RetroPerfil Especial de Dia das Mulheres: Ms Pac-Man – A Primeira Protagonista da história dos games


Hoje é o Dia Internacional da Mulher, caros amigos retroaventureiros! É o dia dedicado àquelas damas que tanto nos fascinam e nos completam em nossas vidas reais, e que tanto nos divertem no mundo virtual ao qual conhecemos tão bem.

Mas não cabe ao Retroplayers criar uma homenagem somente às mulheres de carne e osso, pois não são elas que povoam nossos retromundos espancando marginais como a bela Blaze Fielding, cortando trogloditas medievais ao meio como a Tyris Flare, ou dizimando alienígenas folgados como a Samus Aran, mas é para estas mulheres maravilhosas de carne e osso, nossas leitoras aqui do Retroplayers, que eu escrevo este texto, para que elas saibam que é graças a aparição da esposa de um dos personagens mais famosos de todos os tempos que as portas virtuais se abriram para que elas pudessem figurar à frente da ação nos jogos eletrônicos.

Todos nós conhecemos dezenas de mulheres virtuais, algumas delas são tidas como grandes marcos da invasão feminina em um terreno antes machista até demais, e estas são famosas por sua grande participação para que esta visão fosse mudando com o passar dos anos. Samus Aran é o grande nome que aparece nos anais da história quando avaliamos a maior e mais importante aparição de uma mulher no comando da pancadaria em um game, e não era pra menos: a Nintendo fazia a gente se matar por um mundo enorme e dificílimo no comando de “alguém” dentro de uma armadura que nos deixava mais parecidos com um robô do que qualquer outra coisa para, depois de um final perfeito e cheio de pré-requisitos, descobrirmos que o ser no interior daquele casco era na verdade uma garota! E todo mundo queria de qualquer jeito terminar Metroid para ver Samus sem a sua armadura, e estava criada ali a mais importante grande heroína dos jogos eletrônicos do mundo.

Isso ocorreu em 1986, faz bastante tempo mesmo, mas não foi a primeira vez! Talvez a Nintendo tenha tido a verdadeira audácia de criar uma personagem feminina para seu jogo, mas isso já havia acontecido 5 anos antes nos fliperamas da Namco (ou melhor, da Midway), quando a famigerada esposa do nosso comilão amarelo mais querido do mundo resolveu ser a primeira personagem controlável do sexo feminino em um jogo.

Mas como foi que a dama resolveu adentrar no terreno do marido para mostrar que poderia fazer bonito e até melhor que o homem da casa? Alias, Pac-Man já era sucesso no mundo inteiro, e talvez até fora dele. A bolota comilona foi o maior comedor de pastilhas, pílulas, fantasmas e fichas de fliperama que o mundo conheceu no início da década de 80, e  a Namco não tinha lá muitos planos de criar franquias paralelas á do seu mascote (até hoje).

Ms Pac-Man: o surgimento

Eu respondo, caras amigas retroaventureiras (é dia delas, seus machos de uma figa): se tem uma coisa certa no mundo dos games desde de seu surgimento, é que quando uma coisa faz sucesso, outras parecidas aparecerão, e no caso de Pac-Man, foi um jogo pirata chamado Crazy Otto, lançado em 1980 por um grupo de programadores que se auto intitulavam GCC. O game era uma melhoria do Pac-Man, com alguns itens que apareciam na tela para serem recolhidos, e que funcionava surpreendentemente MUITO bem. Só que a Midway, representante da Namco nos States naquela época, barrava os títulos da GCC por serem em sua maioria, cópias descaradas de jogos originais da Namco, e assim, antes de lançar Crazy Otto oficialmente nos arcades (coisa que já havia acontecido ilegalmente), a GCC resolveu mostrar o game à Midway para obter uma licença. Resultado: o game foi adquirido pela representante da Namco, que modificou os sprites originais, acrescentou uma perfumada aqui, uma maquiagem ali, e estava criada a Senhora Pac.

O game foi lançado sem o aval da Namco, mas fez um sucesso tremendo, sendo portado para uma cacetada de consoles da época, e se tornando um papa-fichas maior ainda do que o game do maridão amarelo. Só que a Namco logo percebeu a safadeza da Midway, cortou relações com a distribuidora, e tomou na justiça os direitos autorais sobre a obra. Agora a família estava reunida, e Ms Pac-Man casava no cartório para uma relação amorosa duradoura e feliz.

Ms Pac-Man: o game

O arcade Ms Pac-Man possuía algumas diferenças marcantes para com o original Pac-Man, dentre elas, os quatro labirintos diferentes do original, alguns com dois túneis laterais interligados ao invés de apenas um, fantasmas mais inteligentes com ações randômicas que impediam que jogadores decorassem movimentos pré-estabelecidos como acontecia em Pac-Man, e frutas que se movimentavam pelo cenário ao invés de serem estáticas como no original.

O jogo era sim mais difícil, e isso o deixava mais competitivo e atraente. A versão para Atari 2600 pode ser vista neste simpático vídeo, onde a Senhora Pac mostra toda a sua sensualidade. Confiram:

O charme da Senhora Pac era tanto que o game foi portado para várias plataformas, dentre elas o NES, o SNES e o MegaDrive (rivais que receberam versões idênticas).

O game da Senhora Pac continua aparecendo eventualmente em consoles por ai, sendo suas últimas aparições, na Live Arcade e no IPhone, com todos os seus 256 níveis completinhos e prontos para serem detonados.

Ms Pac-Man: fama até na TV

Com tanto sucesso rondando a Família Pac, não tardaria para que algum programa de TV aparecesse com uma proposta milionária para um programa! E assim foi que surgiu a série de Tv Pac Man, que mostrava a não só a senhora Pac e o maridão, mas também, a prova de que o casal não dormia no ponto: um pimpolho, o Pac Baby!

A série teve duas temporadas que somaram um total de 42 capítulos, que foram exibidos no Brasil pela rede Bandeirantes de televisão. Eu me lembro, e você?

E não parou por aí não: em um episódio da série Friends, o casal Chandler e Monica recebem um arcade original Ms Pac Man de presente de casamento;  Na série Scrubs, em um episódio em que um arcade Ms Pac-Man é o centro das atenções, Dr Kelso é um expert no jogo que já fez o score impossível de 40.000.000 de pontos;  Ms Pac-Man aparece em pessoa nos desenhos dos Simpsons e Futurama também! É fama que não acaba mais!

Para sempre, Ms Pac-Man!

Ms Pac-Man foi a primeira personagem controlável em um vídeo game, independente de se ela apareceu de forma legal ou não. Seu sucesso na época é de fazer inveja a muita moçoila siliconada virtual de hoje em dia, e isso lhe rendeu o título de 10º game mais importante da história segundo um Top 200 da Game Informer realizado em 2009!

Ela chegou primeiro, ela mostrou o caminho, ela disse que era possível, ela lutou pelos “Direitos da Mulher” (sim, assista Os Simpsons), e ela merece, assim como todas as nossas leitoras, as maiores homenagens que eu poderia desejar neste Dia Internacional Da Mulher!

Agradeço a todas vocês mulheres leitoras do Retroplayers, a minha noiva que eu amo demais, a minha mãe, a minha irmã e cunhadas, e a todas aquelas que diretamente e indiretamente fazem parte do que escrevo neste site, seja me motivando, me criticando, apenas lendo, ou me inspirando como fez a Senhora Pac nesta singela homenagem.

Vocês são maravilhosas, parabéns pelo seu dia.

Fim


Sobre Sabat

Editor Chefe do RetroPlayers, Redator e Editor nos Livros e Revistas WarpZone, Podcaster e editor de áudio, Saudosista, e Analista de Informática porque algo tem que dar dinheiro né!

Adicionar a favoritos link permanente.
  • Grande jogo, bem que ela podia aparecer nesse pac-man do 3ds!
    Grande post!

    • Seria muito legal ela pintar mesmo como bonus, jogo desbloqueável, seria jóia XD

  • kleber

    Belo post esse ai Sabat curti a historia do surgimento do game Ms .Pac- Man eu nunca cheguei a jogar essa versão mas a normal sim desde o Atari e também a homenagem ficou bem legal cara .Continue com o otimo trabalho nos post e com as materias interesantes no site.

    • Opa Kleber XD Beleza?
      Eu mesmoa chava que a primeira mulher protagonista de um game era a Samus, mas pesquisando, descobri que teve duas antes dela: Laurie Strode: a babá do jogo Sexta Feira 13 de Atari 2600, e Ms Pac-Man XD
      Valeu cara, esteja sempre por ae ^^

  • Starbearer

    isso sim que é uma gata gordinha..

    XD

    • Gordinha e redonda ahUAHuahUHAUa

  • Excelente gerador de visitas para
    blogs.

    Cadastre seu blog aqui: http://www.zeemp.com/