Retro Fast Especial de Natal: Amigo Secreto e Redenção Gamística


REDENCAO-GAMISTICA-RETROPLAYERS-SABAT

Olha o último RetroFast do ano pintando aqui no seu site predileto de velharias gamers! E pra comemorar a chegada do velho batuta, resolvemos fazer um amigo secreto retro-ordinário onde não vai rolar presente entre os singelos convidados não por que o Muricy me ensinou que aqui é trabalho, então o que vai rolar é reviews pessoal, reviews dos Pecados Gamísticos da atual Equipe RetroPlayers, tanto por que Papai do Céu Pixelado não gosta de retroplayer que termina o ano sem ter jogado seus games mais sagrados né…

Então, cada membro da equipe foi convidado a escrever um Fast relatando alguns de seus pecados gamísticos, e seu “amigo secreto” terá um destes games escolhido para que seja feito um review para o site, o que será revelado na próxima etapa desta nova redenção gamística: um Retro Cast especial.

O que será que cada um escolheu? Comecemos:

tarja-sabat

Eu sou o único remanescente da última Redenção Gamística realizada aqui no RetroPlayers. Desde então, toda a equipe já mudou e eu ainda continuo sendo um pecador safado… Maiores detalhes estão nas descrições dos games que eu selecionei para que meu amigo secreto possa me ajudar a ir pro céu ^^:

1- Castlevania 3: sou o único fã da série clássica que nunca jogou Castlevania 3… Calma Trevor, calma, guarda esse chicote…

2- Braid: dizem que esse é um dos indies mais espetaculares que ja foram feitos… É pecado ter o jogo desde o lançamento e nunca ter jogado?

3- Shinobi do Saturn: Eu já tinha dito que nunca havia jogado NADA de Saturn, ai ganhei um Saturn, depois ganhei um Shinobi de Saturn, e continuo sem jogar NADA de Saturn…

4- Pier Solar: Poisé, eu tenho essa pérola, o jogo que foi lançado para Mega Drive quase 15 anos depois do seu último jogo oficial… Jajá ele fica retrô de idade também e eu continuo sem jogar…

5- Alien vs Predator – Arcade: Porra, Merda, não dá, 20 anos que jogo isso e não consigo terminar, que sacanagem da %$#@$%  merda de troço difícil, ta mentindo, ó mintira da porra ¬¬

SirKao

De todos os jogos que passam em preto e branco em nossas vidas por inúmeros motivos, sempre guardamos uma caixa secreta com aqueles que nos causam algum sentimento de culpa. Na verdade minha caixa secreta já virou um armazém secreto, de tantos jogos que fui deixando para trás. Como fui coagido através dos terríveis métodos de tortura medieval do RetroPlayers (vem trabalhar aqui pra você ver), não tenho outra escolha a não ser abrir a porta do armazém e revelar 5 deles:

1 – Dune II – Sabem o porquê de eu não gostar de Star Wars? Porque George Lucas virou estrelinha fazendo uma cópia enxaguada da obra-prima de Frank Herbert. Eu li Duna. Eu adoro Duna. Eu sou um fã de Duna… Então por que ainda não joguei Dune II, o clássico da mesma Westwood do meu amado Command & Conquer? Droga, não sei.

2 – Fallout – Já é de praxe. Sempre quando falo que não joguei Fallout, vem a mesma pergunta: “E você se considera fã de RPG?”. Bom, o problema é que na época da explosão do jogo, eu estava muito ocupado jogando RPGs de PS1, e acabei deixando essa lacuna a preencher.

3 – Ultima III: Exodus – Eu tenho uma meta na vida: vencer todos os jogos da série Ultima. O problema é que a meta parou no terceiro jogo da série há anos. Não lembro exatamente o que me fez largar o jogo, mas sempre me sinto culpado ao lembrar, e talvez seja hora de pagar essa dívida.

4 – Vagrant Story – Acreditem: eu tenho esse jogo original. E como por raios ele está nessa lista? Calma, vou explicar. Eu joguei bastante até… só não o suficiente para vencer. O problema é que esse jogo foi responsável por piorar meu TOC (não estou brincando), e acabei largando pela minha sanidade. Vagrant Story é um fantasma que preciso espantar, por honra.

5 – Wizardry: Proving Grounds of the Mad Overlord – Ahhh Wizardry… Você me proporcionou horas de diversão… e STRESS! Wizardry é uma bola de ferro que arrasto há muito tempo. Preciso quebrar essa corrente, senão como poderei encarar o mundo novamente?

tarja-cadu

Meus caros, chegamos em um ponto da história dos games que foram lançados tantos jogos que é impossível não acumularmos pelo menos uma dezena de pecados gamísticos. Eu tenho diversos, em várias gerações. Só que para esta lista aqui do Retroplayers eu preferi dar foco nas gerações dos 8 e 16 bits, pois acho que devo muita coisa a mim mesmo, ainda mais que passei a infância/adolescência toda praticamente no trio Master System, Game Gear e Mega Drive. Escolhi 5 apenas, porque tinha mais, cortei uma cacetada da lista. Claro, aqui estou considerando mais os jogos que me interessam, vou pular franquias e gêneros que não gosto ou não ligo. Não faz sentido nenhum eu me forçar a isso, não é verdade? Bom, chega de enrolações, vamos à lista caduca da vergonha:

1 – E-SWAT: Como é que um fã de carteirinha do Mega Drive nunca pegou um de seus maiores clássicos pra jogar pra valer? Preciso me redimir disso.

2 – Land of Illusion: Master System é o meu xodó, eu no mínimo deveria ter dado atenção pra este jogo que é bem importante e dito um dos melhores para o console.

3 – Yoshi’s Island: Fui seco jogar este jogo achando que era Super Mario World (por causa do nome) e me decepcionei com o Mario chorão. Depois fiquei sabendo que é um baita jogo e me arrependo de não ter tirado um tempo pra ele. Será que chegou a hora?

4 – Mega Man II: Devo a mim mesmo, já que só terminei o III e o IV dentre todos jogos do Blue Bomber. Preciso ver se é mesmo o melhor jogo da série clássica.

5 – Punch-Out!!: Vejo tanta gente falando bem do jogo e eu sequer coloquei em emulador pra testar. Sério!!

tarja-th

Minha lista não contém os jogos que não terminei ou não joguei, e sim os que eu tentei terminar mas não consegui, por mais que seja feio colocar culpa em outras coisas, uma delas sempre foi os malditos controles que a gente tinha nos nossos nostálgicos clones, mesmo eu tendo um bit system que era um dos mais próximos do controle original, ele sempre estava dando algum problema.

Mas quem leu meu review do Castlevania 1 e TMNT sabe que eu tentei muito, principalmente o TMNT, foram dezenas de fins de semana alugando essa fita e nunca consegui ver o Destruidor… Sempre perdia no Tecnodromo… 🙁

1 – Castlavania – Em meu review eu conto como nunca consegui passar a Morte…

2 – Castlevania 3 – Só aluguei uma vez e foi na casa da minha prima, joguei pouco naquela época e só fui jogar bastante recentemente e mesmo assim não terminei. Achei muito mais fácil que o primeiro, mas é mais longo e o dia dia acabou fazendo eu parar…

3 – TMNT – Em meu review dá para saber como foram dezenas de fds alugando essa fita sem nunca conseguir ver o Destruidor… Sempre perdia no Tecnodromo… 🙁

4 – Ninja Gaiden – Esse foi o Ninja Gaiden que menos joguei, nunca aluguei, apenas joguei uma vez na casa do meu primo.

5 – Ninja Gaiden 2 – O Ninja Gaiden que mais joguei e nunca terminei, mas cheguei bem longe. Sou louco para escrever um review dele.

6 – Ninja Gaiden 3 – O Game que me deu o maior elogio que meu pai já me deu. O jogo que eu quero e muito escrever um review pois tenho bastante lembranças. esse eu terminei, mas foi a versão americana com continue infinito e eu queria terminar na versão japonesa (ou é o contrário, rs).

7 –alex-th-fan

 

tarja-senpai

Desta vez vou considerar pecado como arrependimento ou algo que eu deixei de fazer. Trocar seis por meia dúzia no mundo gamístico é um negócio muito bom, o jogador sempre sai ganhando. Nos anos oitenta, noventa e até meados dos anos 2000, estávamos lotados de jogos muito bons. Como o gosto é MEU em primeiro lugar, pode ser possível que um dia eu ainda vá terminar grande parte dessa lista de títulos, porém, eu garanto que aproveitei o máximo de títulos bons que não estão nesta lista (seguindo o MEU bom gosto, é claro XD.)

1 – Megaman ZX Advent (DS) – Terminei todos os plataformas das séries Clássica, X e Zero de Megaman e também o primeiro da ZX. Está faltando esse, que não cheguei a jogar muito na época.

2 – Secret of Mana (SNES) – Seiken Densetsu III (Secret of Mana 2) é o meu RPG favorito de todos os tempos e apesar disso, jamais sequer peguei este título pra jogar com afinco.

3 – Castlevania 2 (NES) – Apesar de ser um título meio RPG, o estilo plataforma prevalece bem neste, que está um buraco em minha cronologia, que terminei o primeiro e o terceiro.

4 – Fire Emblem Gaiden (Famicom) – Amo a série Fire Emblem, já terminei o de Cube e o de WII. Este aqui eu já cheguei longe, porém o meu save apagou do cartucho sem querer. Não custa tentar novamente.

5 – Sonic The Hedgehog 4 – Episode 2 (PS3) – Sinceramente, achei o jogo lindo! Tentei jogar no meu I-3 e não tive muito sucesso, o jogo rodou uns 90/95%, mas vou um dia comprar no PS3 pra terminar. Muito mais legal que o episódio 1, dá pra sentir uma boa nostalgia!

.

Urashima (ainda não tenho tarja bonitinha =(  droga…)

Considero que fui um felizardo, joguei grandes clássicos na época de seus respectivos lançamentos. O problema é que foi necessário fazer algumas escolhas com relação a consoles, então do Atari consegui adquirir o NES, depois o SNES e em seguida o PS1. Por isso já viram que apenas jogando em locadoras ou casa de amigos fiquei com uma lista robusta de pecados “gamísticos” que até foram reduzidas com emuladores, mas não o suficiente. Abaixo consta a lista de games dos quais alguns não zerei e outros sequer tive a oportunidade de jogar:

1 – Ogre Battle 64 – Person of Lordly Calibe (Nintendo 64) – Ogre Battle de Snes é um dos melhores RPG’s que tive o prazer de jogar, mas nunca sequer vi a versão para o Nintendo 64.

2 – Super Mario 64 (Nintendo 64) – Este é um dos títulos da franquia do encanador mais comentados, infelizmente joguei muito pouco e quem sabe chegou o momento de mudar esta história?

3 – The Legend of Zelda – Majora’s Mask 64 (Nintendo 64) – Apesar de adorar a série Zelda, posso dizer que falta vários títulos para terminar e o Majora’s Mask é um deles.

4 – Shining Force I e II (Mega Drive) – Nunca tive um Mega, no máximo joguei na casa de amigos e sequer ouvi falar na época de Shining Force, então faltou apenas oportunidade de jogá-lo, pode ser esta a hora.

5 – Sonic the Hedgehog 3 (Mega Drive) – Joguei Sonic the Hedgehog 1 e 2, felizmente deste pecado estou livre, mas o 3 apenas vi imagens e nada mais, algo inaceitável.

Ska

Todos nós temos jogos que por algum motivo desconhecido, deixamos de jogar, e que por azar muita gente considera como clássicos, e ficamos completamente perdidos quando vemos alguém conversando sobre eles. Comigo é a mesma coisa com o futebol: fico completamente perdido quando estão falando sobre o assunto. Os jogos que eu escolhi são aqueles de séries que eu gosto ou que eu realmente perdi de jogar e que eu não cheguei a zerar. Alguns eu joguei mas desisti, outros joguei uns 5 minutos, outros só ouvi falar.

Mas já dizia o ditado: “Quem não tem teto de vidro caça com gato”. Ou algo assim…

1 – Resident Evil 2 – Apesar de ser fã da série nunca consegui terminar esse game, afinal nunca o tive. Estou esperando lançarem o Remake (que já está em produção) para jogar, mas vai que algum sacana me faz jogar isso mais cedo

2 – Spyro 2 – Mesma coisa do RE2, a diferença é que esse eu nem joguei. Gostei do primeiro Spyro e achei o 3º um dos melhores jogos de plataforma 3D já feitos, mas o segundo… Acabei pulando.

3 – PaRappa the Rapper – Meu console preferido é o PS1 e eu adoro jogos rítmicos (Rhythm Heaven é uma das minhas séries favoritas), e inclusive joguei o outro game rítmico da empresa para o PS1, Vib Ribbon, mas esse acabei perdendo. Estranho né?

4 – Duke Nukem 3D – Ávido PC gamer e fã de jogos de FPS clássicos dos anos 90, é uma vergonha eu nunca ter ao menos jogado Duke Nukem, mesmo sabendo da qualidade do jogo e do quão engraçado ele é.

5 – Todos os jogos de Mega Drive/Master System – Quando iniciei minha vida gamer a Sega já estava se dirigindo para o buraco com o Dreamcast, e nunca senti vontade de voltar para revisitar os jogos de suas plataformas. Sem contar que nunca fui muito fã de Sonic.

tarja-ivo

Eu tenho muitos “pecados gamísticos” e se fosse me confessar perante a “santa irmandade retrogamer” seria tratado com herege e jogado da “The Pit do Mortal Kombat” como exemplo.
Mas afinal, quem nunca pecou em deixar de jogar aquele game clássico que todos jogaram e elogiam até hoje? Aposto que você amigo Retroplayers, tem suas heresias gamísticas também!

Segue a lista abaixo e não me acusem para ser jogado da “The Pit” … afinal vocês podem ser os próximos!

1 – Metal Gear (Psx) – Joguei apenas um pouco no emulador, mas o motivo principal é que não tive um PSX na época para joga-lo.

2 – Seiken Densetsu 3 (Snes) – Adoro a série Mana e esse foi um game da série que não joguei. Fiquei com mais vontade de jogar depois do review do Senpai aqui no Retroplayers.

3 – Sonic 3 (Mega) – Joguei todos os Sonic de Master System e o 1 e 2 de Mega Drive e esse passou em branco.

4 – Demon´s Crest (Snes) – O velhos e bons jogos da Capcom de plataforma e aventura, como adorava! Esse foi um que só descobrir muitos anos a frente e não joguei, mas parece ser incrível.

5 – Alex Kidd Shinobi World (Master System) – Alex Kidd faz parte da minha infância e ainda mais o “Miracle World”. Sempre tentei alugar esse game, mas nunca vi em locadora nenhuma na minha cidade.

tarja-jeff

A maioria dos títulos consagrados que não joguei são RPGs. Não faz muito tempo que passei a dar mais atenção a este tipo de game. Por conta do combinado entre a equipe Retroplayers nossas listas tiveram de ser bem reduzidas. Como meu estilo de jogo preferido se baseia em plataforma, o resumo de minha lista acabou eliminando todos os RPGs e isso, por si só, já é um baita pecado gamístico.

Hoje, meu grande vilão é o tempo. Eu gostaria de ter mais tempo pra jogar e assim não ter de confessar tantos pecados.  O que me intriga é que não fiquei rico por isso, provando que tem alguma coisa errada que não tá certa… Bem, minha lista seria imensa. Mas alguns eu não poderia deixar de mencionar:

The Legend of Zelda (série): Eu devia estar num mundo paralelo quando ouvi sobre Zelda pela primeira vez. Sim, porque, se não me falha a memória, só fui querer saber do que se trata essa franquia quando todos passaram a comentar o sucesso de Ocarina of Time. Somente com a aquisição de um Wii é que eu me importei com isso e dei uma olhada no ótimo Twilight Princess. Só que ainda assim, eu nunca peguei nenhum game da série pra jogar e terminar, acreditam nisso?

Ninja Gaiden III (NES): A trilogia Ninja mais legal de todos os tempos precisa ser completada, certo? Ainda me falta esse.

Castlevania III (NES): Sou fan da franquia. Dos três títulos disponíveis no NES, esse eu só passei uns 20 minutinhos jogando e mais nada. Vergonha isso!

Megaman X (série): Megaman é indiscutivelmente uma das séries mais amadas de todos os tempos. Já terminei a clássica, mas só joguei o primeiro da série X, e com poucas lembranças da jogatina. Tenho que continuar a saga, portanto, a série X inteira será considerada aqui.

Metroid (série): Só conheço, joguei e terminei Super Metroid (SNES): Nem preciso dizer que falta muita coisa boa pra desfrutar na franquia, né?

– Super Mario 64: Será que tem perdão ficar sem jogar esse jogo?

natal

Fim de papo por enquanto pessoal ^^ Fiquem sabendo que já foram realizados os sorteios de amigo secreto, e cada um aqui já sabe quem tirou!! Mas que jogos será que devemos escolher para cada um? Que jogo mais combina com cada membro da equipe? Eu já olhei a listinha do meu amigo secreto e ja tenho ideia do que mandar ela jogar, mas posso mudar de opinião… Ajudem a gente aí pessoal, e no próximo Retro Cast, o último do ano, revelaremos tudo ^^ Aguardem!!


Sobre Sabat

Editor Chefe do RetroPlayers, Redator e Editor nos Livros e Revistas WarpZone, Podcaster e editor de áudio, Saudosista, e Analista de Informática porque algo tem que dar dinheiro né!

Adicionar a favoritos link permanente.
  • TH

    Minha memória está mesmo zoada, não lembro de ter escrito o 7….

    kkkkkkkkkkkkkk

    Boa!

  • Louriberg França Costa

    Ahhh…Pro TH é Alex Kid…Sem dúvida…..

  • Rodrigo Urashima

    Fui o único pobre sem tarja, olha o preconceito rs.

  • Caras, o Fast do TH é surpreendente!

  • Rodrigo Urashima

    O TH psicografou o item 7 rsrs

  • Enfim o TH realizará seu sonho de jogar Alex Kidd. Retroplayers mostrando a importância na vida das pessoas, fico emocionado.

  • Ivo

    TH com um verdadeiro manuscrito no FAST! Parabéns!

  • Rokuman Senpai

    Tá louco viu… Com 9 Integrantes aqui no Retroplayers relatando seus Fasts, em 5 comentários (já que o Urashima reclamou dele mesmo XD) só sabem falar de TH. Daqui a pouco vão falar que TH está fazendo as unhas também O.O

    Eu quero saber o que eu vou jogarrrrrrrr !!!!

  • Tiago

    Não escolham Alien vs Predator pro Sabat não. Porque isso ai é de arcade e ai ele pode zerar numa boa se botar pra rodar no MAME com as fichas infinitas. Espertinho.

  • JC

    Hahahahhaha, já sei qual é essa história do TH do Ninja Gaiden 3 com o pai dele. Ele tem que jogar o Alex Kidd, sem dúvida, mas tem que contar essa história de bônus no Retrocast pq é mto engraçada!

  • Adriel Muniz

    Boa parte da equipe não terminou Castlevania 3. Sério, isso é imperdoável! Como doce castigo, todos vão ter que zerar!

    • Rokuman Senpai

      Boa, Adriel!

      Acaba com eles!

  • Ulisses Seventy Eight

    Imperdoável!!!
    Não terminaram Castlevania ainda? Meu Deus o mundo vai acabar em fogo!

    Enfim recomendo fortemente a versão japonesa pois tem um chip de áudio que faz toda a diferença. Vale a pena.

    Eu tenho que terminar Gradius V, ta faltando esse e 100000000000 para terminar rsrsrsrsr

    • Rokuman Senpai

      Olá, Ulisses!

      Cara é exatamente esse que eu terminei… AKUMAJOU DENSETSU… Tenho a fitinha aqui… e junto com LAGRANGE POINT, são os jogos com os melhores sons do famicom, tirando os jogos do Disk System…

      Forte abraço!

    • Adriel Muniz

      A versão japonesa é ótima mesmo! Mas só fui ter conhecimento das diferenças dela depois de já ter terminado a versão a americana.

  • Ricardo Roll Ricardo Senin

    Coloca o ivo pra jogar demons crest,é uma mistura de megaman com castlevania e um pouco de metroid,ele vai adorar.