RetroReview Especial: Chuva de Tiros no Mega Drive #3 – M.U.S.H.A.

Esta é a terceira parte do especial onde estamos trazendo a nossos queridos amigos retro-aventureiros os melhores Shmups lançados no 16bits da Sega. Já passaram por aqui os clássicos Thunder Force II e Gley Lancer, e se você chegou atrasado e não sabe do que estamos falando, não fique acanhado não, pois no final do post tem o link bonitinho para as matérias destes dois títulos! E ainda tem muito jogo pela frente, então vamos voando para a próxima análise.

Nossa jornada continua com este belo shooter de scroll vertical, produzido pela competente Compile, empresa que se especializou em games do gênero. M.U.S.H.A. faz parte da bem sucedida série Alestemuito popular no Japão e que teve início no saudoso MSX. Sempre com nomes diferentes, seus games tem aparecido em vários consoles, como o Master System, PC Engine, Game Gear, Super Nintendo e Sega CD. Infelizmente este é o único título a dar as caras no Mega Drive. Seu nome, como aparece na tela título, é um acrônimo de Metallic Uniframe Super Hybrid Armor e a versão japonesa recebeu o nome de Musha Aleste: Full Metal Fighter Ellinor.

Estamos em 2290. A humanidade se espalhou por todo o sistema solar através de colônias espaciais. Uma delas, chamada LaGrange Gamma foi equipada com um super computador dotado de extrema inteligência. De tão inteligente, Dire51 como é conhecido, se achou no direito de comandar a tudo e a todos. Enquanto os cientistas estudavam uma forma de reparar um possível defeito na máquina, Dire51 havia desenvolvido um novo tipo de exército altamente armado, ordenando um ataque ao planeta Terra. Afim de evitar a investida inimiga, os líderes terráqueos enviaram o esquadrão Musha para a batalha, mas a equipe toda foi abatida e sobrou pra você o árduo trabalho de livrar a Terra de um terrível destino.

 

Saindo um pouco do tradicional, você comanda uma unidade mecha (os famosos robozões voadores japoneses) e não uma nave propriamente dita. De acordo ao manual americano do game, estes veículos foram desenvolvidos inicialmente para uso em trabalhos de construções espaciais, mas sofreram adaptações para fins militares quando a coisa esquentou. Durante as batalhas, é possível equipar até duas armas distintas, e além da principal, existe a especial, que pode receber até quatro níveis de upgrade. Estas, além de cumprirem o seu principal objetivo, também ajudam a servir de proteção para seu mecha, pois ao ser atingido, são elas que vão embora antes de seu veículo explodir. A munição é ilimitada, e o legal (e praticamente obrigatório) é que você pode usar ambas as armas simultaneamente, pressionando ao mesmo tempo os botões correspondentes a cada uma. Ao tomar alguns hits, você perderá a arma especial, mas o nível de powerUp dela permanece até que se perca uma vida. Desta forma é possível continuar com o mesmo poder destrutivo quando a próxima arma for coletada. Só não é possível permanecer com mais de uma delas em estoque, devendo você  ir trocando de arma conforme elas forem aparecendo.

Aquele bom e velho especial que elimina tudo na tela inteira faz muita falta, principalmente por que o mecha é relativamente grande, e isso, além de o tornar um alvo  bem visível aos inimigos que o caçam implacavelmente, ainda deixa a missão de se esquivar pelo meio dos tiros muito mais difícil, pois a tela se enche deles e o mecha sempre acaba encostando em algo que o faz perder preciosos power ups e canhões secundários.

M.U.S.H.A-U-043

Como de praxe, você poderá ser auxiliado por até duas “naves” menores que se unem à sua unidade, tornando seu poder de fogo mais destrutivo. É possível também manter um pequeno estoque destas excelentes ajudantes, para quando alguma delas for destruída. Um dos botões permite alternar entre as formações de ataque de suas aliadas, o que é extremamente útil pois permite atingir inimigos que não puderem ser encarados de frente.  Jogando você perceberá que algumas são mais eficientes que outras dependendo da situação. As configurações são:

Foward: atacam sempre para frente, concentrando os tiros deles com os seus;

Back: quando cuidam de sua reta-guarda;

3Way: focam seus tiros nas extremidades esquerda e direita superiores da tela;

Reverse: os droids atiram na direção oposta ao seu movimento;

Roll: giram em torno de seu mecha, atirando para todos os lados;

Free: perseguem e destroem alvos por conta própria (desligue em inimigos mais fortes para não sacrificá-los).

Como é comum em alguns shooters, um recurso que está disponível é a possibilidade de regular a velocidade de seu mecha, o que só pode ser  feito em modo pause. Basta usar o direcional para esquerda ou direita e modificar o nível a seu gosto ou necessidade.

Peça super procurada entre os colecionadores, M.U.S.H.A. traz bons gráficos, bom som e uma jogabilidade empolgante. Ele começa fácil e rapidamente passa a exigir toda a sua habilidade. Mas infelizmente é um game curto e com alguma prática logo se chega ao seu final. A grande sacada é tentar manter o seus power ups sempre elevados, pois sem isso, torna-se quase impossível vencer os inimigos. Os continues são ilimitados, mas lhe colocam apenas no início da última fase alcançada. De qualquer forma, este é sem dúvida um belo shooter, que não pode passar despercebido por você.

.

Confira todas as partes deste especial:

#1 – Thunder Force II 

#2 – Gley Lancer

#3 – Musha (este review)

#4 – Elemental Master

#5 – Battle Mania

#6 – Arrow Flash

#7 – Battle Mania Daiginjou

#8 – Thunder Force III

#9 – Eliminate Down

#10 – Air Buster

#11 – Burning Force

#12 – The Steel Empire

#13 – Gaiares

#14 – Sol-Deace/Feace

#15 – Truxton

#16 – Hellfire

#17 – Gadget Twins

#18 – Gynoug

.

Continua…

Sobre Jeff

O Jeff é veterano que começou a jogar games com um Bit System. Ele ama jogos 2D. Criterioso e saudosista, adora os jogos de Nintendinho. Atualmente sua plataforma principal é um PCgamer, Mas jogar é com ele, não importa se num console da Sega, Sony e assim vai!
Adicionar a favoritos link permanente.
  • Eulervicente

    Eu adorava esse jogo! Conheci Aleste no meu antigo MSX2 e esse sem dúvidas é um sucessor à altura. Ótimo jogo, com bons gráficos e desafio legal!

    Valeu pela recordação colega!

    • Jeff

      Euler meu velho, como vai? Obrigado pelo comnetário.
      Eu também gosto muito da série e de vez em quando jogo os emuladores de MSX também. Bão né!

  • edu

    achoq ue eu joguei muito pouco megadrive,  nunca ouvi falar desse jogo, se bemq ue nao sou fã de jogos de navinhas, mas mesmo assim era pra ter visto ja ele, parece ser um jogo interessante

    • Jeff

      Edu, tem games melhores que este. Apesar de ser um bom shump ele poderia ser melhor que isso.
      Valeu pelo comentário meu caro.

  • Ah… a beleza dos clássicos…
    Mas nunca ouvi falar dele, bom, talvez porque ele foi lançado no ano do meu nascimento. 
    Vou procurar por ele nos emuladores de PS2, demonstra ser bem empolgante. (y)

    • Jeff

      E aí Daniel, tudo certo?
      O game é bom chapa, só que rapidinho você o termina. São apenas 5 fases. Desafiadoras, porém poucas. De qualquer forma vale a pena jogar sim. Boa jogatina, brother!

  • aki é rock

    E´um bom jogo cheguei a jogar no emulador por acaso ja´tinha vistou falar dele mas não me aprofundei muito no jogo .Mas ai vou anotar ele na minha lista a ser jogado um dia desses olha que não é pequena hehehehe .

    • Jeff

      Rock, tudo beleza por aí?
      Imagino que sua lista seja de fato imensa, afinal, são centenas de boas opções entre todos os consoles. Que nunca falte oportunidade de jogar. Coloque no emulador mais próximo e reviva este clássico. 

  • muito legal esse game meu amigo tem ele na sa colecao pessoal é um jogo muito rapido e empolgante que n deixa vc parando um segundo mais uma obra de arte pra o querido mega to adorando ler essa saga muito bem feita mesmo por isso adoro esse blog aguardando o proximo post.

    • Jeff

      Obrigado pela participação Ricardo! Que bom que esteja gostando. Procuramos fazer da melhor forma possível, pois também somos gamers como você. 
      Ainda falta bastante game de navinha pra expor aqui meu chapa!!!

  • já zerei esse game 3 vezes, mas sua versão japonesa. e achei interessante que nós controlamos um Gear/Gundam/robô contra as naves. e a penultima fase é de perder os cabelos. e gostei da arte do vídeo de apresentação. foi do mesmo autor de Yugi-oh, o personagem principal lembra o Seto Kaiba de capacete. e isso é cool

    • Jeff

      Fala Leandro!!
      Cara, eu achei bacana também esse lance de apresentação no estilo desenho japonês. Como sempre os japas mandando bem em mais um bom game.
      E realmente as duas últimas fases são uma maluquice só, muito adrenalística!!!

  • Jeff, pra mim vc tá tirando da cartola estes jogos! huahuahuahua
    Eu não conheço este jogo também. Até aí pra vc pode parecer normal, mas o console que mais gosto é o Mega Drive. E talvez eu tenha conhecido mais jogos para Mega do que pra qualquer outro console.
    Enfim, MUSHA parece legal, ainda mais sendo um jogo de mechas e talz. Bem menos comum do que naves!
    Esse eu vou experimentar no emulador, peça de colecionador eu tô fora de procurar. Ainda não fiquei rico! huahuahua
    Outro belo post!
    Abraço

    • Jeff

      Obrigado mais uma vez pelo prestígio Caduco. 
      Tá aí mais um game que muita gente sequer ouviu falar. Provavelmente haverão outros que você precisa conhecer. 
      Vai de emulador e seja feliz meu chapa. 
      Abraço!!

    • A versão americana do game é mais cara, acredito que foram lançadas poucas cópias. A versão japonesa não é tão cara em comparação com outras peças de colecionador existentes por ai. Eu comprei minha cópia japonesa por R$ 180,00 na PlayAsia.com e posso dizer que valeu cada centavo.

      • Sr. Mario, como vai brô?
        R$ 180, é um belo dinheirinho, mas pra coleção e incluindo frete, tá bão de mais ….Bela aquisição!!!

  • Sr. Mario, como vai brô?
    R$ 180, é um belo dinheirinho, mas pra coleção e incluindo frete, tá bão de mais ….Bela aquisição!!!

  • E aí Lucas, como vai?
    Cara, eu vi esse Verytex recentemente. Quem sabe o mesmo apareça neste especial também…
    Agradeço a sua participação. Aguarde que vem mais coisas por aí!!

  • Matheus Henrique Soares Lima

    A trilha sonora deste jogo é espetacular, hiper frenética e os chefes são muito divertidos, a última etapa do jogo é espetacular e o último chefe então ….. fodaaaaaaaaaaaaaaa ! Pronto, tai, o jogo de nave que mais gostei de jogar até hoje.
    Valeu Retroplayers por ter me apresentado esta pérola.

    • Fala Matheus, tudo certinho?
      Ficamos felizes com seu comentário. Baita jogo esse MUSHA hem? Nós também gostamos muito desse clássico.
      Desulpe-nos pelo layout do site todo bagunçado. Deve ter ficado assim com a reformulação da página!!
      Abraço e comente sempre!

  • William Mendes

    76% é pouco para esse jogo, é uma obra de arte!