Retro Review – Megaman Legacy Collection (PC/PSN/LIVE)


Se tem uma empresa que gosta de lançar de novo um jogo que ela já fez essa é a Capcom. Não estou dizendo que isso é bom ou ruim, só é um fato. Pode-se criticar a atitude da empresa como mercenária ou aprovar quem ainda tem respeito pelos jogos clássicos que consolidaram sua história. Eu não estou aqui pra julgar, você é quem tem que decidir se gosta disso ou não.

Antes de começar, alguns avisos: este review é sobre a coleção de 6 jogos, ou seja, não teremos análises profundas sobre cada um dos games em específico. Temos 2 experts em Megaman a bordo, o Senpai e o TH, então vou deixar pra eles o trabalho de escrever sobre os games clássicos em si (e depois de ler aqui já pode ir conferindo o review de Megaman 3, feito pelo TH, nesse link). Não deixe também de ouvir nosso Podcast, onde falamos muito sobre a série. Tá bem divertido, vale a pena conferir mentira só digo isso por que participei huehue.  Também informo que a versão testada foi a de PC, da Steam.

De capcom-moneyqualquer forma, em seus re-re-re-releases a Capcom não costuma mexer muito na base dos games, e isso sempre traz vantagens e desvantagens. Jogar um jogo clássico em sua forma natural, com as regalias e facilidades que as plataformas de hoje proporcionam é muito bom. Poder enfrentar pessoas ao redor do mundo com o Online dos jogos de luta e conhecer games extremamente influentes como Resident Evil 4 é algo incrível. Porém, essa atitude muitas vezes pode deixar a desejar em conteúdo ou até mesmo em questões de balanceamento.

Munido dessas informações você já deve pegar mais ou menos a ideia geral do que será MegaMan Legacy Collection. Quando o game foi anunciado, originalmente, pra 3DS eu não me empolguei muito. Eu já tinha jogado todos os games clássicos da série, (alguns mais que outros), e a possibilidade de usar um emulador e ter a mesma experiência realmente quebrou as chances que Legacy tinha de entrar para minha biblioteca de 3DS.

Para minha surpresa, a versão de 3DS será lançada só ano que vem, e recebemos o game pra PC/Xbone/PS4 agora, e depois de ler um pouco sobre o game e ver o preço, decidi comprar. Eu esperava os 6 primeiros jogos clássicos, e ia comprar a coleção mais para poder jogar os jogos “oficialmente” no PC de modo ajudar a mostrar pra Capcom que existe sim ainda muito interesse do público em Megaman (ou Mega Man, ou Rock Man, e por aí vai). O que eu não esperava era uma ótima compilação de jogos que me deixou querendo mais que os 6 games que eu já havia jogado anteriormente. Mas vamos explicar como funciona o game.

O modo principal de Legacy é a escolha do game. Isso é bem simples, você tem os 6 Megaman originais de NES, sem mistérios. A emulação é boa e extremamente fiel ao NES, inclusive com os picos de lag e oscilações de sprites. Esses problemas são inerentes à engine dos games, e para mudá-los os jogos teriam que ser praticamente recriados do zero. Consertar esses problemas em jogos já existentes é algo que nem os emuladores mais avançados conseguem totalmente, então eu não esperava que Legacy fosse fazer algo em relação à isso (ainda mais dado o estilo de remake conservador da Capcom). Mas também eu nem duvido que alguns fãs hardcores iriam reclamar da falta desses “elementos” nos games. Os saves normais também foram adicionados, para que qualquer gamer de hoje possa aproveitar sem ter que ficar anotando passwords imensos.

megaman vs willy tela CRT

Sobre os games em específico, você já deve saber, mas vamos assumir que alguém que nunca jogou ou ouviu falar de Megaman está lendo esse post. Vamos lá então: os 6 primeiros são clássicos jogos de ação e plataforma, em que o objetivo é controlar o Blue Bomber pelas fases, atravessando vários desafios para atingir o objetivo. A dificuldade desses jogos é alta, sua capacidade de jogar um game de plataforma com precisão será testada, de modo que  você terá que passar por locais lotados de plataforma traiçoeiras, atirar nos inimigos antes que eles possam lhe causar dano e, como geralmente é comum, fazer os dois ao mesmo tempo. Ainda, no final de cada fase você enfrenta um chefe, que depois de derrotado permite que Megaman use sua arma nas próximas fases. Depois de derrotar 8 chefes (6 no primeiro game) você vai enfrentar as fases do Dr. Willy, que colocarão todas as suas habilidades em teste, até o confronto final contra o vilão.

O que separa Megaman de outros jogos da época é seu game design. Jogar Megaman é praticamente uma aula em como fazer um game bem pensado. Embora as seções de plataforma sejam bem difíceis se comparadas com outros games que fizeram sucesso no NES, o jogo sempre o deixa experimentar situações em um ambiente controlado antes de te jogar nas partes mais loucas de plataforma. O mesmo acontece com os inimigos, o game sempre os mostra atacando de uma maneira que eles não podem atingir o jogador, para que você possa decorar os padrões de ataque e depois os enfrentar. Outro destaque são as fases que colocam alguma mecânica totalmente nova para quebrar a rotina das fases. Como por exemplo os lasers que matam instantaneamente na fase do Quick Man ou a gravidade que muda na fase do Gravity Man.

sabatxmega

Os 6 games são ótimos, embora existam as diferenças de qualidade entre um e outro. O primeiro é considerado como uma gema rústica, que precisa ser lapidada. Não que MM1 seja malfeito, mas muitas ideias usadas ainda não estão perfeitamente implementadas. Megaman 2 é o mais famoso e geralmente considerado o ponto alto da série. A sua soundtrack sem dúvidas está entre as mais remixadas de todos os tempos. MM2 usou aquelas bases que o primeiro game havia lançado e as aperfeiçoou, criando um game memorável. Para saber mais sobre os games seguintes, recomendo novamente ouvir nosso podcast sobre a série clássica Megaman aqui.

Mas agora você pode estar se perguntando “qual a vantagem de comprar esse pacote se eu posso emular as roms de NES até em uma calculadora?”. E pensando nisso, a Capcom adicionou algumas coisas interessantes no game. Por exemplo, você pode aplicar filtros ao jogo, simulando monitores CRT ou telas antigas de TV, dando aquela sensação de nostalgia caso você  queira reviver o “feel” de jogar Megaman nos anos 80/90. Também existem diferentes tamanhos de tela, variando do original, 4:3 e widescreen. Todos eles são ótimos e funcionam muito bem. Outra função interessante adicionada é o autofire. Um dos botões do controle permite ao jogador atirar o máximo de projéteis possíveis ao mesmo tempo, o que muitas vezes pode deixar o game mais fácil. Ainda mais se você usar a Metal Blade, que já é extremamente apelona sem o autofire… digamos que alguns chefes morrerão em um ou dois segundos. Mas você pode remover o keybind (pelo menos na versão de PC, que foi a jogada) para não cair na tentação da apelação.

Tem pra todos os gostos, do retrô embaçado ao LCD pixelado

Você também pode acessar o Banco de Dados, com informações sobre todos os inimigos e personagens, até com dicas de como derrotá-los. Outra opção é o Museu, que contém artes conceituais, imagens usadas em propagandas, entre outras raridades, que são um prato cheio pra quem é fã da série. E cada um dos 6 games teu seu próprio banco de dados e museu, então você tem uma quantidade bem grande de coisas pra ver enquanto não estiver jogando. Agora, uma coisa é clara: a música que toca quando você acessa uma dessas duas opções é um loop de 5 segundos que te irrita profundamente. Sério, é muito chato e não faz jus a essa série que tem tantas trilhas que são clássicos 8bits.

Arte conceitual da fase do Wood Man, de MM2

Arte conceitual da fase do Wood Man, de MM2

Mas mesmo assim, você deve estar se perguntando “ok, 6 jogos emulados e umas imagens, acho que ainda não vale a compra”. Então agora vem a melhor coisa de Megaman Legacy Collection: o modo remix. No Remix você tem um limite de tempo, e deve completar certas seções de fases do jogo dentro deste limite, com vidas ilimitadas. No começo são desafios bem simples, como completar certas seções de cada um dos jogos ou derrotar um chefe em um certo período de tempo. Mas depois os desafios vão ficando cada vez mais loucos, como completar todas as seções de blocos invisíveis (sem itens) e derrotar todos os chefes dos 6 jogos (com e sem itens). Os challenges tem algumas pequenas falhas: por exemplo ter que esperar a animação de morte e aquela telinha de “READY” por 2 segundos antes de continuar o challenge (e enquanto isso o relógio correndo… sacanagem Capcom!); e também ter que passar pelo arcaico menu do game para trocar de arma em cada seção nova do challenge. Ainda assim, eles assopram vida nesses games, e mesmo que você já tenha zerado cada Megaman clássico várias vezes, os challenges vão te entreter por bastante tempo, isso eu posso garantir.

Um dos grandes defeitos do game é a não inclusão de Megaman 9 e 10. Eu até entendo deixarem de fora o 7 e 8, que são feitos com engines de gerações totalmente diferentes dos jogos clássicos (e só de lembrar a abominação que era Megaman 8 no Collection do PS2 eu já fico triste), mas 9 e 10 só foram lançados para os consoles da geração passada, sem nenhuma versão para os consoles da nova geração ou o PC (o que seria muito bom até para fins de arquivamento, já pensou quando a PSN, WiiWare e Live fecharem?) e Legacy seria a oportunidade perfeita de introduzir esses games para aqueles que ainda não puderam jogar, já que 9 e 10 combinam perfeitamente com os games clássicos. Como já conhecemos a Capcom, e sabemos que ela gosta tanto de dinheiro quanto o Tio Patinhas, talvez ela pudesse estar testando, com a venda de Legacy, se existiria um interesse no lançamento destes dois jogos separadamente. Ou melhor ainda, lançar uma DLC pra Legacy contendo os dois games. Eu não ligaria de pegar 10, 15 ou até 20 reais para ter MM9 e MM10 junto com o pacote (claro, se eles também adicionarem challenges novos e tivessem seu Museu e Banco de Dados respectivos)

Megaman 10 naquele estilo de arte americana bagunçada do final dos anos 80

E mesmo assim, deixando um pouco a desejar (principalmente em relação a MM9 e MM10) Megaman Legacy Collection é um jogo que eu recomendo fortemente. Ele está a incríveis R$ 30,00 na Steam e Xbox Live, o que é um preço extremamente camarada para nós brasileiros, considerando como o real está em relação ao dólar (o jogo custa $15 Obamas lá na gringa), e embora façamos brincadeiras com a Capcom em relação a dinheiro, tanto em MM Legacy quanto em Street Fighter V (que está R$99,00 na Steam), a produtora está se mostrando realmente amigável com nós brasileiros. Talvez o amor de Yoshinori Ono pelo Blanka tenha contagiado os executivos da Quépicom, e agora eles estão agradando aqui a galera do hue hue. Estranhamente, a versão da PlayStation Store está saindo por R$52,00. Exatamente, 52 Dilmas. Por esse preço realmente não vale a pena comprar, então tente jogar no Xone, se você tiver, ou na Steam (sério, é um jogo 8-bits, vai rodar em qualquer torradeira ligada na tomada).

Segue agora uma galeria com mais informações sobre o jogo, e algumas pequenas zoeragens considerações sobre arte!

Ant1 de 9Prox

challenge beat

Challenges 

Os desafios do jogo dão medalhas ao jogador baseando-se no tempo em que são completadas. Se você conseguir ouro em todas posta aí nos comentários. Eu duvido muito que consiga.

Ant1 de 9Prox

Sobre Ska

Jovem retrogamer que quando novo jogava NES e PSOne ao mesmo tempo, mas sempre preferiu o PC a qualquer outra plataforma. Tem Half-Life, Mother 3, Dark Souls e Fallout: New Vegas como seus jogos favoritos. Já jogou mais horas de Dota 2 do que gostaria de admitir.
Adicionar a favoritos link permanente.
  • Ivo

    Grande post SKA! Pensei que primeiramente iria sair para NDS essa coletânea e pelo jeito só no próximo ano, né?! Que estranho! Acredito que iria vender mais em um portátil esse game que propriamente em consoles e PC. Que sabe a a Capcom não coloca o 9 e 10 na coletânea do 3DS como presente pela demora.

    Mas de resto! Parabéns pelo post, volta do retroplayers com novo visual e já começando com Megaman que é uma aula de construção em uma game.

    E quero mais recomendações de você o Jeff com jogos do Steam =0
    Grande Abraço!

  • Adriel Muniz

    Pensando em comprar a versão do PC. Quem sabe eu finalmente não dou a ousadia que essa série merece, uma vez que amo a série X mas não tenho muita paciência para a série clássica (apesar de respeitar bastante).

    • Ska

      Se ainda estiver na dúvida, pode comprar em uma Steam Sale, que aí com certeza vale a pena.

  • Compraria pelos pontos positivos citados, principalmente pelos arquivos históricos. Mas andei lendo por aí que a versão PC tá com vários problemas de inicialização. Eu mesmo tentei uma versão emprestada e comprovei, não rodou aqui não.

  • Isso é muito legal.Bom preço e faz um resgate do mega clássico Megaman.Quem jogou Nintendo nos anos 90 e não jogou MM ficou perdendo e muito.Ainda bem que os picos,lags e slowdowns permanecem.Eles são parte do gameplay,está implícito na minha memória gamer,jogar um MM rodando liso,liso seria muito diferente,engraçado que com outros jogos eu não penso assim,mas MM fez dos slowdowns uma característica do gameplay.Com certeza uma das melhores franquias da história.

  • Gle Sasao

    Megaman… sempre foi uma história que não adianta repetir para a nova geração que nunca entenderão. Mesmo se colocara referencias novas. O que marca nesta geração que amamos é a criatividade e jogabilidade.
    Megaman é muito disto, toda vez que viamos aquelas armadilhas já imaginavamos como um robo de tantas toneladas poderá passar… e se usar a arma de outro robo contra este… como alcançar aquele ponto… e assim por diante.
    Sobre esta coleção, minha frustração que me faz refrear de comprar é que vem poucos jogos… a coleção do ps2 “Mega Man Anniversary Collection” vinha com todos… porque não…
    Mas o review foi muito bem feito e fez lembrar e questionar, então, que a força esteja com vocês!!!

    • Opa Gle, jóia? seu coment vai sair no RetroCast ^^

  • Rodolfo Teixeira

    Na PSN preço bem salgado (50 dilemas), vou esperar baixar.
    Fiquei um tempo sem acesso o Site, o TH ainda faz parte da equipe? O review que ele escreveu sobre o MM3 foi muito foda, carregado de nostalgia e emoção.
    A fórumla Meegaan foi usada pela Capcom ã exaustão, tentaram inovar bastante, MM LEGENDS, X7 e X8, mas a Capcom não conseguiu mais acertar a mão.
    SKA qual sua expectativa em relação ao Mighty não 9?

  • Só eu que li as zoeiras? Rs
    Deu sono, mas quando eu acordei continuei lendo. KKKKK
    Mas o sono é pq eu não tinha dormido as 8 horas. Rs

    O”