auxilia o jogador a ganhar maior velocidade. Continua ajudando a cortar caminho e agora também a bater nos adversários e roubar seus itens.

Cogumelo Triplo. Tem a mesma função do turbo normal, só que você pode utilizá-lo três vezes.

Item Falso. Tem a mesma aparência de um item real, mas o “?” está ao contrário “¿”. Agora ele está mais fácil de ver e não se confundi tanto como em MK64.

Estrela. Deixa o piloto mais rápido e invencível, e agora além de bater no adversário é possível roubar seu item. Então fuja!

Raio. Este item deixa todos os adversários pequenos como no MK64 e ainda pode pisar neles. O meu lema quando pego ele é: “Não basta atirar tem que pisar!”

Casco Vermelho. Os chatos, destruidores e teleguiados cascos vermelhos continuam. Não é possível mais segura-lo na traseira do kart servindo de proteção como em MK64.

Casco Verde. Clássico casco não teleguiado para acertar os adversários. Pratique sua mira!

Bananas. As clássicas e irritantes bananas estão de volta e agora piores do que antes. Esquece aquele esquema de passar em cima dela e apertar freio para não rodar (que era feito no MK64), agora se você “passa nelas vai escorregar na certa”.


Itens Especiais!

Itens Especiais!

Bolas de Fogo (Mario e Luigi). Um conjunto de cinco bolas de fogo vermelhas (Mario) ou verdes (Luigi) e capazes de ricochetear nas paredes. Elas podem ser jogadas para frente ou para trás. Esse especial também é ótimo para destruir itens jogados na pista como: bananas, cascos, itens falsos etc.

Corações (Princess Peach e Princesa Daisy). Um par de corações que circundam o kart e absorvem o impacto de qualquer item que colidir com ele, com a exceção do: Chomps, Casco Azul, Estrela e Raio. Se usado corretamente os pilotos também podem absorver itens que caíram na pista e usá-lo contra os outros jogadores. Os corações não têm limite de tempo, embora como existam apenas dois corações, apenas dois itens podem ser absorvidos.

Ovo do Yoshi e Birdo (Yoshi & Birdo). Um ovo verde (Yoshi) ou rosa (Birdo). Eles funcionam  semelhante a um casco vermelho, perseguindo o adversário e batendo nele. Após acertar o adversário, estes ovos deixam aleatoriamente três itens que podem ser: Bananas, Casco Verde, Cogumelos, Estrela ou Bomba.

Chomp (Baby Mario e Baby Luigi). Uma enorme corrente com o Chomp na frente e que quando convocada aumenta a velocidade do kart freneticamente por um determinado período de tempo, enquanto o Chomp bate em outros outros karts fazendo  seus itens

caírem no chão.

Casco Triplos (Koopa & Paratroopa). Três cascos, seja verde ou vermelho, que podem ser usados ​​para detonar outros karts. Uma verdadeira máquina de tiros!

Banana Gigante (Donkey Kong e Diddy Ko

ng). Bananas gigantes que podem ser jogadas para frente ou para trás e ficam na pista até um kart colidir nelas. São especiais que irritam os adversários se colocados nos lugares certos. Azar de quem passar em cima!

Casco de Bowser (Bowser e Bowser Jr.). C

asco do Bowser que destrói tudo na pista como: itens, karts e cenário. Se acertar os adversários faz os itens que tiver segurando caírem no chão. Em certas pistas é impossível desviar dele como na do Baby Mario.

Bob-omb (Wario e Waluigi). Quando usado o Bob-omb permanece na estrada até que um kart bata nele ou exploda (explode em 5 segundos!). Ele pode ser jogado para a frente ou para trás cheio. Um dos piores especiais do jogo e que na maioria das vezes só acerta você mesmo!

Cogumelo Dourado (Toad e Toadette). São os famosos cogumelos dourados que dão turbos infinitos por um determinado tempo.

Aleatório (King Boo e Petey Piranha). Os especiais deles são aleatórios! Você pode pegar o especial e de outro personagem do jogo.

Casco de Bowser (Bowser e Bowser Jr.). Casco do Bowser que destrói tudo na pista como: itens, karts e cenário. Se acertar os adversários faz os itens que tiver segurando caírem no chão. Em certas pistas é impossível desviar dele como na do Baby Mario.

Bob-omb (Wario e Waluigi). Quando usado o Bob-omb permanece na estrada até que um kart bata nele ou exploda (explode em 5 segundos!). Ele pode ser jogado para a frente ou para trás cheio. Um dos piores especiais do jogo e que na maioria das vezes só acerta você mesmo!

Cogumelo Dourado (Toad e Toadette). São os famosos cogumelos dourados que dão turbos infinitos por um determinado tempo.

Aleatório (King Boo e Petey Piranha). Os especiais deles são aleatórios! Você pode pegar o especial e de outro personagem do jogo.


Mushroom Cup

Mushroom Cup

Luigi Circuit: Praticamente um “oito” com rampas, turbos no chão e curvas. Por essa pista ter o formato de um oito os pilotos podem se ver indo e vindo na corrida. Uma corrente Chomp está localizada na entrada perto da primeira curva e se você se aproximar muito será atingido. Uma das pistas mais fáceis de jogar MKDD e altamente recomendada para iniciantes.

Peach Beach: Essa pista começa em uma rua de paralelepípedos que se parece com Delfino Plaza, mas logo depois você passa por uma praia e também um porto com um navio e um cruzeiro que podem ser vistos de perto. No guia oficial MKDD diz que esse  cruzeiro pertence à Peach.

Baby Park: Uma pista oval e simples no qual é o curso mais curto e maluco do MKDD. Como o nome indica, o curso ocorre em um parque de diversões, incluindo vários elementos da série Yoshi. Aqui os itens atravessam as pistas te acertando. Os retardatários que você dá uma volta também podem te atingir e mudanças de posição são constantes ao ponto de você perder posições na corrida em questão de segundos. Uma das minhas pistas prediletas do MKDD.

Dry Dry Desert: Essa pista é baseado no game Paper Mario. A pista se localiza em um deserto e contém muitos elementos egípcios como pirâmides e obeliscos que mostram imagens do Mario e seus amigos. Existe partes como areia movediça que puxam os karts para o fundo do poço, onde uma grande Piranha Plant os devora. Uma pista bem divertida de jogar e que te deixa dentro do clima “desértico”.


Flower Cup

Flower Cup

Mushroom Bridge: Uma pista que acontece em uma estrada de sentido único e perto da costa. Os karts compartilham a estrada com veículos normais e lentos, que podem atrasá-lo caso colida com eles. No começo e final dessa pista existe uma ponte, nela você pode subir pelas laterais que possuem turbos, mas você tem que ter muita habilidade para subir nelas e não cair no mar. Aposto que você tentou fazer isso?!

Mario Circuit: Um  circuito que rodeia o clássico castelo da Princesa Peach, com todos os detalhes que envolvem o mundo do Mario Bros. Mas tome cuidado com as Piranhas Plants no final da pista, elas podem fazer você perder a corrida em questão de segundos e na última volta (como eu perdi corridas por causa delas!).

Daisy Cruiser:  Um navio cruzeiro com vários andares. Ele possui tem uma sala de jantar com mesas que funcionam como obstáculos, uma grande piscina na parte inferior, escadas e corredores estreitos e perfeitos para jogar bananas no chão. Também existe um buraco no navio que te leva a um porão com uma abertura de ar gigante.

Wario Stadium: Um circuito que carrega a lembrança do Wario Stadium de MK 64. Os obstáculos incluem Piranha Plants e Lava Bubbles. A música que toca nessa pista é a mesma do Wario Coliseu. O público que assisti a corrida e fica nas arquibancadas inclui personagens clássicos da Nintendo como: Toads, Boos, Shy Guys, Koopa Troopas, Snifits e Donkey Kong Jr. O público também  participa gritando ou lamentando se o jogador é atacado.


Star Cup 

Star Cup

Sherbet Land: A famosa pista de gelo do MK64 voltou em MKDD, mas acontece em um lugar diferente. Shy Guys patinando e gelos na pista são constantes e vão testar suas habilidades de pilotagem e desvio com seu kart. Essa pista reaparece em Mario Kart 8!

Mushroom City: Uma pista que simula as ruas de uma cidade com vários cruzamentos, mas que levam ao mesmo ponto. O curso acontece durante a noite e os perigos presentes na cidade são: carros, caminhões, ônibus, centopeias e Bob-omb Cars. Na pista às vezes é possível encontrar Mushroom Cars, que caso você os toque, vão jogar cogumelos na pista para você utilizar.

Yoshi Circuit: A pista tem o formato do Yoshi, tornando-se a única pista na série MK moldada com um personagem jogável. Essa pista é repleta de curvas, incluindo uma particularmente acentuada que fica localizado na “cauda” do Yoshi. Há também muitos Piranha Plants nos lados da estrada, pegando os pilotos desavisados.

DK Mountain: O pista acontece no meio da selva que possuí dois vulcões ativos. A melhor parte  (e umas das melhores de MKDD!) é que no centro existe um canhão gigante que te arremessa para os vulcões ativos (você fica voando!). O curso é repleto de perigos, curvas apertadas e um terreno irregular onde fica difícil de controlar o seu kart. Cuidado!


Special Cup

Special Cup

Wario Colosseum: É o curso mais longo do jogo e um dos mais difíceis. Pistas com os temas do Wario são cheias de curvas, abismos e dificuldade que testar suas habilidades “MarioKartistas” o tempo todo.

Dino Dino Jungle: A pista está localizado em uma selva pré-histórica, com canyons, um lago e muitos dinossauros (que andam na pista). Inclusive um dos obstáculos no curso é o grande dinossauro Apatosaurus (Sim! Fui procurar o nome dele!) no meio da pista. A pista também possuí dois gêiseres no final que vão com certeza fazer você perder muitas e muitas corridas.

Bowser’s Castle: Outra fase clássica do MK e como sempre umas das mais difíceis. Thwomps vão tentar esmagá-lo, caminhos podem confundir você, curvas fechadas que te jogam na larva e muito mais. No trecho final do curso existe uma estátua de Bowser que atira bolas de fogo nos karts que se aproximam.

Rainbow Road: É a última pista do MKDD. A parte final da música é um remix do tema Rainbow Road de MK64.


SCORE-RETROPLAYERS-MARIO-KART-DOUBLE-DASHMario Kart Double Dash foi uma evolução digna de MK64. Um game que eleva a diversão com seus “amigos do lado” sempre. Em tempos de games que só focam em jogatinas online e cada vez afastam aquele seu “amigo Player do seu lado”, esse game revive a diversão dos Retro Aventureiros e apreciadores de games com amigos não importando console, época, idade, empresa, personagens, gráficos e tudo mais. Assim como MK64 que abrilhantou a jogatina em quatros jogadores,  Mario Kart Double Dash não deixou para menos e evoluiu a experiência. Posso dizer que sou um apaixonado por MK64 e sempre será meu jogo predileto, mas MKDD não deixa por menos e traz  muita diversão e fica fácil coloca-lo no meu TOP 10 de jogos eternos. E se você não teve a oportunidade jogar esse game… Corra! Faça isso agora! É um game que não envelheceu em vários quesitos e inclusive em diversão.

Espero que tenham gostado do Review pessoal!

E não deixem de comentar logo abaixo! Seu comentário é o combustível para manteremos os nossos karts correndo e escrevendo aqui no Retroplayers. Grande Abraço! Ivo.

Obrigado por ler! E não deixe de comentar!



Sobre Ivoornelas - Ex Membro

“Amante de Mario Kart, retrogamer assumido, contador de histórias gamers e sonha ter uma lojinha de Games e Retrogames.”

Adicionar a favoritos link permanente.
  • Andre Luiz Silva Negrao

    Pra mim foi o pior da franquia. Não que ele seja um jogo ruim, mas todos os
    outros Mario Karts foram muito mais importantes em seus respectivos
    consoles.

    Mario Kart Double Dash é um jogo extremamente curto e todas as suas inovações foram descartadas nos títulos seguintes, como corrida com 2 pilotos e itens especiais de acordo com o personagem.

    Seu maior mérito, que era juntar 8 corredores via um sistema LAN
    provavelmente só foi aproveitado nas redações das revistas de games e em
    grandes videolocadoras, e olhe lá.

    O Mario Kart de Game Boy Advance que chegou um pouquinho antes desse fez muito mais com muito menos recursos.

    • Ivo

      Olá André, brigadão por ter comentado aqui no Retroplayers!

      Sério que você acha ele o mais fraco? Você é o primeiro que ouço dizer sobre isso!?
      Na minha opinião acho ele um dos melhores e não acho que foi “descartada” as inovações do MKDD! Pelo contrário, vejo a Nintendo manteve sua ideia de “reinventar” as franquias (como ocorre nos próprios títulos do Mario) e por isso o essas ideias que você comentou não foram implantas em outros MK´s. E normal da Nintendo sempre querer inovar e não vejo como algo “descartado”. Mas posso afirmar que muitas coisas foram implantas e confirmas de MKDD e seguiram em outras versões.

      Eu acho também que temos que ver a proporção do GBA e GC, obviamente pela quantidade de usuários e vendas o GBA fez mais “barulho”, mas em questão de qualidade o do GC é bem melhor (e não estou colocando recursos como discussão). Até hoje acho que o GC foi uma grande “pisada” na bola da Nintendo e que poderia ser MUITO MELHOR IMPLANTADO e com isso teria melhores resultados em jogos como MKDD e outros.

      Agora sobre a LAN, concordo plenamente com você! Recurso foi pouco utilizado e se fosse algo via internet seria espetacular, Mas infelizmente acho que naquela data a Internet em consoles não era tão ampla como hoje.

      Mas valeu pelo seu comentário André! E continue vistando a gente aqui no Retroplayers. Grande Abraço. Ivo

  • Ska

    Já tinha lido o texto quando corrigi, mas ficou tão bom que tive que ler de novo. Esse foi talvez o MK que menos joguei, mas sempre achei muito legal as várias coisas implementadas nesse que foram usadas no DS (que ainda acho um dos melhores).
    Parabéns pelo texto Ivo!

    • Ivo

      Fala Ska, valeu por te lido e comentado sobre o review =) O do DS foi o que menos joguei e vou ser sincero >.< eu não gostei das versões em portáteis em console, mas isso não influenciou no meu julgamento deles, tentei ser o mais imparcial possível ^^ Mas jogue o MKDD e garanto que você não vai se arrepender, brigadão mesmo por comentar SKA. Grande Abraço. Ivo.

  • Curioso que a única vez que encostei em um Game Cube na vida foi pra jogar MKDD! Agora eu não lembrava de nada, seu post ajudou a lembrar um pouquinho, pelo menos do fato de eu ter jogado uma corrida inteira alternando entre os personagens (que ficaram gritando BABY LUIGI, BABY MARIO, BABY LUIGI, B…), mas eu precisaria rejogar pra lembrar as coisas pra valer mesmo. Aliás, fiquei realmente com vontade de jogar e reparar em detalhes de cenários e tudo mais, esses caprichos da Nintendo valem qualquer game. O MK8 que o diga! Enfim, tomara que seja portado para o U algum dia, acho que é um dos jogos que faço questão de comprar.
    Sobre a história da derrota, putz, MK é um dos poucos jogos que podem proporcionar histórias assim. Não tem como não se apaixonar por toda franquia! Só achei cômico o lance de atropelar uma barraca de frutas, isso aí vc não aprendeu com MK! kkkkk
    Uma coisa que eu não sabia: sério que o Super Circuit de GBA não foi sucesso entre jogadores? Eu achava que tinha sido, sempre gostei muito mais dele do que do 64, apesar de tudo que o 64 trouxe na época.
    E uma coisa que eu “concordo discordando” é quanto ao MKWii. “MK ‘normal’ sem inovações” pode até definir, mas isso já é suficiente pra dar nota alta pro jogo, afinal, ele é um MK ué! kkkkkk
    Acabei jogando bastante o de Wii na época em que “tive” o console e antes de sair o 8, eu acho um pouco injusto algumas críticas negativas sobre o jogo, sendo que ele é bastante acessível pra quem é novato e competente pra quem é experiente. Mas enfim, não
    e o foco aqui, então discutimos isso quando for o momento! rs
    Acho que é isso!
    Excelente post, Ivo, parabéns!
    Abraço!

    • Ivo

      Cadu, está na hora de reunir os Retroplayers e fazer um dia especial de MKDD e outros hein! Galera precisava fazer um encontro desse um dia!
      Isso de visitar os cenários e reparar em coisas que você não vê na hora de jogar é muito legal e me lembro de fazer várias vezes isso no MKDD. No MK8 tem até uma fotos de um cara que “hackeou” o game e mostrou como eram os cenário das pistas vistos por cima e tem MUITA COISA que é impossível a gente ver e acredito que só os programadores (e os hackers) saibam disso.
      Sobre o Super Circuit foi um sucesso (vendeu pakas), mas não supriu a “ânsia” de um novo Mario Kart sabe… ainda mais pelo fãs da série! Isso também do sucesso vale mais pelo portátil que pelo game, mas isso é papo para outra ocasião.

      Minha crítica principal do Wii é que ele não tem “reviravoltas” que são a grande diversão do MK. Quem fica em primeiro, fica em primeiro e ali termina a corrida e isso acontecei demais. Para gente que sempre perdia em cima da linha na última volta, ganhava nos últimos segundos, sacaneava o amigo na última volta era muito legal e isso não acontecia no Wii e olha que JOGUEI MUITO ele. Ele é competente em outras coisas, em outras é bem distante dos melhores MK.

      Mas quando quiser conversar com MK estamos aê =)
      Abraços Cadu e valeu pelo comentário!

  • Pedro

    Até hoje espero que voltem com 2 personagens por kart e os especiais. Melhorava demais a dinâmica de jogo e exigia uma sincronia dos players no mesmo kart. Depois desse MK os outros pareceram retrocessos. Eles poderiam muito bem ter refinado a idéia nos posteriores

    • Ivo

      Olá Pedro! Eu também gostaria que isso voltasse e inclusive os especiais. E ainda mais mais hoje com toda a “potência” que os consoles possuem e a interatividade online. Imaginou jogar de 2 nesses estilo online? Seria muito divertido! Como comentei abaixo com o André a Nintendo pega várias vezes por sempre querer “inovar” e deixa ideias como essa do MKDD esquecidas ao invés de refinar como você comentou. Sobre os outros MKs, eu acho do Wii bem fraco, mas isso é uma opinião que com certeza vai ser questionada aqui por muitos jogadores. Já o MK8 eu achei muito bom =) Mesmo! Pena que a Nintendo lance um DLC a cada 10 meses >.< (olha eu criticando novamente!)
      Valeu por comentar Pedro e continue visitando e comentando no site. Grande Abraço. Ivo.

  • Muito bom seu Review mesclado com suas experiências com o jogo. Faz muito tempo que não tenho acesso a consoles da Nintendo e pra falar bem a verdade meu círculo social atual joga muito pouco videogame o que torna improvável eu poder jogar um jogo desses da forma como deve ser jogado, com a galera reunida na mesma sala, com zoação em cima de quem perde e etc.. Hoje sou um dos poucos remanescentes da minha turma de amigos que ainda joga videogame regularmente o que é fodido porque acabei me tornando essencialmente um solo player.

    • Ivo

      Fala João do Caminhão, beleza? Sempre legal ver seus comentários aqui! Valeu pelo elogio do Review! Acho que o consoles da Nintendo possuem isso de jogar com os amigos do lado e sempre será assim, mas entendo bem disso de círculo social e jogar com amigos do lado. Apesar de comentar no review que joguei com eles, hoje em dia é muito difícil jogar com eles. Infelizmente casamentos, filhos, trabalho, distância e demais coisas sempre dificultam tudo. O que é uma coisa chata né?! No seu caso é ainda pior porque foi o único que continua jogando videogames e não mais seus amigos. Aqui no Retroplayers eu sou o mais chato em pegar no pé para galera jogar muito, mas eles também vivem as mesmas circunstâncias de tempo, família e cia. Alias, vou tentar escrever um crônica sobre TEMPO de jogar… talvez algo relacionado a jogar online não é mesma coisa que jogar com amigos do lado ou como isso tem afastado esse tipo de situação. Vixe! Comecei a pensar demais hahahaha XD

      Grande Abraço João.
      Ps: Você é de São Paulo? Se for! Avisa que parece que vai ter um encontro retrogamer em um evento aqui do Canal 3 (que sabe dê para matar a saudade de jogar com amigos do lado!)

      • Infelizmente não sou de SP pra poder participar desse encontro, sou do Rio Grande do Sul…

        • Ivo

          Uma pena mesmo João! Mas quando vier visitar SP não esqueça de avisar =)

  • Eduardo Coelho

    Texto muito bem escrito e muito completo, parabéns.
    Aguardando os próximos.

    • Ivo

      Olá Eduardo, valeu mesmo pelo elogios! =) E pode deixar que vai ter mais! Grande Abraço e continue visitando e comentando no site!

  • TotesMcGotes

    Review com quase um ano, mas enfim. Gosto bastante de Double Dash. Ele tem conceitos que gostaria que voltassem a série. O All-Cup Tour eu sempre achei uma ideia legal, se bem que com o tanto de pistas que os jogos atuais tem, seria um esforço enorme passar por ela, mas eu ainda acharia interessante ter. Items especiais eu adoro, queria que voltassem. Eu também gosto dos dois personagens por kart, mas não acho totalmente necessário.

    Eu prefiro ele do que o MK64, que é extremamente idolatrado. Eu adorava quando era criança, e ainda dá pra se divertir, mas acho que ele envelheceu muito mal. Ele tem pistas ótimas, mas os controles melhoraram MUITO nos jogos seguintes. Enfim, bom jogo, tenho ótimas memórias de multiplayer com meus irmãos.

    • Ivo

      Fala Totes, beleza?! Faz 1 ano mas a gente sempre tá por aqui para conversar sobre os jogos ^___^. Comentei outro dia com um amigo que também gostaria que voltasse alguns conceitos dele… como você citou – os itens especiais é uma dessas coisas. Adoro eles! Sobre os dois personagens, adorava jogar assim também! O do WiiU eu jogo a maioria das vezes em time com outros 3 amigos meus, se forma-se dupla novamente iria ser muito legal.

      Ainda prefiro o do N64, mas o do GC está 0,001% atrás dele! Acho muito divertido, tanto que parei de jogar do Wii (que não gostava) para voltar a jogar ele com os amigos. E nos divettimos MUITO.

      Agora sobre ele atualmente! Faz tempo que não jogamos, acho que a última vez foi em 2014. Mas acredito que como você disse, os controles dos atuais melhoraram muito, vi isso jogando o do N64 algum tempo atrás… você sente a diferença, mas também são jogos com mais de 15 anos.

      Com certeza! Ótimas memorórias e jogatinas! Jogaria ainda hoje!
      Pena que as pessoas estão mais interessandas em outras coisas como níveis, ranks, streaks, armas e cia online que com diversão com os amigos do lado em jogos como esse.

      Valeu por comentar Totes e um grande abraço.

  • Walber Lima

    Eu sempre quis jogar esse jogo mas nunca meu computador suportava rs. Fui nostalgiar com mario kart 64 que acho mt bom e fácil, e o do supernitendo que na minha opinião é o mais dificil.

    Gostei do Double dash depois de anos de vontade de jogar e só agora consegui.

    Mas eu preciso de uma ajuda urgente rs, Como faz para jogar com Bowser hein e com Wario? Eu fico no acelerador e ambos não saem no lugar. Não entendi como joga com eles. E ainda acho o 64 imbatível em termos de diversão/novidades. Essa ideia de não ser mais kart e ter dois por carro não me agradou tanto,