RetroCast #7 – A ascensão dos Indie Games


Faaaala amigo retroaventureiro! Seja bem vindo a mais um Retrocast, o primeiro de 2012!!!
E para começarmos o ano bem, vamos reiniciar nossas atividades narrativas falando de Indie Games!

De volta de um longo e dormente inverno, estamos de volta com o Retrocast. O assunto é Indie e não deixaremos você na mão.
Entenda tudo do mundo Indie, os valores de jogos, quais jogos são ou não são indie, e nossas recomendações de jogos da categoria.

Não espere mais e baixe o cast!!!

Quer ficar por dentro de quando saem os casts e pesquisas / promoções relâmpago? siga nosso twitter @RETROPLAYERS e fique ligado!

Pronto? Então aumente o som, ouça, seja feliz e até o próximo!!!

Sugestões? Críticas? Pedidos? retrocast@retroplayers.com.br

Links citados no cast:

Bloodcasters – O projeto de doação de sangue dos podcasters e ouvintes.
Campus Party – O maior evento nerd do mundo, em sua 5ª edição no Brasil.
Abobo’s Big Adventure – O review do web game aqui no RetroPlayers
The Binding of Isaac – Jogue a demo, e conheça por tabela o Newgrounds
Minecraft – Site oficial cheio de informações desse jogo grudento
Cave Story – Baixe e jogue, simples assim!
Rokko Chan – O melhor web game clonezão de Mega Man que eu já vi
Mega Man – Relembre a abertura do desenho do Blue Bomber no Brasil
Toki HD – O game que foi anunciado, fez barulho, e sumiu
Colecionismo – O tópico do Sabat sobre TVs e mudanças de gosto
Game On – Conheça a  exposição internacional neste outro tópico do Sabat
A Lenda do Herói – Um vídeo muito do porreta que você não pode perder
Scott Pilgrim vs the World – Review do joguete de pancadaria, obra do Trooper

E não esqueçam de assinar o nosso feed aqui ó:

.

Fiquem agora com o RetroCast #7, e boa diversão a todos!

Edição de Áudio: ED
Edição de PodCast: ED

Obrigado a todos, e até o próximo RetroCast!

Fim!


Adicionar a favoritos link permanente.
  • To ouvindo aqui e concordo com o TH logo de cara “To muito puto com o Ed”… hhauauha

    • Todos estão muito putos com o ED kkkkkkkk

  • Guilherme Henrique

    Finalmente um Retro Cast. Achei até que vocês tinham desistido do projeto. UHuuuu, baixando e escutando.

    • Nada!! tamos ae guilherme ^^ falta de tempo nos assola, por exemplo, atualizar a retrocharada tá IMPOSSÍVEL, mas a gente ta tentando por as coisas em dia devagarzinho XD

  • Fala pessoal. Scott Pilgrin está disponível na XBLA tb. Jogo ele no meu XBOX e recomendo forte! e ainda mais forte, recomendo os quadrinhos. É fora de série. Abraççao pessoal.

  • adorei o cast. é, tenho mesmo que jogar algum game indie ainda esse ano. e o Ed não gosta do Mortal Kombat Sub-Zero? poxa, locava ele direto. zerei umas 4 ou 5 vezes no hard.(parece que só em hard que que se vê o final) e eu chorei quando passou a trilha sonora do web woods de DCK2. outro jogo animal que vou voltar a jogar. e estou esperando o tal joguinho dos Retroplayers. vou jogar certamente

  • Hely

    Estava sentindo falta do Retrocast: achei até que vocês tinham engavetado o projeto…=D

    Baixando pra conferir…XD

  • Ei pessoal. Vc podem liberar a lista das músicas usadas nesse retrocast? a trilha sonora foi um “participante extra” nessa edição, viu? muito boa!

    • Anônimo

      então…. eu usei TANTAS músicas que eu não sei mais a ordem…. trilhar o cast não é fácil tb, pq eu não quero repetir trilhas… exceto quando eu realmente gosto delas… =) tem MUITA música e cada vez mais estou conhecendo músicas… o meelhor é poder usar no retrogamebox 😀

      por isso, no retrogamebox eu coloco a setlist 😀

  • Então o  TH também curte uma programação? Já tentei fazer vários jogos, usando mugen, RPG Maker, Unity(inclusive eu tava criando um remake do 3D do Road Fighter), mas nunca continuei a bagaça xD

    • TH

      Opa JamesR, curto sim. Na verdade vivo disso.

      Entrei nessa área sem ter um computador exatamente pq sabia que era assim que fazia jogos.

      E desde que aprendi a programar começo a fazer meus jogos, mas caio na maldição das engines e nunca finalizo nada.

      Felizmente não está sendo o caso agora e talvez eu finalmente realize um dos meus maiores sonhos.

      Já programei no Mugem, na verdade não tem tanta programação né. É mais configuração, RPG Maker tb, brinquei bastante e agora estou no Unity com muito gosto. Mas vou te falar: desenvolver game retro no Unity é tarefa difícil viu, muito difícil. Mas quando consegue vale muito a pena.

      Passei por OpenGl, DirectX e XNA, mas agora chega né. Vamos terminar um game. XD

      •  E aí TH tem como colocar alguns desses jogos à disposição pra gente dar uma olhada?

        • TH

          Opa Thiago Bravo, quem me dera, rs.

          Eu nunca terminei um game. Eu sempre começava um Castlevania e acabava criando uma Engine, e no final das contas, não fazia game nenhuma para essa engine.

          Foi tantas linguagens e tecnologias….

          Mas agora que me firmei no Unity e parei de trocar de tecnologia, e com o canal do Retroplayers e com vcs sempre aqui nos apoiando, esse sonho está perto de ser realizado e espero que vc goste amigo!

          • Otoniel

            Vc é foda hein! Fica o cast inteiro pagando de programador de jogos e nunca criou nenhum… kkkk…

          • TH

            Opa Otoniel, rs.
            Eu não queria ter pagado de programador de jogos não, foi mal se ficou essa impressão. O que quiz dizer é que já programei jogos mas não profissionalmente e muito menos que tinha terminado um.

            Eu só fiz as Engines como expliquei para o Thiago, e é a parte mais difícil para um programador.

            Depois disso vem level design, game design, arte, som, etc. E para uma pessoa só fica impossível.

            Mas finalmente isso pode estar mudando! Posso estar terminando um game!

  • AE! Legal que saiu o primeiro podcast, fiquei contente! Tomara que vcs tenham tempo mesmo de conseguir gravar quinzenalmente, torço mesmo por isso.
    Ouvi em pedaços durante o dia e fiz umas observações do que comentar.
    Primeiro que concordo com vcs que boa parte dos jogos indies preservam sim o espírito retrogamer, muitos fazem o jogo por amor e não pelo dinheiro, exatamente como vcs disseram. Inclusive eu tenho a promessa que a partir de Março estarei estudando programação de jogos pra ser mais um a me aventurar nisso e quem sabe fazer algum jogo. Já faço programas pra empresas mesmo… ui! hahaha!
    De todos que vcs citaram, foram poucos que joguei algum tempo: Super Meat Boy, Plants vs Zombies, Limbo (esse fui até o fim) e joguei o demo de Outland. Ed, vc está certo, o jogo parece fantástico. Vcs já jogaram VVVVVV? Esse eu joguei pouco, mas curti! Vou jogá-lo mais a sério em breve, assim como o Super Meat Boy.
    Fiquei bastante interessado em outros que vcs citaram: Rokko Chan,  The Binding of Isaac e o tal do AAAAAAAAAAAAA!!! For the Awesome! Isso sem falar no Bit Trip que o TH falou pra mim há algum tempo e parece bom.
    Scott Pilgrim vs the World não é bem um jogo indie, mas vcs citaram e realmente ele é totalmente retrô. Vira e mexe eu jogo ele, é divertidíssimo e de certa forma desafiador.
    Demais o cast, galera! 
    Abraços

    • TH

      Opa Cadu!

      Demorei tanto para responder que já posso até cobrar, e aí, março (maldito mês) já passou, estudou? rs

      VVVVV é muito bom mano. Teno o do PC e do 3DS, recomendo vc comprar o do 3DS, ficou bem legal a profundidade do 3D.

      Scott eu ainda não joguei, mas recentemente assisti o filme e fiquei com muita vontade, kkkkk. File doido mano! Muito video game com mangá! Deu muita vontade de jogar, já acabo de anotar no meu task list.

      Valeu Cadu!

  • Dos jogos Indie que mais me amarro com certeza esta o estilo “Tower Defense”, cara, perco horas jogando isso aqui, e com certeza nesse estilo o melhor que já joguei foi Kingdom Rush, pra quem curte o estilo vale demais a pena conferir.

    Putz, ate a música do desenho do Megaman vcs arrumaram kkkk. Bons tempos, boas lembranças. Lembro que eu deixava de sair com a namorada pra ficar domingo de manhã assistindo esse desenho no SBT kkkkkkkkkk

    Abraço galera Retrô

  • Quero participar da promoção, e o nome do podcast que eu sugiro é Retrô Reply !

    • Anônimo

      Legal o nome Bruno, mas para participar da promoção, você precisa curtir a página do Retroplayers no facebook e postar o nome no cometario do Retrocast. Segue o link para ficar mais fácil: https://www.facebook.com/retroplayers/posts/380738278619538

      •  Takipariu, só eu mesmo pra pagar mico assim kkkkkkkk. Vlw a correção Ed !!

        • Anônimo

          pagou mico nada 😀

  • antonio pedro nunes ferreira

    que lol cara,na hora que eu tava perto de chegar na sting chameleon jogando e ouvindo o cast aqui vcs começaram a discutir sobre a musica la,tava jogando no mudo ri demais disso

    • Coincidência  da hora mesmo Antonio kkkk  Ainda mais por ser Kid Chameleon com aquele mundaréu de fases kk

  • Vinicius Oliveira de Melo

    acho que poucas pessoas conhecem esse site, recomendo muito: 
    http://www.nitrome.com/

    btw, otimo podcast, ja to acompanhando o site a uns 3 anos e nunca comentei acho XD

    • Valeu Vinicius ^^ Comente sempre pô, é o nosso único pagamento pelo que a gente escreve kkkkk

  • Vinicius Oliveira de Melo
  • Kanonclint

    É o que eu sempre digo, nunca na historia dos games  houve tantas opções como hoje em dia.
    Temos superproduções, jogos por sensores de movimento, e os Indies. Sobra jogo e falta TEMPO, e esse é grande dilema dos jogadores como nós que já passamos dos 30.
    É difícil engolir o fato de que, se tivéssemos hoje, o mesmo tempo que tínhamos a 17, 18 anos atrás, estaríamos nos divertindo tanto, ou até mais do que antigamente, me arrisco a dizer.
    Não sou um retrogamer “legitimo”, daqueles que acreditam severamente que os jogos do passado são melhores que os de hoje, também não acho que os de hoje sejam melhores que os de antigamente . Acredito que quem mudou, fomos nós mesmos.
    Legal que o Retrocast voltou, parabéns a toda equipe, foi um bom cast. 
    Meus games “Indie” favoritos são , Outland , Limbo ,HardCorpse      Uprising, e o Trine. 
    Eu acho que os indies, são a grande sacada dessa geração, ideais para se variar um pouco os “ares” digamos assim, e concordo em partes com o Sabat; existem alguns indies bem mais divertidos do que muitos AAA por ai. E também concordo com o TH, xd, também tive que ter uma dose de “boa vontade” digamos assim, com o N64, mas pouco tempo depois, tive mais força ainda, e logo em seguida ganhei o Playstation, e fui o cara mais feliz do mundo porque tinha os tres consoles daquela geração: Saturn, N64, e Playstation. E antes  que alguém fale ……, sim eu sou RICOOO heheheheh 

    Valeu galera, Abs !!!     

    • Anônimo

      ele é ryyyyyycoooooo!!!! hahahaha

    • Anônimo

      ele é ryyyyyycoooooo!!!! hahahaha

  • istemthebronx

    New Grounds, a nova casa dos jogos indie games!! Curti demás esse retr0cast!!

    • Aeee Instembronski kkk Valeu por escutar maninho ^^

  • Bravehunter

    Parabéns pelo cast! Gostei muito!

    A titulo de curiosidade deixo o link de um vídeo de uma faculdade de games da minha cidade com a nata dos produtores indie games brasileiros incentivando os alunos do curso. Bem interessante!

    http://www.youtube.com/watch?v=HuldLa1gJnM

  • Anônimo

    Se for considerar o NES como o ‘precursor’ de jogos indies, tem que considerer primeiro o Atari, que tinha 1 bilhão de jogos e não passavam por nenhum filtro. O que nos trouxe as pérolas de jogos ‘porno-eróticos’ do Atari.

    Hoje é muito mais fácil programar pra jogos atuais do que para Atari pelo seguinte fato: Hoje existem as engines, frameworks etc. Fiz uma pesquisa (http://www.atariage.com/2600/programming/index.html) e vi que os jogos de Atari eram programados em Assembly, o que dificulda em MUITO, pois Assembly é muito limitado.

    No mais, bom cast.

    Abraços

  • Jeff

    Muito bacana o cast. Cada vez mais evoluindo As vinhetas estão muito boas.
    Realmente os indies tem a bola da vez nestes últimos anos. Não houve momento melhor na indústria para mostrarem sua cara. espero muito que continuem evoluindo tudo o que puderem, sem perderem o espírito. É claro, nem todo indie é retrô, mas são esses que mais mechem com a galera mais velha.
    Dica: Trooper, arruma esse MIC aí cara, tá um pouco baixo o seu volume rsrsrsrs!!!
    Parabéns galera. Ficou show o cast!

    • Jeff, pq vc não participou do Cast ? Pensei q ia ta a galera em peso, mas percebi que nem vc e nem o Ivo tavam por lá.

      Espero que nesse especial dos e mails vcs apareçam, ou melhor, se façam ouvir ! rss

      Um abraço

      • Opa Bruno ^^ não dá pra todo mundo participar não, fica meio descontrolado o negócio!
        O que fazemos é revezar participantes ^^

        • Anônimo

          além do mais, foram os que puderam participar 😀

  • JC

    Boas lembranças, RPG Maker e Game Maker, já tinha me esquecido…
    Ficou excelente o Retrocast, informativo e divertido, continuem assim!

  •  Esse blog tem um timing perfeito!

    Abordou o tema justamente quando os jogos indie estão mais em acensão e a “indústria” dos games parece investir cada vez mais em temáticas batidas e repetições de franquias.

    • Anônimo

      e se vc ouvir o Nerdcast de jogos indies, que saiu alguns dias antes, vai ver que não ficou tão bom… mesmo eles sendo “os melhores”…. =D aqui foi feito com coração, e não com publicidade!

  •  Gostaria de saber que kit de desenvolvimento é esse para PSN que custa só 100 dólares. Pois conheço só a licença para “minis” que custa 2 mil dólares.

    E quem é esse prego que fica discordando do TH, o cara só fala merda!

  • ” é a ferro e fogo MEGA MAN nanananaaa” auhauahuhauhauh
    Muito bom o cast galera, e por falar e retro indie vocês viram o Rock Roll Racing? Está pra sair, apareceu na Arkade esses dias.
    Poxa scott pilgrim poderia ter saido também para wiiware mais essa capacidade limitada de espaço no wii é soda.

  • João Henrique

    Essa idéia de um cast separado para comentar e-mails eu já vi em outro cast hein…faltou dar os créditos…de qualquer maneira, muito bom o esse episódio.

    • Só se a gente der os créditos a outros 3900 casts espalhados pelo mundo então kkk

  • cara esse rokko chan é muito legal. Valeu pela dica.

    • TH

      Muito bom mesmo mano!

      Para mim se tivesse saído como Mega Man eu não teria aceitado muito bem. Estou só esperando para ver se vai ter um 2! Espero que sim.

  • Brancão

    Todos jogos mencionados são massas…mas faltou um,a meu ver, Terraria…po gente,é sandbox/survival/ação ,muito loco.Acho que talvez vocês não conheçam,quem sabe.

    Parabéns pelo cast, e deixem mais links nos futuros..rs
    VLw