Histórias Gamísticas do Sabat: Os Caçadores do Super Nintendo perdido


A verdade é que eu tenho muitas histórias antigas pra contar, mas quem disse que eu encontro tempo para elas? E pra piorar, ainda me aparecem alguma novas que merecem tanto serem descritas aqui que eu acabo não tendo outra escolha a não ser a de furar a fila e passá-las na frente das outras na maior cara de pau! E é isso que está acontecendo neste exato momento, caros amigos retroaventureiros! Contarei-lhes uma breve história que começou a muito tempo atrás, e que até chegar ao seu desfecho, que se deu a poucos dias, passou por muitas coincidências do destino, muitos apuros, muita correria, e muita ajuda desse pessoal retrogamer que hoje em dia eu tenho uma alegria enorme em poder chamar de amigos.

Ato 1 – Mágoas

Aqueles que me conhecem pessoalmente sabem que eu sou noivo de uma garota que me atura já a 11 longos anos. Diz o ditado que a mulher perfeita é aquela que gosta de você, e essa frase tem muito sentido quando pensamos que quando a garota gosta realmente da gente, não precisamos nos preocupar com fatores como o Ricardão por exemplo, além de termos companhia íntima a hora que quisermos, comida quentinha, cafuné na orelha… Mas e se ela for uma bela loira de olhos claros e gostar de videogame? Pois é, tirei a sorte grande, realmente eu tenho a mulher perfeita em casa.

E com muitos anos de convivência, é natural que eu conheça muitas histórias e fatos acontecidos com a parceira, e realmente conheço vários e vários, alguns alegres e felizes, outros nem tanto… Mas uma história que sempre vi sair da boca dela, pelo menos sempre que era possível tocar no assunto, era sobre um Super Nintendo que ela possuía quando pequena, presente do pai que já a muito tempo, está separado da mãe e desde então, se tornou completamente ausente.

Mas deixando essa parte da história de lado, diz a lenda que a dona Cassia, mãe de minha noiva e minha atual sogra (ela faz um bife a milanesa magnífico), vendeu o tal SNES a total contragosto da dona para uma tia de consideração, fato que ocorreu anos antes de eu a conhecer. Coisa de pais né, achar que os filhos não tem valor sentimental pelas tralhas que ganham, achar que podem vender a qualquer momento os aparatos dos filhos por que julgam que eles não precisam deles… Bem, ela vendeu, e depois disso, sempre que minha noiva entra em alguma discussão com a mãe dela ela solta um “O MEU SUPER NINTENDO QUE VOCÊ VENDEU EU NUNCA MAIS VI NEM A COR!!!”.

Pois é, ficou marcado, tipo aquela mágoa que a gente não consegue superar, e eu ajudei muito a piorar essa situação com um outro acontecimento ao qual eu me arrependo demais, tanto que, de certa forma, foi algo crucial para que eu mudasse meus pensamentos quanto ao valor dos jogos e consoles antigos. ,

Aconteceu não a muito tempo, na época em que eu jogava o meu Game Cube, aquele fogãozinho roxo tão excelente quanto mau aproveitado, que chegou ao mercado não com o objetivo de vencer qualquer disputa mercadológica com outras fabricantes, tanto por que era impossível desbancar a Sony em seu atual estado, mas sim de resgatar o respeito que o nome Nintendo havia perdido com a má aceitação de seu ultimo console, o N64. Milhões de jogadores espalhados pelo mundo poderiam ter desfrutado dos grandes jogos deste console, mas por um motivo ou outro, a grande maioria deixou passar batido uma leva de games espetaculares.

E pelo menos aqui no meu Brasil Varonil, um destes motivos de má aceitação foi tão aparente quanto a minha careca crescente: até quase o fim da vida deste console, não existiam jogos piratas para ele, e a única maneira de jogá-lo era através de originais. Pirataria? Baixar o joguinho da internet? Nem pensar! Assim, enquanto todo mundo que tinha PS2 permanecia no costume iniciado com o PSx de ter trocentos jogos piratas em casa, eu mantinha meu Cube na ativa por meio de trocas e rolos que eu fazia quase sempre pelo fórum Uol Jogos, que não frequento mais a muito tempo.

Uma vez, me surgiu a oportunidade de realizar uma troca muito proveitosa: passaria um jogo meu e pegaria dois! Não lembro qual dos meus dois jogos eu estava dando, mas o que importa é que no final, eu teria três, sendo que dois deles seriam Skyes of Arcadia e Zelda Collector’s Edition, este primeiro um grande clássico do Dreamcast portado e atualizado para o Cube, e o outro, uma coletânea impecável de jogos da franquia Zelda, coisa que se hoje em dia eu ainda tivesse, guardaria como peça rara de decoração na estante da sala pra todo mundo ver. Mas meu pensamento ainda era quadradão, eu não retinha comigo qualquer valor nostálgico pelas peças que me desfazia, pois se eu tivesse, não teria dado este game no rolo que me pintou poucos dias depois: um carinha me ofereceu um SNES em troca de qualquer um dos meus 3 jogos. Querem saber qual a importância histórica de meu terceiro jogo? NENHUMA, por que eu nem me lembro qual era! Mas ao invés de dá-lo na troca, meu pensamento foi mais ou menos “vou passar o Zelda Collector’s Edition por que eu nunca vou jogar mesmo…”, e assim eu me desfiz de uma coletânea que hoje é peça raríssima quando poderia ter passado pra frente um jogo de fama momentânea qualquer.

Vivendo e aprendendo, certo? Errado, a cagada master ainda estava por vir.

O dono do SNES era um garoto sedento de novos jogos para seu Game Cube que morava na mesma região de SP que eu, e assim fui junto de minha noiva fazer a troca pessoalmente na casa dele já pensando no quanto o aparelho teria que estar intacto para que eu quisesse trocar. O garoto me havia adiantado que o aparelho estava novo, mas eu não estava preparado para tanto: SNES Playtronic edição  Donkey Kong Country com 2 controles TUDO INTACTO, o aparelho estava PERFEITAMENTE LINDO, tão novo que quando a Pim (essa é a minha noiva) o viu, seus olhos brilharam mais do que ao ganhar qualquer coisa que eu já tivesse dado a ela. Todos os cabos, todos os manuais, tudo dentro de seus saquinhos plásticos originais e amarrados com os ferrinhos de praxe, isopor branco como espuma, e caixa sem o menor amassado ou risco… Hoje todo mundo sonha com um desses, mas de tão cego que eu era, acreditam que eu ainda fiz o moleque ligar o aparelho pra eu ver se estava funcionando? Se fosse hoje eu teria saído correndo com a caixa em baixo do braço!

Bem, funcionou tudo lindo, entreguei o Zelda para seu novo dono, coloquei a caixa no banco de trás do carro e voltei pra casa, onde minha noiva logo tomou posse do console e jogou DKC pelo resto do dia. E isso nos leva diretamente a minha segunda cagada na mesma história: não fiquei nem 15 dias com esse Super Nintendo, pois uma nova troca apareceu, e eu o troquei por um dos piores games que eu já tive o desprazer de jogar, Enter the Matrix.

Quanto ao game? Uma merda que eu joguei e vendi o mais rápido que pude, antes mesmo do povo descobrir que era tão porcaria. E vendi caro ainda! O problema mesmo foi o estalo que eu tive ao presenciar a Pim procurando a caixa do Super Nintendo no meu quarto. Naquele momento as palavras engasgaram em minha garganta, a frase que eu tinha que dizer não saía por que me passavam pela cabeça todas as vezes que eu a vi jogando naqueles poucos dias como se fosse uma criança no chão do meu quarto, com as pernas cruzadas e os cotovelos apoiados nos joelhos enquanto os olhos não desgrudavam da TV, e ela sorria pra mim toda vez que terminava uma fase e a exclamação aparecia no nome da mesma indicando que ela estava completa. Percebi que quando eu dissesse que havia vendido o aparelho, aquele sorriso iria sumir… E foi o que aconteceu.

Foi neste dia que eu tomei consciência de todas as burradas que eu havia feito em minha vida: a venda de meu Phantom System completo a preço de banana na ânsia de comprar um aparelho mais novo e moderno, meu Nintendo64 completo e na caixa que eu nem se quer lembro para quem eu vendi, a troca do Zelda Collector’s Edition, o enorme descaso com meu finado e perdido Play Station, que eu só soube a pouco tempo que era um modelo raríssimo que possuía qualidade de som profissional para a época (aquele com o plugue peculiar de 3 entradas), e agora, havia me desfeito de um SNES que merecia de mim o mesmo valor que minha noiva estava dando. A mãe dela tinha lhe retirado o aparelho, e agora, havia sido a minha vez de repetir o feito.

Fiquei sentido com isso por muito tempo, posso até dizer que aquela tal mudança súbita na maneira como eu passei a olhar aquelas coisas do passado, as coisas que eu ainda deveria ter se meu pensamento não fosse tão simplório, foi o estopim para que eu começasse a me identificar como retro jogador, o que culminou mais tarde na criação do Retroplayers. Mas quis o destino que eu tivesse a chance de reparar pelo menos um destes erros, e eu agarrei essa chance com unhas, dentes, e um alicate de pressão que era pra ela não escapar de jeito nenhum!

Ato 2 – Coincidências

Alguns dizem que o Destino é um caminho, e ele que já está traçado desde sempre. Outros dizem que nós mesmos o traçamos… Pra mim, Destino é o inimigo do Quarteto Fantástico, mas pode ser também aquele cara famoso por nos mostrar a matéria prima e deixar que escolhamos o que fazer com ela. Você volta da padaria com uma sacola cheia de pães quentinhos quando percebe que em sua direção está vindo aquela garota linda ao qual você era apaixonado anos atrás na escola, e o melhor: ela está mais gostosa ainda… E ai? Será que ela casou? Será que ela está namorando? Será que ela se quer lembra de você? Mas ela passa por você e nem lhe percebe. Sua chance se foi meu filho, bau bau, vá comer seus pães! O destino colocou a matéria prima na sua frente, e você decidiu ignorá-la e deixar que ela fosse embora. Quem sabe o que ela poderia ter lhe respondido se você a parasse naquele momento? E quem sabe o que teria acontecido depois?

O negócio é pensar rápido, analisar em milésimos de segundo se existe algo a perder, e abraçar a chance que lhe aparece, e no meu caso, essa chance veio dentro de uma sacola de papel velha e surrada, tão suja que deixava rastros de poeira escura em todo lugar que encostava.

Meu cunhado, aquele de 12 anos de idade que fica mais tempo aqui na minha casa do que na dele, e que ficou famoso por deletar meu save de 40 horas no Xenoblade (isso ainda dói) já havia me dito a alguns dias que um SNES misterioso havia aparecido na casa da tia dele e havia virado atração turística. Até ai tudo bem, nada alarmante a não ser o fato de ser muito legal saber que um SNES ainda tinha lenha pra queimar, só que uma dúvida rondava a casa: de onde havia vindo o aparelho? Isso meu cunhado não soube responder a princípio, mas alguns dias se passaram e uma resposta possivelmente surpreendente apareceu. Claro, ela veio junto da sacola surrada, onde dentro, repousava o tal SNES. As palavras do garoto foram as seguintes: “Sabat, a minha tia disse que esse SNES ela ACHA que comprou da Cidinha, mas ela não tem certeza. Ai eu pedi e ela me deu (sim, sou cara de pau!).”

Cidinha… Eu já havia ouvido este nome em algum lugar, e a lembrança de minha noiva recitando este nome sempre que acontecia alguma daquelas brigas com a mãe dela me caiu na cabeça como um tijolo! Sim, poderia ser, e se fosse mesmo verdade, se eu pudesse confirmar, eu estava frente a frente com o SNES que minha sogra havia vendido a bem mais que uma década atrás. Então, bastou apenas dizer a ideia que me ocorreu para que meu cunhado a aceitasse prontamente, e então, começamos uma verdadeira odisseia para reformar aquele aparelho sem que minha noiva soubesse, pois o veredicto foi que ele seria dado a ela de presente, um presente 2 em 1!

Ato 3 – Aprendizado

Começávamos os reparos sempre no inicio da tarde, e guardávamos tudo antes das 18, pois depois deste horário era perigoso a Pim chegar e pegar a gente com a mão na massa. O estado do aparelho era completamente lastimável, digno de dó, todo amarelado e pichado de canetão piloto azul (aquele que não sai nem com ácido) por baixo e por cima, tão sujo a princípio eu nem havia percebido o amarelado! Limpar tudo levou dias, foi necessário fabricar uma CHAVE NINTENDO DE CANETA BIC* para que fosse possível abrir o console e lavar a carcaça, e ao término do serviço, o aparelho estava apresentável mas… os jogos teimavam em funcionar. A gente tinha que tirar e encaixar várias vezes os cartuchos até que os jogos resolvessem aparecer na tela, e o menor encostão no console era suficiente para travar tudo e ferrar a jogatina.

*CHAVE NINTENDO DE CANETA BIC: Desde que me conheço por gente, a Nintendo utiliza em seus produtos um diabo de um parafuso que nenhuma ferramenta no mundo consegue retirar senão as próprias chaves fabricadas pela própria empresa. São os chamados Parafusos Nintendo, projetados unicamente para o propósito de nos ferrar na hora de abrir alguma bugiganga da marca. O jeito então, na hora de abrir o console para fazer aquela limpeza, tirar a tampa de caneta que caiu no vão do cartucho, remover o corpo daquele bixo morto, ou Deus sabe mais o quê que seja necessário arrancar a tampa do bendito, é liberar o engenheiro que existe dentro de você: pegue uma caneta Bic, retire a carga e deposite-a na orelha. Aqueça no fogão a ponta do cilindro acrílico que envolvia a carga, e depois que ele estiver relativamente mole, pressione-o sobre o parafuso e espere alguns segundos para que a gambiarra seque e endureça. Agora gire lentamente o cilindro: pronto, sua Chave Nintendo de Acrílico está pronta e já retirou o 1º parafuso! Não entendeu? É simples: o acrílico seca e fica com a exata forma da cabeça do peculiar parafuso, restando agora apenas encaixá-la cuidadosamente nos demais e ir retirando um a um. Isso sim é sabedoria popular! E já pode tirar a carga da caneta da orelha (se você a colocou lá, considere-se bem burro! kkkkkk).

Resolvi mais uma vez abrir o console para ver se o encaixe do cartucho poderia estar com folga ou quebrado, mas não, o material estava intacto! Poderia ser mesmo então apenas um mau contato monstruoso? A resposta é SIM caros amigos!
Fiz uma busca na internet com os termos limpeza de contatos eletrônicos, e cheguei a um milagroso SPRAY LIMPA CONTATO* muito utilizado na manutenção de placas de computador, e que de acordo com a fonte, podia ser encontrado em lojas de material elétrico. Saí imediatamente atrás do produto, e o encontrei na primeira loja que entrei! Resultado: uma boa baforada do spray no slot do console, e outra no cartucho, e eu podia levantar o conjunto todo segurando só pela fita e chacoalhar que o jogo não travava mais!

*SPRAY LIMPA CONTATO: Se eu pudesse, eu mudaria o nome dessa belezura para Spray Concerta Videogame! É uma maravilha de produto de ação rápida que limpa e desoxida contatos eletrônicos, e basta uma aplicada para que você não precise NUNCA MAIS dar aquelas assopradas cheias de baba nos cartuchos para que eles funcionem, a mesma baba que veio oxidando suas fitas e aparelhos por todos estes longos anos. Já parou para pensar nisso? Se seus aparelhos hoje estão oxidados, com aquela crosta azul onde deveria estar bronze, credite isso a sua baba! Recomendo muito a compra, é barato e resolve! Limpei todos os meus videogames e todos eles apresentaram melhoria total no contato, até o N64, que eu acreditava estar quebrado.

Videogame limpo e funcionando perfeitamente, o primeiro estágio da nossa missão estava finalmente terminado, agora começava o segundo: deixar aquilo tudo com cara de presente, e a palavra AMARELO não combinava muito com isso quando o assunto era Super Nintendo. Sim, o negócio estava bem amarelado, e como se não bastasse isso, dava pra se notar nitidamente que os locais onde repousavam os traços de canetão piloto acabaram conservando a cor original do aparelho, e o resultado ficou próximo de uma zebra amarela e cinza. É, tava feio…

Assim resolvemos testar todas as mandingas e poções mágicas presentes na internet que prometem trazer a cor original de seu Super Nintendo de volta e… esqueça, é tudo balela. Água oxigenada, Easy Off, Álcool isopropílico… Sabem o que isso tudo faz? Eles limpam as coisas, que é a função para o qual tais produtos foram concebidos. Alguns limpam sujeira mais pesada, outros deixam as morenas loiras, e nada mais.

O seu SNES está amarelo? Conforme-se, pois o único jeito de resgatar a cor natural dele é lixando, e isso acabará com a textura da carcaça. Solução cabível: encontre um SNES quebrado com a carcaça boa e troque! Simples? Não, de jeito nenhum, achar um SNES quebrado disponível é tão difícil quanto achar um funcionando, ainda mais com um feriadão se aproximando para fechar o comércio por 4 dias, e trazendo junto dele, o 4º Encontro da Comunidade Mega Drive.

Ato 4 – Fusão

Deixar o SNES o mais apresentável possível era objetivo primário, e se eu não podia fazer milagre quanto à cor da carcaça, pelo menos uma caixa eu deveria tentar arrumar né! Assim comecei a contactar o pessoal retrogamer da internet em busca de uma embalagem para o aparelho, e esta parte da tarefa se resolveu até que surpreendentemente rápido!
Meu amigo e colaborador do Retroplayers, o @TH, me disse ter uma caixa de SNES que serviria para o propósito, e ele me traria a dita cuja no dia em que havíamos marcado de ir para o 4º Encontro da Comunidade Mega Drive, que aconteceria no sábado próximo.

Melhor ainda me saiu aquela semana quando contei a minha saga para o @Celso “Defenestrador” Affini, um dos cabeças por trás da Comunidade Mega Drive. Se o cara é o maior hater da Nintendo que eu conheço, seu caráter é excelente na mesma proporção, um grande amigo que eu encontrei nessas andanças virtuais que nós blogueiros estamos acostumados a fazer. E não é que o furioso seguista tinha uma caixa inteirinha e em excelente estado, com isopor e tudo, e estava prestes usá-la como oferenda em uma fogueira noturna onde @MestreChronos recitaria pragas e maldições ancientes contra a ex-eterna grande rival da SEGA? Ainda bem que ele achou mais proveitoso me ceder o material em prol do cumprimento da minha nobre missão. Hã? O que ele tacou na fogueira aquela noite no lugar da caixa? Ué… Eu é que vou saber?

E chegava então o dia do 4º Encontro da Comu do Mega, realizado em Jundiaí a algumas semanas atrás. Como prometido, o TH veio até a minha casa naquele dia juntamente do @Edwazah, o mais novo fã de The Legend of Zelda que eu conheço, e trouxe a caixa que ficou dentro do porta malas do carro para que não houvesse nenhuma chance da minha patroa vê-la antes do tempo.

E no evento foi o momento de rever os amigos, jogar videogame, participar de mini-eventos, esquecer um pouco daquela tarefa exaustiva que estava consumindo boa parte do meu tempo… e pegar a caixa com o Celso para lembrar de tudo de novo! Só que um imprevisto conhecido pelo nome de “carro lotado” impediu que ele levasse a caixa para o evento, e o jeito foi eu me aventurar junto do TH até a casa dele no caminho de volta para retirar pessoalmente a bendita. Só que o mapa que o desgraçado desenhou em nada lembrava um mapa de trânsito… Parecia mais com uma árvore seca velha do que qualquer outra coisa, e a gente foi parar no galho mais longe e errado possível…

Solução: caminho de volta até a casa do TH + Google Maps = Casa do Celso! E o trabalhão valeu a pena: a caixa estava intacta, linda e completa, e eu me sentia um afortunado em salvá-la de um triste fim nas mãos do terrível Defenestrador. Assim, decidi ficar com a caixa do Celso no lugar da do TH, que deixei lá pra ele e… Puts, acho que descobri o que foi que ele queimou na fogueira

Naquela noite, montei o aparelho na caixa depois que a Pim hibernou. Ficou muito bom o conjunto, uma fusão perfeita de materiais que fomos ajuntando aqui e ali. Eu estava satisfeito.

Agora eu precisava entregar, e fazer a minha noiva reencontrar aquele sorriso de criança que só um videogame bem nostálgico (ou um ursinho de pelúcia bem caro) conseguiria fazer aflorar no rosto da minha garota. Estava tudo correndo bem.

Ato 5 – Imprevistos

Domingo, início da tarde, eu e minha senhora estávamos vendo móveis pela internet para nosso apê que está prestes a nos ser entregue (viva!!) quando o TH entra no MSN e nós dois começamos a bater papo. A frase que seguiu é algo que ele mesmo não vai gostar de lembrar e nem eu, mas que eu me sinto na obrigação de contar, pois sem ela, a história perderia muito do que me levou a tomar outros caminhos e decisões.

A Lei de Murphy diz que se algo tiver a mínima chance consciente de dar errado, dará errado, e não adianta planejar nada se esta probabilidade mínima de fracasso não for completamente sanada e extinguida. Eu senti isso na pele quando julguei que o meu grande amigo não tocaria no assunto naquela tarde enquanto minha noiva olhava  atentamente para o PC… Murphy seu desgraçado de uma figa!

Sim, o TH tocou no assunto e a Pim viu. Tentei fechar rapidamente a janela da conversa, mas eu não fui ninja o suficiente e ela pôde ver meus movimentos… Eu não podia acreditar que a minha grande surpresa estava indo para o vinagre. Escutei ela perguntar: “Você vai me dar um Super Nintendo??” e quando olhei o seu rosto, um sorriso tão grande que quase dividia a cara dela em dois havia aparecido, e foi nesse sorriso que eu me segurei para não chorar de frustração.
Contraste medonho: minha noiva rindo e dando pulinhos de alegria, eu e o TH quase chorando. Sim, o cara se culpa até hoje pelo deslize que eu deixei ele dar por que não avisei logo de cara que a Pim estava junto comigo… A culpa é mais minha do que sua meu amigo!

Decidi então não planejar mais para não correr o risco de sofrer mais imprevistos. A minha ideia original era entregar o presente na Segunda ou Terça lá no encontro Mega Drive para que esta fosse então uma ocasião inesquecível, fosse pela emoção da entrega, ou pela vergonha que a Pim iria passar. Mas apesar do trunfo que eu ainda tinha de ela não saber da procedência do console (coisa que certamente causaria uma bela de uma surpresa), eu decidi que precisaria compensar a falta do elemento “desconheço o que se passa”, e para isso, resolvi aproveitar a Segunda Feira para ir até a Loja do Tiuzão, uma caverna ali no Bairro do Limão onde reside um senhor que faz vendas, rolos e trocas de mercadorias retrogamer que certa vez a @Ritalinando me apresentou.

Aproveitei que a Pim tinha compromissos estéticos para aquele dia de manhã, peguei meu cunhado, e debaixo de uma chuva monstruosa, nos dirigimos até a caverna com o nosso SNES amarelo hepatite, 3 controles e um punhado de jogos piratas. O bom de fazer negócio no overword é que o preço das transações nem de perto é alto como o do comércio do centro da cidade, e passa longe de ser tão burocrático quanto: bastou eu fazer umas propostas e em alguns minutos, o Tiuzão voltou do fundo da caverna com uma dúzia de consoles SNES quebrados para que eu escolhesse um. E foi difícil, estavam tão sujos que mau dava para ter certeza do estado em que se encontravam, e o mesmo digo para o chumaço de controlpads que ele me trouxe. No final das contas, saí de lá com uma carcaça e 3 controlpads em bom estado de conservação e cores intactas, um monte de jogos, um cabo de SNES e uma fonte originais, e menos 60 pratas na carteira. Negóção!

Ato 6 – Redenção

Dúvida: ir ou não ir no último dia de Encontro da Comunidade Mega drive? Aquela 2ª Feira terminou tarde, e foi exaustiva demais. Chegamos na minha casa a tardezinha, e independente de ir ou não para Jundiaí no dia seguinte, uma coisa eu queria fazer: terminar o serviço, tanto por que se eu resolvo ir, no mínimo o aparelho teria que estar pronto!

Assim eu e meu cunhado começamos novamente uma maratona desesperada para lavar aquele monte de carcaças sujas para depois trocá-las pelas outras amareladas que virariam lixo, e quando terminamos, era tarde da noite. Claro, estávamos na cozinha fazendo isso, ao alcance dos olhos de qualquer um que quisesse presenciar a manutenção, inclusive, a futura dona. Mas ela não apareceu… provavelmente por saber que nós nos sentiríamos melhor se ela não visse nada mesmo sabendo do que se tratava. O resultado final superou todas as minhas expectativas: o SNES ficou lindo, como novo, só faltou manuais e saquinhos plásticos!

Quando coloquei tudo aquilo dentro do isopor branquinho, tudo amarradinho, com o cartucho Super Mario AllStars (que eu ganhei da @Ritalinando num dia em que eu ressuscitei uns computadores dela) devidamente colocado no espacinho destinado a ele e finalmente fechei a caixa com a lingueta de papelão, eu segurei o pacote com os braços como se fosse um filho, e me senti como se nunca tivesse me desfeito daquele SNES que eu um dia tive… por uns 15 dias mas tive!

Nessa altura do campeonato o São Paulo já não tinha mais chances de merda nenhuma no Brasileirão, e a Pim estava no meu quarto sentada no PC, talvez mais ansiosa para receber o seu presente do que nós estávamos para dar o dito cujo. Eu estava realmente cansado, mas com uma gostosa sensação de ter finalmente ajeitado as coisas, de dever cumprido. Por fim, a fadiga me fez desistir de ir até Jundiaí, então dei a caixa na mão do meu cunhado e disse pra ele “pode entregar, foi você que conseguiu ele de volta”. Eu sou um cara legal ou não sou? O pequeno vagabundo deletou meu save de 40 horas do Xenoblade e eu ainda deixo para ele as honras da entrega do presente.

Fomos até meu quarto, a caixa nas mãos do meu cunhado, minha noiva olhou e abriu novamente aquele sorrizão enorme, e ele entregou o pacote dizendo: “Pim, a gente não tem certeza absoluta, mas a gente trabalhou tanto nesse videogame por que a gente acha que ele é o SEU Super Nintendo que a mãe vendeu” (sim, ele disse com todo esse monte de “a gente”). Os olhos dela brilharam, ela abraçou a caixa como se fosse o tal ursinho de pelúcia daqueles bem caros, abriu devagarzinho, e então passou o restante do dia jogando Donkey Kong Country.

Ato 7 – In a Galaxy far, far away

No dia seguinte eu já havia recebido todas as recompensas possíveis, mas a maior delas foi ver minha garota jogando novamente igual uma criança na frente da TV. O repertório de jogos conta até agora com Goof Troop, Donkey Kong Country, Super Mario AllStars, e Super Mario World 2, mas quero aumentar essa cota com mais algumas macacadas, bigodadas, e quem sabe, umas derrapadas em um Top Gear, o jogo que ela mais gostava de todos os de SNES que existem. Quem sabe eu consigo um? E claro, o aparelho é um presente meu e meu cunhado para ela, mas como a gente está pra casar em comunhão de bens, o SNES obviamente será um pouquinho meu também né, mas ela não precisa saber disso ^^ .

Se era realmente o videogame dela ou não? Não sabemos, nem tem como saber, mas nossos estudos póstumos revelaram que existem boas chances também de ser o aparelho de um primo dela, um rapaz muito legal que infelizmente faleceu vítima de um câncer quando eu ainda estava no início do namoro com ela, mas nem por isso o aparelho seria menos querido: ela jogava sempre com este primo, moravam no mesmo quintal, e para ela seria uma honra tomar conta do SNES do velho Augusto, que está ouvindo agora o bom e velho Rock ‘n Roll ao lado do primeiro hippie da história, Jesus Cristo.

Acho que depois dessa fiquei uns 100kg mais leve, sendo uns 97 destes, relativos só ao peso que eu levava nas costas desde que me desfiz daquele Playtronic série DKC… Já esses outros 3 kilinhos que faltam eu recupero no Burguer King.

.

Mais do que nunca, quero agradecer a todos os amigos que tornaram possível para mim viver e contar essa longa e enrolada história, todos vocês foram importantes em cada um de seus atos, quer tenham gostado de participar ou não… Viu TH?!?! kkkk
Um abraço especial para todos.

Fim


Sobre Sabat

Editor Chefe do RetroPlayers, Redator e Editor nos Livros e Revistas WarpZone, Podcaster e editor de áudio, Saudosista, e Analista de Informática porque algo tem que dar dinheiro né!
Adicionar a favoritos link permanente.
  • Anônimo

    Sabat… Eu nem sei o que falar, provavelmente uma parte minha mesmo odiando a Nintendo ficou satisfeita. Parabéns pela dedicação e pelo sucesso nessa empreitada, no final eu não fiz nada a não ser aumentar a felicidade sua e de sua noiva. Maravilhosa historia essa que vc viveu e aposto que muitos mais virá de agora em diante.

    • Opa celsão, e ae cara XD
      Eu só tenho a agradecer pela caixa que vc me deu mano ^^ E pode ter certeza que virão outras XD Procure a história da Casa mau Assombrada  nessa mesma categoria que vc vai rachar kkkkk

  • “O MEU SUPER NINTENDO QUE VOCÊ VENDEU EU NUNCA MAIS VI NEM A COR!!!”.
    deve ser chato isso Sabat, comigo aconteceu algo parecido. só que foi um N64 trocado por um SNES. nessa época eu ainda não era totalmente retrôgamer, mas já dava os primeiros sinais. como eu não ter gostado do novo GTA 3(e até hoje prefiro o GTA 2,mesmo com esses San Andreas e GTA 4) e ter torcido o nariz em Megaman X 7(esse para mim tem que ser em 2D).

    minha mãe, em 15 junho de 1998, as 17:55, num fim de tarde, chegou em casa com esse console. eu e meu irmão esperavámos um SNES, mas ela trouxe algo mais avançado para a época. a gente pirou claro e compramos muitos outros games para ele(que era caros pra cebola).anos se passaram e nós estavamos felizes com o N64. só que meu irmão num plano diabólico, segundo ele para conseguir um PS2(palavra de herege retrogamer ) ele trocou de proposito o meu querido N64 por um SNES…

    e o pior que ele conseguiu concluir seu plano diabólico, pois ele novamente trocou o SNES por algum dinheiro para completar para comprar um certo console preto de 128 bits….

    e o meu N64,C!$%$#????

    anos se passaram, e estamos nessa geração de novos consoles ultra modernos, que para mim, não fazem falta. pois novamente consegui trazer um novo N64 e um SNES e nem pela intervenção divina dou o fim neles, e aí de quem me vier com essa ideia. me chamam de louco por ainda ter consoles antigos e me orgulhar disso, mas querem saber?

    UM SNES É MELHOR DO QUE UM PS3 E UM N64 SUPERA O XBOX 360!!!

    era isso o que queria falar aqui. agora vou sair, mais tarde eu leio o resto do post.

    • ISSO AE LEANDRO!!!! XD kkk AI DE QUEM VIER DIZER O CONTRÁRIO!!!

      bem, pra mim não existe comparação, é um sacrilégio querer comparar um PS3 ou um X360 a um SNES, pelo amor de deus!! Cada qual em sua época, SNES como os dois com farinha em qualquer sentido.

      É rapaz, meu irmão é menos diabólico que o seu: ele está tentando descolar um ATARI 2600 NA CAIXA de um amigo dele da firma pra me descolar kk Tomara que ele consiga XD

  • Piga

    Maneiro seu “causo”. Legal você ter uma noiva que curte games. Agora para de enrolar a menina e casa com ela! Após 11 anos de “test drive”, tá na hora a assumir! (sorte sua o pai dela ser ausente, caso contrário tu já tinha apanhado!). Parabéns pelo apê e agora você vai ver seu dinheiro todo ir embora. Tô montando o meu tem uns oito meses já e não tem dinheiro que dê! Pelo fato de ter sido algo emocionante pra vossa pessoa, esse foi o melhor texto seu que eu já lí, sem sombra de dúvida! Vida longa ao casal e ao SNES. E ai de você se eu ficar sabendo que você se desfez desse SNES. Saio daqui do RJ e vou aí em SP encher essa careca de mocas!

    Grande abraço!

    • Já assumi mano, já assumi!! kkkkkkkkkkkkkk só falta oficializar po kkkk
      Oficializar requer $$$$ e isso é item raro aqui no meu bolso, ainda mais pagando apartamento!
      Piga, nem em sonho esse SNES some daqui véi!! Vai virar eterno, ainda mais quando eu descolar um cartucho Power Pack pra ele!!

  • ISACK VICIOUS

    muito dahora sua história sabat, isso é que é amor viu, uma vez pedi um megadrive pra minha namorada de dia dos namorados, ela me mostrou o dedo do meio hasudahsd, Galera finalmente realizei meu sonho e comprei um SNES, mas ta bem precária a situação do bixinho, controle ta bem fudido, moro no interior da bahia e por aki naum tem onde comprar peças pra ele, se alguem quiser me fazer uma doação de um controle ou alguma fita, ou msm se quiser me vender, eu agradeço mto ;D .

    • Po isack, aqui é mais fácil arrumar acessórios, mas cartuchos é outra história viu… Desde que começou essa onda retrô de colecionismo, ficou difícil achar cartuchos bons a venda, coisa que a uns 5 anos atrás, era moleza!
      Até aqui no Retroplayers mesmo eu espero umas doações para vários fins, e não vem nada!
      É dose cara XD

      • ISACK VICIOUS

        vlw aew pela atenção Sabat.

  • KanonClint

    Putz!!!!! Que decepção hein Sabat ????? Eu ti respeitava até ler este post, mas de agora em diante, não posso mais garantir NADA. Trocar um Snes , serie DC, por uma POOOOOOORCARIA de um game baseado em um filme!!?? É o fim da picada. Qual foi o jogo baseado em filme que prestou ??????? Ô meu filho !!!!…….hahahahahahahah .
    Brincadeiras à parte amigo, eu gostei muito deste post , é o tipo de história que em algum momento, ou outro você acaba se identificando. Legal que sua noiva também goste de games, a minha esposa não tem nada contra , mas ……., também nada à favor , é sempre meio complicado. Espero que a idade avançada, e a ausência de coro cabeludo tenha pelo menos trazido mais juizo , e que nunca mais o senhor cometa atrocidades como a relatada acima. XD

    Grande abraço !!! 

    • Cara briga com ele não…eu vendi o meu Super Nintendo pra comprar uma bicicleta…Aff, nem vou comentar que cai de forma antologica com a bicicleta no segundo dia e ela ficou toda destruida (sem contar eu)

      Moral da história, Deus Castiga!!

      • ahUAHuahuHA PQP mano kkkk trocou na bike e ainda se estrupiou XD realmente DEUS CASTIGA!!! Vai, faiz cagada!!! eu??? nunca fiz!!

    • Po Kanon, Humano é assim mesmo cara, erra e depois… erra denovo!! ahUAHUahuHAUhauA   Foda cara, eu cometi mais atrocidades no meu passado mas nem vou contar pra não perder publico kkkkkkkkk

      E a muié gosta sim viu XD ainda bem ^^ Jajá vou terminar Goof Troop com ela ^^

      E estou vacinado cara, pode fivcar sossegado XD

  • que grande historia ,parece que entrei um pouco na sua vida cotidiana….

    não sou muito desta época tao nostálgica lembro de lembro de uma boa jogadas num mighty morphin power rangers  de snes que ate hoje me tras boa lembranças. gostei muito deste post continue assim 

    • Po Matheus, MM Power Rangers era legal pacas, queimou a lingua de muita gente, até a minha XD

      Obrigado pela visita véi ^^

  • Renan Rodrigues

    Muito boa a história Sabat! Mas realmente, que grande cagada o lance do Matrix HAEUAHEU, ainda bem que o destino te ajudou a consertar isso 😉 Ótimo post e bela história pra contar pros filhos!

    • Po Renan, o Matrix cara, pelo menos eu vendi CARO viu, vendi por 140 paus pra um colecionador de coisas MATRIX e com a grana, comprei Metal Gear Twin Snakes e RE Remake XD

      O que eu fiz com eles? vendi ambos por uma boa grana para juntar o dindim de comprar o PS2 ^^ Depois que destravei o meu Game Cube XD

  • Sabat tá parecendo o Marcelo Tas xD

    Quanto a desamarelar consoles,você tentou isso?

    http://retr0bright.wikispaces.com/

    é feito de agua oxigenada e Vanish e parece que funciona, bastante gente no fórum Uol jogos testou e disse que funciona.

    PS: troquei uma Killer Instinct (cartucho preto) ORIGINAL, zerada e completa, por um Polystation 🙁 até hoje me arrependo.

    • cara, tentei VANISH e AGUA OXIGENADA e EASY-OFF, até misturei e deixei de molho, mas nada deu certo mano!

      Po mano, mas o do Killer Stinct não foi tão foda assim não kkkk nunca gostei dessa série XD

      • Pra funcionar, tem que deixar de molho e no sol xD

        • hummmm, tem ainda o elemento secreto Sol na história… Vou fazer experiências genéticas na carcaça aqui que sobrou!

  • Sabat, sem querer ser puxa-saco, mas foi um dos melhores posts que li até hj. Eu curto bastante histórias relacionadas à games, ainda mais com desfecho feliz. Acho que gosto mais de histórias do que de reviews… kkk.
    Quando é pra alguma coisa dar certo, tudo acontece da melhor forma possível, até nos momentos em que parece que está saindo errado. Impressionante.
    Parabéns a vc e ao seu cunhado pela atitude, foi algo muito nobre da parte de vcs, com certeza pra sua noiva foi um presente que não tem preço.
    Cara, sensacional a idéia da “Chave Nintendo de caneta BIC”! huahuauh
    E eu nunca joguei GameCube na vida e me arrependo, a única vez que joguei algum jogo dele foi o Mario Kart, coincidentemente (ou não) foi mostrado pra mim pelo TH. Deixei passar batido e me arrependo, mas já que minha namorada (que por acaso também gosta bastante de games) tem um Wii, tenho a possibilidade de descobrir alguns desses grandes clássicos.
    Só pra finalizar, preciso conhecer essa tal loja do Tiuzão, já que parece não ser longe da minha casa! O medo é das economias irem pro espaço! hauhuaauhahua

    • Po Cadu, valeu mesmo cara! Tem mais algumas histórias no site, pelo menos mais duas acho XD

      A chave de caneta bick é coisa antiga mano kkkkkkkkkkkkk a gente ja usava a tempos XD mas é meio desconhecido do povão né XD E ela adorou cara, fiquei super feliz com isso ^^ Quando minha casa estiver montada e funcional, filmarei a gente jogando na sala XD

      O Cube tem muito jogo bom cara, mas vai ser difícil eu falar dele aqui… só mesmo em ocasiões especiais… mas estou no msn sempre! Só adicionar que a gente bate um papo ^^ inclusive eu posso ir com vc no tiuzão qualquer dia XD

      • Eu concordo com vc não falando do Game Cube por aqui, não dá pra dizer que ele é retrô. Mas enfim, depois vou caçar uns títulos pra ele, quando tiver condições pra isso, já que só consigo rodar originais nele. Únicos jogos que acabei comprando foram o Sonic Heroes e o Sonic Adventure 2: Battle. A minha infância “seguista” me mandou fazer isso, mesmo sabendo que o primeiro é uma grande porcaria… hauhauuah
        Sobre o MSN, bom, eu o aboli tem 1 ano e pouquinho, não por anti-socialismo ou qualquer coisa, mas por problemas com uma atualização que me estressou e me fez abandonar ele de vez. Gtalk serve? hehehe

        • Não uso!! Facebook maninho, esse eu to la bastante ^^

  • Lipe

    Moral da História … nunca se desfaça de um Super Nintendo. rsrs

    • complemento da moral da história: senão Deus castiga!
      (vide o Bruno que caiu da Bike e se estrepou todo)

  • Wren 2500

    Eu acompanhei de muito longe atravez do Skype parte desta odisseia e Sabat, parabens cara deve ter sido um trabalho MONSTRO que vc e seu “Sancho Pança” fizeram, queria ter visto o sorriso da sua noiva cara, deve ter sido como quando o Link resgatou a Zelda em The legend of Zelda ou Mario salvou a princesa Peach em Super Mario Bros (já pensou em deixar o bigode crescer amigo? XD).
     E tudo nesta vida é aprendizado ja anotei a gambiarra da caneta bic, e o limpa contatos que depois vc me passa o nome pra procurar aqui no Rio.
     Parabens Pim e Sabat, sejam felizes juntos com o SNES perdido!

    • Verdade Wren XD pessoal do skype tava por dentro dessa aventura ^^ ou seria quest??? Em fim, estamos felizes, e esse SNES vai ter vida longa, assim como todos os outros consoles que pintarem por aqui ^^

  • Guilherme

    Bixo, post gigante mas a história é top das top. Ainda bem que deu tudo certo no final, e não se esqueça, nada de cometer a besteira de trocar um clássico por um duvidoso.

    • To vacinado maninho, pode deixar XD Aprendi da pior forma kkkkkk

      Valeu pela visita ^^

  • Que depoimento, cara. Não tem adjetivo bom o bastante para classificar sua história.

    • Muito obrigado Luiz ^^

  • Istemthebronx

    Sabat, perfeita a tua história, e outra cumpade. Agora a Odisséia terá parte 2 neh cumpade?! Missão DK…hhehehehe..com parceragem da Top Gear!!! heheeheh…bom cumpade, parabéns pra ti e pra tua noiva, muitas felicidades aê não só com o Super Nintendo, mas tbm com o apê próprio de vcs!!
    Com Deus!!

    • ahHAUhua Lucas e seus nicks doidos XD
      Rapaz, a quest eu ja comecei, e não achei nada até agora!!! Ta foda achar um Top gear viu!!!
      Mas vou continuar tentando ^^

      Abraço maninho ^^

  • Rokumansenpai

    Aí Sabat ^^

    Abração aí mano, fiquei feliz de acompanhar a história de perto durante seu desenvolvimento… E lê-la deu tanta emoção quanto escutá-la!

    Parabéns aí e valeu por ressucitar a alma Super Nintendística da PIM ^^

    E TH, valeu por ter AJUDADO nessa história… você e o Tiozão são HERÓIS IMPORTANTES nessa incrível jornada de sucesso… Além do Celso xddddd

    Abraço à todos e boa jogatina /

    • Pois é Senpa, se não fosse o TH com a sua parte na história, eu não teria ido atrás de uma carcaça nova pro bicho né!!! XD  ele estaria todo amareladão ainda kkkk

      • TH

        Valeu Sabat por tentar me fazer sentir melhor, rs. Espero que tenha valido a pena mesmo para vcs. XD.

    • TH

      Valeu Senpai! Mas ainda dói lembrar disso viu…

      Mas vendo o resultado final do Snes, ficou impecável!

  • Anônimo

    Fala aí Sabat, tudo bem mano?!
    Vou te falar viu, que história mais maneira, fora que essa caça as peças é uma baita “aventura”, me bateu uma certa nostalgia quando saía atrás de cartuchos de SNES para a troca.
    Eu nunca tinha ouvido falar dessa história dos Parafusos Nintendo, bacana isso, ótima gambiarra também, tem muita coisa bacana que dá pra aprender por aqui, show de bola de verdade.
    Só acho que ficou faltando uma foto de vc, a patroa e seu cunhado juntos segurando o SNES no meio, como se fosse um bebezinho e ela com aquele sorrizão na cara…rs
    Abraços, valeu pelo post brother!!!

    • Tube beleza Julio ^^
      Rapaz, eu vou tirar uma foto nossa ainda com esse SNES, mas vai ser jogando alguma coisa nele XD Vai ser bem legal XD

      E eu é que agradeço pela sua leitura e comentário amigo ^^

  • Mandou bem Sabat, essas histórias gamisticas é o que ha de melhor cara !
    Muito show a saga em busca da reconstrução do Super Nes.

    Cara, eu como sou fumante from hell to acostumado com as coisas aqui
    amarelarem mais que Brasil Contra a França, e tem uma coisa aqui que
    chamo de “A GOSMA GOSMENTA” uma pasta branca comprada em loja de R$ 1,99
    mas das bem vagabundas mesmo, sei lá porque mas “A GOSMA GOSMENTA”
    limpa td só de encostar, não importa que seja a crosta do cigarro ou a
    poeira infinita entranhada nas entranhas da sujeira. Pensei que vc fosse
    arrumar uma solução assim, mas vc fez foi um trabalho digno dos 12
    trabalhos de Hercules em um só !

    To a 5 anos tentando fazer minha namorada viciar em videogames, mas ela só curte joguinhos no estilo bejeweled Aff…. ate já fiz ela comprar um ps2 mas fazer ela jogar que ta dificil kkk

    Por fim cara, meus parabens por tudo que vc fez, esse presente com certeza diz muito mais que qualquer aliança.

    Obs: Po TH….não te entendi…paga 10 flexões e reze 10 Ave Marias pelo fail !! kkkkkkk Brincando mano veio, como disse um sabio “shit happens”

    Abraço galera retrô!

    • Brunão, eu posso até tentar essa tal de GOSMA GOSMENTA FROM HELL ae, pois a carcaça amarelada ainda ta aqui XD Farei experiências com ela, mas tenho certeza que nenhuma dará certo! MUAAAHAHAHAHA!!!

      E tente Bomberman mano, é ÓTIMO para viciar esposas, namoradas e afins!

      XD

    • TH

      Poxa Bruno, assim eu me sinto mal, rs.

      O pior é que não era comum o Sabat falar comigo no msn com a Pim estando junto, sabe? E o Sabat sempre estava falando do Snes. E justo naquele dia a Pim estava. Foda viu!

      Mas já paguei as flexões,  e olha que estou 20 kilos acima do peso hein, kkkkkkkkkkkk

  • Gregyver

    Ahh Sabat!! Isso sim que é uma história gamística épica!! 

    Você foi um herói ao fazer toda essa correria. Acho que sua noiva choraria de emoção no momento que você fosse entregar o presente pra ela, caso não tivesse descoberto o “grande plano” antes do tempo.

    Só uma consideração a mais: da próxima vez que precisarem de falar sobre algo confidencial, usem os códigos (2x cima, 2x baixo, esq. dir. esq. dir…) para se referirem ao tesouro do evento!!

    Parabéns pela façanha!!

    • Opa Greg, e ae mano ^^
      Foi uma correria só mano, mas foi muito gratificante! Tá lindão o bicho, e de fim de semana, a gente joga a medida do possível. Não vejo a hora dela pegar férias pra gente terminar uns jogos! XD

      E ja to combinado com o TH, a próxima vez é só no código secreto nivel James Bond!!!

  • Tava curtindo de mais essa saga, e acompanhei tudo do comecinho… parecia ate novela!! Muito Bom.. Acho que o Top Gear esta a caminho!

    • Opa Diegão XD  Cara, esse Top gear mano, andei o centro todo ontem e não achei uma se quer… mesma coisa pra DK2, DK3 e Bomberman 4. To pensando sériamente em comprra um Powerpack mesmo mano!!!

  • Chapolin Colorado

    OMG!!!!

    Trocar um SNES, a maior invenção da história da humanidade, por um.. UM… joguinho de Game Cube??? Nem todos os jogos de Game Cube juntos chegam aos pés de um jogo mais ou menos do SNES!!

    Mas ainda bem que no fim tudo deu certo. 

    Mas Sabat, se eu ficar sabendo que você fez mais uma cagada dessas… quando alguém precisar te defender, tenho certeza que vou estar em Marte, muito longe de você….

    • aUHAUhauHUAhuaUHA
      Po Colorado, dá uma chance mano XD eu ja aprendi kkkkkkkkkk e da pior maneira possível!! NUNCA MAIS FAÇO CAGADAS DESSAS!!! XD

      Valeu parcero ^^

  • JC

    Nossa, Sabat, que drama!
    Várias tocas infelizes, mas não se culpe,  que atire a primeira pedra quem nunca fez isso, na empolgação de um videogame novo trocar o antigo, de tantas alegrias, por bananas…

    Gostei do final feliz, espero que o SNES seja aquele antigo mesmo da sua noiva, em todo caso parabéns por pegar esse bichinho em extinção, recuperar ele, colocá-lo em seu habitat natural e fazer ele voltar a viver!

    • Valeu maninho XD a luta foi difícil, mas venci a batalha o/
      E chega de fazer cagada né kkkkkk aprendi direitinho XD

  • Jeff

    Adoro histórias como esta.Sinto como se fosse comigo.
    Dou os meus parabéns velho Sabat!
    Quando você disse que trocou um Snes praticamente novo por um game de Cube, eu pensei em te esganar cara!!! Que diacho tu tinha na cabeça manolo??
    Enfim, que bom que tu soube levar a história para um bom rumo.
    Mas tem sempre alguma burrada na vida de cada gamemaníaco, né?
    Tá perdoado, mas não terá perdão se acontecer de novo, ok!?

    Abraço!

    • Vixe Jeff… sabe cara, hoje eu olho pra trás e penso: nossa, como é que eu pude??
      Eu realmente não sei como podia me desfazer das coisas assim tão fácil e friamente. Não me passava pela cabeça a menor preocupação, nem se quer eu cogitava a ipótese de guardar minhas coisas para o futuro. Nem sei como foi que eu guardei meu Mega!!!! Vendo pelos olhos que eu tinha quando me desfiz destas coisas, ter ainda meu velho console negro é um grande milagre cara.
      Daqui pra frente é só alegrias, chega de decepção ^^

  • Cara, que história incrível ficou só aquela duvida pairando no ar se esse é o “famoso” que sua namorada ficou sem por um longo período. Mais de qualquer forma todo o empenho em recuperar o console valeu bastante a pena.
    Parabéns e gostaria de aproveitar de compartilhar com os senhores que consegui adquirir o video game que sempre quis ter e de quebra com uma baita acessório e o melhor de tudo de GRAÇA… rsrs.
    https://lh6.googleusercontent.com/-kDBDZxmGFeU/Ttl1RrK-IEI/AAAAAAAAAJM/JYAw0-qE_lA/s512/2011-12-02%25252021.22.16.jpg

    xD

    • Caraca Barros, que coisa linda!!! Na caxa a Scope XD Conheço gente que vai chorar se ver isso viu!!! pqp

      E obrigado amigo, espero não contar mais nenhuma história sobre meu passado triste aqui a não ser que tenha um belo desfecho como essa ^^

  • Willi J. R. C. W.

    Nossa Sabat, essa história foi simplesmente ÉPICA! Foi uma prova verdadeira de amor, você realmente passou por maus bocados pra conseguir essa façanha, mas, foi lá, tentou, correu atrás e conseguiu! Só tenho que te dar os parabéns cara, por toda a dedicação que você teve para com sua garota, e pra concertar esse bendito SNES. O meu aqui ainda funciona, mas tá com a parte de baixo amarela, vai ficar assim mesmo. E, um certo dia tentando arrumar os controles, eu destruí foi tudo e agora só tenho dois funcionando (tinham 7). Vou ter que comprar mais um ou dois. Jogo SNES pelo emulador do PS3, mas depois de ler essa história eu vejo como é mágico jogar o jogo em seu console original.

    Em suma, meus sinceros parabéns a você, sua atitude foi heróica cara, eu nem sei o que escrever, é só dar os parabéns mesmo!

    Abraço do Willi!

    • Opa Will! Eu só tenho a agradecer mesmo cara, pois sema  ajuda do pessoal ae, não teria sido possível fazer isso tudo não ^^
      E ontem eu dei um snes pro meu cunhado cara (judiado mas funcionando perfeitamente), ele mereceu pela dedicação e tá se matando lá agora kkk Detalhe: ele estava jogando pelo emulador tb, mas agora que ele tem o aparelho, ele ja disse que só joga nele XD

  • Fico  feliz de ter feito parte deste história.
    A loja do Tiozinho (ou Tiozão, como vc diz) é MARA!!!

    • Põe mara nisso Ritinha XD Aquilo lá é uma mina de ouro / salvação milagrosa pra gente  que precisa viu!!!

  • Hely

    Putz Sabat:

    Como é que é??? Trocou um Snes em perfeito estado com Donkey Kong por Enter the Matrix???Eu li certo???? =X

    Eu já ficava triste porquê precisava vender o console velho para inteirar o dinheiro para comprar um novo, imagina o sentimento de ver alguém fazendo uma coisa dessas…

    Seus pecados gamísticos que você contou naquele especial não chegam nem aos pés desse um, ainda bem que você se redimiu….=D

    Em tempo: o Snes vale mais do que XBOX 360, XBOX1, Wii , PS2, PS3, N64 e Gamecube juntos…os únicos que conseguem se igualar a ele em qualidade são o Nes e Mega Drive…XD

    PS: valeu pelas dicas da chave Nintendo Bic e do spray limpáa contatos, serão muito uteis ainda…=D

    • tem razão viu rapá, esse pecado oculto quase destruiu minha alma! Mas está sanado, e nem precisei rezar 700 ave marias!
      tem razão tb em outra coisa: o snes é mais importante que essa leva toda ae mesmo, pena que eu não reconhecia isso =/

      De nada mano, conhecimento é pra ser passado à frente mesmo XD

  • TH

    Sabat, apesar de ter participado dessa Saga desde o começo, fico impressionado com a qualidade do seu texto em descrever essa linda história! Parabéns! Ficou muito bom mesmo!

    E parabéns pelo resultado final que ficou o Snes da Pim, ficou lindo!

    Essa do playstation eu não sabia! Caramba! Colecionar é complicado, rs.

    Muito bom a chave de caneta bic!!! Muito ineligente! De onde vc copiou, kkkkkkkkkkk.

    Mano, adorei a foto nossa indo para Jundiaí! E olha que odeio minhas fotos, por razões óbvias, rs. Mas ess gostei muito dessa!!!! Bem descontráido! Esse dia foi bem legal vc, eu e o ED. Muitas risadas.

    Agora quanto a cagada que não gosto nem de lembrar que acontceu no msn: Fica de castigo por ter feito essas cacas de trocas, hauhauhauahuahuahuahua. Estou brincando, quem me dera, rs. Ainda me sinto muito mal por isso… Mas acho que não tinha o que fazer né amigo. Se eu entro no msn e vc fala, olha a Pim tá aqui, acho que ia ficar estranho e ela iria pensar até em coisa pior, kkkkkkkkkk.

    Enfim, parabéns!!! Pelo texto magnífico e pela saga! E parabéns para a Pim, por ganhar um Snes tão impecável e cheia de história registrada! XD

    • ô meu amigo, é nóis cara XD somos os Reis das Cagadas!!! kkkkkkkkk E claro que eu copiei a parada da caneta Bic de algum lugar… só num sei de onde!!! ahUHAUha
      Ve se aparece no msn po!! Cade vc???

  • Poxa ler esse post me fez lembrar dos consoles q me desfiz…
    Master System, 2 Mega Drive, PS1, PS2, Game Cube, DS…
    Mas acho que todo RetroGamer tem esse tipo de arrependimento.
    Valeu pelo Post Sabat! 

    • Opa Rodolfo, eu é que agradeço pela leitura!

      Acho que todo mundo, por mais colecionador que seja ou por mais cuidado que tenha tido com seus pertences antigos, deve ter agum mpinimo arrependimento por algo que se foi né!

  • Fragadanilo

    o que vcs acham de fazemos tipo um abaixo assinado para que a nintendo volte a fabricar jogos para super nintendo,eu vi um papo pela net que 600 exemplares de um jogo eu não sei o nome irá sai esse ano de 2012 isso e verdade vcs ai que se liga no mundo dos games,o meu snes tem 17 anos.abraços vcs ai do mundo do games

    •  Beleza véi?
      Cara, o jogo que será lançado para SNES se chama Nightmare Busters, não é licensiado (até o momento) e o seu lançamento deve acontecer no início de 2013, e esse é o único meio de alguma coisa ser lançado para consoles  antigos hoje em dia, vide Pier Solar para Mega Drive, lançado a pouquíssimo tempo.

      • A Nintendo não lança jogos para hardware antigo porque ela não lucra mais com um equipamento que não é mais fabricado, ou você acha que está ajudando a Nintendo comprando um cart usado de SNES? (e seria impossível retomar a fabricação sem que seja um daqueles SoC emulados like Tectoy com bilhões de jogos educacionais na memória, principalmente por causa do chip de áudio feito pela Sony). O Virtual Console dá muito mais lucro pra ela do que jogos e consoles usados, por isso acho que ela não está nem um pouco interessada nessa ideia.

  • Clarissa

    Gente, que história mais linda! amei…rs

    •  Valeu Cláudia ^^

  • oscar r.r.

    Muito bacana essa história, ja passei por coisas assim =D
    Uma coisa, eu CONSEGUI REMOVER O AMARELADO DO MEU SNES 0o, Não tenho fotos do antes, apenas do depois. Mas quando o comprei de uma colega de serviço fiquei meio chocado com sua aparência, mas resolvi comprar já que vinha com Super Mario World e Top Gear 3000 e custava apenas R$30,00.. sim isso mesmo trinta pila. Ja estava parado a anos e ela não dava mais a mínima pra ele, queria dinheiro para festinahs, suponho, bom pra mim ;). Costumo pagar mais caro que isso em fitas originais que compro no ML.
    Mas vamos a LIMPEZA… o pai da minha namorada me emprestou um produto liquido que serve parra tirar mancha de motor de carro que resolveu 70% do problema após eu esfrega-lo com a parte mais áspera de uma esponja na carcaça durante horas, e perder boa parte das céluas lábeis das minhas mãos. Mas o que mais me surpreendeu foi o SAPOLIO. Depois de eu já ter até desistido..”Não tem como ficar melhor que isso..é isso mesmo”..ele deu cabo quase dos 30% que restaram e creio que poderia ter cuidao dos 70% anteriores, auxiliado de + 3 esponjas. Passar uma borracha escolar também ajuda -principalmente nos cantinhos-.

    é isso ae, vou ver se acho o tal espray que o Sabat falou XD
    0/

    • Rapaz, o que vc fez foi esfoliar a carcaça do SNES até sair o amarelo kkkkkkk ele deve ter ficado até liso né kkkkkk

      Mas se o trabalhão valeu a pena, é o que importa!!! XD

    • Podia ter tentado uma mistura de Oxy com Agua Oxigenada 40 volumes no sol (o maior erro das pessoas que tentam a mistura é deixa-la secando ao sol, mas não pode, tem que ficar retocando senão mancha ou o composto químico evapora antes de começar a agir, além do mais, dependendo do plástico, pode ser necessário um esforço extra e ter que fazer mais “sessões de clareamento”). Comprei um Dreamcast e um PS1 fat ano passado praticamente marrons, e essa mistura deixou os dois com cara de novo em algumas horas debaixo de um sol forte bezuntados com a mistura. Não lixo nunca mais, pois aos 12 anos ficava limpando o SNES com bombril e de tanto lixar, o console está com uma aparência brilhosa muito feia, além do amarelado ter voltado em poucos meses. Preciso repetir a experiência no meu Super Mouse que tá ficando marrom também… =D

  • Thiago

    Que história FODA!

    Por essas e outras, nunca mais irei me desfazer de um videogame que eu comprar. Quase vendi meu PS2 na tentativa de comprar um PS3 mas decidi juntar mais dinheiro, até porque eu sei que eu iria me arrepender. (e também quero começar uma coleção de videogames, tenho 8 dos 20 consoles que eu pretendo comprar, daria muito trabalho eu recuperar o meu PS2 se eu tivesse vendido, hauehauhea :P)

    Parabéns cara!

    • Opa amigo, valeu ^^ Vender consoles, nunca mais!!! XD

  • sergio

    Muito legal oque voce fez pra sua mina

    • Virou esposa meu amigo ^^

  • sergio

    Desculpe nao sabia que era esposa parabens belo o super nintendo

    • Opa Sergio, não se desculpe cara XD de boas pô ^^

      Abração!!

  • Nandoalvez

    Cara, mesmo lendo isso com 2 anos de atraso… virei teu fã!

    • Opa Nando, desenterre o quanto você quiser maninho ^^ o terreno é seu kk

      E olha que de lá pra cá já casei, já mudei de casa, já estamos pensando em filho, e etc kkk Super Nintendo o filhote já vai ter garantido ^^

      • Nandoalvez

        Rs, to na fase da busca do apê ainda. Me diz uma coisa. Tu conseguiu a fita do topgear? Acho que tenho uma dessas!

        • Consegui nada cara, na verdade eu não fui atrás por falta de tempo e grana ^^ To economizando pra ver se eu compro um Super Ufo de Snes, ai a gente vai poder jogar bastante coisa XD

  • Ulisses Seventy Eight

    Eu admiro mesmo seu trabalho aqui no Retroplayers, assim como de todo o pessoal. A falta de tempo é que me entristece, enfim. Eu mesmo em 2 anos, tive quase todos os tipos de consoles que gostaria de ter, só falta o NEC Pc Engine aqui ai vai ser demais. Mas eu gostaria de ter consoles completos sim, ams falta de espaço fisico é dose.
    Ainda bem que a emulação me ajuda. Fora que posso conhecer jogos e consoles obscuros.
    O que voce fez pela sua esposa foi demais mesmo. Eu também costumo tambem ser dedicado a minha esposa. Pena ela não jogar muito comigo.

    Enfim é isso e parabéns a toda a turma do Retroplayers.

    • Opa Ulisses, muito obrigado maninho ^^
      Realmente, o tempo ta curto, depois que eu casei ficou mais ainda, e a equipe está lotada de afazeres pessoais sem contar os que desencanam e caem fora por tempo indeterminado, é dose gerenciar tudo isso e ainda arrumar tempo para escrever, mas olha só, as vezes a gente ganha umas recompensas muito marcantes pelo trabalho cara, e isso nos mantém firmes.
      Acabei de ganhar de um leitor do interior uma coleção muito legal de jogos de Mega Drive japoneses, em breve eu vou postar algo sobre esse ocorrido e o que isso representa para mim. Fique no aguardo XD

  • Daniela Madureira

    Olá, tudo bem?
    Gostaria de saber se é possível e como apagar riscos de caneta no super nintendo. Pois tenho um e ele está um pouco riscado. 🙁
    Obrigada!!

  • Sirlon Nolris

    Celso é o único ser humano que eu conheço que ousa dizer que odeia a Nintendo.
    Não conheço outro, inveja ou frustração isso aê. kkkkkkkk

    • ahuahahuha vai saber cara XD Odiar é uma palavra muito forte né kkkkkk

  • Jones

    Sabat, parabéns pelo depoimento! Ontem consegui comprar o SNES da Playtronic sem estar a amarelado e com fonte original. Também um joystick original com os botões coloridos do Super Famicon. Att, Jones

    • Opa Jones!! Obrigado cara ^^

  • Vitor Cordeiro

    procuro alguém pra personalizar meu super nintendo alguém ai pode me ajudar?