Lords of Shadows e a Sina do Castlevania 3D


Eu era bem moleque… aquele morceguinho maldito me matava sempre. O chicote do herói era difícil de controlar, o HP descia igual merda na descarga, ave Maria como eu xinguei aquele jogo!  Mas péra lá: se eu segurar pra cima e apertar ataque, o carinha taca essa machadinha pra cima!! Agora eu mato aquele morcego do inferno!!

Pois é, matei o morcego. Aí peguei o jeito, joguei muito tempo, muito mesmo, semanas, talvez meses. Em um momento confrontei a Morte com foice e tudo, e a venci após horas e horas de tentativas ininterruptas. Continuei então  sem parar, e por uma única vez, consegui levar o cara do chicote invocado caçador de monstros até o final do jogo… Também né, eu não era louco de desligar o videogame, só de pensar em ter que jogar tudo de novo e enfrentar novamente aquele penúltimo chefe eu já tinha calafrios!

Quando tive a oportunidade, consegui o 2 daquele game, um tal de Simon’s Quest (e eu pensei “ah! o nome do carinha é Simon! Fodão ele heim!”) cheio de segredos e quebra-cabeças, consegui chegar no final!! Como foi bom poder, chutar a bunda imortal do Drácula mais uma vez!

Assim nascia o meu respeito e admiração por uma das maiores e mais clássicas séries de jogos da história dos videogames, Castlevania.

É um bendito nome que cultiva milhões fãs pelo mundo, detentor de dezenas de jogos para dezenas de consoles, com jogos excelentes e alguns nem tanto, mas muita tradição. Uma série que nasceu 2D mas que já teve, após o boom dos jogos tridimensionais, algumas investidas mau sucedidas no universo 3D, que só resultaram na volta da série ás suas origens bidimensionais.

E tome jogo pra Game Boy Advance e Nintendo DS. Foi uma penca de títulos de primeira qualidade da franquia, enquanto paralelamente, as investidas em 3D continuavam resultando em jogos fracos e sem carisma.

Qual seria o segredo? Ou melhor, onde é que a Konami estava errando?

Provavelmente, a resposta estava no nome Koji Igarashi, o atual encarregado da Konami pela série.

Não me entendam mal caros fãs da série: o cara é um gênio no que diz respeito à franquia Castlevania. Seus jogos são profundos, bonitos, difíceis, com trilhas sonoras fenomenais e tramas sombrias. O problema, é que Igarashi claramente se complica quando o negócio vai para o 3D. As suas ideias não funcionam tão bem com a mudança de dimensão, e parece que a Konami, não muito tarde, percebeu isso.

Um novo game da série está chegando, e seu desenvolvimento estará desta vez, a cargo da espanhola Mercurysteam (produtora do bom American McGee Presents: Scrapland e do fraco Clive Barker’s Jericho) sob supervisão da Kojima Productions, com o próprio pai do Snake, Hideo Kojima, olhando tudo bem de perto para garantir que o negócio desta vez alcance, em uma transição para o 3D,  o patamar de qualidade a tanto tempo aguardado pelos fãs da série.  O game irá se chamar Castlevania: Lords of Shadow.

O trailer a seguir foi mostrado na GamesCon, a mesma feira europeia de games onde foi anunciado oficialmente o PS3 Slim, e foi muito bem aceito pela crítica e público:

Com a jogabilidade totalmente voltada para a ação, o novo herói batizado de Gabriel dizima hordas de monstros e mortos vivos no melhor estilo Kratos utilizando uma cruz especial, que o ajuda tanto nas batalhas quanto na exploração dos cenários. O negócio parece bastante com o visto em games como God of War, e terá pessoas dizendo que ficou até mesmo parecido demais!! Mas levando-se em conta que Hideo Kojima está lá supervisionando, é bem plausível dizer que o game tem todas as chances de ser um grande sucesso, o que finalmente, levaria a franquia ao universo 3D de forma definitiva. Só isso já é motivo de sobra para tornar Castlevania Lords of Shadows, um dos games mais aguardados desta geração.

Foi dito até agora, que o game não teria ligação nenhuma com os games produzidos por Igarashi, tanto para PS2 quanto para o restante em 2D. A história divulgada até agora mostra Gabriel destroçando os seres noturnos enquanto desbrava os  cenários atrás dos pedaços da Máscara de  Deus, um artefato que tem o poder de quebrar a maldição que caiu sobre a Terra, e que impede as almas dos mortos de irem para o além tirar uma pestana. Os pedaços dessa máscara estão adivinhem com quem? Com os Lords of Shadow, óbvio! O que o motiva a encarar essa pedreira é o fato de sua esposa Mary (nome que ele diz no trailer) ter sido morta por uma das bestas que andam livremente pela Terra devido à essa maldição.

Mas um fato é bem relevante: no final do trailer, uma voz macabra diz em alto e bom som: “Eu vou apagar o nome dos Belmont deste mundo, PARA SEMPRE!!!”. Assim sendo, se os Belmont’s estão de alguma forma ligados a história deste novo game, é bem possível que Gabriel tenha então alguma ligação com a família mais famosa de caçadores de sanguessugas da história da vampiragem.

Fica agora a expectativa por este que deve vir a ser mais um novo começo para a franquia Castlevania. Aguardo ansiosamente por mais informações desde título, e espero que até o seu lançamento, eu já tenha adquirido um videogamezinho desta geração para poder apreciá-lo e quem sabe, possivelmente (senão o game não chamaria Castlevania) chutar mais uma vez a bunda imortal do dentuço-mestre sanguessuga, ou vocês acham que existe alguma chance de o Drácula não ser um dos Senhores das Sombras? Hummmm… Quem sabe…

O game está sendo desenvolvido para X360 e PS3, e está previsto para ser lançado já em 2010. Nenhuma data foi confirmada, mas possivelmente ficará para o segundo semestre deste ano. Eu aguardo ^^

Fim


Sobre Sabat

Dono, Chefe, Gerente, Cara da Xérox e Tia do Café do RetroPlayers! Meu negócio? Falar sobre games. Como? Escrevendo meus trabalhos, gravando minha voz horrível, ou filmando minhas humildes proezas! Onde? Aqui, ali, ou onde quer que me chamem!
Adicionar a favoritos link permanente.