Retro Fast: Qual foi a revista sobre Videogames que mais marcou sua vida?


Aconteceu com todo marmanjo que um dia segurou um controle de videogames, sem exceção. E lá era que esses marmanjos conseguiam as informações pseudo-quentinhas  vindas direto do estrangeiro, tudo em primeira mão! Era lá que conhecíamos o que viria pela frente, o que já estava aí, e o que saía de moda, e o melhor de tudo é que isso custava bem baratinho… a não ser que a gente quisesse todas!

Sim, meus caros amigos retroaventureiros, aconteceu com a gente sem dúvida, e muitas vezes: todos nós já  fomos fissurados em comprar as saudosas e queridas Revistas Especializadas em Videogames, sem dúvida a coisa mais nostálgica que existe em termos de mídia sobre o universo gamístico. Ouve épocas  no Brasil em que a popularidade deste segmento era absurdamente alta, e por isso a variedade delas nas bancas chegava a torturar o nosso bolso! Eram tantas revistas que as vezes não dava pra comprar todas nem com o dinheiro da mesada e da merenda não comida somados, e quando isso acontecia, o jeito era escolher aquela que a gente mais gostava de todas para gastar nossas moedinhas. E é daí que vem a pergunta para esta nova edição do RetroFast: quais eram as nossas revistas preferidas, aquela que a gente mais gostava de levar pro banheiro na hora do aperto?

.

Eu era um adepto declarado das clássicas revistas sobre videogames, e comprava tudo e todas que apareciam nas bancas desde o dia em que adquiri o meu  primeiro exemplar de uma publicação impressa deste segmento: a revista “A Semana em Ação – Especial Games”, um exemplar especial da há muito extinta revista A Semana em Ação que fez tanto sucesso que logo depois deu origem a revista Ação Games. Inesquecível no segmento foi a última que eu colecionei, a Players, com seus detonados enormes e cheios de diálogos traduzidos para que a gente entendesse as histórias por de trás dos jogos, e suas resenhas profissionais como as de nenhuma outra da época. Porém a revista que mais marcou minha vida foi a que eu comprei por mais tempo, a que me mostrou inúmeros grandes clássicos de meu console da época, e que me fez arrancar os cabelos de raiva quando presenciei a fusão com a sua co-irmã: a revista que mais me marcou foi a SUPERGAME! Esta foi a que eu tinha todas, a que eu não perdia uma edição sequer, a que eu nunca emprestava exemplar nenhum pra ninguém! Ô saudade…

.

Não tem como ser outra: Super Game Power.
A Ação Games era legal, mas a SGP TINHA A MARJORIE!!! Hahaha por mais que agora sabemos que foi um marmanjão escrevendo por trás daquelas curvas loiras, éramos pré adolescentes (no meu caso, os outros velhos do site já eram grandinhos) e uma “mulher gamer” era um sonho, e ela estava ali, escrevendo para você! Tinha que falar sobre matérias, ou alguma outra coisa? A Marjorie já era mais que suficiente para fazer eu escolher essa revista!

.

Falar sobre revistas de videogames é falar sobre o hábito da leitura na minha vida. Quando comentaram sobre esse FAST, a palavra “leitura” abriu uma vertente enorme  para escrever um belo texto sobre esse assunto. Afinal, foi através de revistas de games que descobri a leitura! Mas isso é assunto para outro FAST e o que estamos nesse momento discutindo é: Qual revista de videogame marcou sua vida? A revista que marcou minha vida sem dúvida foi a SuperGamePower, apesar de acompanhar todas as outras. A SuperGamePower foi e sempre será a minha predileta. Com personagens lendários que analisavam os jogos de acordo com estilo (O Chefe, Marjorie Bros , Baby Betinho, Marcelo Kamikaze, Lord Mathias, Akira e BillGames). Sempre possuía brindes, notícias exclusivas, textos divertidos e capas que enchiam nossos olhos nas bancas todos os meses (quem não lembra da capa do Hulk e do Haohmaru?). E os detonados? E as reportagens sobre a E3 (não tínhamos internet naquela época)? E as cartas dos leitores? E os desenhos que enviavam? São tantas coisas que nos fazem sentir esse sentimento chamado “saudade“. Então fica minha opinião registrada: SuperGamePower foi a revista que me marcou. Fico por aqui pessoal, quem quiser conversar sobre revistas no Retroplayers, a discussão está aberta!

.

Acompanhei muitas revistas, mas nenhuma me trouxe tanta diversão quanto a Super Game Power. Passei dias lendo e relendo a matéria de Ocarina of Time, e muitos outros babando pelo Resident Evil 4 e pelas prévias do Metal Gear Solid 3 (pra quem não sabe, essa revista durou até 2005!). Eu sempre gostei muito das capas, que sempre traziam desenhos de altíssima qualidade. Até hoje tenho o calendário do ano de 1999 da Marjorie Bros, rs…

.

Minha revista favorita, acho que todos que leem meus textos devem saber qual é. A revista VideoGame de número 2, com o Mega Man e seu amigo Rush na capa. Lembro que tinha ido no mercado para minha mãe e passei em frente a banca e então vi algo que não esperava. Uma revista que falava do meu maior amor, o videogame. Até então, era bem o início da geração 8 bits e onde tudo começou para mim, então eu achava que só eu, meu primo e alguns poucos gostavam, e ver uma revista só desse assunto, simplesmente era incrível, foi como ver aquilo que você tanto adora ganhar o respeito que merece.
A revista ainda naquele papel grosso, tipo sulfite mostrava como era artesanal e feito com paixão. Era incrível poder ver aqueles games que eu ainda nem sabia que existia. Ver todas aquelas fotos… Eu simplesmente decorei tudo! E ainda por cima, a revista tinha meu game favorito na capa e uma matéria muito legal, mostrando foto por foto, tudo no jogo. O que me ajudou a imaginar o jogo por muito tempo até eu finalmente poder jogá-lo.
.

Eu gostava de todas, mas a primeira que comprei marcou mais, sem dúvida. Foi logo quando eu e meus irmãos ganhamos o Bit System. Era a única revista que eu conhecia na época, a VideoGame. Eu sempre achava os textos desta revista menos técnico que na Ação Games e por isso me identificava com ela. Me lembro que a primeira edição que comprei foi a de nº 3, com Dragon’s Lair na capa. Como eu não podia comprar jogos com regularidade, ficava lendo e relendo a mesma revista várias vezes até a chegada da próxima edição. Eu viajava nas fotos e textos expostos em cada uma delas. Passei a comprar todas e tive bastante exemplares desta.
Apenas para citar, mais tarde, conheci a Supergame, que era especializada em Sega, depois veio a GamePower, trazendo conteúdo Nintendo. Mais tarde estas duas se tornaram a Super Game Power, e desta tive a completa coleção. Pena eu não possuir mais nenhuma delas, que se perderam com o tempo. Uma pena mesmo!!

.

Bem, é difícil falar somente uma que mais marcou! Cada revista tinha seu estilo na época, então não pensem que as revistas mais clássicas como Video Game, SuperGame, GamePower entre outras não marcaram minha infância gamística! Praticamente todas me marcaram profundamente, mas contece que foi num passado tão distante que hoje eu não consigo mais separar minhas preferências.
Porém, eu não consigo me esquecer de quando peguei em mãos a minha primeira “revista” que foi a Guia Games. Essa que até hoje possuo intacta em mãos, já me ajudou e continua me ajudando a desbravar jogos que ainda não terminei!

.

Apesar de minha vida gamer se resumir a Super Game Power, a revista que mais me marcou foi a Ação Games. Pelo simples motivo: ela foi a primeira revista que mamãe comprou pra mim! Consigo lembrar até a ocasião. Eu, como muitos sabem, era fanático pelo Master System, mas um jogo me deixou totalmente travado: Mortal Kombat 2. Joguei loucamente, mas não conseguia derrotar o Kintaro de forma alguma. Então no sábado, dia que aconteceu a festinha em comemoração ao meu aniversário (que havia sido durante a semana), eu estava novamente jogando quando uma babá de uma garotinha que estava lá me viu jogar, sentou do meu lado e perguntou se eu já tinha zerado o jogo. Eu disse que não, aí ela falou: “Compra a revista Ação Games, a que tá na banca tá falando desse jogo. Porque você não pede pra sua mãe? Eu zerei o jogo assim.” Meus olhinhos brilharam por aquela garota que conhecia o que eu estava jogando e disse que havia zerado o jogo. Mas quem acha que eu me apaixonei por ela? Nada disso, nem quis saber de uma possível paixão platônica. Meu próximo alvo era a revista, necessitava daquela revista, era questão de vida ou morte. E enfim, no dia seguinte perturbei tanto minha mãe que ela foi lá e comprou minha primeira revista, a mais marcante de todas!

.

.

Esses foram os relatos da equipe Retroplayers sobre as revistas mais marcantes da trajetória gamer de cada um dos integrantes,  mas e você, caro amigo retro-aventureiro? Qual é a sua Revista de Videogame preferida de todos os tempos?

Continua…


Sobre Sabat

Editor Chefe do RetroPlayers, Redator e Editor nos Livros e Revistas WarpZone, Podcaster e editor de áudio, Saudosista, e Analista de Informática porque algo tem que dar dinheiro né!

Adicionar a favoritos link permanente.
  • Eu folhava várias revistas de um ex-namorado de minha irmã, a primeira que eu li foi uma videogame que tinha o megaman na capa
    que por um acaso tem um scan aqui.
    http://www.datacassete.com.br/revistas/detail/Videogame-n-2/57.htmlA minha revista preferida ali pelo anos de 95 a 97 era a Ação Games.

    Mas a cereja do bolo apareceu nas minhas mãos quando estava jogando Final Fantasy 7, e após terminar senti uma insatisfação tremenda pois haviam muitos segredos a serem desvendados. Foi então que um belo dia em uma banca me deparo com o Gran Grimoire das revistas de games. A Gamers Book n 1. Que prometia desvendar todos os segredos do meu game preferido de todos os tempos. E dito e feito, aquela revista com acabamento luxuoso destrinchava o game de tal forma que não deixava um segredinho se quer sem revelar.Lembro uma vez que cheguei a anuncia-la no Mercado Livre, mas foram por apenas 10 minutos, foi o tempo suficiente para que eu me arrependesse e retirasse o anuncio. A minha revistinha tá aqui, guardadinha comigo até hoje, devidamente embalada e só esperando uma oportunidade de ser usada novamente quando eu resolver curtir esse game novamente.

    • Ivo

       Essa Gamers Book do FF7 era animal mesmo João. Essa eu tive a oportunidade de ler e tinha tudo que você imagina sobre o jogo. Alias, essas Gamers Book era absurdamente detalhada… me lembro da uma do Xenogears. Guarde com carinho pq essa daki uns anos vai valer ouro.

      • Ah mas só foi por uns instantes que eu pensei em vender. Depois nunca mais.

        Acho que essa revista já deve alcançar um bom valor de mercado, pois já vi muito neguinho procurando desesperado por ela. 

        Mas eu tenho um carinho muito grande pelo que ela representa pra mim como gamer. Tem coisas que dinheiro não compra.

    • Hely

      E o pior é que eu tinha essa revista, detoni o jogo usando ela e algum tempo atrás o meu primo a roubou…..=C

    •  Nossa João, eu tive esse gamers book cara XD  Coisa fina, tinha TODOS OS DIÁLOGOS DO JOGO TRADUZIDOS, trabalho ÉPICO!!!!

      Não sei que fim teve a minha =/ mas é realmente inesquecível essa edição ^^

  • Rodolfoteixeiradf

    Pera ae ED! Marjorie Bros era uma cara!? Não sabia dessa não!
    🙁

    • Ivo

       Pow, eu não sabia disso tb !! Apesar de não ser muito fan dela, mesmo na minha época de adolescente.

    • Pelo que ouvi dizer a Marjorie não era um cara, e sim várias pessoas que escreviam sob o pseudonimo. E dentre essas pessoas tinha uma mina também.

      • edwazah

        Era um cara. Quem foi no boteco retrogamer organizado pelo grupo gamesenior ano passado sabe quem era ele! hahaha =D Mas a pessoa não está mais na internet e não podemos mais falar do assunto…

        • Era um cara mas foi por um certo período, não foi mano? Eu ouvi muito a respeito de que no inicio, a Maujorie era sim uma mulher, mas com os rodízios dentro da redação, um falava no lugar do outro a todo momento, e quando essa mulher saiu da equie, “alguém com pinto” continuou fazendo as vezes de Marjorie ^^

  • SupergamePower e Gamers, foram as que mais marcaram, mais tem outras também como Ação Games e Dicas e Truques. Haha lembro quando apresentei esse site datacassete para um amigo ele “pirou” hahahah começou a baixar na hora todas as gamers.
    Bons tempos, de quando a informação não era instantânea. 😛

    Obs: Com a gamers eu ainda ficava namorando o catalogo que tinha no meio da revista com edições anteriores… kkkkkkkkkkkkkkkkk

  • juliosoaresjr

    Gostava de todas, mas tinha uma que gostava mais porque achava que ela era muito mais completa que as demais, era a revista Gamers:

    http://3.bp.blogspot.com/-7OGK3NjAiks/TzzDd0Vy7YI/AAAAAAAAAO0/QA80jtifeeM/s1600/Gamers+n%C2%BA+052+-+01.jpg

    Os caras colocavam muito texto e descrevia muito os jogos, outras revistas tinham uma matéria sobre determinado jogo de uma maneira mais superficial, mas na Gamers os textos eram enormes, as fotos dos jogos eram até pequenas para caberem mais coisas na página, porém tinha alguns erros de digitação frequentes, mas dava pra entender tudo numa boa.

    Depois eles fizeram a Gamers Especial, que literalemnte analisava o jogo de cabo a rabo, um walkthrough incrível.
    Gamers Especial Resident Evil:
    http://www.sebodomessias.com.br/loja/imagens/produtos/produtos/406216_604.jpg

    Essa era minha preferida na época…
    Abs

    •  Olha o preço da revista R$2,90 lol auhauhuhauhauhauha

      • Ivo

         R$2,90 – sem comentários =/

  • Piga

    Minha preferida por bastante tempo foi a Videogame. Depois que a Ação
    Games deu sua primeira remodelada, comecei a acompanhar sério também.
    Antes eu pegava esporádicamente, quando alguma matéria específica me
    interessava. Da Supergame tive umas 3 edições se muito, e da Gamepower
    tive umas 15 revistas. Quando a Supergame e a Gamepower unificaram e
    virou a Super Game Power, aí eu colecionei desde a número 1. Nesse meio
    tempo ela virou a única revista que acompanhava, pois a Videogame e a
    Ação Games cairam muito de qualidade. Depois que a SGP morreu, nunca
    mais comprei uma revista de games sequer.

    Falow! 

  • Jeff

    ED, seu tarado!!  Imagino a brochante situação ao descobrir que a loira era um marmanjo!!!

    Ivo, cadê seu nome no avatar????

    • Ivo

       Esqueci de colocar o nome Jeff! Mas já avisei o Tio Sabat sobre isso.

    • edwazah

      Eu não “descobri”… simplesmente fiquei mais velho, pensei e pesquisei a respeito 😉

  • EU acho que não sou tão velho quanto a maioria da equipe e alguns leitores do blog, xD então cresci com algo mais recente – Playstation, então sem dúvida a minha preferida foi a Dicas & Truques para Playstation, talvez pelo fato de que na época o PS2 estava ganhando força e ela era a única a falar sobre alguns jogos do saudoso PS1.

  • Gamers era muito informativa com muita analise e detonados bem feitos. pena que a Ação Games era mais famosa, porém com umas matérias pífias e Detonados mal explicados. pena que só reconheci o seu valor só agora que virei retrogamer…Gamers, Saudades

    e peraí, que conversa é essa que a Marjorie é um Homem???

    acabou a minha adolescencia

  • A minha foi a Supergame, na época da febre das revistas eu tinha um mega drive. Depois quando consegui um SNES, não tinha mais interesse nas revistas. Na época da Supergame eu tava sempre enchendo o saco do tio da banca, pois não tinha grana pra comprar.

  • JeanRS

    Leandro Alves, concordo totalmente com vc. Não gostava da Ação Games, achava as matérias muito superficiais, mas a Gmaers era demais. Eu comprava todo mês. Era uma revista com muita informação e humor. Lembro da matéria sore o Ocarina of Time, depois de ler fiquei com muita vontade de comprar o n64.

    • Ivo

       Alguém lembra de um personagem que se não me engano era da Gamers chamado Capitão “alguma coisa” um cara de máscara e uma calça camuflada?

      • Capítão Ninja, em uma historinha ele ajudava as Tartarugas Ninjas a salvar April O”neil. E no final saia no pau com o Leonardo pelo coração da reporter abelhuda.

      • TH

        Sim. Adoro o Capitão Ninja. Foi criado e era desenhado pelo Marcelo Cassaro, criado da Holy Avengers.

  • luciano

    muito bom amigo 

  • Femt

    Nunca fui de comprar revistas de games, prefiria gastar este dinheiro para alugar jogos.

    Mas eu sempre acabava namorando as revistas nas bancas e eu sempre gostei da Game Power.

    Ah! eu sei que não vem ao caso mais eu tambem adorava a revista Herói.

  • Fabricio

    Engraçado… Não vi o pessoal citar a Gamers, que era excepcional em detonados, principalmente de RPG’s…

  • Fabrício

    Desculpa galera, não tinha lido os comentários direito! Teve uma galera que citou a Gamers sim! Abraços

  • edwazah

    quem é o Milhouse? xD Sabat, arruma a foto do menino, não tem nome! xD

  • hely

    A melhor revista de Videogames, como o próprio nome diz é a revista Videogame….XD

    A edição que me marcou foi a número 6 que tem o Ninja Gaiden III na capa, foi a primeira que comprei pois tinha jogos de Atari nela e era o console o qual eu possuia um console compatível….mas no final eu fiquei é babando com os jogos do Master System, Mega Drive e Nes….devo ter lido e relido ela umas 100 vezes, inclusive eu tenho 2 exemplares repetidos dela….

    O que eu mais gostava na Videogame era o esquema de thumbnails numerados dela, você lia o detonado e tinha a indicação da imagem correspondente a parte do texto….sem contar que o número de jogos mostrados nela era muito grande….pena que a partir da edição 7 aboliram esse sistema de thumbnails pra ficar com um look mais cool….

    Outra coisa que admirava nela era a imparcialidade da mesma e seu respeito com os leitores, pois quando alguma pessoa fazia uma pergunta besta como se fazia pra colocar um jogo de Mega Drive no Atari eles respondiam com educação e sem desrespeitar a pessoa….

    Vale lembrar que foi a única revista do Brasil que teve o selo “Seal of Quality” da Nintendo com a edição especial do Mario Bros 3…XD

    Adoro as outras revistas também: Ação Games, Supergame, Gamepower, Supergamepower e a Gamers(incluindo as Progames que foi até o número 3 antes dela passar a se chamar Gamers)…tanto é que tenho a coleção completa de várias dela e não vendo ou troco por nada….XD

    • TH

      Tb adoro essa disposição das fotos com numeração. É muito nostálgico!!!

      Para mim não tem revista melhor que a VideoGame. Tenho quase todas. Outra que gostaria de fazer coleção é a Acçao Games no início, mas por pura nostalgia, já que não gostava muito do formato dessa revista. Tenho a maioria já.

      • Ivo

         A Videogame tinha um acabamento incrível! Isso tenho que admitir! Eu tinha uma com a capa do Fatal Fury 3 que era fantástica!

    • Jeff

      Era a melhor revista mesmo Hely!!

  • Ricardocrush

    Infelizmente nao fui da épocadas revistas sobre games mais o dono de um point de games aqui na minha cidade tinha varias e eu lia e relia todas e a que eu mais gostava era a supergamepower tanto que peguei ate uns scans dela sobre os games que eu tenho pro meu super snes muito legal essa material pessoal do retroplayers cada dia eu gosto mais desse blog que assim coo as grandes revistas de games é de otima qualidade.

    • TH

      Valeu Ricardo!!!

      Ter o Retroplayes comprado com nossas nostálgicas revistas nos faz muito felizes!!!! Pq naquela época as revistas tb eram feitas com muito carinho.

  • Senhores, tenho que desabafar: uma porção de revistas que tive foram para o lixo! Eu tenho vontade de pular na frente do metrô sempre que penso nisso!
    Pior que eu adorava estas revistas, mas aí veio a ‘super mãe’ com aquele papo de “vou jogar isso tudo fora”. Que destino cruel para algo que eu gostava tanto. Mas algumas se salvaram.
    A minha favorita? Supergame! Falava de SEGA justamente na época que eu não queria saber da Nintendo. A primeira edição foi o primeiro contato que tive com a franquia que mais gosto, Sonic! Então pra mim ela foi bem marcante. Eu gostava muito da Ação Games e da Videogame também. E tive o mesmo treco que o Sabat quando houve a fusão que criou a Super Game Power! Acabou com muita discussão que rolava nas ruas com os amigos.
    Ahhh, bons tempos! Ótimo tópico, como sempre o blog exalando nostalgia, eu lembrando da infância e quase tendo um treco por ela estar cada vez mais distante!
    Abraços a todos
     

    • Ivo

       Caduco! Minha mãe tb jogou fora! TODAS que eu tinha! Nem vou comentar sobre isso! >.<

    • Jeff

      Comentário bacana e Caduco? Gostei de mais!!!

  • aki é rock

    Eu curtia ler Gamers nela tinha muita coisa a respeito sobre os games e sobre a Tokyo Game Show e a E3 bons tempos viu .

    • Jeff

      Sempre preferi terminar os games na raça. O que eu menos gostava na Gamers era justamente seus detonados…

    • edwazah

      ah, obrigado por comentar lá no cabaré cast. Seu nome foi falado lá, vc viu? =D

  • edwazah

    Tenho várias resvistas mais recentes em casa… se vc quiser TH, posso ver para te entregar… xD

  • Sem dúvida nenhuma, a Gamers é a revista definitiva! Adorava os reviews e matérias! Curtia muito também a SGP e a Ação Games, só não curtia muito a VideoGame.

  • JC

     A que mais marcou foi a Videogame no. 3 c/ Dragon’s Lair do NES na capa!

    Mas a primeira que vi foi a Videogame no. 2 do TH mesmo, na casa dele, claro que fiquei maluco. Daí depois comprei a no. 3 e ficava lendo em loop!
    Eu até tenho uma estranha simpatia pelo YoNoid talvez por ele ser o primeiro game que aparece nessa revista…Hahaha..

    Gostava tb da SuergamePower, tinha um bom texto e uns desenhos bem legais!

    Mas a Videogame do alto de sua simplicidade sempre foi inigualável!

  • Ramonitrous

    Fica a dica: acessem o site “datacassete” e la vcs verão scans de varias dessas revistas ai. As que mais me marcaram foram a Ação Games, e a “Dicas e Truques para Playstation”, que eu tenho varias aqui guardadas, esperando um scaner para eu coloca-las na net, e depois vender todas pra um sebo qualquer, ganhar algum dinheiro e desocupar espaço

  • Ricardo_aperes

    Nossa que bacana ver uma matéria assim,falando sobre as clássicas revistas de games.Hoje me orgulho das coleçoes de revistas que tenho.Quardo com muito carinho algumas Super Games que tenho,desde algumas primeiras da ação games,aquelas que eram grandonas.Que tiveram jogos como:Bubsy,Robocop vs Terminator,Sonic e knuckles,dentre muitas outras lendas.Pra falar a verdade essas bem antigas eu ganhei e as guardo até hoje.
    Por incrível que pareça as capas estão intactas em relação as acões games que  meu irmão comprou até o ano 2001.Mas a minha revista mais marcante foi a edição Nº:122 da Ação Games com o jogo Mortal Kombat Mithologies Sub-Zero<foi a primeira revista que comprei com meu dinheirinho e tenho ela quase que intacta até hoje,desde 1997.Que saudade mesmo daquele tempinho,de Ação Games,Super Game Power,Gamers,Game-X,Nintendo World,dentre muitas outras.Assim como muitos,hoje tenho 25 anos e posso dizer que passei pela melhor era dos games.Um tempo aonde não existia esse vicio em internet,havia muitas locadoras que nos obrigavam a fechar os jogos em 2,ou 3 dias,dependendo do jogo.Eu via as revistas e me maravilhava com as imagens,por alguma razão as imagens nas revistas,sempre eram mais bonitas do que nos games pra mim,até hoje num sei por quê.Rsrs

    Que saudade dessa era,hoje eu vejo um tempo muito simples,aonde a mulecada vai no camelo e já vem com pencas de jogos,sem emoções  e boas histórias.Que saudades do tempo em que linha minhas clássicas revistas e detonava no:Mario,Sonic,Streets of Rage,Final fantasy 7,8 e 9,Zelda Ocarina of Time,Shenmue 1e 2,Megaman e muitos outros mitos de verdade…

  • Ricardo_aperes

    Kombat
    Mithologies Sub-Zero<foi a primeira revista que comprei com meu
    dinheirinho e tenho ela quase que intacta até hoje,desde 1997.Que
    saudade mesmo daquele tempinho,de Ação Games,Super Game
    Power,Gamers,Game-X,Nintendo World,dentre muitas outras.Assim como
    muitos,hoje tenho 25 anos e posso dizer que passei pela melhor era dos
    games.Um tempo aonde não existia esse vicio em internet,havia muitas
    locadoras que nos obrigavam a fechar os jogos em 2,ou 3 dias,dependendo
    do jogo.Eu via as revistas e me maravilhava com as imagens,por alguma
    razão as imagens nas revistas,sempre eram mais bonitas do que nos games
    pra mim,até hoje num sei por quê.Rsrs

    Que saudade dessa era,hoje eu vejo um tempo muito simples,aonde a
    mulecada vai no camelo e já vem com pencas de jogos,sem emoções  e boas
    histórias.Que saudades do tempo em que linha minhas clássicas revistas e
    detonava no:Mario,Sonic,Streets of Rage,Final fantasy 7,8 e 9,Zelda
    Ocarina of Time,Shenmue 1e 2,Megaman e muitos outros mitos de verdade…

  • Ricardo.Albuquerque.Peres

    Nossa que bacana ver uma matéria assim,falando sobre as clássicas
    revistas de games.Hoje me orgulho das coleçoes de revistas que
    tenho.Quardo com muito carinho algumas Super Games que tenho,desde
    algumas primeiras da ação games,aquelas que eram grandonas.Que tiveram
    jogos como:Bubsy,Robocop vs Terminator,Sonic e knuckles,dentre muitas
    outras lendas.Pra falar a verdade essas bem antigas eu ganhei e as
    guardo até hoje.

    Por incrível que pareça as capas estão intactas em relação as acões
    games que  meu irmão comprou até o ano 2001.Mas a minha revista mais
    marcante foi a edição Nº:122 da Ação Games com o jogo Mortal Kombat
    Mithologies Sub-Zero<foi a primeira revista que comprei com meu
    dinheirinho e tenho ela quase que intacta até hoje,desde 1997.Que
    saudade mesmo daquele tempinho,de Ação Games,Super Game
    Power,Gamers,Game-X,Nintendo World,dentre muitas outras.Assim como
    muitos,hoje tenho 25 anos e posso dizer que passei pela melhor era dos
    games.Um tempo aonde não existia esse vicio em internet,havia muitas
    locadoras que nos obrigavam a fechar os jogos em 2,ou 3 dias,dependendo
    do jogo.Eu via as revistas e me maravilhava com as imagens,por alguma
    razão as imagens nas revistas,sempre eram mais bonitas do que nos games
    pra mim,até hoje num sei por quê.Rsrs

    Que saudade dessa era,hoje eu vejo um tempo muito simples,aonde a
    mulecada vai no camelo e já vem com pencas de jogos,sem emoções  e boas
    histórias.Que saudades do tempo em que linha minhas clássicas revistas e
    detonava no:Mario,Sonic,Streets of Rage,Final fantasy 7,8 e 9,Zelda
    Ocarina of Time,Shenmue 1e 2,Megaman e muitos outros mitos de verdade…

  • Ricardo.Albuquerque.Peres

    Nossa que bacana ver uma matéria assim,falando sobre as clássicas
    revistas de games.Hoje me orgulho das coleçoes de revistas que
    tenho.Quardo com muito carinho algumas Super Games que tenho,desde
    algumas primeiras da ação games,aquelas que eram grandonas.Que tiveram
    jogos como:Bubsy,Robocop vs Terminator,Sonic e knuckles,dentre muitas
    outras lendas.Pra falar a verdade essas bem antigas eu ganhei e as
    guardo até hoje.

    Por incrível que pareça as capas estão intactas em relação as acões
    games que  meu irmão comprou até o ano 2001.Mas a minha revista mais
    marcante foi a edição Nº:122 da Ação Games com o jogo Mortal Kombat
    Mithologies Sub-Zero.

  • Ricardo.Albuquerque.Peres

    Foi a primeira revista que comprei com meu
    dinheirinho e tenho ela quase que intacta até hoje,desde 1997.Que
    saudade mesmo daquele tempinho,de Ação Games,Super Game
    Power,Gamers,Game-X,Nintendo World,dentre muitas outras.Assim como
    muitos,hoje tenho 25 anos e posso dizer que passei pela melhor era dos
    games.Um tempo aonde não existia esse vicio em internet,havia muitas
    locadoras que nos obrigavam a fechar os jogos em 2,ou 3 dias,dependendo
    do jogo.Eu via as revistas e me maravilhava com as imagens,por alguma
    razão as imagens nas revistas,sempre eram mais bonitas do que nos games
    pra mim,até hoje num sei por quê.Rsrs

    Que saudade dessa era,hoje eu vejo um tempo muito simples,aonde a
    mulecada vai no camelo e já vem com pencas de jogos,sem emoções  e boas
    histórias.Que saudades do tempo em que linha minhas clássicas revistas e
    detonava no:Mario,Sonic,Streets of Rage,Final fantasy 7,8 e 9,Zelda
    Ocarina of Time,Shenmue 1e 2,Megaman e muitos outros mitos de verdade…

  • alisson

    Tenho muitas dessas revistas de games antigas ainda em casa…não jogo fora por nada.