Retro World: Mario Kart 8 WiiU vs Switch – O que mudou?


Como o título sugere, chegou a hora da coisa ficar séria! É o momento de comparar de verdade, preto no branco, e sem chorumelas: o que realmente mudou de Mario Kart 8 para Mario Kart 8 Deluxe?

Antes de começarmos, me sinto no dever de informar aos não informados que o Sabat já fez um review do Mario Kart 8 original de Nintendo Wii U e como não se trata de um jogo diferente, sendo o mesmo em sua essência, apenas com melhorias, pouparei vossos olhos de lerem e minhas mãos de escreverem o que já temos escrito aqui no site, me limitarei exclusivamente às diferenças entre versões. E quando disse que o jogo apresenta “melhorias” em relação ao título de Wii U, espero que tenham entendido ao pé da letra: são melhorias mesmo, todas vieram com o único intuito de agregar a já conhecida e magnífica experiência que é correr em Mario Kart 8. Deixando mistério de lado posso adiantar que a missão foi cumprida.

Mas sem enrolação, a partir de agora seremos o mais breve possível começando com o aspecto de menos sofreu alterações.

Mario Kart 8 WiiU vs Switch: começando pelos Gráficos

A mudança gráfica é perceptível, mas nada além disso, não esperem uma remasterização com shaders, texturas e modelagens excessivamente melhoradas. Contem com algo mais sutil, como redução do serrilhado, resultante do aumento de resolução: o Wii U operava Mario Kart 8  a 720p na TV contra 1080p do Switch no modo dock.

Existe apenas uma situação em que a melhoria é bem relevante, e talvez daqui venha o pulo do gato: enquanto o Wii U gamepad rodava a 480p downsampled em uma tela bem ruinzinha de 6.2”, resultando em 158ppi, no modo portátil do Switch conseguimos 720p nativos em um painel de também 6.2” fazendo 237ppi. Em poucas palavras, o ganho fica mais por demérito do hardware do console antecessor do que pela qualidade do port. Além disso toda interface de usuário foi redimensionada em full HD.

Vale também lembrar que na versão original de Mario Kart 8 já tínhamos uma taxa de quadros de 60fps que foi mantida em Deluxe e me faz crer que este é o motivo das experiências em ambos os consoles serem tão próximas.

Trocando em miúdos, definitivamente não foram os gráficos que me fizeram comprar de novo o mesmo jogo.

Deixo abaixo um comparativo feito pela IGN gringa. Sei que a compressão do YouTube as vezes atrapalha, mas de forma clara, através desse vídeo, consegue-se ter uma base.

Jogabilidade

Ao contrário dos gráficos, as mudanças na jogabilidade se mostram mais relevantes, se liga:

  • O Battle Mode do jogo foi todo reformulado, falarei melhor mais abaixo!
  • Dupla capacidade para itens – Com um toque de Mario Kart Double Dash, agora temos 2 slots para itens, uma simples alteração como essa deixa os GPs ainda mais imprevisíveis.

Mario Kart 8

  • Smart Steering – Nada mais que um assistente de direção, a função representada por uma antena na traseira do kart ajuda os jogadores a corrigirem traçados, evitando algumas vezes que os mesmos saiam nas curvas ou caiam da pista. Eventualmente pode dificultar o acesso aos atalhos da pista, obviamente é recomendado aos inexperientes e crianças pequenas. A função pode ser desabilitada na tela de seleção de kart ou no menu enquanto a corrida estiver pausada!

Mario Kart 8

  • Aceleração automática – Esse é um assistente que “mastiga o game” mais que o Smart Steering, acelerando e freiando automaticamente o kart. Não creio que veteranos e nem novatos utilizem essa função, claramente voltada para os cafés-com-leite como crianças muito novas e aqueles tiozões que dizem “deixa eu ver como é isso aí”.
  • Super Drift Boost – o 3º nível do boost de velocidade pode ser atingido em curvas mais longas, o jogador perceberá que chegou nesse estágio quando os pneus começarem a soltar faíscas rosas. Então ao soltar o botão de drift, o kart atingirá uma velocidade maior que os já conhecidos boosts azul e laranja. O Super Drift Boost é inatingível enquanto o Smart Steering estiver habilitado.

Mario Kart 8

  • Meia volta – A fim de beneficiar o Battle Mode, o giro em 180º pode ser atingido ao pisar no freio (B) durante uma virada brusca.

Mario Kart 8

  • Itens Boo e Feather – Original do Mario Kart 64, Boo permite roubar um item aleatoriamente de outro player, enquanto feather, que estreou junto com a franquia no SNES, faz o kart saltar e está disponível apenas no Battle Mode.
  • Tempo de Carregamento – Para orgulho geral da nação, os loadings estão ainda mais rápidos!
  • Progressão – Todos os modos de jogo e copas estão disponíveis desde o princípio, incluindo 200c.

Personagens 

Apesar de não termos muitos adicionais, graças à Nintendeusa temos disponíveis em Mario Kart 8 Deluxe logo de cara todos os personagens originais, os DLCs e mais esses novos aqui ó:

  • King Boo (pesado)
  • Dry Bones (leve)
  • Bowser Jr. (leve)
  • Inkling Girl (médio)
  • Inkling Boy (médio)

E os/as players que conseguirem completar todas as copas em 200c desbloquearão:

  • Gold Mario (pesado)

Ah, quase me esqueço, tanto Inkling Girl quanto Inkling Boy podem ser selecionados com 3 tipos de cores disponíveis nativamente (tipo o que rola com Yoshi e Shy Guy) e mais uma 4ª cor ativada exclusivamente com os amiibos de Splatoon.

Karts 

Diferente dos modos de jogo, das copas e dos personagens que, praticamente, vêm todos liberados desde o início, os karts e peças continuaram apresentando o mesmo sistema de progressão do Wii U: quanto mais corre, mais conteúdo é liberado.

Contudo, pode-se dizer que nem todos os pré-requisitos permanecem os mesmos: o Gold Standard (kart) agora é desbloqueado ao obter no mínimo uma estrela no rank de cada copa durante o Mirror Mode, enquanto as Gold Tires (rodas) estarão disponíveis após bater o fúnebre desafio de vencer os ghosts da equipe de desenvolvedores de Mario Kart 8 nas 150cc do Time Trial!

Ainda assim, temos conteúdo novo:

  • Super Glider
  • Splat Buggy
  • Ink Striker
  • Koopa Clown

Mario Kart 8

Multiplayer 

Deixei a cereja do bolo por último, pois sem dúvidas, essa foi a parte mais caprichada pela equipe, principalmente quando falamos do Battle Mode, que deixou de ser apático para se tornar uma garantia de diversão!

Estão disponíveis 8 arenas:

Mario Kart 8

As pistas não seguem o modelo de circuitos dos modos de corrida, no Battle Mode se tratam de arenas fechadas e exclusivas para a modalidade, Battle Course 1, Wuhu Town e Luigi’s Mansion foram refeitas a partir de jogos anteriores, Battle Stadium, Sweet Sweet Kingdom, Dragon’s Palace e Lunar Colony baseadas em fases do próprio MK8 e Urchin Underpass chega para prestigiar o crossover com Splatoon.

Ao total temos os 5 modos de batalha abaixo:

  • Balloon Battle – O retorno do famigerado Balloon Battle foi o mais esperado pelos fãs, no Wii U tivemos um um circuito inteiro para espancarmos nossos coleguinhas e podemos dizer que, neste caso, menos é mais! As arenas não são pequenas, mas a limitação de seus perímetros tem dimensões exatas para um bom deathmacth de 12 jogadores. Caso alguém ainda não tenha jogado algum MK nesta modalidade, cada jogador começa com 5 balões e vence o último a permanecer na pista com um ou mais intactos.
  • Renegade Roundup – Para mim a modalidade mais divertida, se você teve uma boa infância nos anos 80 ou 90 provavelmente já deve ter brincado de polícia e ladrão, certo? Então, esse modo é bem próximo dessa brincadeira! A partida começa com 2 times de 6, um deles carrega vasos de Piranha Plant em seus karts e devem perseguir e comer os integrantes do outro time. O adversário ao ser comido automaticamente é trasportado a uma jaula, em determinada localidade do mapa, podendo ser libertado por seus aliados. Ao final vence a equipe que capturar todos os perseguidos ou a que não tiver todos seus integrantes capturados. Também existe um sistema de pontuação onde ranqueia os que mais capturaram e os que mais libertaram jogadores.
  • Bob-omb Blast – Explosões por todos os lados define. É praticamente idêntico ao Balloon Battle, difere o fato da item box só dropar um único item: bombas! Ah, essas bombas são um pouco diferentes dos outros modos, elas explodem de imediato ao lançar e não agridem o lançador, podem acumular 2 cargas.
  • Coin Runners – Coletar moedas pela arena e permanecer com mais unidades até o cronômetro zerar é o objetivo, o difícil é cada um dos 12 corredores manter sua pequena fortuna em um campo de guerra alimentado pelas item boxes.
  • Shine Thief – Esse modo também segue o esquema do “menos é mais”, vence o jogador que obter a estrela e permanecer sem sofrer dano por 20 segundos.  O lance é não dar mole de ser atingido para não dropar o item e assim evitar que os adversários te roubem. Pode acreditar, apesar de simples, é mais difícil do que se imagina!

Todos os tipos de batalha apresentam boa variedade de customização, antes das partidas existe a possibilidade de alterar o sistema de times, itens, tempo, veículos, quantidade de rounds e dificuldade dos bots.

Por conta das características do Switch, o multiplayer local ganhou um upgrade e agora suporta conexões LAN, flertando com a galera do 3DS que já estava acostumada a jogar assim em Mario Kart 7.

Na época de Nintendo 64 lembro que era comum ir na casa dos amigos do bairro para pegar controles emprestados, hoje com 2 gamepads, divididos em 4 joy-cons, garantimos uma party com 4 jogadores, não seria a forma mais confortável de se jogar Mario Kart, mas dificilmente teríamos essa facilidade no Wii U.

Notei uma melhora no online,  na maior parte do tempo o gameplay flui normalmente, mesmo a Nintendo deixando claro que as conexões continuam sendo P2P e não servidor dedicado. logo após o lançamento era normal tomar disconect algumas vezes, mas pelo que entendi se tratava de algum tipo de bug já corrigido. No final das contas não sei dizer se a questão é de hardware ou de banda de conexão.

Dica: Existem inúmeros relatos na internet colocando o fraco rendimento wireless na conta do Switch, a saída mais plausível para esse caso é cabear a conexão através de um adaptador USB para RJ45.

A parte chata é que o novo console não suporta microfones, então, por enquanto, nada de bater papo com os amigos no lobby como era comum no Wii U. A gambiarra solução deve chegar no final do ano com a versão completa do serviço Nintendo Switch Online, o chat de áudio provavelmente será feito via aplicativo de smartphone como já é feito em Splatoon 2.

Concluindo

Aos fãs de longa data dessa franquia que praticamente criou um gênero próprio, o jogo é necessário. Digo isso porque, tirando o Double Dash, que tive pouco contato por não ter possuído um Gamecube, joguei todos os anteriores e garanto que, dentre estes, Mario Kart 8 Deluxe é sem dúvidas o melhor.

Proprietário de Switch ou não, se você curte Mario Kart 8 no seu Wii U, além de já ter todos os motivos citados acima, esteja ciente de que a comunidade está migrando para o Deluxe. Posso até citar a vez que entrei por volta de 04h00 no lobby, pensando estar vazio por conta do horário, e me deparei com alguns japoneses (por aquelas bandas deveria ser 16h00) e isso só me faz crer que o modo online está repleto de gente querendo jogar a qualquer momento!

Sem mais delongas, tem gente que só entende de jogos se botar números, portanto, nos baseando no score do Retro Review anterior, matematicamente podemos afirmar que:

Se:
Mario Kart 8 + pequenas melhorias = Mario Kart 8 Deluxe

Sendo:
Mario Kart 8 = 98
Pequenas Melhorias = 01

Logo:
Mario Kart 8 Deluxe = 99

Aos fãs dessa séria franquia automobilística (como eu) peço desculpas por não arredondar para 100, nota máxima nessa geração só Breath of The Wild!


Bonus: Eu, sra. Sabat e as mãos do Sabat jogando Mario Kart Double Dash em um passado distante


 


Sobre guaxininja

Talvez seja o mais jovem do blog (mesmo nascendo em 89). Fã de plataforma, aventura e RPG, quando pequeno ganhou um NES com Super Mario Bros. 3 e depois disso nunca mais deixou de assoprar os cartuchos.

Adicionar a favoritos link permanente.
  • pbrejo

    Nossa… belo texto… gostei muito. Como só tenho o Wiiu, vou continuar me esbaldando com a patroa por ele mesmo. Mario kart pra multiplayer é imbatível.

    • guaxininja

      Valeu @pbrejo:disqus!
      O multiplayer desse jogo realmente é algo surreal, pode continuar no Wii U que mesmo assim estará muito bem servido de diversão, abraço!

  • José Francisco de Souza

    Eu, como sou uma pessoa extremamente nostálgica, logo lembrei das jogatinas de 4 pessoas do Mario Kart 64. Fiquei imaginando também jogando o MK8 com meus amigos das antigas.
    Manolo, gostaria de aproveitar a oportunidade para convidar os membros da equipe Retro-Players para uma corrente que estou organizando e que visa a aproximação de páis e filhos usando os games como justificativa. Vou deixar o link do vídeo aonde eu explico as regras de forma resumida https://youtu.be/N9Faozhw5SM e também o link do post que eu fiz com as regras mais esmiuçadas https://goo.gl/ezvRJM
    Eu consideraria uma honra imensa se todos vocês pudessem participar.

  • Gon Freecs

    Mano, mudou apenas a resolução, pois a textura e o game em si continua a mesma coisa.