RetroFast: 25 anos de Master System no Brasil!


Parece que foi ontem… Tá, ok, nem tanto, mas exageros à parte, um dos consoles que mais marcou a ferro quente os corações de uma geração toda de jogadores de videogame acaba de completar 25 anos de existência em território nacional: o nosso saudoso Master System!

Naquele longínquo Setembro de 1989, a SEGA já mantinha um relacionamento amoroso com uma emergente empresa nacional de brinquedos que vinha fazendo bonito no mercado. Claro que me refiro à Tec Toy, que um ano antes, havia lançado no Brasil a pistola Laser Tag Zillion, a primeira parceria de sucesso entre as duas empresas. E o sucesso foi tanto que a Sega acabou por autorizá-la a produzir e distribuir o seu console de 8 bits em terra tupiniquim, e assim nascia a paixão que o povo brasileiro teve, e tem até hoje, pelo Master System.

Um ano depois de seu lançamento no Brasil, o Master já havia vendido quase 300 mil unidades, o que fez o faturamento da Tec Toy subir para mais de 66 milhões de dólares, números extraordinários para a uma época onde imperava a guerra dos clones! Foi graças a este ótimo desempenho que a Sega permitiu que logo depois, o seu novo console também fosse distribuído por aqui, mas isso já é outra história.

O que vale ser ressaltado agora é que todo mundo tem algo a dizer sobre este lindo console, e nós da Equipe Retroplayers vamos aproveitar este pequeno espaço para relatar um pouco disso!

Vem com a gente!!

tarja-sabat

Master System… Eu tenho muita história com este console! Apesar de ter sido um feliz dono de um lindo e magnífico Phantom System, o primeiro jogo que eu fui terminar na vida, veja bem, eu disse NA VIDA, foi para Master System: Castle of Illusion starring Mickey Mouse. Então, como não ter paixão por este console?

Na infância eu não tive o console, jogava sempre na casa de um amigo, e a biblioteca dele era vasta: Thunder Blade com aquele rapid fire safado de encaixar no console, R-Type, Rambo sei lá qual, Alex Kidd in Miracle World, o próprio Castle of Illusion, e era de praxe a gente trocar de consoles por um fim de semana. Bons tempos!!

R-Type e Castle of Illusion, dois dos meus games favoritos do sistema

.

Hoje eu tenho um Master completão com uma cacetada de fitas, e estou só aguardando a coisa fluir para que eu faça uma maratona nele. E por “aguardando a coisa fluir” entendam: montando um lugar que tenha espaço suficiente para que eu possa ligar uma TV de tubo com o Master, o Nes, o Saturn, e o resto da turminha. Em breve!! Sonho meu!!

tarja-jeff

Eu gostaria muito de ter mais o que contar sobre o Master. Acho um console fantástico, apesar de pouco ter jogado nele. Me lembro que o primeiro game que joguei no console foi o Alex Kidd in Shinobi World. Um game curto, mas viciante. Paralelo a isso, me enchia os olhos assistir aos seus comerciais na TV e também aquele breve progaminha Master Dicas, apresentado pelo Rodrigo Faro, alguém lembra?

Fico triste em saber que sua biblioteca de games não tenha sido tão expressiva quanto ao do NES. Com a sensível superioridade em seu hardware, o Master poderia ter sido tão popular ou melhor que o concorrente, não fosse a grande exclusividade exigida pela Nintendo no auge de seu console 8 bits.

Mas indiferente das circunstâncias passadas, o Master é uma ótima plataforma, possui games interessantes e uma legião de fãs absurda. No Brasil foi perpetuado pela Tec Toy até pouco tempo atrás, assim como o Mega Drive.
Acho um tanto injusta qualquer tipo de desvalorização deste adorável console e, junto com o Mega Drive, são os meus hardwares favoritos já lançados pela Sega. Alguém topa jogar Master System aí?

tarja-ivo

Quem diria né?! 25 anos de Master System e parece que foi alguns dias atrás que minha mãe me perguntou qual presente de aniversário queria e falei que não sabia.. E ela comentou: E aquele videogame do comercial da TV? E lá fomos nós em um loja de móveis (acredite! comprei lá mesmo!) que vendia o Master System. Foi amor logo de cara, foi o meu primeiro videogame tive (não do meu irmão ou pai!) e com ele descobri Sonic 1 e 2, Double Dragon, Shinobi, Alex Kidd Miracle World, Mônica no Castelo Do Dragão, Safari Hunt, Keisenden, Dynamite Dux e tantos outros. Foi ali o início da minha vida gamer. Parabéns meu querido Master System, guardo você no coração sempre e com ótimos momentos. E estaremos juntos nos próximos 25 anos!

Double Dragon, grande sucesso do console, e Mônica no castelo do Dragão, modificação do original Wonder Boy feita pela Tec Toy!

.

E você querido amigo do Retroplayers? Também curtia Master System? Comente com a gente aqui!
PS: Engraçado é que ainda vejo na loja o Master System vendendo! Curioso sempre né?!

tarja-cadu

Poxa, já se passaram 25 anos desde a chegada do glorioso Master System aqui em terras nacionais? Estou ficando velho mesmo! Gostando ou não, todos devem no mínimo respeitar a importância que o console teve no Brasil. E para mim então, teve muita! Por mais que o primeiro console que joguei na vida tenha sido o Atari 2600, foi o Master que de fato fez com que me eu apaixonasse pelos videogames. Isso faz do console o meu eterno xodó. Nunca vou me esquecer o primeiro contato que tive com ele, com um jogo do meu desenho favorito na época. Já contei sobre isso tudo por aqui no Retroplayers, lembram? Sim, meus caros, estou falando de Zillion II. O Master tem uma biblioteca cheia de jogos interessantíssimos, quem nunca parou para encarar estes jogos deve fazer isso já! Pare tudo que está jogando e priorize o console de 8 bits da SEGA agora mesmo!

Zillion II: vá ali do lado, em Retro Jogos Desbravados, clique no Master System, e procure o review!

.

Feliz aniversário de Brasil, Master System. O Brasil tem a mesma importância pra você quanto você tem para os brasileiros. Afinal, sabemos que em muitas outras terras e nos maiores mercados de games da época você acabou não indo tão bem. Mas por aqui, você está no coração de muitos. Muitos mesmo! E para a TecToy meu muito obrigado! Por trazer o console, por “nacionalizar” alguns jogos, pelos catálogos, manuais e caixinhas em português e por tudo mais!

Que saudade dessa época maravilhosa…

SirKao

Vixe, tive que encurtar a minha tagarelice 2 vezes pra ninguém ficar de saco cheio. A questão é que esse aparelhinho, que além de aposentar meus dias quadráticos de Atari e roubar metade da minha infância, foi responsável por me iniciar naquele gênero que eu tanto amo: futebol… sai fora bicho!! RPGs claro. Posso falar de alguns? Bom, temos o Phantasy Star claro, que foi o petardo daquela geração, e também o primeiro RPG que botei as mãos na vida. O belíssimo Ys, que ganhou sua primeira localização ocidental no Master. Golvellius, alguém já ouviu falar? Foi uma resposta muito boa para Zelda. Ainda tem o mais obscuro Dragon Crystal, o primeiro roguelike que joguei, e que fez brotar meu fascínio por esse gênero.

Ys e Phantasy Star popularizaram demais o estilo RPG no Brasil

.

No mais, tive a felicidade de ter o Master System II com Alex Kidd (que nunca consegui zerar) na memória, e de ser sócio do Master Club da Tec Toy, do qual recebia um jornalzinho mensal com novidades, e tinha até carteirinha, chique não? Ah sim, não posso esquecer de quantas tardes perdi reunindo a molecada pra competições radicais de Jogos de Verão.
Só pra lembrar: Sonic de Master é o melhor! Todo mundo sabe mas não admite… fim de papo.

tarja-Binho

Meu Deus… já se passaram 25 anos? Pois é, parece que foi ontem que coloquei as mãos pela primeira vez no clássico Master System, como era legal poder chegar da escola e ir direito para o quarto e começar a jogatina.

Games como Sonic, Alex Kid, Shinobi e Phantasy Star eram obrigatórios em uma jogatina, lembro que por muito pouco não trocamos o Master por um Micro Genius justamente por não querer esperar o dia seguinte, pois o estoque da loja havia se esgotado e só seria reposto um dia depois…  mas graças ao meu irmão não fizemos esta besteira (valeu mano!!!). Ao longo do tempo foi se perdendo os cartuchos e o console… porém há tempos atrás consegui um novo e a paixão por esse monstro do 8 bits continua 🙂

Parabéns meu velho amigo Master System 🙂

tarja-Visio

Caramba! 25 anos! Master System era um estranho pra mim, competia diretamente com o NES e a minha preferência era Mario. Apesar disso joguei muito o Sonic que vinha na memória do console, até hoje faço isso, era um jogo muito bacana e tinha tudo para ser o sucesso que foi. Depois que casei, enquanto desencaixotávamos nossa mudança para organizar a casa nova, me deparei com uma grata surpresa: Minha esposa tinha um Master System, impecável, lindo, com o Sonic e Double Dragon! Paramos a organização, instalei o vídeo game numa TV antiga de 21’ e testei o maldito. Funcionou de primeira, joguei uns 5 minutos e deixei minha esposa jogar: 40 minutos depois ela havia terminado o Sonic, com todas as esmeraldas, jogando de uma forma decorada do inicio ao fim. Pelo menos umas 5 vezes por ano ela faz isso, liga o Master e joga Sonic, termina o jogo e volta a jogar. Sempre do mesmo jeito, com todas as malditas esmeraldas que só fui saber onde estavam depois de ter visto ela jogar! Ela joga desde criança, aprendeu a amar o Sonic desse jeito. Depois disso o Master System deixou de ser um estranho pra mim e agora até faz parte da família. Pretendo ainda comprar mais jogos para ele, mas só poderei jogar após os 40 minutos de Sonic que minha esposa faz questão de repetir!

tarja-th

Alex Kidd.

Sem mais.

.

Isso ai pessoal, agora é com vocês: quais são as suas lembranças pelo Master system? Contem pra gente!

Comentem!


Sobre Sabat

Editor Chefe do RetroPlayers, Redator e Editor nos Livros e Revistas WarpZone, Podcaster e editor de áudio, Saudosista, e Analista de Informática porque algo tem que dar dinheiro né!
Adicionar a favoritos link permanente.
  • leonardo moreira

    é a primeira vez que escrevo mas acompanho o site há 3 anos. parabéns para o master que conheci pela primeira vez na casa de um amigo com o jogo great basketball, e fiquei facinado com o som quando se fazia cesta de tres pontos. desde então jogamos vários jogos que alugávamos nas locadoras. o meu preferido era keiseden. hoje em dia jogo através de emulação (desculpe!).

    • Kenseiden era fantástico!!!! Vai aparecer por aqui ainda maninho, com toda certeza ^^

    • Visionnaire

      Eae Leonardo! A emulação facilitou muito as coisas para todo mundo, não dá pra negar. Aproveite para revisitar os clássicos e continue acompanhando nosso site, mas não demore mais 3 anos para comentar hein!? Fique a vontade para dizer o que pensa. Abraço! =D

    • Cadu

      Kenseiden é um dos melhores jogos do console sem sombra de dúvidas, joguei pacas esse jogo também. Era um dos poucos que eu tinha e nunca quis trocar!
      Deu até saudade de jogar…

      • leonardo moreira

        o cadu ,que honra falar contigo, com o sabat e com o visionaire , que pena que eu não moro mais perto, gostaria muito de conversar pessoalmente com vocês. Garanto que teríamos muitas histórias pra contar.

        • Sem sombra de dúvidas, todo mundo saudosista e nostálgico pra caramba, nunca faltam histórias!
          Já que não conseguimos fazer pessoalmente, que seja pelos comentários! É uma forma de trocarmos as nossas experiências com cada jogo ou console! Sempre bom manter viva cada memória que temos dos retrogames!
          Valeu Leonardo!

  • ElfoGamer

    É… 25 anos é muito tempo… Lembro até hoje do dia que meu pai chegou em casa com uma sacola contendo duas caixas embrulhadas para presente e disse que era pra mim e meus irmãos. Na mesma hora, pegamos os pacotes e rasgamos o embrulho com ansiedade.
    Ficamos poucos segundos olhando para o conteúdo das caixas: a maior, é claro, era o videogame com dois controles e Alex Kidd na memória e a caixa menor era a pistola Light Phaser e o jogo Gangsters Town. Meu pai instalou o videogame na TV da sala e passamos a noite toda jogando e o fim de semana também, o que se repetiu por anos com jogos que ganhamos de presente, alugamos e pegamos emprestado de vizinhos que também tinham o console.
    Não tenho mais o meu saudoso Master System II, mas nunca esquecerei dos excelentes momentos que passei com ele, acompanhado dos meus irmãos e meus pais. Fazíamos competições disputadíssimas no Jogos de Verão. Até hoje jogo Sonic e Castle of Ilusion, meus favoritos.
    Parabéns Master System e parabéns Tec Toy, por nos trazer este excelente console.

    • Opa Elfo, tudo jóia? Que belo relato cara XD

      E Castle of Illusion também é um de meus prediletos ^^

  • JC

    Sempre fui NES FC, mas lendo agora percebi que o Master System foi meu primeiro contato com um 8bit.
    Um amigo da escola tinha e eu ficava maluco com aquela “revolução tecnológica”, já que até então p/ mim videogame era só Atari. Lembro de ter jogado Rocky, Space Harrier 3D, After Burner, um dos Alex Kidd.
    Achei fantástico quando ele falou que no Rocky cada inimigo tinha um ponto fraco, cabeça, barriga. Era o ápice da estratégia.
    Depois acabei ganhando um que era um “tal” de Phantom System e daí a história desviou radicalmente, hehehe.

    PS: Posso estar enganado, mas senti uma certa ironia na análise do TH…

    • Opa JC!! Posso dizer quase a mesma coisa que vc kkk inclusive da certa ironia do TH ahuhauhuahuahua

  • Cadu

    Ainda estou emocionado com o review do TH… não consigo expressar mais palavras.

    • heuheuheuhue eu tb XD mas tive que deixar passar XD

  • nossa, chorei agora!!!!

  • Elielson Nascimento

    Depois do Atari, eu ganhei um Master System através do Clube de Compras da Tec Toy, em 1991. Minha mãe pagou umas 10 parcelas, e só depois da quitação a gente recebeu o videogame. Imagina uma criança indo pagar boletos todo mês e sonhando em jogar…

    Aí, num sábado, cheguei em casa e ele estava lá no sofá. Joguei Alex Kidd in the Miracle World. E, no domingo de manhã, fui na locadora e aluguei Sonic. Foi um fim de semana perfeito.

    Meus jogos preferidos são: Sonic, Alex Kidd in the Miracle World, Double Dragon, Asterix, Lucky Dime Caper, Shadow Dancer, Super Futebol 2, Rastan, Bonanza Bros e Ninja Gaiden.

    • Nossa cara, que demais XD Esse tipo de lembrança é algo que não tem preço ^^

      Clube de compras Tec Toy… o sr desenterrou agora heuehuheuhue nem eu lembrava disso XD

      • Cadu

        Carácoles, nem eu! Clube de Compras da TecToy, minha nossa! haha

        Lembrei também do Master Clube, que depois virou SEGA Club… tenho a carteirinha do segundo até hj! o/

        Que saudades da época do Master, ainda mais com os jogos que o Elielson citou, todos eram incríveis.

  • Celio Alves

    Master System…

    Lembro que eu ainda tinha o Atari 2600, via muitos comerciais da TecToy na TV, com Master System, Sonic, Alex Kidd, Turma da Mônica, etc. Notava que os jogos desse tal Master tinha gráficos lindos, coisa que eu só via nos arcades.

    A situação financeira da minha família nunca foi boa, então sabia que as chances de eu ter um aparelho desses em casa eram nulas. Foi quando descobri que a vizinha lá do bairro tinha um Master System Super Compact, com o Sonic na memória. Obviamente consegui ter acesso e jogar alguns minutos com o porco-espinho azul (ouriço é uma ova!!!).

    Eu já descrente de que teria um videogame super-modafóca em casa só para mim, tive que me contentar com o velho Atari mesmo, cujo único controle estava tão detonado que parecia ter saído de uma maratona de Decathlon. Um bom tempo depois, meu pai chegou em casa com uma sacola “suspeita” e me entregou. Quando abri, a surpresa: o mesmo MS Super Compact em pessoa!!! Ou quase… Ele havia ganhado de alguém no trabalho, obviamente usado e sem embalagem.

    Sem enrolação, o instalei na TV e curti o Sonic da memória o máximo que podia. Mais tarde fiquei sabendo que uma locadora da região tinha mais jogos, dos quais se destacavam a Turma da Mônica, Alien 3 e Jogos de Verão. Como se não já bastasse, o primo do meu pai ainda me emprestou outros jogos: Choplifter, Out Run, Vigilante e Tom & Jerry. Ou seja: foi diversão garantida por um looongo tempo até a chegada do Mega Drive (mas aí é outra história…).

    Puxa, já passou 25 anos… E estou virando um tiozão (daqueles que contam piadas do Costinha no churrasco da família).

    Enfim, agradeço a galera do Retroplayers por ter lembrado deste console da TecToy (na época eu achava que a Sega só fazia os jogos, hahaha).

    • Porra Célio, eu também conto piadas do Costinha …. Que coisa… kkkkkkkkk nego nem nunca ouviu falar e a gente parece que ainda vive a época hahahaha

      POisé rapaz, ja se passaram tantos anos… chegaria a ser triste se não fosse nostálgico!

  • Parabéns! Eu não tive o console da Sega… e meu pai trabalhava na Tec Toy na época (sou de Manaus). Mas tive a oportunidade de jogar na casa do meu primo o Alex Kid, Double Dragon, Vigilante… e o que eu mais amava, Thunder Blade, que tem a jogabilidade e perspectiva superior ao de Tiger-Heli, que também gostava muito.

    • Joguei muito o Thunder Blade mano!! Cara, será que dá pra terminar aquilo????? Crêem deus pai!! Terceira fase pra frente vinha tanto inimigo que nossa, e aquele tiro lerdo que cansava o dedo … Tinha que usar aquele rapid fire “vendido separadamente” né kkk

      • Sabat, nunca passei da terceira fase… #triste #chateado. 😀

        • Cadu

          Putz, cêis são doidos, Thunder Blade era impossível… kkkkk
          Eu desisti dele rapidão na infância…

          • 😀
            Cadu, como não tive o Master System, eu ficava apenas com vontade de jogar. Minhas jogatinas eram apenas um dia dos fins de semana que passava na casa do meu primo. Então, foi raro jogar Thunder Blade. E quando jogava, o desafio causava a ansiedade de jogar. 😀

          • Cadu

            Então continuo afirmando que cêis são doidos… kkkkkkkk

            Na verdade, quando era criança eu não conseguia assimilar o jogo muito bem. Não tentei jogar depois de velho, pode ser que depois de umas duas semanas de treino eu consiga progredir até a terceira fase igual vcs… huahuahua

            Esse jogo é maldito! kkkk

          • Eu conheci Thunder Blade por uma revista (acho que Ação Games). Me impressionei com a perspectiva isométrica do jogo que começa a partir da segunda fase.

            A primeira vez que eu joguei, fiquei com raiva achando que era propaganda enganosa e fiz festa quando passei pra segunda fase. 😀

          • Cadu

            Nossa, agora vc me lembrou de algo. Não era a partir da primeira fase que era desse jeito, eu não lembrava disso. Mesmo!
            Acho que eu estava confundindo com o do Mega… era nele que a primeira fase que vc via pelas costas do helicóptero. É isso, né?
            Eu sempre fui muito ruim nesse tipo de jogo, estilo Space Harrier e outros… mas sempre gostei.
            Acho que essa conversa tá me encorajando a dar uma chance pra ele algum dia! hahahaha
            Mas sim, o fato de ter um jogo com aquele tipo de gráfico e jogabilidade chamava muito a atenção, era totalmente diferente do convencional de shmups da época, né?
            As revistas faziam diferença nessas horas… tô cada vez mais com saudades da era do Master / NES.
            Ô nostalgia boa!

          • #bonstempos

          • Se me lembro bem, eram as fases pares que eram visão por trás. Mas acho que o jogo só tinha 4 fases também!

  • CODY

    Me lembro com mta saudade da epoca do master, tive a 1º versao que vinha com o hang-on e o jogo de tiro na memoria, fora o macete de jogar o jogo de labirinto. Fitas compradas tinha só duas, shinobi e golden axe, ganhei tbm a pistola e me lembro de apertar o pausa no console para que jogos em 3d fossem jogados sem os oculos. O resto era tudo na base da locação, me lembro que nessa epoca ainda nao tinha locadoras especializadas somente em locação de games, a maioria alugava em lojas de video ou então em locais que revelavam fotos. Me marcaram mto o alex kidd, vigilante, phantasy star entre tantos outros…

  • Kanonclint

    Apesar da grande importância que o Atari 2600 teve na vida de todos nós , acho que é consenso afirmar que muitos só se tornaram gamers de fato após jogarem no Master , ou em algum clone do Nes. No meu caso, claro foi no Master System.
    Vigilante, foi o primeiro game que terminei para o console.Guardo um sentimento nostálgico por todos os consoles da quinta geração pra baixo. Mas entre eles o Master System sem duvida tem um lugar especial nas lembranças.
    Seria exagero afirmar que o Master System esteve para o mercado de games do Brasil, assim como o Nes esteve para o mercado americano e japonês ??? Eu acho que não.
    Me sinto um privilegiado em ter vivido aquela época em sua plenitude. E espero que o Master System continue sendo cultuado e respeitado por longos anos, pois apesar de não ter feito o sucesso, e nem ter a quantidade de games do Nes, o Master foi um console icônico, principalmente para nos brasileiros.

    Segue meu Top 10
    1-Kenseiden
    2-Phantasy Star
    3-Shinobi
    4-Alex Kid in Miracle World
    5-R-Type
    6-Double Dragon
    7-Sonic
    8-Master of Darkness
    9-Black Belt
    10-Danan The Jungle Fighter

  • Matheus Henrique Soares Lima

    Lembro do dia que meu irmão e eu ganhamos um master system 3 colection com 74 jogos na memória ( ahhhhh …. quantas vezes já disse isso com orgulho ) e do meu desespero quando ele não pego na TV do meu avô ( lágrimas … ) mas pegou na tv da minha casa ( hááááááá…. ), e lá se vão 7 anos da minha vida dedicados quase exclusivamente ao meu Master ( sim, só sai da era 8 bits em 2010 com o PS2 quando passei numa prova, e até 2010 sonhei com um snes e só quis um ps2 pois sabia que ele emulava snes ). Lembro até hoje que o primeiro jogo que joguei foi Power Strke ( jogo que amaldiçoo e nunca zerei), só fui zerar o meu primeiro jogo 7 meses depois e foi Sonic the hedgehog ( também só podia jogar no final de semana e 1h por dia nos primeiro 2 anos, malditos sejam aqueles que podiam jogar durante a semana e varias horas por dia ), lembro que devo ter zerado esse jogo mais de 150 vezes durante toda a minha vida. Lembro também que eu tinha um colega que tinha um clone do nes e todo final de semana ou eu ia na casa dele ou vice versa para para jogar games ou yu-gi-oh, e sim, ele tinha inveja de eu ter um video game mais foda 🙂 ( e claro que também ia na casa dele durante a semana por motivos obvios ).
    Desculpe aos fãs de Castlevania, mas Master of Darkness e muito mais foda, tão foda que o direcional da minha manete quebrou e fiquei jogando nela só com o cilindro que segurava a cruz ( fui um dos poucos que teve acesso ao direcional analógico no Master, foda I am ).
    Master of combat ….. o que dizer além do fato de eu ter descoberto quase todos os golpes espéciais dos lutadores sem nenhuma ajuda, FODA I AM e azuzinho e foda pra karai mas o azulão também.
    Sempre sonhei em ter um cartucho, mas era obvio que na minha epoca não consegui achar, e o cartucho que ganhei, o Super mario bros, era da mega drive ( sim, de Mega drive, FODA I AM, ou não, já que não jogeui ) chorei no dia 🙁
    Wonderboy, o joguinho longo só, e sem save ou password, zerei só uma vez na raça ( 3 horas ) e a pro diabo a fase do gelo.
    E … chega de falar, cansei, desejo então um feliz aniversário ao Master, velho irmão, que tenho até hoje.
    E ….. infelizmente deixei de ser um retroplayer, mas tentem entender, consegui um PS3 só nesse ano em Março, então tinha muita coisa para jogar no meu novo ps3, sendo que só tenho tempo de jogar nos finais de semana. Espero que um dia eu volte a jogar jogos antigos, talvez quando eu parar de fazer faculdade e trabalhar ao mesmo tempo ( ninguém merece ) eu volte aos velhos tempos.
    PS: ao contrário de alguns, acho os jogos de PS3 melhores que os das gerações anteriores, excetuando os jogos de terror, mas eles estão voltando né, quem sabe superam os da velha quarda.

    • Matheus Henrique Soares Lima

      Falei que só ia jogar jogo vei quando me formasse, mas …… Sábado e domingo foi dia de Shinobi do PS2, jogo que já tenho mais de 99 horas ( nem tinha reparado antes) e vi que nos extras tinha um comenrcial do jogo da e3 ( nunca reparei, agora to reparando até na diferença na imagem do plano de fundo da opção dos extras e opções ( do menu ), to ficano doido só ), seria minha melhor zerada ( até tirei um S em uma fase que não tinha tirado ainda ), mas morri mais de 18 vezes seguidas no maldito Hiroko ( last boss ) e renovei meu odio eterno por esse chefe, quem é Zeus, Robotinik, Mother Brain, Tartaruga que come pricesa de corno, Sigma, Drácula, Wesker, perto dele? Nada. ( Droga, antigamente conseguia matar ele só com um golpe, ontem foi no ultimo ponto de vida com aquela maldita espada me matando e aquelas malditas fitas de pergaminho negro atirando bolas de fogo ) Maldito!!!!!!!!!!!!!

  • Super Mario

    Pára tudo:
    “Bom, temos o Phantasy Star claro, que foi o petardo daquela geração…”
    Cara, eu não ouço ( ou melhor, leio ) “pertado” desde que a Ação Games acabou!!!!
    Ahahhaha…muito bom!!! Vcs são show!!!