Confira como foi a participação do RetroPlayers no Anime Arts 2013


Pegue a sua infância curtida e jogada nos consoles retrôs de 8 até os de 64 bits, adicione tudo isso em uma só sala com uma galera que é atrapalhada, divertida e diz manjar do assunto, e que além do mais, está dentro de um evento que o tema nem é videogames, mas sim, animes e mangás, ainda mais num feriado que desperta totalmente a sua nostalgia! Sim amigos! O Retroplayers esteve no Anime Arts, nos dias 12 e 13 de outubro, e a matéria completa vocês acompanham já com o tio Rokuman Senpai (E com alguns pitacos do Sabat!)

Parece que foi ontem, mas o evento do dia das crianças e do dia seguinte acabou atrasando um pouco devido o Diego, nosso Câmera-Man ter alguns probleminhas para a liberação das fotos, o mesmo tinha perdido o cabo da câmera e teve que fazer alguns Konami Codes para liberar as fotinhas.

Caríssimos amigos Retroaventurianos, o Dia da Criança prometeu em Sorocaba! Realizado no Colégio Anglo, a Décima Edição do evento Anime Arts comportou uma boa parte da galera, praticamente lotando o colégio, e a sala do Retroplayers não foi diferente! A começar pelo nosso querido chefinho Sabat, que mais uma vez fez bonito! O cara é um dos meus amigos pontuais! Estou impressionado! Ele prometeu que chegaria às 8 horas da manhã em casa no sábado… E não é que 7:55 o caboclo estava batendo palmas e me chamando em casa enquanto eu estava terminando de tomar banho? Atendi a porta, nos cumprimentamos, e terminei de me aprontar. Após batermos alguns papos, carregamos o carro com os videogames e jogos e fomos até a casa da minha avó, onde o Fabinho (Haido-kun) viria pegar as duas TVs que meu tio emprestou para nós utilizarmos no evento.

Sabat: A Anime Arts 2013 foi a 10ª edição do maior evento de cultura japonesa da região de Sorocaba SP, algo da mesma linha do que vemos em eventos paulistanos como a Anime Dreams e a Anime Friends, só que em proporções menores e mais compatíveis com o tamanho da população da cidade. Isso não quer dizer que o local não tenha ficado cheio até a tampa de kotakus, gamers, e simpatizantes da cultura japa em geral: as enormes instalações do Colégio Anglo Sorocaba ficaram completamente tomadas pelo público que já se aglomerava em filas quilométricas antes mesmo da abertura do evento.

Particularmente, o porte da Anime Arts me lembrou demais as primeiras edições da Anime Friends… e por sinal, eu preferia daquele jeito né… Mas enfim, o evento era completo, com todas as atrações que o público kotaku do Brasil já está acostumado a encontrar: cosplays, shows, um monte de lojinhas, salas temáticas das mais variadas, participações de rostos famosos da web, e por ai vai. E é ai que o RetroPlayers entrou na festa: nenhum evento do segmento Japão é completo se não tiver uma sala todinha dedicada aos primórdios do universo gamer, e a gente tratou de humildemente, dar conta desta parte!

Assim que o Fabinho chegou, fomos direto para o evento, onde começamos toda a organização de nossa sala. Nesse primeiro dia 12 ia abrir a 1 da tarde e no domingo às 10 da manhã, chegamos lá perto das 10 no sábado, então tivemos um bom tempo para montarmos a sala. O layout ficou chique! Dois consoles do lado esquerdo, dois do lado direito, no fundo carteiras para o pessoal apreciar a sala toda de maneira geral, e no centro um datashow com mais um console. De um lado tínhamos a ala Sega com um Master e sua pistola Light Phaser e um Mega Drive. Do outro lado tínhamos a ala Nintendo com um Nintendo 64 e um Super Nintendo com Powerpak e Multitap. No Datashow estava o Famicom. Tivemos que fazer substituições no dia seguinte devido à despedida do Sabat, que tinha compromisso e teve que ir embora mais cedo e levou o Master System, que no lugar entrou o Sega Saturno. Nesse domingo o Famicom também saiu de cena no datashow, dando espaço para o Super Nintendo no telão.

Sabat: Como vocês podem ver, nossa salinha contou com vários consoles retrôs que se revezavam em quatro televisores de 21 polegadas e um datashow, e nos dois dias de evento, ela se manteve cheia de visitantes dos mais variados tipos, uma mescla de curiosidade e saudosismo que aceitou a nossa proposta de diversão de tal maneira que eu definitivamente não esperava! Fiquei em pé praticamente o tempo todo, subindo e descendo os degraus largos do ambiente “auditório” da sala hora ajudando alguém a “trocar” o cartucho do videogame, hora respondendo dúvidas sobre aquele monte de jogos que disponibilizamos, hora só batendo papo mesmo e explicando quem éramos para o pessoal que vinha curioso nos perguntar de onde havia saído tudo aquilo.

Cada console teve seu destaque e sua importância, já que nenhum deles em momento algum ficou largado durante o evento. Sempre tinha alguém jogando em todos os videogames, era incrível! Então vamos abordar o que cada um teve de especial:

Pela ala Sega, o Master System tinha Golden Axe, Castle of Illusion e Safári Hunt, que fez sucesso pra caramba  pois todos queriam dar uma de Zillion e ficar destruindo a natureza, matando de tudo quando é bichinho. Também tinha Street Fighter II, jogo exclusivíssimo da Sega Tectoy para o console, e a galera detonou de dois jogadores!

Sabat: Street Fighter 2 para Master System não fora aprovado pela Capcom, e teve sua produção cancelada com a obra já praticamente pronta. A Tec Toy então tratou de entrar em contato com a fabricante, e conseguiu o direito de terminar a programação do game de modo lançá-lo no Brasil. O jogo ficou ótimo, e se tornou a única versão de Street Fighter 2 oficial a ser lançada para um console de mesa de 8 bits. O Retroplayers tem, e o povão gostou de jogar!

E esse Master System que a galera cansou de jogar, foi doado para o Retroplayers pelo nosso amigo retroaventureiro Célio Alves ^^ isso ai maninho,  é o seu antigo master sendo usado pra caramba!

Já o Mega Drive teve boas jogadas em modo dois players de Sonic the Hedgehog 2, Sunset Riders, Yu Yu Hakusho, mas o destaque vai para Mortal Kombat II, que virou realmente um Combate Mortal na sala! O negócio foi sanguinário, fazendo o meguinha ser o console mais jogados do primeiro dia de evento, ponto positivíssimo! Infelizmente não pudemos jogar os outros games que o Sabat trouxe, como o cartucho 6 em 1 contendo pérolas como Golden Axe, Sonic the Hedgehog, Streets of Rage, e outros como Streets of Rage 2 e Dr Robotnik’s Mean Bean Machine devido o meu Mega Drive ser a primeira versão japonesa, não compatível com os jogos Gênesis. O Sabat possui um Mega Drive I que roda de tudo quanto é jogo, e prometeu trazer no próximo encontro para evitarmos esse tipo de problema. Quando eu tinha Jogos americanos, utilizava um Mega Key, que vendi para o compadre Istemthebronx.

Fiz uma boa seleção de 24 títulos de cartuchinhos coloridos de Famicom, comportando-os em dois cases com 12 fitas em cada. Havia jogos de dois players beat em up como Double Dragon e Tartarugas Ninja, jogos de pontuação como PAC Man e Galaga, jogos de fase como Ninja Gaiden e Mega Man, e também os 3 jogos disponíveis para o Revólver 38 do console, que só poderia ser jogado no domingo, a arminha necessitava o contato com o tubo da TV para funcionar.

Sabat: O Famicom foi uma surpresa lascada! O trêisoitão do console fez mais sucesso que a Light Phaser do Master, e a garotada não parava um minuto se quer de jogar Wild Gun Man e Duck Hunt. Um garoto jogou tanto que quase terminou o jogo, e os olhos curiosos atrás de quem estava atirando na TV eram muitos o tempo todo. O console passou mais tempo rodando jogos de pistola do que convencionais. Pra aquela molecada, era novidade, uma novidade de mais de 20 anos!

Também trouxemos 2 jogos de NES: Megaman Ultra e Battletoads. O Megaman Ultra era mais no intuito do pessoal conhecer um jogo totalmente feito por fãs e gravado em um cartucho (o game é uma variação de Mega Man 2), e o Battletoads era para realizarmos o primeiro desafio, que foi simplesmente um fracasso, onde não tivemos um participante sequer, e eu tive que voltar para casa com o Phantom System do Sabat, que seria dado de presente para quem conseguisse vencer o desafio. Vai se tornar um possível brinde em um próximo encontro… Afinal, ninguém teve a coragem de pagar 2 míseros reais para tentar passar o Turbo Túnel com 1 vida no controle do Phantom System, missãozinha fácil, bando de bunda moles! O Prêmio era o console com 2 cartuchos completos.

Sabat: Levei um Phantom System completinho sobressalente que eu tinha aqui, obviamente fruto de doação, para usar de brinde no evento, e a ideia era boa, só não era compatível com o público. Se fosse um evento GAMER e não de ANIMES, tenho certeza que teria chovido gente tentando ganhar o console. Afinal de contas, é mamão com açúcar passar o Turbo Tunnel sem morrer né! Faço isso todo dia antes de tomar café, e outro dia o Senpai passou jogando com o pé.

Na ala Nintendo, o Nintendo 64 esteve sempre muito bem povoado, onde o pessoal travou lutas de Killer Instinct Gold, batalhas estratégicas de Mickey Tetris, e corridas eletrizantes de F-Zero X, mas o grande destaque do console foi mesmo o clássico Star Fox 64, que junto com o game de corrida do capitão “soco do falcão”, roubou a cena. O Super Nintendo nem tem o que falar, com um Powerpak, cedido pelo ilustríssimo Tiago, que infelizmente teve compromissos e não pode comparecer nesta edição do encontro, mas que certamente estará na próxima, um grande salve para ti parceiro! Mais uma vez foi terminado o jogo Megaman X, Mais uma vez muita jogatina multiplayer de Super Bomberman. Muitos outros jogos foram detonados pelo grandioso e jamais esquecido Super Nintendo. E também não podemos nos esquecer do Sega Saturno, único console que o Diego infelizmente não bateu uma foto, mas que ferveu com Street Fighter Zero 2,  e vai ferver no próximo encontro com esse game via Datashow perante um super campeonato com prêmios que vamos bolar!

Se o Desafio do Turbo Tunnel proposto pelo Sabat foi um fracasso total, e o campeonato de Street Fighter bolado por nós no primeiro dia também, o campeonato de Top Gear que fizemos com muita inssistência no segundo dia foi 100% sucesso! Foi uma pena que o Sabat teve que ir embora. E eu ficava toda hora falando “queria tanto que o Sabat estivesse aqui…” A gente ficou o dia todo… Eu, Diego, Sabat, Fabinho, e aqeule cara doido vestido de Pirata todos pegando inscrições, fazendo propagandas do prêmio, que era a edição número 1 da Revista Old Gamer Lacrada!

Sabat: Tinha um cara lá na feira, um fulano fazendo cosplay de pirata, com um trabucão na mão e uma sanfona no pescoço, que era uma comédia só! O cara ficava tocando aquela sanfoninha e contando lorota a torto e à direito, e quando ele ficou sabendo do nosso campeonato de Top Gear, ele começou a parar todo mundo no corredor mandando o povo participar senão ele iria meter bala! Sinceramente, eu nunca vi alguém em uma feira de animes entrar tanto no personagem como esse cara, e o pior é que eu nem sei que porra de personagem era aquele!!

Em meio a tantas indecisões, desistências de última hora, bonequinho do Link de criança chorona perdido que foi parar em São Paulo e ia virar presente pra sobrinha que não conhece Link mas conhece o Buzz Lightyear (opa, piada interna O.o)… Enfim, em meio a tudo isso, conseguimos 15 pessoas inscritas! Simplesmente uma vitória! Ficamos muito contentes, e na hora de montarmos as chaves para iniciarmos o campeonato, apenas duas pessoas não haviam comparecido. Sem problemas, começamos assim mesmo. As corridas foram bem legais, muito divertidas, muitas delas bem concorridas, outras com muita torcida, e mesmo com um ato de vandalismo inusitado aos 30 do segundo tempo, quando um dos telespectadores do fundo da sala sem querer deu um coice  na janela e destruiu a vidraça da sala, nem um pouquinho da emoção da competição foi perdida, apesar do jogo ser interrompido por alguns minutos.

Algo que achei super legal foi uma garota ter a coragem de participar de um campeonato de um jogo de corrida em meio a uma sala de jogos clássicos com um monte de marmanjos fedorentos. Essa gosta mesmo do namorado, que por sinal, estava na sala XD. O Grande e bravo guerreiro vencedor foi o Paulo DBZ, que segura feliz o prêmio, e já postou aqui no Retroplayers perguntando quando iríamos publicar esta matéria. Está aqui maninho! Parabéns! Venha participar do próximo e traga mais amigos!

Ao fim do primeiro dia  de evento, exaustos, a gente jantou um churrascão que estava sensacional, com direito a todo tipo de carne, muita Budweiser e até chocolate Lolo! Muita nostalgia! No domingo foi menos chique: almoçamos uma marmita restante do churrasco dentro de nossa própria sala no evento, e ao término do dia, jantamos no Burguer King com a grana conseguida com as inscrições para o campeonato. Perdeu Sabat!

Sabat: O churrasco foi na casa da avó do Senpai, e o tio dele arrumou uns 2 bois e meio bezerro pra assar para 3 pessoas (Eu, Senps e Fabinho, já que o Diego passou mal e não foi)… Nem é exagerado! A garoinha não atrapalhou a comilança, e promoção de Budweiser acabou de deixar a gente doente de sono, o que fez sobrar praticamente tudo! O jeito foi fazer marmita para o dia seguinte…

Tirando a parte da nossa sala, o Anime Arts é um ótimo evento de animes para se frequentar na Cidade de Sorocaba. Para quem ainda não conhece, vale a pena conferir, sempre tem alguma novidade! Já passaram algumas figuras ilustres por lá, como os Irmãos Castro, PC Siqueira, os doidos do Mundo Canibal, o dublador Gilberto Baroli, o dublador Wendel Bezerra, e o dublador Fabio Lucindo, entre muitos outros. Se esse pessoal todo já passou por lá, por que é que você não passou ainda? A 11ª edição do evento aguarda você!

Sabat: participar do Anime Arts foi uma experiência surpreendente, e não vejo a hora de repetir a dose. Claro, a qualidade da sala Retroplayers só vai aumentar, vide que agora sabemos o que é necessário ter no nosso recinto para chamar a atenção do público ao mesmo tempo que contamos a história de tudo aquilo que está ali disponível. Essa foi a porta de entrada do Retroplayers no mundo dos eventos, e esperamos a partir de agora, participar de mais e mais deles.

O próximo evento acontecerá provavelmente em Janeiro, e esperamos estarmos lá mais ma vez com, com uma salinha cada vez melhor e mais atrativa. Muito obrigado a todos, e até lá!

E o Toon Link virou parceirão do Sabat, e foi matar galinhas e quebrar potes na capital de São Paulo!

Fim


Sobre Rokuman Senpai

Fã assíduo de Rockman / Megaman e também confiante do sucesso futuro de Mighty9. Defensor do Famicom / Nes com todas as armas inimagináveis. Mendorato + Skoll + Jogos Clássicos + Rokuman Senpai = Diversão Garantida! ^^
Adicionar a favoritos link permanente.