Secret of Mana aterrissará no Android em breve


secret-of-mana-android

Pois é jovens, aqui estou fazendo hora extra, já que no meu contrato sou pago somente para fazer análises. Mas, no entanto, esta notícia fiz questão de comentar com as minhas próprias mãos, estas tão enrugadas e calejadas por tantas gerações de consoles.

Para quem acompanhava o meu antigo blog, o Retro Fantasy (adoro citá-lo pois sou narcisista), deve lembrar que tenho uma paixão imensurável por esse joguinho. O saudosismo pode ter sido ocasionado não só pelo mesmo ser tão mítico, mas também por ter surgido numa fase tão memorável de minha vida. Bom, a questão é que este não é o momento para ficar me derramando em lágrimas, talvez em uma futura análise, certo? Venho aqui para compartilhar uma pequena notícia.

Verdade seja dita, já faz 1 mês do anúncio, porém sem previsão de lançamento. Acontece que na semana vigente, confirmaram que o lançamento do port do clássico Secret of Mana para Android, o sistema operacional móvel da Google, está agendado para meados do outono norte-americano. Realmente, a notícia de ser um port para um dispositivo móvel não é nenhuma novidade, já que o mesmo já havia dado as caras para celulares japoneses em 2009, e para o iOS em 2010. Porém, o lado bom é que agora ninguém deve se sentir excluído, ou talvez só quem não tenha smartphone… como eu.

Obra-prima da Square, Secret of Mana foi originalmente lançado para SNES em 1993, e trata-se do segundo jogo da série Mana, conhecida no Japão como Seiken Densetsu (em português: Lenda da Espada Sagrada). O seu antecessor, lançado em 1991 para Game Boy, chegou aqui como Final Fantasy Adventure, já que inicialmente foi comercializado como um spin-off da série Final Fantasy. Seu sucessor, Seiken Densetsu 3, lançado em 1995 para Super Famicom, infelizmente nunca atravessou os mares, porém, teve uma tradução independente já em 2000. Por fim, os mais jovens conheceram a série a partir dos episódios posteriores, com Legend of Mana de PlayStation para frente (e qualidade para trás).

Desde o primeiro título, a proposta da série foi a de ser uma espécie de aventura no melhor estilo The Legend of Zelda, com a inovação de adicionar elementos estatísticos de RPG, e não é que deu certo? Então, Secret of Mana foi ainda mais fundo nessa experiência, e acrescentou um inédito sistema de comandos por anéis e jogabilidade multiplayer de até 3 jogadores. Como se não fosse suficiente, os gráficos são pitorescos e as músicas sublimes… bom, muitos podem não achar hoje, mas em 1993 eram a “nata da nata”. Existem defeitos? Obviamente, mas o conjunto da obra reduz consideravelmente as imperfeições. Em miúdos, Secret of Mana foi uma paulada bem dada no auge da forma da Square.

_-Secret-Of-Mana-SNES-_

Comparação das versões IOS e SNES

.

Logo após o anúncio, a versão de iOS despencou no preço, ou seja, de US$8,99 caiu para US$3,99. Os rumores são que o port será exatamente o mesmo de iOS, que já havia sido bem elogiado pela crítica. Algumas mudanças dessa versão foram: jogabilidade mais fluída, sistema simplificado, menos glitchs, auto-saving, gráficos redesenhados, e sim, os canalhas retiraram o modo multiplayer.

Opinião do Sir Kao: Vale a pena? Aí depende. Se você nunca teve a oportunidade de jogar esse clássico no SNES, e/ou prefere a questão da mobilidade dos smartphones e as inovações técnicas no joguinho, vai fundo rapaz! Agora, se você é velho cafona como eu, que prefere o jogo crú como foi concebido, com todas as limitações, bugs, pixels e a diversão de jogar com os amigos, então fique no meu quadrado.

.;

Comentem!


Sobre Sir Kao - Ex Membro

Veterano da Terceira Guerra Mundial de Consoles, enlouqueceu e passou a viver recluso em um abrigo subterrâneo, de onde faz análises de RPGs remotos utilizados em treinamentos militares.
Adicionar a favoritos link permanente.
  • Interessante ver esse port aterrissando pelo Android. Acho justo e valerá seu valor. Como não curto jogar em smartphones (esquenta excessivamente, detona a bateria, jogar pelo touch é ruim), outra boa alternativa pra quem curte mobilidade é jogar esses clássicos do SNES em consoles portáteis (PSP, DS e 3DS).

  • Eu acho lindo o visual desta série. Não acredito que a série na era pós Snes seja tão pior, estive dando uma olhada em alguns deles e visualmente falando parece ter evoluídos bem. Eu como não curto RPGs de turno, posso acabar gostando desta série. Mas cadê o tempo pra jogar?

  • Diego Mendes Fernandes

    Se houver suporte a joy, ateh valeria o investimento

  • Visionnaire

    Visualmente melhorou pouco, mas já fez a diferença.
    Eu ainda prefiro o original, sendo que está na minha lista de “Jogos que devo terminar antes de morrer”.

  • Marcel

    E eu já estava cogitando a possibilidade de comprar um tablet android… Oh, yeah!