RetroReview Especial: The Dark Side of the SNES – #02 Legend
Por Sabat Em 18 nov, 2013 as 03:56 AM | Com 2 Comments

A muito tempo atrás, joguei no meu Mega Drive o clássico da pancadaria medieval Golden Axe, o Beat em’ Up original dos arcades que dispensa apresentações e é sempre muito bem vindo em qualquer local onde vá rolar aquela jogatina multiplayer.  Ai depois de alguns anos, joguei Knights of the Round, pérola da Capcom que colocava a turminha do Rei Arthur pra esquartejar bandidos, monstros e dragões em um dos melhores games do gênero para o 16bits da Nintendo. Agora eu me pergunto, caros amigos retroaventureiros: pode uma softhouse se basear nestes dois clássicos para criar um jogo do mesmo estilo e fazer uma cagada daquelas monumentais? Bem, perguntem para o pessoal da Arcade Zone… Eles conseguiram, e com louvores.

O 16 Bits da Nintendo nunca foi o meu forte, e nem escondo isso de ninguém. Na época em que muitos estavam jogando seus jogos cheios de exploração e histórias longas, eu estava na outra parcela de público que detonava os games mais Arcades e cheios de ação do Mega Drive, e poucas foram as oportunidades em que eu pude ter um SNES em casa para desfrutar de seus títulos… Quando tive, aproveitei para jogar o que o console tinha de melhor, como A Link to the Past e Metroid III. Em outras palavras, este Retro Especial vai ser aquele empurrãozinho maroto que faltava para que eu finalmente pudesse me aprofundar na biblioteca de games desse aparelho.

Aí os meus bondosos amigos retroaventureiros elegem entre os pré-selecionados, um jogo de pancadaria medieval baseado em dois grandes clássicos do estilo… Claro que como fã ardoroso que sou, me prontifiquei rapidinho a terminar o tal título, afinal, o que poderia dar errado? Beat em’ Up é um estilo de jogo virtualmente blindado! Por mais genérico, antigo e arcaico que seja o game, ainda assim é impossível não se divertir dando porrada em alguém. Bem, pelo menos, assim eu acreditava.

Caros amigos desgraçados que votaram neste game: muito obrigado pela “tortura” que vocês me proporcionaram, que Deus lhes proporcione o mesmo em dobro! Jogar Legend até o seu final foi um verdadeiro teste de paciência em todos os sentidos da expressão, é tanta coisa ruim junta em um só lugar que o pessoal que criou esse game deveria ter sido fichado e preso sem fiança.

Produzido em 1993 por uma softhouse europeia chamada Arcade Zone Ltd e publicado por uma tal de Seika, Legend apareceu e sumiu com a mesma velocidade, e eu nesses dois dias de jogatina pude entender os motivos que levaram este título a vagar no limbo da obscuridade tão precocemente. Sim, foram dois dias para terminar um Beat em’ Up, tipo de jogo que eu geralmente finalizo em horas, e a demora não foi por dificuldade não… Foi por tédio mesmo. Por várias vezes eu parei de jogar simplesmente por que não aguentava mais, e só continuava quando a minha paciência se regenerava.

O game é absolutamente genérico, a começar por sua história clichê que, além de não ter a menor surpresa ou originalidade, ainda por cima é contada de maneira tão simples e sem graça que dá dó. É o velho papo do vilão tirano que merece apanhar e do cavaleiro honrado que parte no encalço dele, representado naquele tipo de texto que o jogador nem se dá ao trabalho de ler e prefere criar a sua própria versão dos fatos tipo “guerreiro musculoso mau humorado resolve sair quebrando a cara de todo mundo sem motivo só por que é legal”. Geralmente em Beat em’ Ups a história só serve para dar um plano de fundo e um motivo para a pancadaria, não chegando a ter uma importância muito notável, mas o problema aqui é que ela é tão besta e mau introduzida que acaba afetando negativamente até o herói brutamontes, que entra desconhecido e sai nômade assim como o vilão final, que me foi apresentado de maneira tão tosca que eu achei se tratar de um sub chefe.

O game tenta ser de tudo um pouco, e falha em tudo. Tenta imitar o capa e espada de primeira de Knights of the Round, mas falha miseravelmente na tarefa por que não basta para isso ter um personagem musculoso balançando uma espada na mão, é preciso uma mecânica que funcione misturada a ambientes que convençam, coisas que Legend não tem de jeito nenhum. Tenta imitar o mundo fantástico e mítico de Golden Axe e falha de novo, pois para isso seria preciso boas ideias sendo bem executadas, e Legend não tem nem uma coisa nem outra. O que se vê é um game linear ao extremo, sem qualquer elemento que nos faça dar um sorriso de satisfação, de jogabilidade lenta e travada, e sem heróis que nos cativem pelo menos o mínimo suficiente para que a gente tenha vontade de jogar até o final.

Clones e mais clones por todo lugar… (clique para ampliar)

Nada disso, em Legend a gente só tem um cara pra se escolher, que é o tal protagonista da “história” do game, e quando jogamos em multiplayer, um clone dele aparece com uma cor de roupa diferente, idêntico nos atributos e nos golpes, só que com um machado em mãos. Qualé, qualquer Beat em’ Up  que se preze tem pelo menos uns três personagens diferentes para serem escolhidos (e sempre uma garota no meio), com atributos, golpes e motivações diferentes, e principalmente, tem que ter aquela jogabilidade rápida e precisa que permita a estes personagens mostrarem estas diferenças por meio daquela gama enorme de golpes e magias que eles possuem. Isso não existe em Legend, aqui o herói (ou seu clone) solta espadadas em modo turbo inúteis, desfere projéteis que Deus sabe lá de que são feitos mas gastam um pedação da energia, se defende com um escudo mais inútil ainda, e aplica voadoras.

Trocar porrada com os inimigos é uma grande besteira devido ao alcance tosco e a lentidão da movimentação, o que sempre permite que os inimigos nos acertem. E quando digo lentidão, eu quero dizer é que o nosso personagem anda igual uma pedra. Ele parece estar com duas bolas de aço daquelas de presídio nas pernas enquanto os inimigos correm incessantemente pela tela tentando nos rodear de um jeito tão artificial que até irrita. A IA é a pior que eu já vi em um Beat em’ Up, os meliantes ficam indo pra lá e pra cá e geralmente só tem UM ÚNICO TIPO DE ATAQUE cada um! São um bando de idiotas que se repetem à exaustão por cenários imensos e que só complicam por que a jogabilidade do game é uma porcaria, com respostas lentas e comandos falhos. Usar a defesa como item estratégico não funciona por que o personagem demora uma eternidade para puxar o escudo, bater de frente é inútil por que é impossível não ter um inimigo atrás de você pra te cutucar com algo, usar o projétil gasta muita energia (quatro deles deixam o herói no zero), então o jogador acaba sendo obrigado a aplicar voadoras pra lá e pra cá incessantemente pela tela aproveitando a burrice dos inimigos que não tem defesa contra esse golpe. Ou melhor, os safados até se defendem, na verdade alguns se defendem DEMAIS, mas eles nunca contra atacam esse golpe, tanto que é possível as vezes passar a fase inteira sem tomar uma única porrada só fazendo isso.

Magias e projéteis a gente acaba guardando para usar nos chefes, que são a grande dificuldade do game. É mais ou menos assim: as fases são longas, tediosas e irritantes, os chefes são difíceis e apelões. Geralmente são MUITO maiores que o personagem, mas correm pela tela como se estivessem com o capeta atrás deles. Seus golpes tem um alcance monstruoso, e não param de atacar em momento algum… Junte isso à lerdeza do “herói”, e temos um massacre que só pode ser evitado pelo uso dos potes de magia acumulados durante a fase (cópia descarada e mal feita de Golden Axe) combinados aos projéteis que a gente deve atirar a torto e à direito. Simples, melhor perder energia jogando algo poderoso no chefe do que apanhando…

Essa é a magia mais comum, é só juntar potes e apertar um botão para usar (clique para ampliar)

Já disse que os cenários são longos e tediosos, e de início eles até agradam, apresentando logo de cara alguns efeitos de transparência e planos de fundo bonitos que deixam a impressão de que o game será surpreendente. Mas isso não acontece, e o que se vê no restante da peleja são ambientes fraquíssimos, mau desenhados, repetitivos, e com interação quase nula. Em suma, derrubamos algumas portas que bloqueiam o caminho, subimos um elevador de corda aqui e acolá, e só. Momentos interessantes como a casa em baixo da árvore no início do game simplesmente deixam de acontecer, e o resto do game todo é simplesmente um caminho reto sem qualquer variação ou surpresa. Veja bem, em 1989 eu cavalgava em bestas cuspidoras de fogo pelas costas de uma tartaruga gigante… O que eu deveria esperar de um game quatro anos mais novo com a mesma temática?

A temática das etapas é genérica demais, não chama a atenção em momento algum. Ao contrário disso, o jogador torce o nariz para algumas passagens como a “caverna cheia de homens pré-históricos”… Quem teve essa ideia genial?? E por muitas vezes “algo qualquer e enorme” como uma árvore ou uma pilastra, propositalmente entra no plano de frente bloqueando a visão da tela e… Deus, quem teve essa outra ideia genial??? Deve ter sido o mesmo cretino que teve a anterior… Nem o design de personagens e inimigos se salva.  Toda e qualquer movimentação é escrota, do herói ao chefe final, e os inimigos são mais deformados e desproporcionais do que mau encarados. É sofrível, se salva um ou outro chefe ou animação de magia, o resto é trabalho amador. O mesmo eu digo da trilha sonora: se o jogo tiver umas 4 músicas é muito, e elas se repetem a torto e a direito ao longo do game. A da primeira fase está martelando meus neurônios até agora de tanto que ela tocou ao longo do game, e nem preciso dizer que só é legal ficar com uma música pregada na cabeça quando isso acontece devido a qualidade exemplar da melodia, e não por que algo me obrigou a escutar a mesma tralha por horas seguidas.

Momentos como este poderiam fazer parte da aventura inteira, mas não é o que acontece  (Clique para ampliar)

Inimigos quando derrotados derrubam itens, que podem ser chaves, tesouros ou comida, e estas chaves são utilizadas para se abrir baús ao término de algumas etapas que podem conter vidas extras, o item mais raro e cobiçado do jogo. É como eu disse anteriormente: um bom jogo é feito de boas ideias bem executadas, e nesse caso, só a ideia foi boa, a execução dela foi desastrosa. A grana não serve pra nada, só para pontuação, e a gente vai abrindo os baús e vão surgindo trocentos tesouros inúteis e um monte de comida que só vai causar indigestão no herói, pois ele já está de life cheio faz tempo… Então pra que isso tudo existe? Poderia haver uma loja de itens no game acessível no meio das fases para o herói gastar a grana em vidas extras, energia, magias diferentes, uma espada melhor… Mas não, em Legend você está fadado a atravessar o mundo dando voadoras em gente tonta, viva com isso.

E quando a gente termina Legend depois de vencer aquele mongol gordo enorme com cara de sub chefe e assiste a um final que simplesmente acaba de coroar a ruindade do título, ainda somos abençoados com a carinha bonita dos  imbecis por traz do jogo, olhem só:

Descobri quem foram os cretinos por trás desta aberração!

E o game é tão mau feito e mau programado que, se você tenta em seguida começar uma nova partida, em vez do jogo iniciar ele dá um bug, a imagem aparece novamente e o fica em looping infinito até que o jogador canse e meta o dedo no botão POWER… O mais certo após isso é retirar o cartucho e jogar pela janela.

Cá entre nós, se eu fizesse um jogo tão ruim como Legend, eu ficaria é com vergonha de mim mesmo, jamais colocaria minha cara nem perto do game para evitar que os jogadores soubessem quem foi o autor da façanha. Mas os figuras ai em cima aparentemente estavam convictos de que haviam realizado um trabalho exemplar… Bem… Espero que eles estejam com saúde.

Sim, eu sou exigente pra caramba, chego a ser até chato, e definitivamente não me surpreendo e muito menos me contento com pouco. Beat em’ Up maiomeno pra mim é a série Final Fight no SNES, e nem por isso eu deixo de me divertir horrores quando jogo aqueles games, incluindo a tranqueira sem multiplayer que é o primeiro… Imaginem então como eu fiquei contente de jogar esse Legend… É tanta coisa ruim junta, tanta coisa mau aproveitada, mau idealizada, mau explorada, mau executada, que não sei como a Nintendo pode deixar essa tralha passar em seu teste de qualidade… Se é que existiu algum teste de qualidade na hora de aprovar isso.

Legend é uma tralha, um Beat em’ Up medíocre que faz os mais toscos games do estilo parecerem obras de arte. É um dos piores games que eu já joguei em minha vida ao lado de The Ooze e Superman 64, vale até um RetroScore do ódio:

Não me divertiu, não me desafiou, não chamou minimamente minha atenção em nada… Só me irritou. Enquanto eu jogava, só me vinha uma coisa na cabeça: terminar logo para que eu pudesse escrever e esquecer aquele tormento, pois consertar Legend é impossível… O Remake pra PSx que o diga! Procure por sua conta e risco, por que eu? Eu vou é jogar uma partidinha de Streets of Rage 2 por que EU MEREÇO! Por favor, limpe minha mente, mestre Yuzo Koshiro!

Mais imagens dessa tralha (clique para ampliar):

.

Confira as partes anteriores:

Continua…

- Chefe do Retroplayers porque o negócio é meu, jornalista porque a lei me permite, crítico de jogos e filmes porque sou chato, saudosista porque tenho bom gosto, e Analista de Informática porque algo tem que me dar dinheiro né!

  • Guilherme Peli

    Boa análise cara! Também acho esse jogo uma bela bosta kkkkk Não sei como conseguiu entrar nessa série de bons jogos obscuros. A galera deve ter votado nele de sacanagem, só pode ser =P

    • http://www.retroplayers.com.br Sabat

      Eu também não sei cara… como puderam fazer isso comigo… ME VINGAREI!!!

      AHhauHAHuaA

  • Darkbbbbbbbx

    kkkkkkkkk que review foi essa?
    Tanto ódio nesse coração….
    Não conhecia o jogo e pela review nem vou tentar hauahuahauhauahua.

    • http://www.retroplayers.com.br Sabat

      nem tente Dark, sério, esse jogo dá tétano.

  • Ivo

    Cara, eu caí para traz quando vi o RETROSCORE 20 hahahahaha XD e nem tinha começado a ler. Mas nem imaginava que esse jogo era uma lixão assim hahahaha.

    Acho que o pessoal votou de sacanagem mesmo. Mas eu conheço jogos de SNES piores que esse. Deveríamos fazer um dia a lista de PIORES JOGOS DE TODOS OS TEMPOS.

    Mas adorei o review e aguardado os da galera =)

    • http://www.retroplayers.com.br Sabat

      Põe lixão nisso Ivo, nossa cara. Está com mérito na posição de pior jogo já analisado no RP!

      E podemos sim fazer uma série de piores jogos, ja comecei com esse kkk

    • Cadu

      Retroneurose nível avançado essa idéia, Ivo! Muito boa! huahuahuahuahuahua

  • elcioch

    Knights of the Round e golden axe 1 pra mim no no original arcade.
    apesar de ser do mega o snes tem super jogos bons, na época pra mim só fui ter um snes anos depois que o snes ja era.
    mas eu não curtia muito a aparelho justamente por causa das cores do games parecia tudo tão igual.
    foi estranho e fiquei surpreso quando comecei a emular o snes e alguns games que tinha jogado no aparelho pois as cores eram outras bem diferentes muito mais bonitos.
    quer dizer que o snes matava as cores reais dos games, que coisa em.
    este game eu achei muito bonito bem desenhado, herói com magias sem graça, mas como você falou ele é lendo pra caramba e o que o torna insuportável é que o tempo todo aparecem vilões pra arrepiar que chega a ser “p… merda” a tela parece que não anda de jeito nem um quando anda milagre joguei e joguei bem mais que você e não fiz final.
    um game pessssado como este tinha que ter mais continues os que tinha não era suficiente para detonar o game acho que nem cheguei perto do chefe final.
    cheguei um dia que deletei este game e não me arrependo.
    realmente bater de frente era inútil o negocio mesmo era na voadora! só de lembrar a cena agora chega a ser engraçado a mosca do herói voando pro toda a tela.
    a cena dos hombres das cavernas me lembrava do capitão comando.
    é piada ou é serio? vai ter ou já tem um remeik?
    pois é não é uma boa mostrar as caras em um game blergh!
    pe ai, então por acaso não viu um game tipo mortal kombat para arcade de nome totoo assassino?
    cara, é um absurdo! este game de tão ruim ao inferno e os autores tiveram a coragem de estampar suas fotos cheio de alegria e logo vê que eles tem cara de nerd tonto até o ultimo achando que fez um bom jogo.só eles mesmo pra pensar assim!
    esses caras acho que não tinha nada na cabeça pois já de cara assim que o rom começava a carregar tava lá foto grande bem visível do tipo (oi gente! foi nos que fez esse game hia,hia, bacana né?) po cara! isso com certeça matou a chance deles irem trabalhar em qualquer outro lugar depois dessa bela merda!
    a não ser que tenha feito cirurgia pra mudar as carinhas! pois totoo é um péssimo portfólio na vida de qualquer um.

    • http://www.retroplayers.com.br Sabat

      Só com plástica mano, pq a cara deles ja ficou marcada nos quadros de aviso de todos os RH das softhouses da época kkkkk TÁ LOCO!!! heuheuheue
      Tem um jogo de 3DO que é uma copia descarada de MK também, Ô TROÇO ESCROTO DO INFERNO!!!

      E o jogo tem sim um remake pra PSx cara, outro jogo do pódio de piores.

  • Rokuman Senpai

    Parabéns pelo Review, Sabat!

    Quando acompanhei parte de sua jogatina via cam do Skype, não imaginei que seu ódio fosse aumentar tanto, transformando o Review em uma Retroneurose!

    Realmente concordo com o comentário do Ivo, já que você mesmo disse que ia dar uma nota perto de 50 para o jogo… E no fim deu 20! Sei que para mim pareceu meio injusto a nota com o Ducktales, pois eu sou fã demais do game de famicom / nes e amei a conversão hd (a fase monte vesúvio detonou, tanto o estágio como a música, fantásticos!)

    Agora esse game, passarei longe, valeu mesmo pela dica! Mesmo porque o snes tem bastante beat em ups tanto conhecidos quanto desconhecidos…

    Grande abraço, parabéns e logo logo um dos meus Reviews de Snes…

    Até lá! XD

    • http://www.retroplayers.com.br Sabat

      Rokuman, joguei TANTO JOGO DE PORRADA BOM NO SNES CARA, MAS TANTO!!! PQP, esse Legend é intragável, não tem absolutamente nada de bom cara, tem 200 jogos de porrada melhores que esse só no snes. Se contar o resto de consoles, affe!!!!!!

      O DT vc entendeu né maninho? XD o jogo é perfeito NO HARD, mas no normal, é mediano! ^^

  • Thiago Mascherpe Spinetti

    ahuhuahuahua esse legend chega até a ser engraçado!!! d tão ruim!!!

    • http://www.retroplayers.com.br Sabat

      Só se for pra quem está assistindo mano heuheuheuue

  • Leandro alves

    é o que me disseram, todo gamer conhece um “jogo nemesis”, que só de ouvir falar o nome do jogo, já tem vontade de dar um murro em alguma coisa. vou até testar para ver se é ruim mesmo.

    • http://www.retroplayers.com.br Sabat

      Boa sorte maninho!! prepare o suco de maracujá!

  • Chapolin Colorado

    Já tinha chegado ao meu conhecimento a existência desse game, mas só de ver um pedaço do gameplay dele no youtube já foi suficiente pra eu nem experimentar.
    E os caras votaram nisso? Hum… Isso é coisa de seguista tentando arruinar o especial de SNES!

    • http://www.retroplayers.com.br Sabat

      Pois é chapolin, é um game intragavel cara, passe longe. Votaram nessa desgraça pra me zoar, só pode kkkk

  • Ulisses Seventy Eight

    Lembrei do de PSX, que cocô enorme é os dois e não da um junto. Rolando agora ladeira abaixo aaaaahhahhhhh!!!!!!!!!!!!!

    Sobre o outro cocô do 3DO é o Way of The Warrior, só presta a trilha sonora (coisa de gente começando a escutar rock). Na verdade o 3DO tem muita porcaria, uma tonalada pra falar a verdade mas os top, são top mesmo. Exemplo é o Super Street Fighter 2 Turbo dele, a trilha é simplesmente arregaçante e nenhum dos Streets lançados tem essa trilha sonora matadora.

    Isso porque o pessoal gosta de você pra caramba. Quero morrer seu amigo hahahahahahahaha.

    Mas a empresa Seika produziu o excelente Super Turrican, de trilha sonora espetacular.

    Bem abraço amigo e valeu pela matéria, ri alto aqui no trabalho.

    • http://www.retroplayers.com.br Sabat

      Rapaz, esse Way of the Warrior, DEUS que que é aquilo!!! Mas pelo menos é ENGRAÇADO jogar aquilo em multiplayer heuehuehuheuhue Eu tenho 3DO mano, e olha, tem uns jogos ali que são ótimos, tipo Out of this World e FlashBack, que são versões muito superiores às do SNES/MEGA

      Mano, a Seika era publisher só, hoje ela ainda existe, mas não atua mais no mercado de games a décadas! Os games da franquia Turrican não foram desenvolvidos por ela não, tem um monte de empresas envolvidas!! Tipo, Mega Turrican e Super Turrican foram produzidos pela FACTOR 5 XD

  • elcioch

    acabei de ver o “remeik” de legend ps1. mas que…..censurado….. como é que esses caras ainda tem trabalho? ou melhor como conseguiram lançar isso?
    seria lançamento caseiro? pirata? ou foi feito por dos filhos do original que fez este game na escola dos game tentando recuperar a honra do pai?
    mas por fim, os caras não aprenderam a fazer games ainda!
    mas melhorou cof cof! agora tem 3 personagens a sua escolha grandes…censurado…!

    • http://www.retroplayers.com.br Sabat

      não precisa censurar não mano kk pode descascar essa porcaria!!!

  • Jean Carlos

    Jogo ruim demais. Mas ele tem uma serventia… Fazer você
    querer jogar os clássicos como Golden Axe! He

    • http://www.retroplayers.com.br Sabat

      É!!! ISSO É VERO!!!!
      Fiquei morrendo de vontade de jogar Golden Axe de novo, e vou XD

  • Dactar

    Nos USA este game aparece com a Logo da Seika(a publisher) e no Options vc pode(olha só que legal!) mudar a cor do personagem…são três cores.Acontece que no mesmo lugar em Options na versão européia,já com a Logo da Arcade Zone.Você é convidado a mudar a velocidade do game…”normal” e “turbo”,no lugar das cores.Talvez isso mostre que os caras perceberam a lentidão do jogo,sei lá.

    Diante das suas críticas Sabat,eu fiquei mais curioso ainda em jogar.Fui lá,baixei e joguei,as duas versões,USA/EU e realmente o jogo é muito chato.O problema principal dele é a estúpida inteligência artificial e a repetição absurda dos personagens.Quando eu deixei em “turbo” o jogo ficou mais fluido e até gostei da movimentação do único personagem,mas é uma melhora muito pequena diante da força GENÉRICA que o jogo apresenta.É tudo igual,chato e medíocre.Pena,porque ele tinha tudo pra ser um bom jogo.O estilo visual é legal,bonito,e a jogabilidade não é ruim,com alguns ajustes é claro.Por isso eu não acho que ele seja um dos piores games já produzidos,diria que é um jogo ruim,infelizmente.

    Eu não tentei zerá-lo,mas pelo que joguei,eu daria um retro score de 47,8%.

    Os caras que fizeram o game(ver foto da dupla logo acima no post he he he) parece que são franceses,mas a Arcade Zone é de Londres.Os caras foram pra lá porque é lá que fica ou ficava um escritório oficial da Nintendo,e para conseguir a licença da Big N para o Super Nintendo ficaria bem mais fácil.Coisa de network profissional mesmo eu acho.

    Sabat meu velho o CARLO foi responsável pela programação(a pior falha do jogo na minha opinião) e também pelo som,e o LYES,pelo gráfico e animação(esta parte ficou melhor,convenhamos),por isso acho que suas críticas devem cair mais em cima do Carlo,imagino,he he he

    Em 1995 a Arcade Zone produziu outro beat´n up para o Super Famicom “Iron Commando” não joguei mas pelo que vi no YT parece que ficou bem melhor que Legend,embora a tela inicial de Iron seja idêntica a Legend(caraca esses caras não aprendem he he he) mas na Europa o jogo foi cancelado.Algum problema administrativo,nada a ver necessariamente com o jogo em si.Portanto Iron Commando ficou pelo Japão mesmo.

    Eu lembro que certa vez,um crítico de cinema ou livros,não lembro ao certo.Disse que não gostava de encontrar pessoalmente os autores ou artistas que,por força da profissão,era obrigado a criticar(entenda aqui,análise de seus trabalhos),para os jornais e revistas.Porque embora um cara que escrevesse um romance bosta ou uma peça medíocre,pessoalmente era um cara legal,e este crítico ficava com certo constrangimento de falar pessoalmente com estas pessoas,que ele tinha que criticar.

    Eu acho Legend ruim pra caralho,Sabat,não foi a pior coisa que joguei,mas é ruim.Concordo com vc,não há dúvida.Mas acredito que se eu vc e os caras que produziram o game, Carlo e Lyes,pudéssemos sentar juntos para tomar uma cerveja ou um bom café,daríamos muitas risadas comentando este LEGEND.

    Digo isso porque li uma entrevista dos caras e advinhe?Eles são fans de Beat´n Ups he he he.Jogavam muito arcade games,principalmente os da Capcom,teve até um momento engraçado que um deles tentou filmar a tela dos arcades,para captar as cenas,(já pensando na elaboração do jogo deles)mas imagine fazer isso nos anos 90 com uma filmadora trambolho nas mãos he he he,era os anos 90,não tinha celular com android que faz tudo kkkkk,(na dúvida digitar “camcorders 1990″ no google imagens kkkk ) tenso.

    E obviamente são fans de The King of Dragons e Knights of The Round,além de Golden Axe também.

    É engraçado porque mesmo pessoas que tem experiência de gameplay em arcades,gostam de videogame e tem a oportunidade de fazer um jogo,com distribuição da Seika via Nintendo no Super Nintendo,mesmo assim,não é garantia que vai sair uma coisa boa.Não deixa de ser uma lição para desenvolvedores,eu acho.

    Mas no final das contas eu sinceramente percebo que os caras fizeram uma droga,mas fizeram de coração,kkkkk sério.Tipo,foi mal pessoal,não deu certo kkkkk.Por isso que eu reforço Sabat,Tenho certeza que nós(eu vc Carlo e Lyes) daríamos muitas risadas juntos falando mal dessa mer…digo desse jogo que poderia ter ficado bom.

    Olha só o que eles disseram sobre o nosso querido retrogamming.

    —————————————————————————
    And finally, as creators as well as gamers, what do you think of the retrogaming current ?

    Carlo Perconti:

    I love it ! I think that all the new games are getting back to the solid video game concepts of those years and the ones that followed, hence retrogaming is a return to source, to the basics which made video games successful.

    Lyes Belaidouni:

    I find this awesome, it’s like opening an old photo album, emotions are still the same. Every game tells of a period of our life. I always feel the same pleasure to play it again, even though it has aged a bit of course ! Fortunately there are people like you to make the Legend live on ! ;)

    Ótimo post Sabat!!!

    • http://www.retroplayers.com.br Sabat

      Deus, olha o tamanho desse comentário….. MALDITO!!! KKKK

      Brincadeira, vamos por partes XD

      Primeiramente, eu imagino como devem ficar as voadoras em modo turbo kkkkkkkkkkkkkk poderia tirar o protagonista do jogo e por o Liu Kang no lugar heim? kkk

      Mano, olha só…
      Eu conversava pelo skype com o Senpai outro dia, ele mesmo já confirmou a veracidade disso que vou dizer no comentário dele ali em cima: eu estava mais ou menos na metade do jogo, e estava xingando todo mundo por causa da ruindade do negócio, era palavrão a todo momento. Ai ele me perguntou quanto eu iria dar de nota, e eu disse que daria “algo perto de 50%” XD Agora eu lhe pergunto: você chegou a passar da metade do mapa?

      Por que o problema foi que o jogo continuou tão ruim mas tãããão ruim que o score só foi caindo, e se ele durasse mais uma fase naquela ruindade genérica repetitiva, teria chegado a 10%!!! Só não vou recomendar que você jogue mais por que eu sou seu amigo cara! kkkkkkkkk

      Bom, não alivio pra nenhum deles não viu…. eu li sobre isso, também mas não me profundei no assunto… Pra mim, ambos fizeram um trabalho medíocre, mas concordo com vc: os gráficos não são tão ruins quanto a mecânica do jogo!

      E esse ponto final que vc tratou é muito interessante cara: lembra do “piores clipes” com Marcon Mion, onde ele elegeu o Supla como REI DOS PIORES CLIPES?? É bem por ai cara, imaginem como esses caras devem rir dessas coisas hoje em dia… Mesma coisa esses dois franceses: se eu tivesse a oportunidade de tomar uma cerveja com eles falando de retrogaming, tenho certeza que pra começar, eles meteriam o pau na própria obra, coisa que eles não fazem publicamente por motivos óbvios né kkkkk Não podemos julgar as pessoas por um trabalho mau feito, tanto por que o que conta é o aprendizado! Foram mau naquele primeiro, melhorem no próximo, e isso foi o que aconteceu no segundo jogo desenvolvido por eles.
      Acontece até comigo… leio meus textos antigos e acho todos eles umas merdas cara!! ehuehuehuehuehheuehueuuehueu

      • Dactar

        KKKKKKKK
        Eu tinha esquecido como as voadoras são bizarras kkkkk
        Pô Sabat,não passei da metade do mapa não,mas pelo seu depoimento aí,nem vou tentar,eu tenho um monte de jogo na Lista de gameplay e não vale à pena ficar se torturando nesta “lenda” he he he.
        Os clipes com com as tiradas do Mion ,pode crer kkkkkk mas eu acho que Legend engana muito,só jogando mesmo,pra ver como é.
        Tem uma coisinha que gostei em Legend.O fato de apenas passar por cima dos ítens e pegá-los automaticamente,não precisa usar um botão para a ação.

        • http://www.retroplayers.com.br Sabat

          Isso, essa pegada automática foi bem sacada, mas imagina no multiplayer, voce quer deixar o frango pro amigo semi-morto, mas quer o saco de dinheiro… passou perto, pega os 2 heuheuhu

          Mano, garanto, se vc jogar mais, passar da metade do mapa, será gradativo: sua nota vai abaixar cada vez mais. XD Mas nem faça isso, não vale a pena kkk

          • Dactar

            Putz tem razão,com 2 players isso ia dar briga,ia perder aquele lance de camaradagem para equilibrar a barra de energia deixando o frango pro colega,isso aí complica mesmo.
            Parece que vão lançar um “greatest hits masoquista collection” pra PS4 e XONE, incluindo:
            Superman 64
            ET
            Legend
            Rise of the robots

            kkkkkkkk ehhh,pensando melhor acho que não.kkkkkkk

  • Rubens

    Eu fui um dos que votei nele, não me odeie rsrsrsrsrsrsrs
    Fiquei feliz ao ler seu review pq sempre achei que o problema era comigo…afinal é um beat n´up na era medieval e no snes. Não tinha mesmo como dar errado. Foi libertador ver mais alguém xingando essa tranqueira. Esse jogo é tão ruim que quando jogo ele no emulador geralmente aumento o frameskip pra que essa bomba fique mais rápida! Pra ver o nível da coisa.
    Agora quero ver se tu é corajoso: a maravilhosa arcade zone não se limitou a esse clone de Golden Axe e lançou pro snes um clone de Final Fight chamado Iron Commando. Topa fazer um review?

    • http://www.retroplayers.com.br Sabat

      AAAAAAAAAAAAA RUBENS, ENTENDI O SEU PLANO!!! Você queria é um diagnóstico!! Então beleza, VOCÊ ESTÁ SÃO, O PROBLEMA É O JOGO MESMO!!! ehuehuehuehheuehehuehue

      Cara, eu vi um gameplay do Iron, parece estar no nível aceitável XD

      • Rubens

        KKKKKK Valeu pelo diagnóstico. O pior que quem me apresentou esse jogo foi um amigo, e o cara gosta dessa b….sta! Ainda bem que não sou eu que to ficando chato. Quanto ao Iron, eles melhoraram muita coisa mesmo (se não me engano foi lançado 2 anos depois de Legend) mas problemas característicos como o exercito de clones e muros e similares bloqueando a visão continuaram…quando der faça um review pra galera.

        • http://www.retroplayers.com.br Sabat

          Vou sim, dexa eu ter tempo de jogar XD E mande seu amigo aí dar uma olhadinha no meu review pra ele ver que você não é chato, EU que sou ahuahuhauhaua

  • diogo.j15

    Esta é a penitencia por ter negligenciado o 3 melhor console de todos os tempos. chupaaaaaaa!!! kkkkkkkkkk

    • http://www.retroplayers.com.br Sabat

      ISSO AI, POR QUE O 1º É O MEGÃO E O 2º É O NES!!

      heuheuheuhehuhehuehuehue Nossa cara, você não votou a favor desse jogo ai não só pra me punir não né?

      • diogo.j15

        nao sou tao sadico assim, eu levo essas coisas a serio pra caramba.

  • Johnny Rocker

    Esse eu passo longe kkkkk! Análise merecida. As matérias estão muito boas, parabéns ^^

    • http://www.retroplayers.com.br Sabat

      Opa Johnny, eu que agradeço maninho ^^ Jogo ruim é pra ser malhado mesmo!!!

  • Celio Alves

    Um jogo beat em’ up medieval genérico, enfadonho, IA fraca, trilha sonora repetitiva e personagens sem carisma… Me lembrei do Soul Fighter, do Dreamcast.

    Acho que os desenvolvedores se basearam nesse tal Legend para criarem aquela bomba para o DC, porque as características são similares!
    A única diferença é que no Soul Fighter tem 3 personagens para escolher e a jogabilidade em 3D com uma câmera bisonha.

    Nunca terminei aquele jogo, mesmo sendo fácil. O cochilo era inevitável! XD
    Parabéns pelo sacrifício de fazer este review, Sabat.

    • http://www.retroplayers.com.br Sabat

      É Celio, deus do céu maninho, cai numa cilada XD tive que jogar até o final, mas fazer o que kkk foi votação dos “AMIGOS” retroaventureiros né… por esse pessoal eu faço o sacrifício XD

  • Lipe

    Vc ainda deu 20 rsrs. Eu daria 5 só pelo trabalho da programação kkkk.

    Já conhecia esse jogo via emulação, é um lixo. Não suportei jogar 5 minutos e olha que já suportei muito jogo ruim.

    Flw Sabat!

    • http://www.retroplayers.com.br Sabat

      Opa Lipe ^^ é ruim né cara, pqp, fazia tempo que não jogava nada tão medíocre velho… Mas agora vou detonar um jogaço daqueles…. pelo menos assim é a sua fama né!! AGUARDE!!

  • Gle Jogador

    A galera tá a todo vapor! No post, ambientado
    a jogatina com Golden Axe (na minha vila disputávamos quem virava mais rápido,
    meu recorde era 14 min) e Kinights of the Round, achei o máximo.

    Bem
    este é o meu comentário, que
    a força esteja com retroplayers!

    Este jogo, não joguei na época,
    pois cheguei a ver em alguma revista, coloquei na minha “lista mental” mas
    nunca encontrei o cartucho… mas com a invenção do Pentium 233 MMX… alguém
    inventou os emuladores e bingo!

    Mas como a foto do jogo nas
    revistas enganavam, pois olhando até hoje, me parece um jogo bárbaro (trocadilho),
    quando peguei, foi uma barbaridade… imaginei, poxa quem fez a gravidade neste
    jogo foi o mesmo do super castlevania… parece que o personagem tem uma bola
    de ferro sendo arrastado, snif!!!

    Mas como sou brasileiro, não
    desisto fácil e foi jogatina até o final, risquei ele da lista e nunca mais!

    Mas depois de muito tempo, tem um
    site aí, tal retrolplayers que me faz lembrar disto, bem única coisa que lembro
    que era legal, era estourar as caixinhas de som he

    Agora o chefe final… são uma
    imitação barata do Abigail com espada… só faltava ir para traz e voltar
    gritando ahahahahahahaa

    Aí eu te pergunto, quem pediu
    este jogo? Corta meu pulso, corta, corta…

    Claro que fica meu respeito pelo
    jogo, plataforma, etc

    Bem
    este é o meu comentário, que
    a força esteja com retroplayers!!!

    • http://www.retroplayers.com.br Sabat

      Puxa Gle, desculpa te fazer lembrar deste jogo, foi mau cara XD

      Maninho, quando o chefe final apareceu, tipo, simplesmente ele aparece no caminho e a gente começa a trocar porrada, simples assim… eu achei que era um sub chefe maninho!! Tipo, nada de trombetas, nada de salinha especial, nada de trono cheio de crânios de inimigos jogados, nada… ele só aparece, e tem uns jarros escrotos lá atrás, e só… e a gente mata e… e só… AFFE!!!!!

  • http://www.retroplayers.com.br/ Jeff

    Primeiramente…kkkkkkkkkkkkkkkkk!!!

    Sabat, seu texto mais me fez rir do que qualquer outra coisa, kkk! Seu desabafo com Legend, ainda que sincero parecia piada e daria um retro-neurose master kkkkkkkkkk! Igualmente os comentários da galera estão super divertidos!!! Ri muito nessa manhã!!!

    Cara, Legend só me apareceu com os emuladores e não faz muito tempo não… De início, eu até achava esse game bonito graficamente, e arisco dizer que supera muita porcaria por aí nesse quesito. Mas nunca quis experimentá-lo, justamente por existirem beat’em ups muito superiores no SNES. Agora com o review vai ficar impossível chegar perto dessa pérola kkkk!!
    Será que elegeram este game na zoação mesmo? Acho que a galera queria mesmo era saber se a coisa prestava, sei lá…
    De qualquer forma rendeu belas rizadas aqui!!!

    Abraço boss!

    • http://www.retroplayers.com.br Sabat

      hauhauhau e ae Jeff XD Acabou saindo um RetroNeurose mesmo né XD até score teve kkkk
      E eu não consigo entender por que votaram nesse game cara, sério….. Fiquei com medo dos outros agora ehueuehh

      • http://www.retroplayers.com.br/ Jeff

        kkkkkkkkkkkkkkkkkk!!

  • CODY

    Esse é triste hein Sabat? Antes de escrever aki dei uma jogada nele para refrescar a memoria, é engraçado o personagem andando parece que esta contra a correnteza e com uma bigorna amarrada na perna, para que serve aquela voadora se não acerta ninguem? Fiz um favor ao meu pc e apaguei o arquivo do emulador;

    • http://www.retroplayers.com.br Sabat

      Meus pêsames mano Cody XD Te fiz jogar essa desgraça, foi mal!!!

      Cara, pior é que tem partes do game que a gente ta dentro de agua e pântanos, ai é que a coisa enrosca de vez!!!! 3 bola de presídio e uma bigorna em cada perna, mas a voadora continua firme e forte ehuehuehuue

  • Cadu

    Sabat, se o jogo NÃO te divertiu, eu tenho que confessar que seu texto sobre ele ME divertiu PRA CA******!!!!!!
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Acho que eu nunca ri tanto lendo um review de jogo.
    Vc foi trollado, quando vc comentou comigo que o jogo era ruim e genérico, eu achei que ele só não era bom e que vc tava sendo rabugento como sempre (kkkk), mas depois de ler o relato e ver as imagens, eu tenho que me render e dizer que vc foi bonzinho ao dar a nota pra ele! huahuauhahua
    E esse programador aí de óculos escuros? Quem em sã consciência programa de óculos escuros??????
    Aos que votaram no game e trollaram o Sabat ficam os meus sinceros agradecimentos… kkkkk
    Votação totalmente HUE BR essa… a zueira não teve limites!

    • Cadu

      Outra coisa, a publisher se chama Seika?
      Agora entendi pq o Seiya nunca encontrou a irmã dele no Cavaleiros do Zodíaco, mataram ela depois de jogar essa porcaria aí! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • http://www.retroplayers.com.br Sabat

        XD Eu fui trollado pelos leitores mano… e só 1 deles apareceu ai pra confessar que votou nessa desgraça, e ainda por cima, votou SÓ PRA TER CERTEZA QUE O JOGO ERA RUIM E QUE ELE NÃO ERA DOIDO!!! O Rubens cara, olha o comentário dele lá em cima….

        Mardito!!! E essa da Seika……… putz heim mano….. O TH diria “Tudum TÁ!!” heueueuheuuehuehue

      • Rokuman Senpai

        NYHUAHUAHUAHUAHUAHUUAHUHAUHAUHAUHAUHAUHUAHUAHUHAUHAUHAUHUHAUHAUHAUHAHU

  • Old Hutter

    Grande Sabat! Não conhecia Legend, assim como você, eu admirava o SNES mas era da turma da SEGA na época. Ao menos os gráficos do game são “bons”.

  • Istemthebronx

    Fico tranquilo que não fui eu que indiquei esse jogo e nem pedi…hehehehe…então tou sussegado. Pq eu não dei conta de jogar esse jogo, achei fraco pra cacete tbm. Então passaria de bobs pra frente. ehusahesauihesai

  • Elielson Nascimento

    Fiquei curioso com esse jogo, no fim de semana vou experimentar por 10 minutos pra passar raiva também kkkkkk

    Ótimo review, Sabat! Dei muita risada, mas só fico chateado porque votaram nessa porcaria em vez de votarem em Weapon Lord, um jogo que lançou um sistema de defesa que foi base para um grande sucesso da Namco: Soul Calibur. E eu nunca vi uma retroanálise de WL em nenhum site brazuka…

    O jogo até teve um promo, a promessa era enorme para um novo clássico, na revista Supergamepower 11 teve 2 páginas na seção Pré-Estreia.

    http://www.youtube.com/watch?v=jKtltuEa8z0

    Mas ver um jogo ruim sendo avaliado é… interessante!

    Abraço!

    • http://www.retroplayers.com.br Sabat

      Opa Elielson, beleza? Como foram os 10 minutos? Aposto que não chegou no 11 kkkkkk

      Eu ainda estou tentando entender o que levou o povo a votar nessa lástima maninho… NOSSA viu!!!! E Weapon Lord… nossa, eu não lembrava desse!

      • Elielson Nascimento

        Fala, Sabat! É… não cheguei nos 11 mesmo hahahaha

        Parece um jogo beta, mal acabado mesmo, o personagem tem poucos golpes, inimigos repetidos, pulos bem longos sem dar corridinha fica bem tosco, lentidão… tudo de ruim que vc escreveu na review é verdadeiro. Enfrentei o primeiro chefe, e percebi que acertava ele em alguns momentos mas a barra de life dele não diminuía.. um bug eu acho. jogo péssimo, o Double Dragon 2 do NES é milhões de vezes melhor que isso hahahaha

  • Tassio Bruno Silva

    rindo muuito! rsrsrs “guerreiro musculoso mau humorado resolve sair quebrando a cara de todo mundo sem motivo só por que é legal” cara q texto sensacional e hilario e q game ruuiimmmm!!!! rsrsr

    “em Legend você está fadado a atravessar o mundo dando voadoras em gente tonta, viva com isso.”

    “ainda somos abençoados com a carinha bonita dos imbecis por traz do jogo, olhem só” nunca vi isso num game! rsrsrsr os caras colocaram a foto deless! oiaaaa q dor em sabat? rsrsrs

    Texto sensacional!