Crônicas do Macho Gamer: O gamer de ontem é o bom marido de amanhã!


São muito raros os casamentos estáveis hoje em dia. Frequentemente eu assisto discussões ridículas de casais sobre coisas totalmente banais. O homem tem a brilhante ideia de economizar as tintas misturando verde escuro com branco, mas a esposa insiste em pintar as paredes com cores diferentes; ou quando o marido atrapalha a mulher pedindo para ela dizer coisas SUJAS” na hora do vamo vê, e ela sutilmente responde: “A louça está suja, os armários estão sujos; os quartos e os banheiros estão sujos também! Tá bom pra você?!”

Pois é, aparentemente estamos em um século onde existem muitos companheiros CHATOS. Embora a grande parte da mulherada costume “segurar as pontas” por causa dos filhos, eu já presenciei muitas esposas terríveis também. Estudos científicos mostram que deixar de dizer na hora aquilo que precisa ser dito para o seu companheiro(a) faz mal para você, e fatalmente deixará o conjugue viúvo mais cedo. Felizmente sempre existem exceções, e através deste post que escrevi com as excelentes dicas de relacionamento do Sabat (que funcionam sim senhor, como vocês acham que ele consegue enrolar a noiva dele por tanto tempo?) irei provar que os retrogamers estão muito mais propícios a serem grandes maridos do que se imagina. Bem, se você está duvidando de tudo o que eu escrevi até agora, o trecho abaixo será uma comprovação científica de toda a minha tese. Vamos a ela!


.

SOMOS BONS OUVINTES!

Quem joga RPGs a muito tempo consegue naturalmente aguentar diálogos incrivelmente tediosos por um grande período de tempo. Perto disso, dar atenção à companheira por várias horas é um ALÍVIO. Por conseguinte, nós também sabemos diferenciar diálogode monólogo, não impondo nosso ponto de vista de maneira ditatorial como tantos companheiros e companheiras fazem. Muita gente, como disse o grande TANDRILION pelo Twitter, não quer ouvir, apenas ser ouvida. Claro, sempre existe o risco da mulher acabar encontrando para marido um gamer fã do LASSIC, o ditador sem escrúpulos da foto acima que detesta que falem antes dele além de o ponto de vista dele ser sempre o certo, o que causaria sérios problemas conjugais na hora de “ouvir” algo vindo da patroa, mas felizmente este grupo não é nada numeroso.

.
.

SABEMOS LIDAR COM A DERROTA!

Para quem joga vídeo games antigos, perder é algo MUITO FREQUENTE, principalmente em jogos que exigem bastante dedicação e cabeça fria, como aqueles que cansamos de ver no nintendinho. Por isso nós assumimos erros com muito mais facilidade e aprendemos com eles, afinal queremos avançar para o próximo nível, não gostamos da tela de Game Over. Ademais, também não vamos desistir com facilidade de idéias, projetos e sonhos seus, pois estamos treinados na arte de superar obstáculos: jogos antigos ensinam que sempre existe um caminho para superar os desafios, por mais difíceis que sejam.

.
.


SOMOS CAVALHEIROS!

A grande maioria dos jogos, principalmente os mais antigos, ensinam aos jogadores que se eles forem educados, corajosos e persistentes, poderão ganhar um beijo da garota bonita no final (Pô, só um beijo?). Por isso vamos abrir a porta do carro pra você, puxar a cadeira para você sentar (ou cair) durante o jantar, e vamos nos preocupar completamente com a sua felicidade e com o seu prazer (principalmente durante o sexo). Cavalheirismo é a especialidade daqueles que depois de anos e anos a fio, se acostumaram a salvar donzelas em perigo.

.
.


SOMOS BONS PROTETORES!

Retrogamers sabem o que acontece se não ficarem de olho em suas preciosas namoradas: Se ela não for raptada por uma gangue, provavelmente será abduzida, sequestrada por um rei réptil pré-histórico, ou coisa muito pior! Por isso vamos preencher a nossa companheira de carinho e respeito desde o começo do dia, garantindo assim que você não consiga ser RAPTADA POR UMA GANGUE DE RUA SÓ PARA DEPOIS FAZER COM QUE DOIS IRMÃOS LUTEM ATÉ A MORTE POR ELA, evitando assim maiores confusões judiciais.

.
.


DAMOS VALOR AOS PRESENTES!

Todos os jogadores sabem que os itens são muito importantes e podem até abrir PERNAS os caminhos e as portas para o seu CORAÇÃO! Sabe aquele negócio de “eu te dou, mas quero algo em troca“, muito comum em RPGs? O mesmo se aplica às nossas namoradas e futuras esposas, que nunca ficarão sem ganhar algo de nós nas datas mais importantes para elas simplesmente por que estamos muito acostumados com esta troca de mercadorias de tanto jogarmos RPGs. Simplesmente para nós, é como avançarmos com sucesso por mais uma etapa, mas elas não precisam saber disso: basta saber que sempre estarão contentes com os presente que receberão da quest… ops… da gente!

Claro que nossa recompensa nem sempre será um… presente, mas será muito bem vinda, até mais do que se fosse!

.
.

RESPEITAMOS O SEU ESPAÇO!

Na grande maioria dos games antigos, se aproximar demais dos inimigos é garantia de derrota, e se for um grupo de inimigos então, nem chegamos perto a não ser que estejamos extremamente preparados para a pancadaria, ou que ela seja algo inevitável, ou que sejamos convidados para tanto. Com esse treinamento, fica fácil não nos aproximar-mos quando nossas esposas quiserem aquele tempinho para ficarem com suas amigas gostosas conversando sobre aqueles mais variados assuntos que nada dizem respeito aos maridos, mas que elas detestariam que ficássemos a uma distância passível de captação auditiva mesmo que para nós, tais assuntos não tenham a mínima relevância ou importância.

.
.


NUNCA TROCARÍAMOS UMA COMPANHEIRA POR UM JOGO!

Bem, desbravamos mundos inteiros destruindo inimigos, passamos por esgotos, desertos, florestas, e em fim chegamos a um castelo cheio de passagens secretas na busca daquela sala protegida por um dragão, onde esperamos que finalmente aquela linda princesa vá aparecer para dar ao herói aquela devida recompensa e… de novo aquele cogumelo desgraçado… Não, cara esposa, nós NUNCA MAIS seríamos capazes de trocá-la por jogo algum! Ficar com a princesa sem ter que passar pelo perreio doentio que é terminar um game é MUITO MELHOR do que passar por este perreio e ENCONTRAR UM COGUMELO IDIOTA NO FIM DE TUDOVAMOS FAZER COM MUITO PRAZER COM AS NOSSAS COMPANHEIRAS TUDO AQUILO QUE O MARIO NÃO FEZ COM A PRINCESA PEACH NESSES ANOS TODOS! 🙂

.

Nota do Sabat: Este texto foi baseado em uma velha matéria do antigo blog do Jorginho Macho gamer, e muitos outros artigos ainda serão reciclados deste bem-humorado e finado blog, aguardem!

FIM


Adicionar a favoritos link permanente.
  • KKK ótima matéria! Mano tudo verdade aí, apesar q conheço muitos gamers safadões, kkkk.
    E pra confessar eu não lido muito bem com a perca não, fico com uma raiva da porra, rsrsrs

    Ah, e sou eu o nigaz viu amigos, é q loguei com o facebook pra testar! e sim estou de volta! AGUARDEM!

    • “E pra confessar eu não lido muito bem com a perca não, fico com uma raiva da porra, rsrsrs”

      Errr… Então, eu também odeio perder. O lance da tese é que retrogames então fazendo eu me tocar dos meus erros com muito mais facilidade, antes da catástrofe acontecer! 🙂

      “Ah, e sou eu o nigaz viu amigos, é q loguei com o facebook pra testar! e sim estou de volta! AGUARDEM!”

      O Toni Garrido da comunidade retrogamer não poderia deixar de escrever sobre Ninja Gaiden e sobre todos aqueles jogos que eu nunca tinha visto em toda a minha vida! Seja retro-bem-vindo, Nigaz!

  • Paladino222

    Cara depois de 6 anos de casorio e 2 fios não faço mais nem metade dessas coisas…(tu ainda é virgem?).
    rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs…

    • Ahm… Não vou responder para não me comprometer (tenho 15 anos e meus pais me orientaram bem), mas lembre-se de que o Sabat enrola a noiva dele com essas dicas aí! 😀

  • Cosmo Kramer

    Casado há dois anos aqui (prestes a ser papai :D) e muita coisa disso é verdade. O que eu mais achei bacana foi a parte dos RPGs, a paciência de ouvir tudo e depois falar com certeza veio deles, joguei muito RPG (e ainda jogo) na vida, talvez isso tenha ajudado a eu ser mais paciente também.

    No mais, casamento/namoro/noivado é bom, desde que seja com a pessoa certa e tenha muito diálogo. Quando conheci minha atual esposa, uma das primeiras coisas que falei foi: “tenho 3 vícios incuráveis, videogames, internet e violão! Topas?”

    Se ela concordou, agora não pode reclamar 😛

    • Rsrs… Disse tudo. O problema é que, como eu disse uma vez pelo Twitter, algumas pessoas confundem diálogo com monólogo. Dessas pessoas eu costumo fugir, rs…

      Abração!

    • Prestes a ser papai Cosmão??? Sério bixo?? Ae parceiro, somos dois então, hehehe po que massa. Ja sabe se é um moleque ou uma guria?No meu caso é a segunda opção, vou ser papai de uma princesinha. Ela deve chegar no fim de outubro. Parabéns meu amigo, abração! 

      • Cosmo Kramer

        Ela está de 2 meses, indo pra 3, ainda não sabemos se homem ou mulher, mas não vejo a hora de saber uahuahaua! Particularmente, prefiro menina, mas o que vier, vindo com saúde, é o mais importante!

        Parabéns pra vc tbm, é a nova geração gamer que precisa levar o legado dos pais uahuahuahaua!

        • Leonardo Soler

          Hahaha parabéns Cosmão!! Tudo de bom pra tua família e para a criança que está por vir meu caro!! 

          Eduque ela de forma correta de pra ela um Snes de presente de 1 ano de idade e faça ela ser um criança retrô o_O hahahahah

          parabens cara tudo de bom ^^

        • Parabens pra vcs e pra nós todos, a minha está de 5 meses! É , o nigazinho ta chegando hehehe pra jogar halo com o papai! kkk

          “é a nova geração gamer que precisa levar o legado dos pais uahuahuahaua!” 2x

          • O COSMÃO VAI SER PAI? NIGAZ TAMBÉM? Putz, isso que dá responder os os comentários sem meu óculos!

            Caras, desejo toda a felicidade e paciência do mundo! Curtam bastante essa fase… Passa mais rápido do que vocês imaginam.

            Abração! Parabéns!

          • Ae Nigaz!!! Parabéns pra nós mesmo! hehe
            A minha também está de 5 (já indo para 6 meses). 
            Abração!

          • Leonardo Soler

            Caramba.. to me sentindo um não sei o que o_o todo mundo sendo papai O_O eu quero ser tbm!! =[   

            #boracorrerpraruacatarumamuié 
            Hahahhah Parabens para todos =D

          • não se sinta assim não Leonardo, a hora chega pra todos,kkk
            abração aí!

  • Genial os argumentos e comparações com o estilo de vida gamer! Só não posso garantir se dá para colocar em prática… heh

    • Rs… Para algumas mulheres, seja um gentleman; para a maioria, seja um safadão! 🙂

  • Jorge Lucas, meu caro, vc analisou perfeitamente toda a situação dos casados.
    Diria até que jogar videogame é melhor que qualquer terapia de casal (Deus me livre ter que passar por isso, rrs) e olha que já farei 7 anos de casado… As técnicas aprendidas nas lições gamísticas salvam qq casamento, principalmente o “Respeitamos o seu espaço”. Diria que o melhor do RPG, é que nos orienta a lidar com a TPM delas… hehe
    Abração!

    • Leo do QG Master aqui? QUE HONRA!
      7 anos de casamento? Nossa, você poderia escrever um novo best-seller: “Ela, o Master e Eu”! 🙂

      Abraço! Muito obrigado pelo comentário!

  • É… os retrogamers arrasam!
    Acho que terei que fazer minha própria versão dessa bagaça.

  • Caraca, é bem por aí mesmo. Só assistir Casos de Família por 15 minutos e dá pra ver.Bom, ainda sou novo e só colocarei isso em prática daqui a alguns anos, mas com certeza guardarei pra futuras consultas!
    Ótimo post!

  • Leonardo Soler

    Hahaha muitas das coisas aí são verdades mesmo Hahha Muito boa a comparação meu caro! O ouvir é verdade, o espaço é fato, presentes? nos esforçamos… traduzindo we win!! haahaha adote um retro gamer como namorado —  

    será que alguma mulher vai ler isso aqui ??? o/

    AHsuHAUsHAsuUHAUshuhaushAus

    • Err… Então Leonardo, a esperança é a última que morre! 🙂
      Pois é, You Win. O lance é a mulherada reparar na gente no menu de seleção de personagens! 🙂

  • Mais um comentário sobre o texto, no final onde fala sobre o perreio doentio… eu ja enfrentei alguns perreios como este pra ficar com certas princesas… que depois descobri que não era princesas e sim sapas… ai do nada apareceu a princesa verdadeira, de um castelo longíquo, passei varias fases, e finalmente fiquei com a princesa verdadeira! ^^

    • Ha ha, isso é que é final feliz sem GAME OVER! 🙂

  • Agora tudo faz sentido, hwa hwa hwa…

    • Depois que eu terminei de escrever o texto e li, tive a mesma impressão! Hmm hmm hmm…

  • A imagem no top não deveria ser Game over e sim “Fase 2 Start”

    • E eu to quase entrando nessa fase 2 maninho aHUAHuhauHA

      • Cuidado para não virar “round 1 fight”..auehuahue

        • TH

          hauhauahuahuahauhauahuahuhau boa Mobile!

          • Leonardo Soler

            uHAUhsuahsuHAuhsuahsHAsuhausas Round 1 fight!! 

          • “CONTINUE? NAINE, EITE, SÉVEN, SIXTH, FAIVE, FÓR…”

  • Jeff

    Vixi nossa!

    Bem, curti pakas a matéria. Bem humorada e cheia de verdades. Sem dúvida, os games trouxeram grande peso positivo em minha personalidade.

    Quero dar os parabéns aos atuais e futuros  papais. Sejam bem vindos! Sou pai de duas e acho o máximo dividir essa experiência com ambas.

    Ao nosso amigo “negão”, Nigaz, seja novamente bem vindo! Espero que não se afaste, exceto se for para “outro castelo”, em busca de uma nova aventura…

    Excelente texto do autor. Parabéns Macho!

    • Fala Jeff ,Saudades cara, foi bem isso mesmo, fui pra outro castelo mais pra convencer a princesa a voltar pro meu , e nessas fiquei meio perdido por lá… mas graças a DEUS to aí de volta, e não.. nao pretendo ir a outro castelo…nao , ao menos que tenha internet por lá, rsrsrs
      Abração cara.

  • Sandro “Tandrilion”

    Parece humor, mas o texto diz bastante coisa coerente. Minha esposa tem ciúmes do videogame, mas a personalidade a qual ela se apaixonou foi formada, em grande parte, pelo próprio hábito de se jogar videogame; um claro paradoxo!

    Obrigado pela citação!Muito legal o post! Parabéns!

    • Exato, mas quanto ao ciúme, é normal. A minha tem ciúmes até do “vento”. kkkkk

    • Valeu Tandrilion! Grande parte da ideia do texto foi inspirada daquela nossa pequena conversa via Twitter, lembra? 🙂

      Abração meu amigo! 🙂

  • Muito bom, a ligação com RPG caiu perfeito. E pensar que joguei o codinome da Sra. Waka, como Rinoa (RPG na veia gamer xD)

  • alguém

    Sinto dizer, mas todos os ítens são fail em relação ao meu namorado…TODOS ¬¬. e olha que eu adoro games tb.

    • Pois é, sempre tem exceções a toda regra. Mas tem que ver tb…muitas das conotações feitas no texto, se for analisar envolve a idade tb de certa forma, e maturidade.Infelizmente tem muito marmanjo imaturo,assim como mulheres tb. Mas creio que a maioria retrogamer segue essas regrinhas aí.Pelo menos os que jogaram esses games na época(referindo a idade, rs) Bom, pelo menos eu sigo ^^.

      Lembrando que a mulher também tem que ser considerada “princesa”. E Olha vou te falar. é muito dificil encontrar uma. Eu encontrei a minha a kilometros, literalmente in another castle, FAR FAR away. rs

      • alguém

        Ele é bem maduro sim(de idade, 22 aninhos) apesar de ainda não ter crescido muito mesmo. E quanto a ser princesa, você acabou comigo ein rs. Não faço a linha “menininha”, mas isso até atrai os homens, por não ter frescuras apesar da carinha de princesa. Mas acho que o caso dele é o prazer pela competição……diferente do post acima, tem muitos que jogam pelo desafio, e acaba se tornando um vício(por competir, ele compete até comigo), nesse caso, ele não será um bom marido :/

        • Então, alguém… Sobre o esteriótipo de princesa, eu falei de princesas como se fossem TODAS as mulheres em geral, e não só “menininhas”. Aqui em Sampa eu costumo chamar de “Princesas” as garotas bonitas.

        • Não quiz dizer que vc não era,rs, se foi isso que deu a entender me desculpe  eu quiz princesa pra mim, no caso, pra ele.Cada cara tem uma “mulher ideal” assim como as mulheres tb tem. é encontrar aquilo que vc procura. Isso significa encontrar a princesa. E aí pode variar, podem procurar beleza exterior, ou interior, ou os dois. rs Aí é com cada um. Vc pode ser até a princesa dele, mas ele será seu tuxedo mask? rs Isso de competir entre si é Osso, passei por um relacionamento assim, era embaçado. Competiamos até pra quem dançava melhor, rs Uma coisa era daora, as partidas de yugioh eram emocionantes(sim a  gente jogava, rs) mas no final a princesa nao era ela. ^^

          • Disse tudo, Nigaz! 😉

            Abração!

          • alguém

            Pois é….taí o problema, sou a princesa da familia dele, dos amigos e a galera toda da universidade…só não sou pra ele :/. Acredito sim no conteúdo do post, geralmente os gamers não só serão bons maridos como são os melhores namorados e amigos…pena que fui gostar logo da excessão :/

          • Não esquenta, as pessoas mudam. A conversa é a chave em toda relação.Quem sabe ele não muda? Caso contrário, ai nao posso opinar. Você que sabe o que é melhor pra vc. Boa sorte pra vc, e fique sempre de olho no blog. Abração! ^^