RetroNews: Assista o 1º Documentário de Mighty No9


Se você não sabe o que é Mighty No9 caro amigo retroaventureiro, é por que você esteve congelado ou em coma nos últimos meses: o projeto do novo “Mega Man” de Inafune financiado pelo dinheiro público do KickStarter vai a todo vapor, e a equipe de produção (lotada de pessoas que já estiveram à frente da franquia na Capcom) acabam de liberar o primeiro episódio da prometida série de documentários sobre o desenvolvimento do jogo.

Nele são apresentados detalhes sobre a criação da arte de conceito do jogo, o respeito de Inafune pela franquia ao qual ele se baseia para a criação de Mighty No9, o respeito dos fãs pela sua criação máxima, e o melhor de tudo: as pessoas envolvidas com o projeto ganham a palavra para comentarem sobre as suas respectivas participações no antes e no agora do desenvolvimento de heróis azuis. O vídeo é sensacional, e o seu final é de arrepiar a espinha de qualquer fã de Mega Man que existe. Confira:

Mighty No9 deve ser lançado em 2015, já estão confirmadas versões para PC, WiiU, PS3 e X360, muitas metas extras para o game já foram alcançadas e você pode conferir tudo no site oficial do projeto.

O RetroPlayers está de olho!

Opinião do Sabat: Atual hater declarado da Capcom que sou, situação que deve durar até o dia em que a empresa resolver cuidar decentemente de suas franquias do passado novamente, me dói saber que Mega Man e tantos outros personagens são dela e não de seus criadores. Isso abre espaço para amanhã ou depois, nos depararmos com um Little Nemo ou Ducktales 2 para celulares em formato runner e com cara de flash, como aquele cretino Mega Man X over… Deus, por que eu fui lembrar disso? Mas assim, Mighty No9 está entrando na pequena e seleta lista de games que mais me criaram ansiedade e expectativa, e motivos para isso são muitos, e passam por Mega Man e Inafune, dois fatores hoje infelizmente separados um do outro.


Sobre Sabat

Dono, Chefe, Gerente, Cara da Xérox e Tia do Café do RetroPlayers! Meu negócio? Falar sobre games. Como? Escrevendo meus trabalhos, gravando minha voz horrível, ou filmando minhas humildes proezas! Onde? Aqui, ali, ou onde quer que me chamem!
Adicionar a favoritos link permanente.